Miguel Quintas desiste de candidatura à APAVT por “pressões de vários quadrantes”

Por a 12 de Setembro de 2017 as 16:13

Miguel Quintas desistiu da sua candidatura à Presidência da Associação das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), alegando “pressões de vários quadrantes”, segundo comunicado enviado à imprensa.

“Desde o anúncio da minha candidatura que tenho sentido pressões de vários quadrantes, inclusive de entidades que não estão diretamente ligadas à APAVT, para desistir”, justifica Miguel Quintas.

De acordo com a informação enviada à imprensa, as “pressões” invocadas por Miguel Quintas terão alastrado também aos membros da sua lista e apoiantes, pelo que o candidato optou por retirar a sua candidatura.

“Como líder de campanha, não posso, não consigo, nem devo exigir este esforço a ninguém, em nome de um trabalho que no final do dia, não alimenta as próprias famílias. Por este motivo, decidi apresentar a desistência da campanha “A APAVT é de Todos”.

Miguel Quintas diz-se desapontado com o resultado deste processo e destaca que esta “decisão torna-se ainda mais difícil depois de receber, ainda nesta fase inicial da campanha, o apoio de mais de 90 associados”.

Apesar da decisão, Miguel Quintas agradece o apoio recebido e assegura que as suas “convicções não mudaram”, continuando a acreditar “que a APAVT tem de mudar”, ainda possa não ser este o momento certo.

A terminar a nota informativa, Miguel Quintas deseja “o maior sucesso” ao actual presidente da associação e candidato a um novo mandato, Pedro Costa Ferreira, fazendo votos “de que seja um bom presidente para a APAVT e para os seus associados no próximo triénio” e instando os seus apoiantes a unirem-se “em torno de uma APAVT forte”.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *