WTTC pede menos taxas turísticas em Portugal

Por a 10 de Dezembro de 2012 as 10:44

O presidente e CEO do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), David Scowsill, pediu ao Governo português para evitar criar mais taxas turísticas. “Portugal está a passar por um período económico difícil, mas o Governo deve evitar taxar os turistas como forma de conseguir mais facilmente fundos. A longo prazo, isto será contraproducente, porque vai ferir a competitividade do turismo. Os aumentos dramáticos no IVA do golfe e da restauração, além da proposta para se introduzirem novas taxas, como no Algarve, são medidas que vão prejudicar o turismo”.

Esta foi a mensagem deixada por David Scowsill no congresso da APAVT, que terminou este domingo, em Coimbra.

O WTTC lembra que “Portugal é mais dependente do turismo do que a maioria dos outros países”. No ano passado, este sector contribuiu com 26,2 mil milhões de euros para o PIB, ou seja, 15,2% do total. Por outro lado, suporta 866,500 empregos directos e indirectos, o que equivale a 17,8% do emprego total.

“O turismo é vital para a economia portuguesa e uma força de desenvolvimento económico. Numa altura de incerteza económica e aumento do desemprego, é ainda mais importante que esta indústria vital possa continuar a contribuir para o crescimento económico e criação de emprego”, alertou o presidente do WTTC.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *