Edição digital
Assine já
PUB
Transportes

easyJet já voa de Lisboa para as Baleares e do Porto para Paris-Orly

A easyJet deu este domingo, 26 de março, início aos voos entre Lisboa e Menorca, nas ilhas Baleares, assim como do Porto para Paris-Orly, às quais se juntou esta segunda-feira a nova rota entre a capital portuguesa e Palma de Maiorca.

Publituris
Transportes

easyJet já voa de Lisboa para as Baleares e do Porto para Paris-Orly

A easyJet deu este domingo, 26 de março, início aos voos entre Lisboa e Menorca, nas ilhas Baleares, assim como do Porto para Paris-Orly, às quais se juntou esta segunda-feira a nova rota entre a capital portuguesa e Palma de Maiorca.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Explora Journeys atrasa chegada do EXPLORA II para 12 de setembro
Transportes
Costa Cruzeiros abre vendas de inverno 25/26 e lança novo itinerário nas Canárias
Transportes
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação
Alentejo veio de “Corpo e Alma” a Lisboa para conquistar turistas da Área Metropolitana
Destinos
Nova Edição: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Turismo
Edição Digital: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Edição Digital
Setúbal aprova criação de taxa turística municipal de 2€
Destinos
Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA
Transportes
9 em cada 10 espanhóis viajarão este verão, mas a gastar menos
Destinos
TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié
Transportes

A easyJet deu este domingo, 26 de março, início às ligações aéreas entre Lisboa e Menorca, nas ilhas Baleares, assim como do Porto para Paris-Orly, às quais se juntou esta segunda-feira, 27 de março, a nova rota entre a capital portuguesa e Palma de Maiorca, também nas ilhas Baleares espanholas.

“As ilhas baleares espanholas ficam agora mais perto para os portugueses, com a inauguração da rota da easyJet entre Lisboa e Palma de Maiorca, que se junta à inaugurada este domingo entre a capital portuguesa e Menorca”, destaca a easyJet, num comunicado divulgado esta segunda-feira.

Para Palma de Maiorca, os voos da easyJet decorre às segundas e quintas-feiras, apresentando preços a partir de 20 euros, enquanto os voos para Menorca decorrem aos domingos e quintas-feiras, neste caso, com preços a partir de 29 euros.

“A rota inaugurada hoje [27 de março] junta-se a um conjunto de novas rotas a serem inauguradas pela easyJet este verão, onde também se inclui a ligação diária entre o Porto e Paris (Orly), cujo primeiro voo foi operado este domingo”, acrescenta a easyJet.

Os voos entre o Porto e Paris-Orly fazem parte, indica a companhia aérea, de um conjunto de novas rotas que a easyJet inaugura este verão a partir do Porto e que inclui ligações a Nápoles e Palermo (Itália) e a Glasgow (Escócia).

“Estamos muito entusiasmados com a ligação que iniciámos hoje [27 de março] entre Lisboa e Palma de Maiorca e que se junta às já inauguradas este domingo para ligar Lisboa a Menorca e o Porto a Paris. A easyJet está empenhada em oferecer novas e diversificadas rotas aos portugueses, por isso, inaugurou este fim de semana uma rota importante a partir do Porto – a ligação a Paris – e uma rota que permite viajar para um destino paradisíaco como Menorca, à qual se junta hoje o primeiro voo efetuado entre Lisboa e Palma de Maiorca”, congratula-se José Lopes, diretor-geral da easyJet Portugal.

Reservas e informações podem ser consultadas aqui.  

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Explora Journeys atrasa chegada do EXPLORA II para 12 de setembro
Transportes
Costa Cruzeiros abre vendas de inverno 25/26 e lança novo itinerário nas Canárias
Transportes
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação
Alentejo veio de “Corpo e Alma” a Lisboa para conquistar turistas da Área Metropolitana
Destinos
Nova Edição: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Turismo
Edição Digital: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Edição Digital
Setúbal aprova criação de taxa turística municipal de 2€
Destinos
Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA
Transportes
9 em cada 10 espanhóis viajarão este verão, mas a gastar menos
Destinos
TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié
Transportes
PUB
Transportes

Explora Journeys atrasa chegada do EXPLORA II para 12 de setembro

A companhia de cruzeiros explica que a decisão de atrasar a entrega do navio foi decidida em conjunto com o construtor naval Fincantieri, pois era necessário “mais tempo para os acabamentos finais do navio”.

A Explora Journeys anunciou que a entrega do navio EXPLORA II, o segundo navio da marca de luxo do MSC Group, foi adiada para 12 de setembro, passando o início da viagem inaugural para 16 de setembro.

Segundo a companhia de cruzeiros, a decisão de atrasar a data de entrega do navio foi tomada em conjunto com o construtor naval Fincantieri, que está a construir segundo navio da companhia de cruzeiros.

“Após análises cuidadosas e detalhadas do EXPLORA II, foi decidido que é necessário mais tempo para os acabamentos finais do navio, para garantir os mais elevados padrões de qualidade e luxo e para assegurar que o novo navio cumpre ao máximo a promessa da marca de uma experiência marítima de luxo inigualável”, lê-se na informação divulgada.

A viagem inaugural do também foi atrasada e vai ter, agora, partida a 16 de setembro, contando com saída de Civitavecchia (Roma), Itália, num itinerário de sete noites que passa em Sorrento, a ilha de Lipari, Trapani e Siracusa na Sicília, Valletta em Malta e Tarragona, Espanha.

“Os itinerários começam com todas as partidas de portos facilmente acessíveis, como Civitavecchia, em Itália, e Barcelona, em Espanha, evitando repetições de portos durante as viagens combinadas”, realça a companhia de cruzeiros.

A Explora Journeys encontra-se a “contactar os viajantes com viagens afetadas, diretamente ou através dos seus consultores de viagens, para organizar uma viagem alternativa no EXPLORA II ou no navio-irmão, o EXPLORA I, que também está a navegar no Mar Mediterrâneo”.

Recorde-se que, depois da inauguração, o EXPLORA II vai ficar a navegar no Mediterrâneo Ocidental, contando com “visitas a muitos destinos menos explorados, como Portofino, Porto Cervo, Saint-Tropez, Calvi, Mahón e Monte Carlo, com itinerários que incluem pernoitas e estadias mais longas no porto”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Costa Cruzeiros abre vendas de inverno 25/26 e lança novo itinerário nas Canárias

A Costa Cruzeiros lançou vários itinerários entre dezembro de 2025 e março de 2026, incluindo viagens no Mediterrâneo, Ilhas Canárias, Caraíbas e Emirados Árabes Unidos, bem como uma nova edição da “Volta ao Mundo”. Novidade é ainda um novo itinerário nas Canárias.

A Costa Cruzeiros já abriu as vendas de cruzeiros para a temporada de inverno 2025/2026, disponibilizando uma grande variedade de itinerários, com destaque para uma nova viagem nas Canárias.

Segundo a companhia de cruzeiros, a temporada de inverno 2025/2026 conta com itinerários entre dezembro de 2025 e março de 2026, incluindo viagens no Mediterrâneo, Ilhas Canárias, Caraíbas e Emirados Árabes Unidos, bem como uma nova edição do cruzeiro “Volta ao Mundo”.

No Mediterrâneo, a Costa Cruzeiros vai colocar o Costa Smeralda, navio que vai ter partidas de Barcelona e Palma para viagens de sete noites que passam por Savona, Marselha, Palermo e Civitavecchia/Roma.

No Mediterrâneo, o destaque da Costa Cruzeiros para o inverno 2025/2026 vai para um itinerários pelas Canárias, a bordo do Costa Fortuna, e que conta com partidas de Las Palmas ou Santa Cruz de Tenerife, estando também abrangido pelo programa fly&cruise da Costa Cruzeiros.

“Numa semana de férias, os passageiros podem visitar seis ilhas, incluindo a Madeira, entre extensões de vinhas e canas-de-açúcar, e conhecer cinco ilhas Canárias – Tenerife, La Gomera, La Palma, Lanzarote e Gran Canaria, onde a terra preta e a areia dourada se encontram com o azul do oceano”, destaca a companhia de cruzeiros, na informação divulgada.

Além do Mediterrâneo, a Costa Cruzeiros vai ter oferta também para as Caraíbas, onde vão estar os navios Costa Fascinosa e Costa Pacifica, que, segundo a companhia, “vão realizar cinco itinerários diferentes de uma semana, alternados entre si, que podem ser combinados com o programa de férias únicas de duas semanas”.

Para as Caraíbas, a Costa Cruzeiros também disponibiliza a opção fly&cruise para embarque desde Point-à-Pitre (Guadalupe) ou Fort-de-France (Martinica) no Costa Fascinosa, e de La Romana (República Dominicana) no Costa Pacifica.

“O primeiro dos três itinerários do Costa Fascinosa vai explorar as Antilhas holandesas, incluindo Aruba, Bonaire e Curaçau, entre florestas virgens e mergulho com peixes coloridos. O segundo itinerário permite explorar as diferentes características das Caraíbas, desde as antigas tradições de Santa Lúcia e Barbados à natureza de Antígua e Barbuda. O último itinerário do Costa Fascinosa é dedicado a seis ilhas inesquecíveis, incluindo Trinidad e Tobago, para descobrir os seus coloridos recifes de corais, Barbados e Granada”, refere a companhia.

Já no Costa Pacifica, o primeiro itinerário oferece “uma imersão total na República Dominicana, entre os manguezais de Samaná, as plantações de café de Amber Cove e um dia inteiro em Catalina, a ilha exclusiva da Costa, para mergulhar nas suas águas cristalinas”, enquanto o segundo itinerário explora seis das mais belas ilhas das Caraíbas, com programas para nadar nas piscinas naturais de Tortola e conhecer as tradições rurais de Santa Lúcia.

Nos Emirados Árabes Unidos vai estar também o Costa Toscana, neste caso disponibilizando cruzeiros de uma semana que passam no Dubai, onde está prevista uma escala de dois dias, mas também em Mascate (Omã), Doha (Qatar) e Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos).

As propostas da Costa Cruzeiros para o inverno contam ainda com uma nova opção de Volta ao Mundo, cuja partida decorre a 27 de novembro de 2025 de Barcelona, a bordo do Costa Deliziosa, e que, ao longo de 128 dias, vai passar pelos “quatro continentes, descobrir as paisagens infindas da América do Sul, a natureza espetacular das ilhas do Pacífico, da Polinésia Francesa à Nova Caledônia, passando pela futurista Tóquio e a inesquecível Índia”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro

Os voos sazonais da TAAG entre Luanda e o Porto regressam a 17 de dezembro e vão apresentar preços desde 661,89 euros, não sendo ainda conhecidos mais pormenores sobre a operação da companhia aérea angolana.

A TAAG anunciou que, a 17 de dezembro, vai retomar a operação sazonal para a cidade Invicta, voltando a ligar Luanda, capital angolana, ao Porto, informou a companhia aérea angolana, em nota enviada à imprensa.

“A partir do dia 17 de dezembro poderá viajar para a Cidade Invicta e vice-versa, rever a sua família e amigos, e colecionar mais momentos especiais com a TAAG”, lê-se na informação divulgada, que não contém mais informações sobre a operação.

As viagens da TAAG entre Luanda e o Porto vão apresentar preços a partir de 661,89 euros, mas, por enquanto, os voos ainda não se encontram disponíveis para reserva no website da companhia aérea.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA

Segundo avança a imprensa alemã, o grupo Lufthansa está disposto a fazer novas concessões para concretizar a compra da ITA Airways.

Publituris

O Grupo Lufthansa ofereceu uma nova ronda de concessões à UE relativamente à sua aquisição da ITA Airways, segundo vários meios de comunicação social alemães.

Os reguladores europeus da concorrência estão atualmente a avaliar se o acordo da Lufthansa para comprar a transportadora italiana, que foi anunciado em maio de 2023, pode avançar, esperando-se que uma decisão final possa ser tomada no início de julho.

A UE já afirmou anteriormente que tem preocupações em matéria de concorrência, uma vez que o acordo poderia aumentar os preços dos voos ou “diminuir a qualidade” dos serviços aéreos de e para Itália, incluindo preocupações sobre o domínio da Lufthansa-ITA no aeroporto de Milão Linate e também em algumas rotas transatlânticas.

Em Itália sugere-se que a UE já aceitou as últimas propostas da Lufthansa, que incluem a cedência de 15 a 17 slots diárias em Linate, bem como a autorização de concorrentes para assumirem alguns dos voos de longo curso da ITA de Roma para destinos norte-americanos como São Francisco, Washington, Chicago e Toronto.

De acordo com um relatório da Reuters, estas concessões incluem o início de voos diretos de Itália para a América do Norte por parte de outra companhia aérea, a par de duas transportadoras concorrentes que operam voos indiretos a partir de Itália com uma escala noutra cidade da UE antes de atravessarem o Atlântico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Boeing 737-700

Transportes

TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié

A TAAG, companhia aérea angolana, anunciou a retoma, um ano depois, de voos regulares para a província do Bié, a partir de 2 de agosto, com duas frequências semanais, ligando também o Cuando Cubango.

Publituris

Numa nota da TAAG – Linhas Aéreas de Angola sublinha-se que a retomada dos voos, suspensos desde março de 2023, vai restabelecer a ligação para a cidade do Cuito, capital do Bié, num voo triangular Luanda-Menongue-Cuito, com saídas à terça-feira e sexta-feira.

“Os passageiros (particulares e segmento corporativo) voltam a contar com os benefícios de uma conexão aérea rápida, segura e confortável para a província do Bié, num serviço que será operado por uma aeronave Dash-8 400, com capacidade para 74 passageiros, sendo 64 em classe económica e 10 em classe executiva”, refere-se no comunicado.

Atualmente, a TAAG tem ligações de Luanda para as cidades de Cabinda, Catumbela, Dundo, Huambo, Lubango, Luena, Namibe, Ondjiva, Saurimo, Menongue, Soyo, sendo que, a partir de agosto vai assegurar a conexão ao Cuito, através de voo triangular.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Avis Budget Group apresenta Self-Service Kiosks:

A nova oferta agiliza o processo de recolha do veículo, permitindo aos clientes a recolha das chaves do seu veículo em menos de 30 segundos.

Publituris

O Avis Budget Group dá a conhecer o serviço Self-Service Kiosks em Portugal, uma solução que se traduz na fusão de sinergias entre tecnologia e eficácia no mundo automóvel. O Self-Service Kiosks permite que os utilizadores recolham as chaves do veículo alugado durante o processo de reserva de forma rápida e segura através de uma máquina automática.

O novo Self-Service Kiosks está integrado na app da Avis e permite que os utilizadores tenham uma experiência 100% digital e desfrutem de um processo linear desde a sua reserva à recolha das chaves da sua viatura. Depois de completar a reserva, os clientes verificam facilmente a sua identidade através da app Avis, antes de selecionar ou atualizar o seu veículo e receber o QR Code, que é digitalizado no quiosque para recolher as chaves. Graças a estas soluções, o tempo necessário para recolher as chaves é de menos de 30 segundos!

Estrategicamente posicionados nos principais centros de viagens, como os aeroportos, os quiosques Self-Service ajudam os clientes a evitar filas de espera, com um controlo total do seu itinerário de viagem. Esta última oferta, para além do serviço de check-in digital, e QuickPass, reforça a dedicação do Avis Budget Group na melhoraria da experiência do cliente através da inovação contínua. O investimento reflete-se em dados recentes que revelam que o índice de satisfação (Net Promote Score – NPS) é, em média, de 10 vezes acima do que em clientes que não utilizam os serviços de quiosques Self-Service.

O serviço não tem custos adicionais para membros Avis Preferred, programa de fidelização Avis. Em Portugal, o Self-Service Kiosks está disponível no Aeroporto de Lisboa, Porto e Faro.

Para encontrar as localizações deste serviço noutros países, consulte https://www.avis.com.pt/

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Qatar Airways renova parceria com a UEFA

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Publituris

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea do Qatar explica que esta parceria é uma extensão da anterior, que tinha sido estabelecida em torno do UEFA Euro 2020, e inicia-se com o UEFA Euro 2024, competição que se encontra a decorrer na Alemanha, até 14 de julho.

“Estamos muito satisfeitos por sermos parceiros da UEFA. Como Companhia Aérea Oficial das competições de seleções nacionais masculinas, a Qatar Airways está empenhada em trazer milhares de adeptos à Alemanha para este prestigiado evento”, congratula-se Badr Mohammed Al-Meer, CEo do Grupo Qatar Airways.

O responsável da Qatar Airways revela que a companhia aérea vai abrir, a 1 de julho, uma nova rota para Hamburgo, na Alemanha, que vai contribuir para “reforçar ainda mais” o compromisso da transportadora com a região e apoiar o torneio de futebol.

Com a abertura da rota para Hamburgo, a Qatar Airways passa a voar para cinco destinos na Alemanha e 49 destinos em toda a Europa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

ARAC lança nova publicação digital dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor

A RentMagazine é uma nova publicação em formato digital, lançada pela ARAC e que é dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor.

Publituris

A ARAC – Associação Nacional dos Locadores de Veículos anunciou o lançamento da RentMagazine, uma nova publicação em formato digital, que é dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor.

Num comunicado enviado à imprensa, a associação explica que a RentMagazine é “direcionada para empresários, entidades públicas, fornecedores e clientes, focando-se nesta importante atividade económica”.

“Este novo meio de comunicação visa abordar diversas temáticas relacionadas com o setor, oferecendo informações valiosas e atualizadas para todos os envolvidos”, explica a ARAC, no comunicado divulgado.

Segundo a ARAC, a nova publicação visa “manter os leitores informados sobre as últimas novidades, tendências e regulamentações no setor do aluguer de veículos sem condutor; facilitar a conexão entre empresários, fornecedores e clientes, promovendo o
networking e parcerias estratégicas; oferecer análises detalhadas sobre o mercado, incluindo estatísticas, estudos e previsões futuras; proporcionar conteúdos formativos, ajudando profissionais do setor a aprimorarem suas competências e conhecimentos; e discutir práticas sustentáveis e inovações tecnológicas que possam contribuir para um futuro mais verde no setor de aluguer de veículos”.

A primeira edição da RentMagazine conta com um artigo de opinião do presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Francisco Calheiros, assim como com uma entrevista a Carlos Abade, presidente do Turismo de Portugal, assim como com um ensaio sobre o renovado Nissa Qaskai e artigos sobre as novas regras referentes às cartas de condução e o regulamento Euro 7 quanto a assuntos europeus.

O Guia de Boas Praticas para o rent-a-car e rent-a-cargo também é abordado nesta edição, assim como a Fiscalidade Automóvel, que é abordada num artigo de opinião de  António Brigas Afonso, enquanto o tema “Trabalho – Presente e Futuro” dá corpo a outro artigo de opinião assinado por Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC.

A RentMagazine dedica ainda um espaço à apresentação da V Convenção Nacional da ARAC, que vai decorrer a 18 de outubro, em Óbidos.

“Com um conteúdo robusto e uma abordagem inovadora, a RentMagazine veio
para ficar, prometendo contribuir significativamente para o desenvolvimento
do setor de aluguer de veículos sem condutor”, garante a ARAC, no comunicado divulgado.

A nova publicação pode ser acedida através do website da associação, aqui, e está ainda disponível para download aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Kenya Airways retoma ligação a Moçambique quatro anos depois

A companhia aérea queniana Kenya Airways retomou as ligações diretas entre Nairobi e a capital moçambicana, Maputo, quatro anos depois da suspensão, para “impulsionar” o desenvolvimento socioeconómico, anunciou a empresa Aeroportos de Moçambique (ADM).

Publituris

“Esta retoma marca um passo estratégico significativo nos esforços contínuos da ADM, E.P. para fortalecer a conectividade aérea e impulsionar o desenvolvimento socioeconómico do país”, afirma a empresa em comunicado.

Os voos entre as capitais dos dois países serão realizados três vezes por semana, às quartas, sextas e domingos, segundo informação da companhia queniana, uma das maiores do continente africano, com ‘hub’ em Nairobi.

“Este voo facilitará uma maior movimentação de pessoas e bens, criando novas oportunidades para o comércio, investimento e cooperação entre Moçambique e o Quénia, bem como outras partes da África oriental”, refere a ADM.

Segundo o comunicado da empresa estatal moçambicana, esta ligação direta da Kenya Airways “permitirá um fluxo mais eficiente” de mercadorias entre Nairobi e Maputo, “reduzindo custos logísticos” e o tempo de transporte.

“As empresas moçambicanas terão acesso mais rápido a mercados internacionais, fortalecendo as cadeias de abastecimento e aumentando a competitividade”, lê-se no documento.

A empresa estatal que gere os aeroportos moçambicanos acrescenta que esta ligação vai, igualmente, promover a potencialidade turística de Moçambique: “O voo direto facilitará a chegada de turistas do Quénia e de outros destinos conectados por Nairobi, promovendo Moçambique como um destino turístico atraente”.

A Kenya Airways anunciou em agosto de 2020 a suspensão dos voos para Maputo, aquando de uma reestruturação de rotas no período pós-pandemia de covid-19, que incluiu também a interrupção das ligações para Luanda, capital de Angola.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Transporte aéreo atingirá novo recorde com mais de 40 milhões de voos em 2024

Uma análise da AltIndex, com base em números da Statista e da IATA, dão conta que o setor do transporte aérea prepara-se para bater novos recordes em 2024.

Victor Jorge

Quatro anos após a pandemia, o setor do transporte aéreo não só recuperou totalmente da crise mais profunda da sua história, como também está a caminho de estabelecer um novo recorde em termos de receitas e número de passageiros.

De acordo com os dados apresentados pela AltIndex.com, o setor global das companhias aéreas deverá ultrapassar os 40 milhões de voos regulares e atingir 1 bilião de dólares em receitas (cerca de 933 mil milhões de euros), os valores mais elevados que este mercado alguma vez registou.

Estes números indicam mais 400 milhões de passageiros e 158 mil milhões de dólares de receitas acima do registado em 2019, depois de uma queda catastrófica de 60% no número global de passageiros e de 70% nas receitas no primeiro período da pandemia.

De acordo com o último inquérito da Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA), o setor do transporte aéreo não só igualou como ultrapassou os números de 2019 em fevereiro deste ano e tem continuado a crescer desde então. Com o aumento da procura global de voos, prevê-se que o número total de passageiros aéreos atinja quase cinco mil milhões até ao final de 2024, ou seja, mais 400 milhões do que antes da pandemia.

Embora se espere que a maioria das regiões suba acima dos níveis de 2019, a Ásia-Pacífico registará o maior crescimento em 2024. As estatísticas mostram que o número de passageiros das companhias aéreas na região aumentará 17% em relação ao ano anterior, com a China e a Índia a impulsionarem o crescimento. Espera-se que a Europa registe um sólido aumento de 11% no número de passageiros, seguindo-se o Médio Oriente, a América Latina e a América do Norte com taxas de crescimento anual de 9%, 8% e 7%, respetivamente.

Para além de atingir um número recorde de passageiros, o setor do transporte aéreo também irá gerar “mais receitas do que nunca”, indica a análise da AltIndex. De acordo com a pesquisa da IATA, a receita global do setor de aviação civil deve chegar a quase um bilião de dólares este ano, representando um aumento de 158 mil milhões de dólares em comparação com os números de 2019.

Com 2024 a trazer uma recuperação notável no tráfego aéreo global, as projeções de mercado para os anos seguintes tornaram-se ainda mais otimistas. A IATA prevê que os passageiros das companhias aéreas mundiais cresçam em média 3,8% ao ano durante as próximas duas décadas, resultando em mais de quatro mil milhões de viajantes até 2043.

A Ásia-Pacífico liderará o crescimento entre as regiões, com um aumento médio anual de 5,3% e mais de 2,7 mil milhões de passageiros neste período. Prevê-se que o PIB da região aumente 65% nos próximos 20 anos, fazendo com que o número de viagens per capita quase triplique. Consequentemente, quase metade do tráfego mundial de passageiros em 2043 terá origem ou partida da Ásia-Pacífico, contra 34% no ano passado.

As estatísticas mostram que os mercados europeu e norte-americano crescerão muito mais lentamente, acrescentando cerca de 650 milhões de passageiros nos próximos vinte anos.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.