2018 foi o melhor ano de sempre da rede Bestravel

Por a 2 de Fevereiro de 2019 as 20:30
Carlos Baptista, administrador da Bestravel

A rede Bestravel alcançou em 2018 o seu melhor ano de sempre, tendo crescido 29% em vendas e 22% em margem face a 2017. Estes crescimentos são ainda mais evidenciados pelo administrador da Gecontur, proprietária da marca Bestravel, Carlos Baptista, uma vez que foram alcançados com 49 agências, comparando com as 74 em 2011. “Tínhamos o maior número de agências nessa altura, desde então a produção média por loja cresceu 64%, o que é uma evolução bastante significativa”, referiu o responsável, num encontro com a imprensa, à margem da XV convenção da rede que se realiza até este domingo na Madeira.

Portugal continental e ilhas representaram a maior fatia de vendas da rede. Em 2018, a Bestravel faturou entre 9 a 10 milhões nos destinos portugueses. Os Açores, onde a rede realizou a sua convenção anual em 2018, registou o maior crescimento. “Duplicámos a nossa produção nos Açores face a 2017 e acreditamos que possa ter a ver com o facto de termos realizado lá a nossa convenção”. Também a Madeira registou um crescimento expressivo de 35% de clientes para o destino. Carlos Baptista olha para esta tendência de crescimento dos destinos portugueses como uma mudança de paradigma, mas alerta: “O papel das agências de viagens no fomento do Turismo Interno e na economia do país nem sempre é valorizado, falando-se apenas do incoming”.

A seguir aos destinos portugueses, os mais vendidos foram Espanha, com destaque para a costa e ilhas espanholas, as Caraíbas, Cabo Verde (com destaque para o Sal) e o Brasil.

Em termos percentuais, a Tunísia, por força da “colocação de produto no mercado”, também evidenciou um crescimento.

Abertura de lojas
Em 2018, a Bestravel abriu quatro novas agências (Lousada, Massamá, Santarém e Vila Nova de Gaia), preparando-se para abrir, no dia 9 de fevereiro, uma agência em Évora. Das novas agências, duas (Santarém e VN de Gaia) são de franchisados que abriram a sua segunda franquia. Segundo o administrador, esta é uma tendência, já que no ano passado algumas das aberturas foram igualmente de franchisados que abriram a sua segunda agência. “É um sinal de confiança pelo trabalho que temos desenvolvido e no próprio mercado”, afirma.

Com o total de 53 agências atualmente, Carlos Baptista esclarece que a Bestravel não tem intenção de abrir mais do que quatro agências por ano. “Esse seria o número ideal”, defende. “Não queremos ter mais de 65 agências enquanto rede Bestravel”, acrescenta. A razão está no facto de quererem “potenciar e cuidar muito bem da marca, sem a pressão de ter que abrir agências só por causa do aumento do volume”.

A Gecontur, que detém também o agrupamento de agências GPA, quer crescer por esta via e na próxima edição da Bolsa de Turismo de Lisboa vão estar presentes com os seus franchisados da Bestravel e as agências GPA (que atualmente são quatro). A convenção deste ano já foi aberta ao agrupamento.

“Recebemos centenas de pedidos de interesse para fazer parte da rede Bestravel, temos dezenas de reuniões e daí saíram quatro aberturas. Não queremos perder estes critérios apertados. No entanto, podem juntar-se pela via do agrupamento”, afirma o responsável da Bestravel.

Perspetivas para 2019
O ano de 2019 está a começar bem e globalmente a produção da rede está, neste momento, acima do ano passado, mas Carlos Baptista alerta que “não é um barómetro para o resto do ano”, podendo significar apenas vendas antecipadas.

Segundo o administrador da rede, “pairam algumas dúvidas se todas as operações colocadas no mercado vão ser feitas como estão programadas ou se, à semelhança do ano passado, vão ser alteradas”, e isso tem a ver, sobretudo, “com o estrangulamento do aeroporto de Lisboa”.

Até à data, Carlos Baptista considera que “a oferta dos operadores está equilibrada”, apesar de estarem a surgir novos players em produtos já maduros e novos produtos.

Com o tema “Empower the people”, a XV convenção da Bestravel realizou-se no Hotel Savoy Saccharum Resort & Spa, contando com 215 participantes, a presença de 50 agências (48 franchisadas Bestravel e 2 GPA) e, ainda, 41 parceiros.

A abertura do evento teve a presença de Paula Cabaço, Secretária Regional do Turismo e Cultura da Madeira, e Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT.

Uma novidade na convenção deste ano foi a realização de dois painéis de debate sobre o sector. O primeiro sobre “Outras Realidades da Distribuição”, com a intervenção de António Loureiro, country general manager, Portugal,  Espanha, Angola, Moçambique e Cabo Verde da Travelport, João Santos, CEO, da Bubble Surprise e Roberto Santa Clara, Executive Director da Associação de Promoção da Madeira. O segundo painel teve como tema “O Futuro da Aviação” e contou com a participação de Cláudio Santos, diretor da Amadeus IT Group Portugal, João Trigo, senior, account manager da Lufthansa Group e Rui Colmonero, advogado da APAVT.

O evento encerrou com o habitual jantar de gala e cerimónia de prémios, que contou com o apoio da Travelport e a participação da Associação de Promoção da Madeira.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *