Assine já
Aviação

Azores Airlines chega pela primeira vez a um milhão de passageiros num ano

A Azores Airlines alcançou esta terça-feira, 29 de novembro, a marca de um milhão de passageiros, naquela que foi a primeira vez que a transportadora açoriana chegou a este resultado num único ano.

Publituris
Aviação

Azores Airlines chega pela primeira vez a um milhão de passageiros num ano

A Azores Airlines alcançou esta terça-feira, 29 de novembro, a marca de um milhão de passageiros, naquela que foi a primeira vez que a transportadora açoriana chegou a este resultado num único ano.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Turangra integra Marketplace da operação turística do grupo Newtour
Distribuição
Costa Cruzeiros promove dois cruzeiros dedicados à pastelaria
Transportes
easyJet retoma rota entre o Funchal e Basileia no inverno
Transportes
Global Blue e El Corte Ingés promovem Turismo de Compras no Brasil
Destinos
Star Alliance tem novo CEO
Transportes
Marina de Vilamoura apostada em ser cada vez mais sustentável
Destinos
Conheça “Os Melhores Hotéis de Cinco Estrelas” nomeados para os Publituris Portugal Travel Awards 2023
Hotelaria
Saiba quem são os nomeados para “Melhor Cadeia Hoteleira” dos Publituris Portugal Travel Awards 2023
Eventos Publituris
Enoturismo: Herdade da Malhadinha Nova e Azores Wine Company galardoados
Turismo
Grupo GEA Portugal assinala 20º aniversário em quatro eventos
Agências

A Azores Airlines, companhia aérea do Grupo SATA que realiza os voos internacionais, alcançou esta terça-feira, 29 de novembro, a marca de um milhão de passageiros, naquela que foi a primeira vez que a companhia aérea açoriana chegou a este resultado num único ano.

“Trata-se de um dia simbólico para todos os que trabalham para tornar possível o crescimento da operação aérea da Azores Airlines. E nada pareceu fazer mais sentido do que partilhar o nosso entusiasmo e o sucesso alcançado com os
passageiros que escolhem viajar connosco. Afinal, sem a confiança que os nossos passageiros depositam em nós, não teríamos alcançado esta marca histórica na companhia aérea, de mais de 1 milhão de passageiros transportados num só ano”, congratula-se Luís Rodrigues, presidente do Grupo SATA.

Para assinalar a marca, a Azores Airlines promoveu uma cerimónia em que o presidente do Grupo SATA entregou ao passageiro um milhão um “boarding pass” redimensionado em honra da ocasião e um certificado de presença neste voo especial.

Recorde-se que, a 3 de agosto de 2022, o grupo SATA atingiu a marca de 1 milhão de passageiros transportados no cômputo da atividade das duas companhias aéreas, SATA Air Açores e Azores Airlines, num registo que foi alcançado antes
do que se previa, já que as companhias aéreas do Grupo SATA superaram as expectativas no que respeita à recuperação do tráfego no período pós-pandémico.

No verão de 2022, as duas companhias aéreas transportaram mais passageiros do que no ano pré-pandémico de 2019, motivo pelo qual o resultado agora alcançado pela Azores Airlines vem “reforçar a tendência crescente da procura pelos serviços proporcionados pela companhia aérea”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Turangra integra Marketplace da operação turística do grupo Newtour
Distribuição
Costa Cruzeiros promove dois cruzeiros dedicados à pastelaria
Transportes
easyJet retoma rota entre o Funchal e Basileia no inverno
Transportes
Global Blue e El Corte Ingés promovem Turismo de Compras no Brasil
Destinos
Star Alliance tem novo CEO
Transportes
Marina de Vilamoura apostada em ser cada vez mais sustentável
Destinos
Conheça “Os Melhores Hotéis de Cinco Estrelas” nomeados para os Publituris Portugal Travel Awards 2023
Hotelaria
Saiba quem são os nomeados para “Melhor Cadeia Hoteleira” dos Publituris Portugal Travel Awards 2023
Eventos Publituris
Enoturismo: Herdade da Malhadinha Nova e Azores Wine Company galardoados
Turismo
Grupo GEA Portugal assinala 20º aniversário em quatro eventos
Agências
Transportes

easyJet retoma rota entre o Funchal e Basileia no inverno

A easyJet vai voltar a voar entre o Funchal e Basileia, na Suíça, no inverno, numa operação com dois voos por semana, a partir de 9 de dezembro, que regressa à rede da companhia aérea low cost depois de mais de três anos de ausência.

Publituris

A easyJet anunciou esta segunda-feira, 5 de junho, que vai voltar a voar entre o Funchal e Basileia, na Suíça, no inverno, numa operação que vai contar com dois voos por semana, a partir de 9 de dezembro.

Segundo José Lopes, diretor-geral da easyJet em Portugal, a companhia aérea está focada “em oferecer rotas mais diversificadas aos portugueses e em aumentar o número de turistas que vêm para Portugal e, assim, contribuir para o crescimento da economia nacional”.

Já Eduardo Jesus, secretário Regional de Turismo e Cultura da Madeira e presidente da Associação de Promoção da Madeira, mostra-se satisfeito com mais esta aposta da easyJet na região, que representa a retoma de uma rota que tinha deixado de ser operada por esta companhia há mais de três anos.

“É um contributo muito importante para o Inverno IATA, potenciando a chegada de mais viajantes, naquela altura do ano, de um país que tem uma grande comunidade madeirense, e, ao mesmo tempo, permitindo captar passageiros de outros aeroportos suíços, assim como de outras cidades limítrofes”, considera o governante madeirense.

Por sua vez, Francisco Pita, diretor Comercial da ANA – Aeroportos de Portugal | VINCI Airports, saúda a “aposta continuada ” da easyJet na Madeira, onde a companhia aérea opera voos domésticos mas também “voos diretos para vários destinos europeus, ao qual junta agora a Suíça, com esta nova ligação a Basileia”, que vai potenciar “o posicionamento da Madeira enquanto destino turístico”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Star Alliance tem novo CEO

Theo Panagiotoulias substitui Charlotta Wieland, quando da da Scandinavian Airlines (SAS), que assumira o cargo de forma interina, desde janeiro de 2023.

Publituris

Theo Panagiotoulias foi nomeado CEO da Star Alliance, sucedendo a Charlotta Wieland, Vice President of Alliances & Industry Affairs da Scandinavian Airlines (SAS), que tinha assumido o cargo de forma interina, desde janeiro de 2023.

Panagiotoulias tem mais de 25 anos de experiência internacional na indústria da aviação, transitando da Hawaiian Airlines, onde exercia o cargo de Vice President for Global Sales and Alliances desde 2014.

Antes disso, o novo CEO da Star Alliance passou pela Sabre Corporation como vice-presidente e diretor-geral (Ásia Pacífico), tendo ocupado, durante 15 anos, vários cargos comerciais, operacionais e de gestão na American Airlines.

Theo Panagiotoulias refere, em comunicado que, “mais de 200 milhões de clientes voam com as 26 companhias aéreas membros do grupo a cada ano, em mais de 16.000 voos por dia”, pelo que “continuaremos a inovar como a aliança de companhias aéreas líder mundial”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Turkish Airlines e Icelandair estabelecem acordo de codeshare

A Turkish Airlines e a Icelandair estabeleceram um acordo de codeshare, através do qual vão oferecer uma melhor experiência de viagem aos seus passageiros e mais conexões na América do Norte.

Publituris

A Turkish Airlines e a Icelandair estabeleceram um acordo de codeshare, através do qual vão oferecer uma melhor experiência de viagem aos seus passageiros e mais conexões na América do Norte.

De acordo com um comunicado das companhias aéreas, com este acordo, os passageiros da Icelandair podem usar a rede da Turkish Airlines para Istambul, enquanto os passageiros da companhia aérea turca podem usar os voos da Icelandair para a Islândia e Canadá.

O acordo, acrescenta a informação divulgada pelas duas companhias aéreas, foi assinado durante a reunião geral da IATA, que termina esta terça-feira, 6 de junho, em Istambul, na Turquia.

Através deste acordo, os passageiros de ambas as companhias aéreas passam a gozar de conexões mais convenientes e com a vantagem de ser necessário apenas um único bilhete, sendo que também a bagagem é diretamente despachada até ao destino final.

“Estamos satisfeitos por assinar este acordo de codeshare com a Icelandair. Com este acordo, pretendemos melhorar as opções de viagem oferecidas aos nossos passageiros através das nossas redes. Estamos também encantados porque esta parceria com a Icelandair vai trazer grandes benefícios às duas companhias aéreas de uma perspectiva comercial”, refere Bilal Ekşi, CEO da Turkish Airlines.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

TAP inaugura voos para Menorca

Os voos da TAP para Menorca acontecem às segundas, quartas, sextas e domingos, em aviões Embraer 190, e aumentam para 12 o total de destinos para onde a companhia aérea de bandeira nacional voa em Espanha.

Publituris

A TAP inaugurou este domingo, 4 de junho, uma nova rota para Menorca, nas ilhas Baleares espanholas, operação sazonal que conta com quatro voos por semana, à partida de Lisboa, informou a transportadora.

Os voos da TAP para Menorca acontecem às segundas, quartas, sextas e domingos, partindo de Lisboa pelas 15h00, para chegar a Menorca às 18h00. Em sentido contrário, os voos partem de Menorca às 18h50, chegando à capital portuguesa às 20h00.

“A TAP Air Portugal alarga, assim, a sua oferta nas ilhas Baleares com as novas rotas de Lisboa para Palma de Maiorca, cujo voo inaugural aconteceu no passado dia 20 de maio, e para Menorca. A Companhia tem ainda ligações diárias a Ibiza, chegando a um total de 12 destinos em Espanha”, indica a TAP, num comunicado divulgado este domingo, 4 de junho.

