Expansão do CCB em debate público

Por a 22 de Dezembro de 2017 as 12:31

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou quinta-feira, 21 de Dezembro, uma proposta que declara que a expansão do Centro Cultural de Belém (CCB) é uma intervenção de interesse excepcional, abrindo um período de debate público sobre as intervenções para a expansão da infraestrutura.

Segundo a Lusa, que teve acesso à proposta que foi apreciada em reunião privada do executivo camarário, o texto refere que a “Fundação Centro Cultural de Belém […] remeteu em 05 de Maio de 2017 à apreciação da Câmara Municipal de Lisboa […] o pedido de informação prévia para obter a viabilidade para a promoção da construção dos módulos quatro e cinco do CCB”, que vão integrar um hotel de cinco estrelas e uma galeria comercial.

Recorde-se que a construção destes dois módulos estava já prevista no projecto original do CCB, datado de 1989 e da autoria dos arquitectos Vittorio Gregotti e Manuel Salgado, que é actualmente o vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa.

As duas parcelas somam uma área total de 20.198 metros quadrados e prevê-se que o hotel “tenha cerca de 150 quartos e 40 apartamentos”, sendo “constituído por dois volumes elevados com quatro pisos, de modo a alinhar com a altura dos módulos” já existentes, com “terraços ajardinados” no topo, para uso “exclusivo dos utilizadores do empreendimento turístico”.

O projecto aponta ainda que “a construção dos novos espaços públicos será um ónus do promotor”, numa área total de 8.761 metros quadrados, estando previsto o “prolongamento da Rua D. Lourenço de Almeida, em direcção à Avenida da Índia, tornando-a uma via de circulação de sentido único”, uma nova praça, e ainda um “percurso pedonal de ligação ao Bairro do Bom Sucesso”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *