Macau recebeu menos 4,7% de visitantes em Janeiro

Por a 27 de Fevereiro de 2018 as 11:20

Em Janeiro, Macau recebeu mais de 2,7 milhões de visitantes, número que representa uma descida de 4,7% face a Janeiro de 2017, segundo a Lusa, que cita informação avançada pelos Serviços de Estatística e Censos de Macau (DSEC).

A descida face a igual mês do ano anterior é explicada pelo facto de, em 2017, as comemorações do Ano Novo chinês terem decorrido em Janeiro, o que não aconteceu este ano, com as celebrações a decorrerem apenas em Fevereiro.

A China e Hong Kong continuam a ser os dois principais mercados emissores de turistas para Macau, com mais de 1.9 milhões e 438 mil visitantes contabilizados, respectivamente, seguindo-se a Coreia do Sul, que ultrapassou Taiwan como o terceiro mercado para Macau, depois de um crescimento de 20,2%, num total de 97.861 visitantes. Taiwan ficou no quarto lugar, com 83.591 turistas.

Quanto a países ocidentais, o principal destaque vai para os EUA, com 14.474 visitantes, seguindo-se o Canadá, com seis mil visitantes, e o Rio Unido, que não chegou aos quatro mil turistas. Já a Austrália registou um aumento no número de turistas que visitaram Macau, ficando perto dos 10 mil visitantes.

Apesar das autoridades macaenses atribuírem a quebra sentida em Janeiro às comemoração do Ano Novo chinês, numa comparação mensal com Dezembro, a descida do número de visitantes em Macau é ainda mais acentuada e ronda os 10,2%, com o território a receber pouco mais de três milhões de visitantes no último mês de 2017, que, ainda assim, registou o número mensal mais elevado desde Agosto de 2014.

Já o período médio de permanência dos visitantes situou-se em 1,3 dias, mais 0,2 dias em termos anuais, enquanto os períodos médios de permanência dos turistas e dos excursionistas se mantiveram nos 2,1 e 0,2 dias, respectivamente.

No acumulado de 2017, o número de visitantes contabilizados em Macau foi de 32,61 milhões de visitantes, mais 5,4% do que em 2016.

 

 

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *