Assine já
Destinos

Casal dos Patos recebe primeira Marca Lourinhã

A Marca Lourinhã pretende distinguir os produtos, bens e serviços característicos do concelho da Lourinhã.

Publituris
Destinos

Casal dos Patos recebe primeira Marca Lourinhã

A Marca Lourinhã pretende distinguir os produtos, bens e serviços característicos do concelho da Lourinhã.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Termas de Chaves tem novos produtos para a reabertura
Homepage
Faro volta a promover formação sobre o potencial turístico do destino
Homepage
Algarve: “Estamos preparados para o Brexit”
Homepage
Brexit: continua tudo igual para os viajantes britânicos até ao final de 2020
Destinos

A Câmara Municipal da Lourinhã atribuiu na passada sexta feira, 9 de Janeiro, o primeiro certificado Marca Lourinhã à unidade de alojamento turístico Casal dos Patos, localizada na Praia da Areia Branca.

A cerimónia foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, João Duarte Carvalho, e contou com a presença do restante executivo, de Christel Ruppert-Hahn e Peter Hahn, proprietários do Casal dos Patos e da gestora do empreendimento Halyna Malik.

O Presidente da autarquia enalteceu o trabalho de qualidade que, há mais de três décadas, os proprietários do Casal dos Patos têm vindo a desenvolver na defesa do turismo concelhio e na captação de visitantes estrangeiros e referiu ainda a importância da entrega do primeiro certificado a uma empresa que dá cartas numa área de extrema relevância para a economia local – o Turismo.

João Duarte Carvalho adianta: “Hoje assinalamos a atribuição do primeiro certificado Marca Lourinhã mas em breve contaremos com mais empresas a fazerem parte deste projeto. Temos recebido vários pedidos de informação e candidaturas que estão a ser analisadas e às quais iremos responder a curto prazo. Recordo que com este projeto a autarquia pretende distinguir os produtos, bens e serviços característicos do concelho e valorizar quem investe na Lourinhã e quem se dedica a impulsionar a economia local.”

A Marca Lourinhã é propriedade da Câmara Municipal e só pode ser utilizada após aprovação de um grupo de trabalho da autarquia que avalia os processos de candidatura e as características inerentes a cada produto, bem ou serviço candidato.

Os produtos e/ou serviços a serem aprovados deverão possuir as seguintes características: ser um produto com origem e / ou serviço prestado no concelho da Lourinhã; contribuir para a consolidação da notoriedade nacional e internacional do concelho; contribuir para diferenciação e valorização dos produtos e/ou serviços com origem local e contribuir para o desenvolvimento da atividade económica local.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Gabinete de Apoio ao Empresário da Câmara Municipal da Lourinhã.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

TAP mantém liderança nas ligações aéreas entre o Brasil e a Europa

No primeiro semestre do ano, a TAP transportou 28% do total de passageiros que viajaram entre o Brasil e o continente europeu, média que mantém a companhia aérea nacional como líder nas ligações aéreas entre os dois destinos.

No primeiro semestre do ano, a TAP transportou 640 017 passageiros entre o Brasil e a Europa, número que traduz um aumento de 526% face a igual período de 2021 e que representa 28% do total de passageiros transportados nas rotas que ligam o Brasil ao continente europeu.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea de bandeira nacional sublinha que os números confirmam a liderança da TAP enquanto “principal companhia aérea que liga o Brasil à Europa”.

“Com 3.129 voos no primeiro semestre deste ano, é a primeira companhia aérea para a Europa e a terceira maior companhia aérea internacional em número de descolagens, o que representa um aumento de 130% em comparação com o mesmo período em 2021”, acrescenta a TAP, na informação divulgada.

No Brasil, a TAP já está a operar 86% da capacidade do período pré-pandemia, o que prova que o Brasil “continua a ser um dos mercados prioritários para a TAP Air Portugal”, que garante que vai continuar a investir no mercado brasileiro.

Atualmente, a TAP conta com voos diretos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Natal, Maceió, Porto Alegre, Recife e Salvador para Lisboa, aos quais se juntam ainda os voos de São Paulo e Rio de Janeiro para o Porto.

“No total, existem 11 cidades no Brasil (13 rotas) que a TAP liga diretamente à Europa. Para o Verão europeu, a TAP irá operar 76 voos por semana entre o Brasil e Portugal, o maior número de voos entre as companhias aéreas estrangeiras que operam no Brasil”, indica ainda a companhia aérea.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Estudo encomendado pelo Porto de Lisboa confirma “relevante contributo económico dos cruzeiros”

Estudo encomendado pela Administração do Porto de Lisboa (APL) apurou que cada cruzeirista que chega à capital portuguesa gasta, em média, 82 euros na cidade, essencialmente em restauração, alojamento e transportes.

A Administração do Porto de Lisboa (APL) e a Lisbon Cruise Port encomendaram um estudo que veio confirmar “o relevante contributo económico dos cruzeiros para a cidade de Lisboa”, uma vez que apurou que cada cruzeirista que chega à capital portuguesa gasta, em média, 82 euros na cidade, essencialmente em restauração, alojamento e transportes.

“Numa altura em que estamos a recuperar das consequências de dois anos de pandemia, os passageiros de cruzeiros revelam-se fundamentais para a recuperação de atividades como a restauração e os transportes”, considera Ricardo Medeiros, vogal da Administração Porto de Lisboa (APL).

De acordo com o estudo, que foi realizado pela Netsonda para a APL e Lisbon Cruise Port, a “média das despesas por pessoa é superior aos números conhecidos até agora”, sendo também possível perceber que os turistas que visitam Lisboa em cruzeiros têm um “maior poder de compra” e optam por ficar em hotéis de quatro e cinco estrelas, antes e depois da viagem de cruzeiro.

O estudo realizado para a APL indica também que estes turistas apresentam uma forte satisfação com a escala na capital portuguesa, sendo 96% os cruzeiristas que admitem regressar a Lisboa numa viagem de lazer.

Já sete em cada 10 passageiros optam por visitar a cidade a pé e mais de metade frequentam cafés e restaurantes lisboetas durante o período de visita à cidade, enquanto um terço visita atrações turísticas, 45% faz compras e um quarto utiliza transportes.

Por nacionalidades, destaque para os americanos, que são os que mais vão a restaurantes/cafés, enquanto os italianos dominam nas visitas a locais turísticos e os britânicos são os que mais fazem compras em lojas.

“São os passageiros que embarcam (no modelo turnaround) que mais contribuem para o valor dos 82 euros, com uma média de despesas de 367 euros por pessoa (37 euros no caso dos que estão em trânsito)”, revela ainda o estudo, que apurou que quase 90% dos passageiros que embarcam escolhem hotéis de cinco e quatro estrelas (43% e 46% respetivamente).

“Estes são dados que atestam que estamos a assistir a uma transformação do perfil da atividade e dos passageiros de cruzeiros, no sentido de uma maior qualificação e valorização”, destaca o Porto de Lisboa, no comunicado divulgado.

Os passageiros de turnaround que desembarcam em Lisboa passam uma média de 1,5 dias na cidade, sendo que esse número sobe para 2,1 dias no caso dos que embarcam na capital, sendo que a maioria dos passageiros em trânsito prefere visitar Lisboa a pé (69%).

O estudo foi realizado entre 9 de abril e 23 de maio, e envolveu a realização de 853 entrevistas a passageiros em trânsito e em turnaround.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Hotelaria algarvia superou números de 2019 em julho

Segundo a AHETA, o “Algarve superou, em julho, os números de 2019, o melhor ano turístico de sempre”, depois de registar uma taxa de ocupação de 87,7%, valor que ficou 4,3 pontos percentuais acima de igual mês pré-pandemia.

No passado mês de julho, a hotelaria algarvia registou uma taxa de ocupação/quarto de 87,7%, valor que ficou 4,3 pontos percentuais acima de igual mês de 2019, o que leva a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) a sublinhar que o “Algarve superou, em julho, os números de 2019, o melhor ano turístico de sempre”.

De acordo com os dados provisórios divulgados esta sexta-feira, 5 de agosto, pela associação, a taxa de ocupação/quarto de julho também superou o valor registado em julho de 2021, ficando 37,5 pontos percentuais acima do registado em julho do ano passado.

Por mercados, o destaque vai para o doméstico e para o americano, que apresentaram, em julho, subidas de 4,3 pontos percentuais e 1,1 pontos percentuais, respetivamente, e afirmando-se como “os que mais contribuíram para a subida verificada”.

Em sentido contrário estiveram os mercados britânico e alemão, que apresentaram descida de 2,2 pontos percentuais e 1,8 pontos percentuais, respetivamente, sendo mesmo aqueles que “apresentaram as maiores descidas”  no sétimo mês do ano.

Por zonas geográficas, as maiores subidas ocorreram nas zonas Vilamoura/Quarteira/Quinta do Lago, que assistiram a um aumento de 13,1 pontos percentuais, seguindo-se Monte Gordo/VRSA, onde a subida foi de 9,4 pontos percentuais, e Carvoeiro/Armação de Pêra, com um crescimento de 9,1 pontos percentuais.

Já a zona de Albufeira, que é considerada a principal zona turística do Algarve, “registou uma ocupação idêntica à verificada em 2019”, indica ainda a AHETA no comunicado enviado à imprensa.

Em julho, o volume de vendas dos hotéis e empreendimentos turísticos do Algarve cresceu ainda 17,2 por cento face ao mesmo mês de 2019.

Já no acumulado desde janeiro, a AHETA diz que a taxa de ocupação/quarto regista uma descida de 6,2% face a 2019, o que corresponde a uma subida de 194% face a 2021.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Sonhando e ExóticoOnline lançam quatro charters para o Funchal no réveillon

No total, os três operadores turísticos vão disponibilizar quatro voos charters para o Funchal no réveillon, dois à partida do Porto e outros dois desde Lisboa.

Os operadores turísticos Solférias, Sonhando e ExóticoOnline vão promover quatro charters para o Funchal, na Madeira, no réveillon, dois dos quais com partida do Porto e outros dois com saída de Lisboa, de acordo com um comunicado conjunto dos operadores turísticos.

“O Funchal – um dos destinos favoritos dos viajantes portugueses ao longo de todo o ano – não poderia faltar à chamada para o Fim do Ano 2022/2023”, destacam os operadores turísticos, num comunicado conjunto enviado à imprensa.

No caso do Porto, os voos têm partida a 28 e 29 de dezembro, em aviões da Air Horizont, com os regressos a acontecerem a 1 e 2 de janeiro, respetivamente enquanto os voos desde Lisboa são operados pela SATA e também pela Air Horizont e igualmente com partida a 28 e 29 de dezembro, e regresso a 1 e 2 de janeiro, respetivamente.

“Estas operações especiais conjuntas são a confirmação não só do sucesso da operação similar do ano passado, mas também da importância da colaboração entre Operadores e Parceiros para disponibilizar atempadamente aos Agentes de Viagem e viajantes portugueses as melhores e mais competitivas propostas de viagem”, acrescenta a informação divulgada.

As estadias no Funchal têm a duração de quatro noites.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Lufthansa chega a acordo com sindicato do pessoal de terra

O acordo alcançado entre a administração da Lufthansa e o sindicato Verdi prevê um aumento salarial em três fases, ao longo de um ano.

A Lufthansa chegou a acordo com o sindicato que representa os 20.000 funcionários de terra da companhia aérea alemã, entendimento que foi alcançado uma semana depois da greve que levou ao cancelamento de mais de 1.000 voos nos aeroportos de Munique e Frankfurt e afetou cerca de 134.000 passageiros.

De acordo com a Lusa, que cita fontes sindicais, o acordo alcançado entre a administração da Lufthansa e o sindicato Verdi prevê um aumento salarial em três fases, que começam com o pagamento de 200 euros por mês, a partir de 1 de julho, a que se seguirá um aumento de 2,5% em janeiro do próximo ano e mais 2,5% a partir de julho de 2023.

Para o sindicato que representa os trabalhadores de terra da Lufthansa este é “um bom acordo”, uma vez que atende à inflação e estabelece um aumento real, sobretudo para os trabalhadores com um nível salarial inferior, aos quais é garantido um aumento mínimo gradual de 350 euros.

Apesar do acordo alcançado com o pessoal de terra, a Lufthansa está ainda em negociações com o sindicato dos pilotos, que exige um aumento salarial de 5,5% e já prometeu uma greve, caso não seja possível alcançar um acordo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

APHORT pede “sensatez e razoabilidade” na negociação coletiva com profissionais de turismo

Associação considera que “a melhoria dos instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho passa pela negociação de contratos equilibrados, que não estejam exclusivamente assentes em alterações das tabelas salariais”.

A Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT) veio esta sexta-feira, 5 de agosto, mostrar-se confiante no sucesso da negociação dos contratos coletivos de trabalho no setor do turismo, mas pede “sensatez e razoabilidade”, considerando que “a melhoria dos instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho passa pela negociação de contratos equilibrados, que não estejam exclusivamente assentes em alterações das tabelas salariais”.

Num comunicado enviado à imprensa, a associação revela que tem vindo a negociar com os sindicatos que representam os trabalhadores do setor do turismo desde o início do ano e diz que está “confiante no alcance de um entendimento justo e equilibrado entre empresas e trabalhadores”.

“Este processo de negociação está já a decorrer há vários meses, com representantes dos trabalhadores que estão empenhados em resolver esta questão de forma séria e ponderada, e temos confiança no sucesso destas conversações”, afirma Rodrigo Pinto Barros, presidente da APHORT.

A associação diz que pretende repor a “verdade dos factos”, uma vez que existe um sindicato que continua a vir a público acusar as associações e as empresas de turismo de quererem manter a precariedade no setor, algo que a APHORT diz não corresponder à verdade e que em nada contribui para a resolução da situação.

“As posições extremadas e o discurso agressivo em nada contribuem para a resolução da situação. Perante a realidade atual do mercado de trabalho, as empresas estão empenhadas em fazer um esforço para se readaptarem”, acrescenta a associação.

Rodrigo Pinto Barros diz mesmo que muitos dos associados da APHORT “conseguiram já, este ano, fazer ajustes salariais correspondentes a aumentos médios entre os 5% e 10%, para além de outros aspetos como a reorganização de horários e dos dias de encerramento dos estabelecimentos”, isto apesar da situação precária em que muitas empresas ainda se encontram devido à pandemia e do atual contexto económico.

“Não nos podemos esquecer que, para além de dois anos de pandemia, durante os quais as empresas do setor foram severamente penalizadas, o atual contexto económico não é favorável, pelo que tem de haver sensatez e razoabilidade naquilo que é exigido a estas empresas”, acrescenta o presidente da APHORT.

A associação considera, por isso, que “a melhoria dos instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho passa pela negociação de contratos equilibrados, que não estejam exclusivamente assentes em alterações das tabelas salariais” e mostra-se disponível para discutir alternativas.

“Perante o agravar da falta de mão-de-obra que atinge o setor, a associação aguarda com expectativa os resultados das missões empresariais, recentemente anunciadas pela Secretária de Estado do Turismo, para captação de trabalhadores nos países da CPLP e assegura que vai manter-se atenta à evolução desta questão”, refere ainda a AHORT.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Ávoris apresenta cadeia de hotelaria Impressive Resorts & Spas a agentes de viagens portugueses

A Impressive Resorts & Spas realizou uma apresentação para agentes de viagens de Lisboa e Porto com a Jolidey e a Travelplan para dar a conhecer a oferta desta cadeia de hotelaria, que conta com unidades em Espanha e República Dominicana.

A cadeia de hotelaria Impressive Resorts & Spas realizou uma apresentação para agentes de viagens de Lisboa e Porto em conjunto com Jolidey e Travelplan, marcas do grupo Ávoris, para dar a conhecer a oferta desta cadeia de hotelaria de luxo, que conta com unidades em Espanha e na República Dominicana.

“Com uma longa tradição hoteleira, Impressive Resorts & Spas é um grupo espanhol com presença nos principais destinos turísticos: Los Zocos Impressive nas Ilhas Canárias; Impressive Playa Granada Golf, na Costa Tropical de Granada; e Impressive Punta Cana & Impressive Premium Punta Cana, na República Dominicana”, explica o grupo Ávoris.

Na República Dominicana, a Impressive Resorts & Spas conta com duas unidades hoteleiras, ambas localizadas a 20 minutos do aeroporto de Punta Cana e na primeira linha da praia El Cortecito Bávaro, uma das melhores e mais conhecidas praias do destino.

Durante a apresentação para os agentes de viagens portugueses, Renata Gazizova, diretora Comercial para a Europa da Impressive Resorts & Spas, apresentou os hotéis da cadeia e falou também sobre o investimento feito em renovações nos últimos anos, assim como sobre as recentes contratações para a equipa de gestão da cadeia de hotelaria.

“Esta é uma aposta do grupo, como parte de uma nova estratégia para reforçar a identidade e a presença da cadeia no sector hoteleiro, com hotéis 5* em Punta Cana que oferecem a melhor relação qualidade/preço”, acrescenta o grupo Ávoris na informação divulgada.

Além de localizações privilegiadas e de um serviço luxuoso, os hotéis da cadeia oferecem também regime de tudo incluído, com destaque para uma “gastronomia requintada em restaurantes à la carte com vista para o mar”, bem como três piscinas exteriores, spa, mini-clube, instalações desportivas e espetáculos noturnos.

No hotel boutique Impressive Premium Punta Cana, os hóspedes podem ficar alojados em villas exclusivas ou em suites júnior com áreas de 50 metros quadrados, todas com terraço ou varanda, e que contam com serviços exclusivos como check-in e check-out privados no Premium Lounge, mini bar, máquina de café Nespresso com cápsulas ilimitadas, serviço de quarto e mordomo, menu de almofadas, roupões de banho e chinelos.

“As villas dispõem de uma área VIP junto à praia com espreguiçadeiras e camas balinesas, bem como um mordomo que prestará uma atenção personalizada durante toda a sua estadia”, acrescenta a informação divulgada, revelando que os hóspedes premium conta ainda com acesso exclusivo a uma piscina com um swim up bar, lounge privado, zona de praia VIP equipada com espreguiçadeiras e camas balinesas e um serviço premium com uma vasta gama de bebidas internacionais.

Disponível está ainda um Spa com vários tratamentos, assim como serviços de concierge, marcação prioritária nos restaurantes a la carte, opção de pequeno-almoço e almoço a la carte.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Octant Hotels inaugura suite com piscina aquecida no Douro e abre Spa na Lousã

A Octant Hotels inaugurou a Pool Suite no Octant Douro e abriu o Spa do Octant Lousã, novidades que estão disponíveis para os hóspedes das unidades hoteleiras já este verão.

A Octant Hotels inaugurou a Pool Suite no Octant Douro e abriu o Spa do Octant Lousã, novidades que estão disponíveis já este verão e que prometem uma experiência inesquecível aos clientes das unidades hoteleiras.

Num comunicado enviado à imprensa, a Octant Hotels explica que a Pool Suite conta com uma área de 80 m2 no interior e 65 m2 de terraço, sendo no terraço que se localiza a piscina aquecida desta suite, que oferece também sala de estar e jantar, bem como acompanhamento de um personal assistant.

“Além deste serviço, há amenities no quarto à chegada, no momento do check-out e durante a estadia, degustações de queijos e enchidos regionais acompanhada de espumante, bem como serviço de packing e unpacking  das malas no check-in e check-out para relaxar assim que se entra na suite”, acrescenta a Octant Hotels.

Segundo Duarte Gonçalves da Cunha, diretor do Octant Douro, esta Pool Suite “oferece o melhor do Octant Douro, com um serviço personalizado que transforma uma ida ao Douro numa experiência verdadeiramente relaxante e integrada no conceito dos Octant Hotels”, com a vantagem de conta com uma piscina privativa e aquecida no terraço, com vistas para o Douro.

Além da Pool Suite na unidade do Douro, a Octant Hotels abriu também o Spa do Octant Lousã, um espaço dedicado ao relaxamento e recuperação física, que conta com duas cabines singles e uma dupla para tratamentos, além de tanque de crioterapia, sauna e piscina interior com hidromassagem.

Disponíveis estão ainda massagens de relaxamento, massagens terapêuticas e massagens tailor-made, de acordo com as necessidades de cada hóspede, num cenário inspirado na natureza.

“A abertura do Spa veio consolidar o Octant Lousã como um local pensado para relaxar, e apreciar a envolvência mística de um Boutique Hotel repleto de história. No spa, quisemos emular o sentimento de calma e conexão coma natureza que a Serra da Lousã oferece. Os tratamentos retiram essências da natureza que rodeia o Octant Lousã, em coerência com toda a nossa filosofia”, refere Nuno Sequeira, diretor do Octant Lousã.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Lisbon Marriott Hotel promove sessões de cinema ao ar livre

Sessões decorrem a 18 e 19 de agosto, entre as 21h00 e as 00h00, com a exibição dos filmes Everything Everywhere All at Once, de 2022, e Grease, de 1978. O preço do bilhete é de 16 euros por pessoa, com pipocas e estacionamento incluídos.

O Lisbon Marriott Hotel vai promover, a 18 e 19 de agosto, duas sessões de cinema ao ar livre, a decorrer no jardim tropical da unidade hoteleira, entre as 21h00 e as 00h00, e com a exibição de diversos filmes.

“Para quem deseja aproveitar com a família e amigos as noites de verão, em ambiente seguro e cercado por um cenário paradisíaco, o Lisbon Marriott Hotel é o lugar ideal para relaxar à luz das estrelas e desfrutar de forma emocionante e divertida o seu filme preferido junto da piscina”, convida a unidade hoteleira.

Everything Everywhere All at Once, de 2022, e Grease, de 1978, são os filmes que vão ser exibidos a 18 e 19 de agosto, respetivamente, e o bilhete para estas sessões de cinema ao livre custa 16 euros por pessoa, com pacote de pipocas e estacionamento incluídos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Prémios

Nova Edição: Os nomeados dos Publituris “Portugal Travel Awards” 2022

Nesta edição do Publituris, o destaque vai para os nomeados dos Publituris “Portugal Travel Awards” 2022. São 104 nomeados em 15 categorias. Mas há mais: conclusões do estudo da TLN, turismo rural, Gerês, airBaltic e Pulse Report.

Publituris

A primeira, e única edição, de agosto do Publituris faz capa com os “Portugal Travel Awards” 2022, prémios que irão distinguir o que de melhor se fez (e continua a fazer) em 2021.

Três anos depois da última edição, os vencedores dos Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 serão desvendados no dia 18 de outubro de 2022, numa cerimónia a realizar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa.

São 104 os nomeados divididos por 15 categorias, a que acresce o Prémio Carreira Belmiro Santos, entregue diretamente pela redação do Publituris.

As votações, a realizar num site dedicado exclusivamente aos Publituris “Portugal Travel Awards” 2022, decorrerão de 2 de setembro a 7 de outubro de 2022.

Para validar o voto é exigida a introdução do e-mail que terá de ser idêntico ao de registo na newsletter diário do publituris.pt.

Os vencedores resultam de uma média ponderada entre os votos do júri (45%), assinantes do jornal Publituris (45%) e subscritores da newsletter diária (10%).

Mas há mais para ler nesta edição. A começar pelas conclusões de um estudo encomendado pela principal rede de agências de comunicação especializadas no setor do turismo e viagens, Travel Lifestyle Network (TLN). O estudo revela que, depois de dois anos de pandemia e o início de uma guerra na Europa, o desejo de viajar não diminui.

Portugal, ou melhor, os portugueses aparecem bem posicionados no que diz respeito ao interesse e desejo de viajar, com os resultados a indicarem que estão acima da média global. Contudo, o estudo conclui que a relação custo-benefício constitui, atual e futuramente, o principal fator na escolha de um destino de férias, com a preocupação dos preços, devida à inflação e aumento dos preços a pesar numa futura opção.

O “dossier” desta edição é dedicado ao Turismo Rural. Durante a pandemia, e Portugal não foi exceção, a procura de turistas nacionais e internacionais esteve mais centrada no turismo rural e de natureza, em territórios de interior e de baixa densidade. Esta tendência mantém-se, hoje que o mundo quase todo reabriu para as mil e uma motivações de fazer turismo? É um pouco esta resposta que queremos dar, com a opinião de vários intervenientes diretamente ligados ao turismo rural e de natureza.

No “dossier” contamos, igualmente, com entrevistas ao presidente da Casas Açorianas – Associação de Turismo em Espaço Rural, Gilberto Vieira, bem como a Sara Duarte, presidente da Associação Portuguesa de Turismo em Espaços Rurais e Naturais (APTERN).

O Publituris visitou, também, o Parque Nacional da Peneda-Gerês. A conjugação do verde da floresta, do azul da água, das cores da gastronomia e do som da tranquilidade continuam lá, e são a poção mágica para retemperar as forças e desligar-se completamente do rebuliço das grandes cidades.

Nos “Transportes” damos a conhecer a estratégia da ariBaltic. Satisfeita com o desempenho da rota entre Riga e Lisboa, que existe desde 2018, a airBaltic decidiu manter, este verão, os voos que ligam Portugal e a Letónia duas vezes por semana cujo resultado, indica a companhia aérea ao Publituris, em sido positivo, uma vez que a capital portuguesa é um destino que agrada aos turistas dos Países Bálticos.

Além do Pulse Report, parceria entre o Publituris e a GuestCentric para divulgar dados quantitativos do mercado de hotelaria independente em Portugal, as opiniões da única edição de agosto do Publituris pertencem a Jaime Quesado (economista), Sílvia Dias (Savoy Signature), João Caldeira Heitor (ISG), Joaquim Robalo de Almeida (ARAC), e António Paquete (economista).

Boas leituras, votos de umas excelentes férias. Voltamos em setembro!

Leia a edição aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.