Edição digital
Assine já
PUB
Transportes

Comissão Europeia congratula-se com a continuação da concorrência entre as companhias aéreas nas rotas de Amsterdão-EUA

A Comissão Europeia congratula-se com a evolução positiva registada no aeroporto de Amsterdão, que permitiu ao novo operador JetBlue Airways Corporation (“JetBlue”) continuar a operar no aeroporto durante a época IATA de verão de 2024.

Publituris
Transportes

Comissão Europeia congratula-se com a continuação da concorrência entre as companhias aéreas nas rotas de Amsterdão-EUA

A Comissão Europeia congratula-se com a evolução positiva registada no aeroporto de Amsterdão, que permitiu ao novo operador JetBlue Airways Corporation (“JetBlue”) continuar a operar no aeroporto durante a época IATA de verão de 2024.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
TAP vai expandir Centro de Treino no Aeródromo Municipal de Cascais
Aviação
Sindicato pede que seja travada “imediatamente” privatização da Azores Airlines
Aviação
Escolas do Turismo de Portugal abrem candidaturas até 16 de julho
Destinos
TAP adere à plataforma NDC da APG
Aviação
Desbloquear Potencial de Revenue: Sinergia da Integração do Price Seeker e XLR8 RMS na Otimização de Receita Hoteleira
Qatar Airways chega ao Congo e aumenta voos para Luanda
Aviação
Curral das Freiras ganha teleférico com o 2.º maior vão suspenso do mundo
Destinos
Highgate Portugal investe 1M€ no 5 estrelas Sesimbra Oceanfront Hotel
Alojamento
“Férias no Mar” da Top Atlântico dá desconto em Cartão Continente
Distribuição
TUI Portugal lança campanha ‘Verão HOT’
Distribuição

A Comissão acompanhou ativa e atentamente a evolução das condições de mercado no aeroporto de Amsterdão. Tratava-se, especificamente, do grau de congestionamento do aeroporto e das operações da empresa comum Blue Skies (“EC”) entre o Grupo Air France-KLM, a Delta e a Virgin Atlantic, a fim de identificar qualquer risco de prejuízo grave e irreparável para a concorrência no tráfego transatlântico, em especial na rota Amsterdão-Nova Iorque. A Comissão estava pronta a intervir com medidas provisórias no caso de a JetBlue não garantir um acesso adequado ao aeroporto de Amsterdão para a época IATA de verão de 2024.

Entre 2010 e 2015, a Comissão investigou três empresas comuns relacionadas com serviços transatlânticos de passageiros: i) a Oneworld Atlantic Joint Business (American Airlines, British Airways, Finnair e Iberia), ii) a Star A++ (Air Canada, United Airlines e Lufthansa) e iii) a TAJV entre os membros da Skyteam Air France-KLM Group, Alitalia e Delta.

Em 2020, a empresa comum Blue Skies, parceria entre o Grupo Air France-KLM, a Delta e a Virgin Atlantic, substituiu a TAJV e a anterior empresa comum entre a Delta e a Virgin Atlantic.

As empresas comuns reúnem companhias aéreas da UE e dos EUA, que acordam em combinar os seus recursos e partilhar receitas nas rotas transatlânticas que ligam os seus aeroportos centrais, bem como nas rotas que ligam esses aeroportos centrais a determinados destinos “aquém e além” na Europa e nos EUA.

Em resultado das suas investigações, a Comissão concluiu que, em certas rotas transatlânticas entre plataformas de correspondência, como Amsterdão-Nova Iorque, a entrada de um novo concorrente ou a expansão de um concorrente existente era necessária para remediar os efeitos de distorção das empresas comuns.

No final da época IATA verão 2023, a transportadora americana JetBlue começou a oferecer serviços diários de transporte direto de passageiros nas rotas Amsterdão-Nova Iorque e Amsterdão-Boston. A entrada da JetBlue reavivou a concorrência, em benefício dos consumidores, entre as três companhias aéreas que oferecem serviços transatlânticos diretos no aeroporto de Amsterdão, nomeadamente: dois membros da Blue Skies (KLM e Delta) e a United Airlines.

No entanto, devido às limitações de capacidade no aeroporto de Amsterdão, a JetBlue não tinha conseguido obter todas as faixas horárias que tinha solicitado durante as fases iniciais do procedimento de atribuição de faixas horárias para a época IATA de verão de 2024. Por conseguinte, havia o risco de a JetBlue ter de interromper as suas operações nessas rotas a partir de 30 de março de 2024.

“A JetBlue melhorou a sua carteira de faixas horárias no aeroporto de Amsterdão durante as últimas fases do procedimento de atribuição de faixas horárias e acabou por obter todas as faixas horárias de que necessita para continuar a operar no aeroporto de Amsterdão durante a época IATA de verão de 2024. Consequentemente, os consumidores não ficarão privados de escolha numa altura de forte procura de serviços transatlânticos”, considera a CE.

A Comissão continuará a sua monitorização antes da época IATA de verão de 2025.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
TAP vai expandir Centro de Treino no Aeródromo Municipal de Cascais
Aviação
Sindicato pede que seja travada “imediatamente” privatização da Azores Airlines
Aviação
Escolas do Turismo de Portugal abrem candidaturas até 16 de julho
Destinos
TAP adere à plataforma NDC da APG
Aviação
Desbloquear Potencial de Revenue: Sinergia da Integração do Price Seeker e XLR8 RMS na Otimização de Receita Hoteleira
Qatar Airways chega ao Congo e aumenta voos para Luanda
Aviação
Curral das Freiras ganha teleférico com o 2.º maior vão suspenso do mundo
Destinos
Highgate Portugal investe 1M€ no 5 estrelas Sesimbra Oceanfront Hotel
Alojamento
“Férias no Mar” da Top Atlântico dá desconto em Cartão Continente
Distribuição
TUI Portugal lança campanha ‘Verão HOT’
Distribuição
PUB
Aviação

TAP vai expandir Centro de Treino no Aeródromo Municipal de Cascais

A TAP vai aumentar o número de simuladores no Centro de Treino do Aeródromo Municipal de Cascais, bem como o espaço de formação para técnicos de manutenção e tripulantes, reservando ainda espaço para vir a prestar serviços de manutenção nestas instalações.

A TAP e a Câmara Municipal de Cascais chegaram a acordo para a expansão do Centro de Treino da companhia aérea de bandeira nacional no Aeródromo Municipal de Cascais, num alargamento que vai decorrer em duas fases, avança a transportadora, em comunicado.

De acordo com a informação avançada pela TAP, numa primeira fase, o Centro de Treino vai passar a contar com mais um simulador Airbus A320, prevendo-se que, numa fase posterior, venham a ser acrescentados até mais quatro simuladores, aumentando o total para sete, o que está dependente de parcerias com entidades terceiras.

Para a TAP, esta é a oportunidade de concretizar a “ambição de criar na freguesia de São Domingos de Rana, em Cascais, um polo universitário e de formação profissional na aviação com a importante presença da Academia TAP”.

“Tanto as áreas de formação como as de Manutenção e Engenharia são áreas de grande valor acrescentado que faz sentido fazermos no país para valorizarmos as nossas pessoas. O nosso ecossistema tem oportunidade de criar novas áreas de exportação em vez de pagarmos caro serviços lá fora. Cascais entendeu perfeitamente essa oportunidade”, afirma Luís Rodrigues, presidente da TAP, citado no comunicado divulgado pela transportadora.

Já Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, considera que esta é uma “parceria virtuosa”, que visa a “execução de um centro de excelência na aviação de nível mundial no nosso país”.

“Que essa visão se cumpra a partir de Tires, São Domingos de Rana, é reveladora dos esforços desta autarquia para levar o desenvolvimento e criar cadeias de valor e emprego qualificado em todos os pontos do concelho”, acrescenta Carlos Carreiras.

Além dos novos simuladores, o Centro de Treino da TAP vai passar a contar também com novos espaços de formação para Técnicos de Manutenção de Aeronaves e Pessoal Navegante de Cabina, sendo ainda reservado espaço para instalações onde a TAP Manutenção e Engenharia “poderá vir a desenvolver várias atividades, incluindo manutenção de motores”, assim como para a manutenção da frota Embraer 190/195 da PGA (Portugália Airlines).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Sindicato pede que seja travada “imediatamente” privatização da Azores Airlines

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) pediu ao Governo Regional dos Açores para que “pare imediatamente” a privatização da Azores Airlines, depois de o júri do concurso ter manifestado reservas sobre o único concorrente.

Publituris

Num comunicado, a estrutura sindical lembrou que “o júri constituído para avaliar o processo de privatização da Azores Airlines entregou, na passada sexta-feira (5 de abril), o relatório final sobre o processo”, tendo mantido “a sua posição já expressa no relatório preliminar”.

Ou seja, destacou, “manteve apenas um dos consórcios que concorreram” e mesmo esse “não apresenta as mínimas condições para garantir a continuidade da operação da companhia”.

O Sitava recordou também que “o presidente do júri foi ainda mais longe”, admitindo “reservas quanto à capacidade financeira do consórcio para garantir a viabilidade futura da companhia”.

O sindicato considera, assim, que “entregar a companhia a esta entidade seria um verdadeiro desastre”.

“Parece-nos, pois, óbvio que com a entrega deste relatório e principalmente com o seu resultado, este processo terá que parar imediatamente”, destacou, indicando: “a traumática experiência por que passámos deve servir de exemplo para não voltar a repetir”.

“Ao Governo Regional voltamos agora a apelar para que pare imediatamente o processo”, salientou o sindicato, defendendo que “reconhecer um erro e inverter a trajetória não fragiliza o Governo”.

O júri do concurso público da privatização da Azores Airlines manteve a decisão de aceitar apenas um concorrente no relatório final, mas admitiu reservas quanto à capacidade do consórcio Newtour/MS Aviation em assegurar a viabilidade da companhia.

“Entregámos o relatório final. Esse relatório final, no essencial, mantém o que já estava no relatório preliminar”, declarou o presidente do júri, Augusto Mateus, numa conferência de imprensa no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, na semana passada.

O júri manteve a nota que tinha sido atribuída à Newtour/MS Aviation (46,69), único concorrente admitido, e que foi contestada pelo consórcio aquando da apresentação do relatório intercalar, em outubro de 2023.

“No caderno de encargos, a positiva começa com nota de 25 e nota máxima é 100. A nota que atribuímos à proposta é 46,69. Percebe-se que 46,69 está mais próximo de 25 do que de 100. Não é uma nota muito expressiva. Chamamos à atenção para isso”, afirmou.

O caderno de encargos da privatização da Azores Airlines prevê uma alienação no “mínimo” de 51% e no “máximo” de 85% do capital social da companhia.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Escolas do Turismo de Portugal abrem candidaturas até 16 de julho

As candidaturas exclusivas para alunos nacionais e residentes na UE que queiram frequentar cursos nas Escolas do Turismo de Portugal já se encontram a decorrer e vão estar abertas até 16 de julho.

Publituris

As candidaturas exclusivas para alunos nacionais e residentes na UE que queiram frequentar cursos nas Escolas do Turismo de Portugal já se encontram a decorrer e vão estar abertas até 16 de julho, avança o Turismo de Portugal.

Numa nota divulgada no seu website, o Turismo de Portugal indica que as candidaturas encontram-se abertas para Cursos de Especialização Tecnológica (CET), de nível cinco, assim como para Cursos de Dupla Certificação on-the-job e ainda para Cursos Profissionais, de nível 4.

As candidaturas aplicam-se a estudantes que sejam cidadãos da União Europeia ou que não tenham cidadania europeia mas sejam residentes em Portugal e detentores de autorização de residência em território nacional.

O processo de candidatura decorre online e pode ser realizada aqui, através do website das próprias escolas, devendo o candidato selecionar o curso e a escola a que se pretende candidatar.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

TAP adere à plataforma NDC da APG

A plataforma NDC da APG permite que o conteúdo da companhia aérea de bandeira nacional passe a estar disponível para reserva para mais de 1500 agências de viagens em 120 países.

Publituris

A TAP aderiu à APG Platform, a plataforma NDC da APG, que permite que o conteúdo da companhia aérea de bandeira nacional passe a estar disponível para reserva para mais de 1500 agências de viagens em 120 países.

Além da emissão de bilhetes, a adesão da transportadora aérea portuguesa a esta plataforma permite também que os agentes de viagens possam “reservar, emitir, anular, reembolsar e adicionar serviços auxiliares, como malas, equipamento específico, embarque prioritário e refeições especiais, em toda a rede TAP”.

“A TAP Air Portugal está feliz com a parceria com a APG, que tem feito um trabalho pioneiro na promoção da tecnologia NDC por todo o mundo. A TAP continua a promover conteúdos NDC através deste canal e continua empenhada em melhorar as suas capacidades de retalho em benefício dos agentes de viagens”, afirma Justin Jovignot, diretor de Estratégia Comercial e Distribuição da TAP.

Já Heloise Parrain, diretora da Plataforma APG, considera que o “NDC está a mudar a distribuição das companhias aéreas, que não evoluía nos últimos 40 anos”, permitindo que as companhias aéreas  promovam o seu produto. 

A APG Platform conta, atualmente, com 30 companhias aéreas aderentes, permitindo a “emissão de bilhetes que pode ajudar os agentes de viagens a gerar receitas adicionais, alargando o seu catálogo e vendendo acessórios aéreos e não aéreos combinados”, destaca a APG Portugal, num comunicado divulgado esta segunda-feira, 8 de abril.

Esta plataforma, que é usada em 150 países, está ainda em consonância com a mais recente tecnologia XML e segue todos os padrões IATA, estando acessível para agências de viagens IATA e não IATA.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Desbloquear Potencial de Revenue: Sinergia da Integração do Price Seeker e XLR8 RMS na Otimização de Receita Hoteleira

A integração exemplar do Price Seeker e da XLR8 destaca-se pela sua inovação

Brand SHARE

A Paraty Tech, prestadora de referência de soluções inovadoras para revenue management no setor hoteleiro, tem o prazer de anunciar a integração do seu Rate Shopper, Price Seeker, com o RMS da XLR8, um poderoso Revenue Management System (RMS) desenvolvido para se tornar num Assistente Estratégico Hoteleiro, fornecendo uma solução verdadeiramente interativa para alcançar ótimos resultados de revenue. Esta colaboração estratégica marca um avanço significativo na otimização de receitas, oferecendo aos hotéis um controlo incomparável dos seus canais de distribuição e uma análise criteriosa da sua concorrência.

O Price Seeker, conhecido pela sua tecnologia avançada e perspicaz, que permite monitorizar e analisar em tempo real os preços dos concorrentes em todos os canais de distribuição, integra-se agora de forma exímia ao XLR8 RMS. Esta integração permite que os hotéis ajustem dinamicamente as estratégias de preços, capitalizem as oportunidades de revenue e mantenham uma vantagem competitiva no dinâmico mercado hoteleiro dos dias de hoje.

“Estamos muito entusiasmados por revelar a integração entre o Price Seeker e a XLR8, duas soluções que nasceram de necessidades internas, e agora permitem aos hotéis ter uma solução abrangente para melhorar as suas capacidades de revenue management, ao mesmo tempo que tornam a vida dos hoteleiros mais fácil e impulsionam os resultados”, disse Sara Evans, Growth & Partnerships Manager na XLR8.

De acordo com Cindy Johansson, Project & Sales Manager do Price Seeker, “esta integração permite que os hotéis otimizem a distribuição aumentando a automação e concentrando esforços nos canais certos, ao mesmo tempo em que obtêm informações importantes sobre as estratégias de preços dos concorrentes, gerando, ao final do dia, maior receita e lucro”.

Os principais recursos e benefícios da integração entre o Price Seeker e o XLR8 RMS incluem:

  • Canais de distribuição selecionados pelo utilizador: a nossa plataforma oferece aos utilizadores a flexibilidade de escolher canais de distribuição que se alinhem com as suas preferências e objetivos.
  • Identificar outras estratégias, como programas de fidelização ou disponibilidade do último quarto.
  • Configuração personalizada para ocupações variadas: Os clientes podem adaptar suas configurações de acordo com diversos requisitos de ocupação, garantindo uma experiência personalizada que responda a necessidades específicas.
  • Abordagens estratégicas de mercado: Os utilizadores têm a opção de selecionar e monitorar domínios específicos, permitindo-lhes controlar as estratégias de preços e otimizar o seu posicionamento no mercado.
  • Análise comparativa de paridade de tarifas, com ênfase nas OTAs: Realizamos comparações minuciosas de paridade de tarifas, focando particularmente nas agências de viagens online (OTAs), para garantir a competitividade e aumentar a presença no mercado.

A integração exemplar do Price Seeker e da XLR8 destaca-se pela sua inovação, conferindo-lhe propósito e significado, e reforçando o compromisso de ambas as empresas em fornecer soluções inovadoras aos hotéis para lidar com as complexidades do revenue management na indústria hoteleira.

Sobre o autorBrand SHARE

Brand SHARE

Mais artigos
Aviação

Qatar Airways chega ao Congo e aumenta voos para Luanda

Além da capital congolesa, a nova rota da Qatar Airways segue para Luanda, aumentando de uma para quatro frequências semanais as ligações aéreas à capital angolana.

Publituris

A Qatar Airways vai abrir, a 1 de junho de 2024, uma nova rota para Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, que vai servir também para aumentar a capacidade disponibilizada pela companhia aérea de bandeira do Qatar para Luanda, capital angolana.

De acordo com a Qatar Airways, esta é a primeira vez que a transportadora aérea do Qatar abre uma rota para Kinshasa, que vai ser realizada num avião Boeing 787-8 Dreamliner, equipado com 22 lugares em Classe Executiva e 232 assentos em Classe Económica.

“Vimos marcos significativos na expansão da nossa rede em 2024 e esta última adição é particularmente especial, pois dá continuidade ao nosso objetivo estratégico de aumentar a nossa presença em África”, congratula-se Thierry Antinori, diretor Comercial da Qatar Airways.

Além da capital congolesa, a nova rota da Qatar Airways segue para Luanda, aumentando de uma para quatro frequências semanais as ligações aéreas à capital angolana.

Os voos partem de Doha, capital do Qatar, pelas 02h45 e chegam a Kinshasa às 08h10, num voos que segue para Luanda pelas 09h40, onde tem chegada prevista para as 10h55. Já a partida de Luanda decorre às 12h25 e a chegada a Doha acontece pelas 22h50.

A Qatar Airways vai também realizar a mesma rota mas com paragem primeiro em Luanda, num voo que sai de Doha pelas 09h20 e chega a Luanda às 15h40, de onde volta a sair pelas 17h10 para chegar a Kinshasa às 18h25. No regresso, a partida de Kinshasa acontece às 19h55 e a chegada a Doha está prevista para as 05:45+1, sempre em horários locais.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Curral das Freiras ganha teleférico com o 2.º maior vão suspenso do mundo

O novo teleférico de Curral das Freiras, que oferece 3070 metros de percurso e um desnível de 230 metros, vai contar com o segundo maior vão suspenso do mundo, num investimento 100% privado, que chega aos 47 milhões de euros.

Publituris

O Curral das Freiras, no concelho de Câmara de Lobos, na Madeira, vai ganhar uma nova atração turística, uma vez que está a assistir à construção de um teleférico que vai contar com o segundo maior vão suspenso do mundo, num investimento 100% privado, que chega aos 47 milhões de euros.

“Este projeto inédito e pioneiro é estruturante para o turismo da Madeira e, em particular, para o desenvolvimento do Curral das Freiras, devido ao impacto direto na criação de emprego e no comércio local”, afirma Nuno Freiras, CEO do Madeira SkyPark Adventure.

Este teleférico, que vai contar com 3070 metros de percurso e um desnível de 230 metros, vai trazer benefícios económicos à Madeira superiores a “400 milhões de euros”, fruto do pagamento das rendas da concessão, assim como a receita fiscal, estima Nuno Freiras.

Devido ao projeto do teleférico, a Madeira SkyPark Adventure vai criar, logo à partida, 40 postos de trabalho diretos, além dos muitos indiretos, num projeto que assume um forte compromisso com a comunidade local, uma vez que vai “promover a cultura e o património locais e desenvolver as infraestruturas do ponto de vista da água e energia, com o reforço da capacidade na respetiva zona”.

“Do ponto de vista ambiental, todo o projeto será desenvolvido segundo as melhores práticas e políticas internacionais de ESG (ambiente, social e governance), nomeadamente as definidas pelo Banco Mundial, estando enquadrado por um estudo de impacto ambiental, que esteve em consulta pública e que concluiu não haver impactos associados”, refere o Madeira SkyPark Adventure, no comunicado divulgado esta segunda-feira, 8 de abril. 

O projeto envolve a colocação de dois teleféricos em Curral das Freiras, ambos com duas cabinas em sistema de vai-vem, um dos quais ligando o centro do Curral das Freiras ao Miradouros do Paredão, num percurso de 1012 metros de comprimento e um desnível de 789 metros, enquanto o outro teleférico vai ligar o Miradouro do Paredão à Boca da Corrida, numa distância de 3070 metros e um desnível de 230 metros. No primeiro teleférico, as cabines vão ter capacidade para transportar 15 pessoas, enquanto no segundo podem transportar até 50 pessoas.

O teleférico que vai ligar o Miradouro do Paredão à Boca da Corrida é o que vai contar com “o segundo maior vão suspenso do mundo, só superado pelo teleférico de Zugspitz na Alemanha, construído pela Doppelmayr, que é também a empresa responsável pela execução do projecto dos teleféricos do Curral das Freiras”.

Além dos dois teleféricos, o projeto contempla ainda um Centro de Interpretação da Natureza, que vai ser implementado em parceria com a Secretaria regional da Agricultura e Ambiente da Madeira, bem como um Parque Aventura para atividades radicais, complementado com um Zip Line (slide), num percurso de 2300 metros até ao Curral das Freiras, que será “o mais longo da Europa e o segundo mais longo do mundo, apenas superado pelo existente nos Emirados”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Sesimbra Oceanfront Hotel

Alojamento

Highgate Portugal investe 1M€ no 5 estrelas Sesimbra Oceanfront Hotel

A Highgate Portugal acaba de investir um total de 1 milhão de euros no que é agora o Sesimbra Oceanfront Hotel, unidade hoteleira de cinco estrelas que resulta da remodelação e rebranding do Sesimbra Hotel & Spa.

Publituris

Localizado no centro de Sesimbra, com acesso direto à Praia da Califórnia e próximo da Serra da Arrábida, este cinco estrelas surge com um novo conceito que assenta na estreita ligação entre a natureza e o hóspede.

Sesimbra Oceanfront Hotel

A renovação do Sesimbra Oceanfront Hotel aposta no design biofílico, através dos materiais utilizados, da nova disposição dos espaços e do mobiliário e da decoração, transmitindo um ambiente de tranquilidade e bem-estar.  As plantas naturais e a utilização de tons claros, alusivos ao mar e à serra, estão em evidência em todo o hotel.

Sesimbra Oceanfront Hotel

Num investimento total de 1 milhão de euros, a renovação incidiu em diferentes áreas, como a receção e lobby, salão de estar no piso 5, bar e restaurante, quartos e suites, esplanada e piscina.

Para Tiago Féteira Rodrigues, diretor do Sesimbra Oceanfront Hotel, “este projeto de remodelação visa potenciar as infraestruturas e o serviço da unidade, que tem uma excelente localização”. Lembra que, com quase 18 anos, esta unidade “necessitava de uma intervenção e estamos convictos de que é um investimento acertado que nos permitiu, em conjunto com o serviço prestado aos hóspedes, passar a ostentar cinco estrelas, sendo atualmente a única unidade com esta classificação em Sesimbra”.

Sesimbra Oceanfront Hotel

Com 84 quartos standard e oito suites, o Sesimbra Oceanfront Hotel conta com novas tipologias – nomeadamente a Ocean view Deluxe Room ou a Ocean view Premium Suite – divididas entre a ala norte e a ala sul do hotel. Enquanto a ala norte apresenta uma vista descoberta para a Praia da Califórnia, a ala sul complementa esta Ocean view com o centro de Sesimbra e a baía. Todos os renovados quartos e suites dispõem de varandas privadas, com vista para o oceano e luz natural.

Sesimbra Oceanfront Hotel

O atelier de arquitetura BroadWay Malyan foi a empresa responsável pelo projeto de renovação, e o novo logótipo foi desenvolvido pela Solid Dogma.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

“Férias no Mar” da Top Atlântico dá desconto em Cartão Continente

A nova campanha da Top Atlântico “Férias no Mar” apresenta propostas de viagens de cruzeiro para 2024, a preços muito apelativos e com 100 euros de desconto em Cartão Continente.

Publituris

A campanha da Top Atlântico “Férias no Mar”, em parceria com o Cartão Continente, visa promover as férias num cruzeiro de 2024, e aplica-se a qualquer itinerário da companhia Costa Cruzeiros, desde cruzeiros pelo Mediterrâneo, Norte da Europa, até às Caraíbas, América do Sul e Médio Oriente. Por cada reserva de um camarote, o cliente ganha 100 euros em Cartão Continente para descontar nas suas compras.

A campanha, disponível até ao próximo dia 23 de abril, para cruzeiros que decorram de abril a novembro de 2024, permite ainda ao cliente sinalizar a reserva apenas com 50 euros por pessoa, pagando o restante mais tarde.

Refira-se que esta campanha pode ser adquirida nas lojas Top Atlântico em todo o país, e no site www.topatlantico.pt.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TUI Portugal lança campanha ‘Verão HOT’

O operador turístico TUI Portugal promete aquecer o mercado com a sua campanha de ofertas para o verão, com descontos e condições especiais para o cliente final e incentivo para os agentes de viagens.

Publituris

A TUI Portugal anuncia o regresso da sua campanha ‘Verão HOT’, após o que considera ter sido um sucesso de vendas nos anos anteriores. Com ofertas especiais para o cliente final, que contemplam uma ampla variedade de destinos, a campanha inclui ainda um incentivo para os agentes de viagens. As ofertas estarão disponíveis até 28 de abril.

Ao longo deste período, os clientes terão acesso a uma seleção de produtos TUI com descontos até 55%, upgrades de alojamento e regimes, experiências incluídas, noites extra, entre outras ofertas, já disponíveis nas agências de viagens parceiras.

Entretanto, como forma de valorizar a importância das parcerias e relações comerciais com os agentes de viagens, o operador turístico disponibiliza um overcomission especial neste período, associado a uma oferta extra. Em função do volume de vendas, uma parte do valor irá reverter em saldo para o agente de viagens, que poderá escolher beneficiar do mesmo em cartão de compras ou em saldo de viagem TUI. No caso de optar pelo saldo de viagem TUI, o valor imediatamente duplica, para que a experiência de viagem seja ainda mais enriquecedora. Este saldo de viagem é aplicável em todos os pacotes disponibilizados no site do operador, exceto produto dinâmico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.