OMT: Chegadas internacionais com maior crescimento no 1.º semestre desde 2010

Por a 7 de Setembro de 2017 as 17:55
Aeroporto do Porto

As chegadas de turistas internacionais subiram 6% ao longo do primeiro semestre do ano, atingindo 598 milhões, 36 milhões a mais que em igual período do ano passado, naquele que é o maior crescimento registado nos primeiros seis meses do ano, desde 2010, segundo dados revelados esta quinta-feira, 7 de Setembro, pela Organização Mundial de Turismo (OMT).

“Os números de visitantes reportados pelos destinos de todo o mundo reflectem uma procura forte nas viagens internacionais, durante a primeira metade de 2017”, destaca a OMT, que cita os dados apurados pelo seu último World Tourism Barometer.

De acordo com o barómetro da OMT, o maior crescimento ao nível das chegadas internacionais teve lugar na região do Medio Oriente, onde a subida deste indicador foi de 9%, seguindo-se a Europa e África, com um acréscimo de 8%, enquanto o crescimento na Ásia-Pacifico foi de 6%, descendo para apenas 3% no continente americano.

A OMT considera que os dados permitem retirar bons indicadores para o resto do ano, uma vez que o primeiro semestre costuma representar 46% do total de viagens internacionais ao longo de um ano, enquanto o segundo semestre costuma ser superior, já que inclui os principais meses de época alta no hemisfério Norte, concretamente Julho e Agosto.

Apesar do crescimento ter sido comum a todas as regiões, a OMT destaca os destinos mediterrânicos, que lideraram a subida nas chegadas internacionais, com a Europa do Sul e Mediterrâneo a apresentarem um acréscimo de 12%, enquanto o Norte de África cresceu 16% e o Médio Oriente subiu 9%.

“Esta tendência é impulsionada pelo esforço continuado de muitos destinos da região, combinado com uma recuperação significativa dos destinos que sofreram diminuições nos anos anteriores, como a Turquia, o Egipto e a Tunísia”, refere a OMT em comunicado à imprensa.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *