» Textos: Patrícia Afonso

» Fotos: DR

» Data: 13 de Novembro de 2015 as 15:52

 
Destinos

África do Sul quer reforçar relações com parceiros portugueses

Reed Mkhohliso foi o nome escolhido para o Primeiro Secretário da Embaixada da África do Sul em Portugal, responsável pela promoção das áreas do Turismo, Negócios e Investimento sul-africanos. Ao Publituris, o responsável fala sobre a estratégia de promoção do destino.

 

Reed Mkhohliso foi o nome escolhido para o Primeiro Secretário da Embaixada da África do Sul, responsável pela promoção das áreas do Turismo, Negócios e Investimento sul-africanos em Portugal nos próximos quatro anos. Ao Publituris, o responsável manifestou o seu entusiasmo com este novo cargo em terras lusas, que considerou “interessante”.
“Esta vinda para Portugal é muito entusiasmante”, afirma o responsável sul-africano, considerando o destino “interessante”. “Portugal e África do Sul são países maravilhosos” e têm ligações de há muitos séculos, afirmou Reed Mkhohliso, recordando o tempo de Bartolomeu Dias, o navegador português que liderou a primeira viagem europeia a desembarcar no território que actualmente compreende a África do Sul.

ESTRATÉGIA
Sobre a estratégia que África do Sul quer levar a cabo para promover o destino junto do trade e turistas portugueses, Reed Mkhohliso explicou que esta é “de médio e longo prazo” e tem em consideração os parceiros do destino em Portugal: “Por exemplo, queremos reforçar as relações existentes com os nossos parceiros, como a ATR, o GSA que representa a SAA-South African Airways em Portugal e estamos a trabalhar muito bem com eles.” Acrescem os demais parceiros nomeados pelo Primeiro Secretário da Embaixada da África do Sul, como as Viagens Abreu, Across, Novotours, Top Atlântico e a Mundial Travel.

“Mas também vamos continuar a participar em feiras e eventos de Turismo, como o roadshow d’Os Especialistas e o Mundo Abreu. O objectivo é fortalecer as relações e vamos continuar a fazer uso da social media, como o Facebook, newsletters, etc.”, explicou Reed Mkhohliso.

1302_pg14_1
“CURRICULUM VITAE

O novo Primeiro Secretário sul-africano em Portugal, Reed Mkhohliso, é formado em Estudos Políticos e tem duas pós-graduações em Economia Política e Diplomacia. Originário da província do Free State, estudou na África do Sul e EUA, onde recebeu, em 2008, o Arkansas Traveller Award atribuído pelo Governador Mike Huckabee.

Questionado sobre uma eventual presença na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, o responsável da Embaixada da África do Sul considera a iniciativa como “uma feira óptima, que tem estado a melhorar”, contudo, o destino não participa por uma questão de verbas: “O nosso orçamento não é muito grande devido às medidas de contenção de Pretoria. Portanto, por agora, trabalhamos com o que temos, mas seria bom participarmos.”

PORTUGAL
Com uma média anual de 50 mil turistas portugueses, África do Sul tem “de tudo para toda a gente”, diz o responsável da embaixada, precisando que os safaris e a Cidade do Cabo “são os produtos que mais atraem os portugueses, interagindo com o ‘Big Five’ [os cinco mamíferos selvagens de grande porte mais difíceis de serem caçados pelo homem: o leão, elefante africano, búfalo-africano, leopardo e o rinoceronte]”, de onde se destaca o Kruger Park, onde a protecção e os tours didácticos e realizados com guias profissionais são uma mais-valia.
“Há uma coisa que aprendi que os portugueses adoram, que são os pinguins. Na Cidade do Cabo há uma grande colónia de pinguins e isso é um destino que, como é óbvio, estamos a promover, as pessoas apaixonam-se por estas criaturas. Também temos a observação de baleias, perto da Cidade do Cabo, e sei que também há em Portugal, mas lá pode-se estar a beber um café e a ver os cetáceos. Estas são as duas novas tendências”, adianta Reed Mkhohliso, destacando ainda o mergulho para os turistas mais amantes da adrenalina.
Por fim, o responsável sul-africano destaca a Cultura, salientando as raízes portuguesas, o Cabo de Boa Esperança, o Museu Dias na Baía Mossel ou as alusões a Fernando Pessoa em Durban.
Actualmente, Portugal é o sétimo maior emissor europeu para a África do Sul. “Portugal tem estado constantemente no top10”, indicou o Primeiro Secretário da Embaixada da África do Sul em Portugal, referindo que a tabela é liderada por mercados como o Reino Unido, Alemanha, Países Baixos, França e Bélgica.  ¶

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *