Assine já
Transportes

MSC Cruzeiros apresenta novo modelo de categorias em webinar na quarta-feira

Webinar decorre a 10 de novembro, pelas 11h00 e pelas 15h00, e vai dar a conhecer o novo modelo de categorias da companhia de cruzeiros, que entra em vigor a 15 de novembro.

Publituris
Transportes

MSC Cruzeiros apresenta novo modelo de categorias em webinar na quarta-feira

Webinar decorre a 10 de novembro, pelas 11h00 e pelas 15h00, e vai dar a conhecer o novo modelo de categorias da companhia de cruzeiros, que entra em vigor a 15 de novembro.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
MSC Cruzeiros investe 1,8MM€ em dois navios Seaside EVO
Homepage
MSC Cruzeiros encomenda quatro novos navios de ultra-luxo
Homepage
MSC Cruzeiros chega aos 20 milhões de passageiros em todo o mundo
Homepage
MSC Cruzeiros aumenta oferta Yacht Club nos novos navios
Homepage

A MSC Cruzeiros vai promover na próxima quarta-feira, 10 de novembro, um webinar para agentes de viagens, no qual vai dar a conhecer o novo modelo de categorias nos seus cruzeiros, que entra em vigor a 15 de novembro.

“Com o lançamento das modernas e premiadas classes de navio nos últimos anos, pudemos oferecer aos nossos Passageiros uma maior escolha de camarotes, assim como experiências a bordo enriquecidas com atividades e serviços inovadores. Tirando partido de todas estas novas e inovadoras funcionalidades, chegou a hora de refletir este mundo de opções no nosso novo Modelo de Categorias e torná-lo ainda mais proveitoso para os nossos Parceiros de Viagens e Passageiros, explica a companhia de cruzeiros, em comunicado.

O webinar vai decorrer através da plataforma Microsoft Teams, pelas 11h00 e também pelas 15h00, devendo os interessados em assistir ao evento da parte da manhã realizar a inscrição aqui, enquanto quem preferir a sessão da tarde pode fazer a inscrição aqui.

Na informação divulgada, a MSC Cruzeiros diz ainda que, em breve, vão ser também “organizadas sessões de esclarecimento dedicadas”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Aviação

Pilotos avaliam SATA/Azores Airlines como a melhor companhia aérea portuguesa para trabalhar

Companhia aérea açoriana obteve 93 pontos em 100 possíveis no inquérito da European Cockpit Association (ECA), que pretendeu apurar qual é, para os pilotos, a melhor companhia aérea da Europa para trabalhar.

A SATA/Azores Airlines é a melhor companhia aérea portuguesa no que toca às condições laborais oferecidas aos pilotos, profissionais que atribuíram à transportadora açoriana uma classificação de 93 pontos em 100 possíveis, no mais recente inquérito da European Cockpit Association (ECA).

O inquérito, que contou com a participação de 5751 pilotos de 136 companhias aéreas europeias, procurou apurar qual é, para os pilotos, a melhor companhia aérea da Europa para trabalhar, desafiando estes profissionais a classificarem as transportadoras segundo uma série de critérios e até uma pontuação máxima de 100 pontos.

De acordo com a SkyExpert, empresa portuguesa de consultoria especializada em transporte aéreo e aeroportos, que analisou os resultados deste inquérito, os resultados desta pesquisa assumem “particular relevância após quase dois anos duros para o setor e para estes profissionais”, que ficaram marcados por “despedimentos, redução do período de trabalho e de salários, incerteza quanto ao futuro e à formação de novos profissionais”.

“Passámos rapidamente de um período em que havia falta destes profissionais antes da
pandemia para um momento de enorme incerteza e em que há um claro excesso de pilotos no mercado, sem esquecer que vários cursos de formação foram interrompidos ou cancelados”, refere Pedro Castro, fundador e diretor da SkyExpert, considerando que as companhias que lideram este ranking “souberam, apesar de tudo, manter o diálogo e a preocupação com os seus pilotos”.

A SATA/Azores Airlines foi a companhia aérea portuguesa que reuniu melhor avaliação, ainda que na lista também apareça a TAP, que se encontra no meio da tabela, assim como a White Airways, a EuroAtlantic e a HiFly, ainda que cada uma destas três transportadoras nacionais reúna menos de 50 pontos.

Já a Air France lidera o ranking, com um total de 98 pontos, seguindo-se a companhia aérea de carga Martinair e a companhia aérea alemã Condor, que ficou na terceira posição. No extremo oposto, encontra-se a Olympus Airways, companhia aérea charter da Grécia, que ocupa a última posição.

O inquérito da ECA visou apurar a opinião dos pilotos sobre as condições laborais oferecidas pelas companhias aéreas europeias, incluindo aspetos como a relação com os sindicatos, acordos de empresa, contratos de trabalho, condições de recrutamento, cultura de empresa e o chamado “work-life-balance” promovido.

O ranking completo resultante do inquérito da ECA pode ser consultado online aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

United Airlines anuncia nova parceria com a Virgin Australia

Parceria, que ainda está sujeita a aprovação governamental, deverá entrar em vigor no início de 2022 e vai oferecer mais opções de viagem entre o continente americano e a Austrália.

A United Airlines e o Grupo Virgin Australia estabeleceram uma nova parceria para melhorar a experiência de viagem entre os EUA e a Austrália, e que vai também oferecer mais benefícios aos membros dos programas de passageiro frequente de ambas das companhias aéreas.

A parceria, que ainda está sujeita a aprovação governamental, deverá entrar em vigor no início de 2022 e vai oferecer aos passageiros da United Airlines, assim como da Virgin Australia, mais opções de viagem entre o continente americano e a Austrália, incluindo ligações para o México, EUA, Caraíbas e América do Sul.

Num comunicado publicado no seu website, a United Airlines explica que a Austrália “sempre foi uma parte importante” da sua rede, motivo pelo qual a companhia aérea norte-americana manteve os voos de passageiros para território australiano durante a pandemia, sendo também a companhia dos EUA com maior número de voos para a Austrália, o que explica agora esta parceria, que vai aumentar o número de destinos através da “rede abrangente” da Virgin Australia.

“Olhando para o futuro, a Virgin Australia é a parceira perfeita para a United. A nossa parceria oferece um valor comercial considerável para ambas as companhias aéreas e um compromisso partilhado de oferecer a melhor experiência de viagem aos nossos clientes”, congratula-se Scott Kirby, CEO da United Airlines.

A United Airlines disponibiliza atualmente voos diretos de São Francisco e Los Angeles para Sidney, capital australiana, e conta retomar, no final do próximo ano, as ligações de Houston e Melbourne.

Com a parceria, os clientes da United Airlines passam a poder voar também para Brisbane, Perth e Adelaide, três das maiores cidades australianas, e ganham acesso a novos benefícios através dos programas de passageiro frequente MileagePlus e Velocity Frequent Flyer, nos quais passa a ser possível resgatar e ganhar milhas nos voos incluídos na parceria.

Paralelamente, os membros premium dos programas de passageiro frequente da United Airlines e da Virgin Atlantico têm também check-in e embarque prioritário, entrega de bagagem prioritária e franquia adicional de despacho de bagagem, autorização de segurança prioritária e acesso ao lounge.

Além de aumentar o número de destinos da United Airlines na Austrália, esta parceria vai também triplicar a oferta da Virgin Australia nos EUA, através da rede doméstica e internacional da companhia aérea norte-americana.

Com este acordo, a Virgin Australia volta também a vender bilhetes em code-share através do seu website, o que deverá arrancar no início de 2022 com a United Airlines, seguindo-se depois outros parceiros internacionais da transportadora australiana.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

35 companhias aéreas e 987 passageiros multados em 12 dias por não falta de teste à COVID-19

Medida que obriga à apresentação de um teste negativo ou de um certificado de recuperação entrou em vigor a 1 de dezembro para prevenir o aumento do número de casos de COVID-19, especialmente da variante Ómicron.

Publituris

Desde que a exigência de apresentação de teste negativo para a COVID-19 ou certificado de recuperação está em vigor, há 12 dias, foram já multadas 35 companhias aéreas e 987 passageiros por terem desembarcado em Portugal sem o referido documento, avança a Lusa, que cita dados revelados esta segunda-feira, 13 de dezembro, pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

Num balanço desta medida para conter o aumento do número de casos de COVID-19, que entrou em vigor a 1 de dezembro, o Ministério da Administração Interna (MAI) avança que, entre 01 e 12 de dezembro, a PSP e o SEF fiscalizaram 377.751 passageiros e 3.843 voos, que resultaram em 987 contraordenações.

Dos 987 autos de contraordenação, 604 foram levantados pela PSP, que controla os passageiros provenientes de voos com origem no espaço Schengen, e 383 pelo SEF, que fiscaliza os viajantes oriundos de países fora do espaço Schengen (fora da Europa).

A Lusa lembra que estão isentos da obrigatoriedade de testes, PCR ou rápido, os passageiros de voos domésticos, os menores de 12 anos e as tripulações.

O MAI indica também que nas 987 contraordenações estão incluídos sete estrangeiros a quem foi recusada a entrada no país por não terem apresentado teste no desembarque, uma vez que apenas é permitida a realização do teste no aeroporto aos cidadãos de nacionalidade portuguesa, estrangeiros com residência em Portugal e pessoal diplomático.

Além dos passageiros, foram também multadas 35 companhias aéreas por terem transportado para Portugal passageiros que não tinham nem um teste negativo à COVID-19, nem o certificado de recuperação.

As companhias aéreas que transportem passageiros sem teste negativo à covid-19 incorrem numa multa entre 20.000 e 40.000 euros por passageiro e os viajantes são também alvo de uma contraordenação por não apresentarem teste à chegada, que pode ter multa entre os 300 e os 800 euros.

Os dados do MAI mostram ainda que foram realizados nos aeroportos 991 teste de diagnóstico à covid-19 a passageiros que entraram no país sem este documento.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

LATAM Airlines alarga horário do check-in

Devido às restrições de viagens e à necessária verificação de documentos motivada pela COVID-19, os balcões de check-in da LATAM Airlines passam a abrir cinco horas antes do voo.

Publituris

Os balcões de atendimento de check-in da LATAM Airlines vão passar a abrir cinco horas antes dos voos, informou a companhia aérea, que justifica a decisão com o “nível de restrições da COVID-19 em viagens e verificações de documentação que devem ser feitas no momento do check-in”.

“Estamos agindo para evitar interrupções e precisamos da sua ajuda para garantir que os clientes tenham as informações corretas e a melhor experiência possível, chegando ao aeroporto com tempo suficiente para fazer o check-in e poder voar connosco durantes essas festividades”, explica a companhia aérea.

A LATAM Airlines pede a todos os agentes de viagens que informem os seus clientes sobre o alargamento do horário do check-in, de forma a que possam chegar “ao aeroporto com antecedência”, o que é “fundamental para minimizar o impacto” da verificação de documentos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Qatar Airways inaugura rota para Odesa

Nova rota da companhia aérea do Qatar, a segunda para a Ucrânia, conta com três voos por semana.

Publituris

A Qatar Airways inaugurou na passada quinta-feira, 9 de dezembro, uma nova rota entre Doha, capital do Qatar, e Odesa, na Ucrânia, disponibilizando três por semana entre as duas cidades.

Com a rota para Odesa, a Qatar Airways passa a contar com duas rotas para a Ucrânia, sendo os voos para Odesa operados em aviões A320, com 12 lugares em classe executiva e 120 em económica.

“O arranque do serviço para Odesa assinala a crescente ligação entre o estado do Qatar e a Ucrânia. Odesa é popular tanto para negócios como para lazer”, afirma Akbar Al Baker, CEO da Qatar Airways, citado num comunicado enviado à imprensa.

A chegada do primeiro voo da Qatar Airways foi assinalada com uma cerimónia no Aeroporto Internacional de Odesa, que contou com a participação de vários representantes da companhia aérea e das autoridades locais, que destacaram a importância dos voos da Qatar Airways.

“Estamos muito contentes por receber a Qatar Airways em Odesa e estamos confiantes que esta será uma cooperação de longo termo e com benefícios mútuos”, considerou Volodymyr Semenchenko, diretor geral do Aeroporto Internacional de Odesa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

TAP já liga Lisboa a Punta Cana

Serão três voos semanais a ligar a capital portuguesa a Punta Cana (Rep. Dominicana), com a TAP a utilizar os novos A330-900neo.

Publituris

A TAP já iniciou os voos que ligam, três vezes por semana, Lisboa a Punta Cana (Rep. Dominicana), ligação essa que será realizada com o A330-900 neo, aeronaves que oferecem a nova cabina Airspace by Airbus.

Os voos entre Lisboa e Punta Cana irão realizar-se à quarta, sexta-feira e sábado, com partida da capital portuguesa às 17:00 e chegada ao aeroporto da República Dominicana às 21:20. Já o regresso será feito pelos voos da TAP com partida de Punta Cana às 23:05 e chegada ao aeroporto Humberto Delgado às 10:35 do dia seguinte (horas locais).

A TAP informa que os voos de ida-e-volta estão disponíveis a partir de 403 euros, com todas as taxas incluídas.

Quanto à aeronave que fará a ligação, o A330-900neo tem 168 lugares em Economy e 96 lugares em EconomyXtra, enquanto na classe executiva a companhia portuguesa oferece 34 lugares.

Novo programa de reservas “com confiança”
O novo programa “Reserve com Confiança” da TAP, iniciado a 1 de dezembro, permite aos viajantes total flexibilidade para alterar as reservas em todas as tarifas, incluindo a discount. Os passageiros podem agora alterar a data, destino ou deixar o bilhete em aberto, sem taxas, nas viagens reservadas até 28 de fevereiro de 2022. “Não há taxa de alteração e não há limite de alterações, mas podem aplicar-se diferenças tarifárias”, informa a TAP em nota de imprensa.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Portugal retoma “dentro de dias” voos comerciais com Moçambique mas apenas para viagens essenciais

Segundo Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, os passageiros destes voos devem apresentar um teste negativo antes do embarque, outro à chegada e realizar ainda um período de quarentena.

Publituris

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, revelou esta sexta-feira, 10 de dezembro, que os voos comerciais entre Portugal e Moçambique vão ser retomados “dentro de dias”, mas apenas para viagens essenciais e desde que os passageiros apresentem um teste realizado antes do embarque, outro à chegada e realizem um período de quarentena.

Segundo Augusto Santos Silva, citado pela Lusa, o despacho que determina o fim da suspensão envolve os ministérios dos Negócios Estrangeiros, da Administração Interna, da Saúde e das Infraestruturas e está a ser elaborado.

O governante realçou, no entanto, que os voos destinam-se apenas a viagens essenciais, nomeadamente por questões relacionadas com “trabalho, estudo, reunificação familiar, regresso de residentes de Portugal ou de residentes em Portugal a Portugal”.

Augusto Santos Silva revelou ainda que os voos de repatriamento que já estavam agendados vão, contudo, ser realizados tal como estava previsto, antes de “cadência normal dos voos comerciais” se iniciar.

Augusto Santos Silva recordou que “na origem desta suspensão esteve a irrupção de uma nova variante e a necessidade das autoridades sanitárias disporem de tempo suficiente para analisar com cuidado os efeitos da nova variante”.

“Entretanto, no decurso deste tempo, as autoridades sanitárias e científicas puderam já conhecer melhor a variante, conhecer a capacidade de resposta a essa variante das vacinas que estão a ser aplicadas e esse conhecimento permite-nos baixar o nível das restrições, ainda com muito cuidado, porque é preciso ser muito cauteloso na gestão da pandemia”, disse.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Ryanair lança cartões de oferta

A partir de 25 euros, a Ryanair coloca á disposição um “Cartão de Oferta” que inclui mais de 230 destinos na Europa.

Publituris

A Ryanair acaba de lançar os “Cartões de Oferta”, com preços a partir dos 25 euros, no que diz ser “a solução perfeita para todas as pessoas indecisas na hora de comprar presentes de última hora neste Natal”, lê-se na nota de imprensa.

Os “Cartões de Oferta” da companhia low cost podem ser enviados diretamente para o email e podem ainda ser personalizados com uma saudação à escolha, salientando a companhia liderada por Michael O’Leary tratar-se “de uma excelente opção para as empresas que procuram uma forma de surpreender os seus funcionários e recompensá-los pelo seu trabalho árduo durante todo o ano”.

Os “Cartões de Oferta” da Ryanair já se encontram à venda e incluem mais de 230 destinos por toda a Europa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Azores Airlines escolhe AVIAREPS como GSA em Espanha e Alemanha

A Azores Airlines pretende expandir ainda mais a sua presença na Alemanha e em Espanha e aumentar o seu número de passageiros, tendo escolhido a AVIAREPS como seu GSA em ambos os mercados.

A Azores Airlines acaba de nomear a AVIAREPS como seu agente geral de vendas (GSA) para os mercados espanhol e alemão, anunciou a transportadora aérea.

Com a nomeação, a companhia aérea açoriana pretende expandir ainda mais a sua presença nestes mercados e aumentar o seu número de passageiros de e para a Alemanha e Espanha.

As equipas de especialistas locais da AVIAREPS em ambos os mercados serão responsáveis pelas atividades de vendas, marketing, reserva e emissão de bilhetes da companhia aérea.

A AVIAREPS é considerada líder mundial em representação de turismo, aviação e unidades hoteleiras, com 64 escritórios em 47 países.

A partir do seu hub na ilha de São Miguel, a Azores Airlines liga os Açores à Europa e à América do Norte. Durante o verão, a companhia aérea vai operar voos diretos da Alemanha (Frankfurt e Düsseldorf), e Espanha (Barcelona), para os Açores várias vezes por semana. Os voos serão operados a partir de abril de 2022 e já podem ser reservados no site.

Citado pelo comunicado, Mário Chaves, COO da transportadora aérea, justifica, assim, a recente nomeação do novo GSA: “De momento estamos a expandir a nossa rede internacionalmente, e a Alemanha e Espanha são dois mercados-chave na Europa”. Neste sentido, “a nossa parceria com a AVIAREPS vai ajudar-nos a expandir e fortalecer as relações turísticas entre os Açores e a Europa continental”, disse ainda.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Transportes

Grupo Royal Caribbean prolonga programa ‘Cruzeiro com Confiança’ até 31 de janeiro

Programa de cancelamento do Grupo Royal Caribbean passou a ser válido para reservas realizadas até 31 de janeiro e cruzeiros com partida até 31 de maio de 2022.

Publituris

O Grupo Royal Caribbean International, que detém as companhias Royal Caribbean International, Celebrity Cruises e Azamara, estendeu o programa de cancelamento “Cruzeiro com Confiança”, que passou agora a ser válido para reservas realizadas até 31 de janeiro, indica o grupo de companhias de cruzeiros, que é representado pela Melair Cruzeiros em Portugal.

“Este programa foi criado para lhe dar maior tranquilidade no planeamento das férias dos clientes e aplica-se a reservas até 31 de janeiro de 2022, em cruzeiros com data de partida até 31 maio 2022″, explica o Grupo Royal Caribbean em comunicado.

Através deste programa, os clientes das companhias do grupo podem optar pela alteração da reserva através de duas modalidades, concretamente o cancelamento da reserva até 48 horas antes da partida em substituição por um Certificado de Cruzeiro Futuro no valor de 100%, que é nominal e não reembolsável, bem como pelo melhor, que garante “a melhor tarifa e promoção aplicada à reserva até 48 horas antes da data de partida”, ainda que a aplicação desta modalidade não seja automática e deva ser solicitada por e-mail.

No cancelamento da reservas, o grupo refere que “caso a reserva tenha sido efetuada com uma tarifa regular, e se encontrar fora do calendário de penalidades (90 dias antes da data de partida)”, o cliente poderá decidir pelo “cancelamento da mesma, sem qualquer gasto de cancelamento”, mas se a reserva tiver sido efetuada “ao abrigo de uma Tarifa de Depósito Não Reembolsável”, ao optar pelo cancelamento da reserva, antes da data de pagamento final, o cliente receber “um Certificado de Cruzeiro Futuro no valor do depósito, sem qualquer penalidade”.

O Grupo Royal Caribbean explica ainda que, no caso do cancelamento da reserva, os Certificados para um Cruzeiro Futuro “são válidos até 31 de maio de 2022, e aplicáveis em cruzeiros com data de partida até 31 dezembro 2022 ou até 12 meses a contar da data de partida do cruzeiro original cancelado (aplica-se o prazo que for maior)”.

“Além de diminuir as preocupações dos hóspedes com as suas reservas, este programa aumenta a confiança do consumidor para efetuar novas reservas, sabendo que são permitidas alterações de última hora”, acrescenta o grupo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector do turismo, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias do Turismo. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.