Os voos para Menorca são operados em avião Embraer 190.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Ryanair aumenta tráfego de passageiros em 10% em maio

Nos últimos 12 meses, a Ryanair transportou já 171,9 milhões de passageiros, num aumento de 39% face aos 123,8 milhões de passageiros que a companhia aérea tinha transportado no período homólogo do ano anterior.

Publituris

A Ryanair transportou, em maio, um total de 17 milhões de passageiros, num aumento de 10% face a maio de 2022, quando a companhia aérea low cost tinha transportado 15,4 milhões de passageiros, avança a Ryanair em comunicado.

Em maio, a Ryanair alcançou ainda um load factor de 94% nos mais de 94.400 voos operados no quinto mês do ano, o que corresponde a uma subida de 2 pontos percentuais face aos 92% apurados no mesmo mês do ano passado.

A Ryanair realça que os resultados alcançados em maio foram possíveis mesmo com as greves dos controladores aéreos, que obrigaram ao cancelamento de cerca de 300 voos no quinto mês do ano e afetaram mais de 54.000 passageiros.

No acumulado dos últimos 12 meses, a Ryanair conta já 171,9 milhões de passageiros, num aumento de 39% face aos 123,8 milhões de passageiros que a companhia aérea tinha transportado no período homólogo do ano anterior.

No últimos 12 meses, a Ryanair alcançou ainda um load factor de 94%, percentagem que subiu 10 pontos percentuais face aos 84% de ocupação registados nos 12 meses anteriores.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Azores Airlines assinala Dia da Criança com oferta de voos até 13 de junho

Esta oferta, que se aplica a viagens entre 20 de setembro e 14 de dezembro de 2023, permite que cada adulto possa viajar com um bebé até aos 23 meses e uma criança até aos 11 anos, sendo a viagem das crianças entre os 2 e os 11 anos gratuita.

Publituris

A Azores Airlines, companhia aérea do Grupo SATA, lançou uma promoção especial para assinalar o Dia da Criança, que se celebrou esta quinta-feira, 1 de junho, na qual está a oferecer a viagem às crianças, numa campanha que está em vigor até 13 de junho, informou a companhia aérea.

Com esta oferta, que se aplica a viagens entre 20 de setembro e 14 de dezembro de 2023, cada adulto vai poder viajar um bebé até aos 23 meses e uma criança até aos 11 anos, sendo a viagem das crianças entre os 2 e os 11 anos gratuita.

“As companhias aéreas SATA Azores Airlines têm por tradição dedicar uma atenção especial às crianças durante o mês de junho. O abrandar do ritmo das aulas e o tempo ameno permitem a organização de atividades extracurriculares, momento que as companhias aéreas aproveitam para dar a conhecer o interessante mundo da aviação comercial”, refere a informação divulgada pela companhia aérea.

Além desta campanha, a Azores Airlines está também a oferecer 2.500 milhas para novos aderentes ao programa de fidelização SATA Imagine, numa oferta destinada a novos membros com idades compreendidas entre os 2 e os 11 anos.

“A adesão poderá ser concretizada em todos os canais SATA Azores Airlines, sejam estes balcões de venda físicos ou online até ao final do mês”, explica a Azores Airlines na informação divulgada.

A companhia aérea vai ainda levar a cabo outras ações durante o mês de junho para assinalar o Dia da Criança, a exemplo do lançamento da nova edição do Passaporte SATA Kids, que consiste num “caderno de bolso em formato de passaporte que contém ilustrações que ajudam os mais jovens passageiros a registarem as memórias das viagens realizadas a bordo da SATA Azores Airlines”.

Previstas estão ainda viagens de estudo e viagens de avião para crianças que nunca experimentaram voar, iniciativas que vão ser organizadas em cooperação com diversas instituições de ensino.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Tráfego de passageiros de abril mantém “forte procura” e cresce 45,8%

Em abril, o tráfego global de passageiros cresceu 45,8% face a igual mês de 2022, mantendo uma “forte procura” que permitiu recuperar já 90,5% dos níveis pré-pandemia, segundo a IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo.

Inês de Matos

Em abril, o tráfego global de passageiros cresceu 45,8% face a igual mês de 2022, mantendo uma “forte procura” que permitiu recuperar já 90,5% dos níveis pré-pandemia, avança a IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo.

De acordo com os dados revelados pela IATA, em abril, o tráfego doméstico subiu 42,6% face a abril do ano passado e cresceu mesmo 2,9% acima dos resultados de abril de 2019, enquanto o tráfego internacional aumentou 48,0% e chegou a 83,6% dos níveis pré-pandemia, com a associação a indicar que todos os mercados apresentam um “crescimento saudável”, com destaque para a Ásia-Pacífico.

Já o load factor global de abril chegou aos 81,3%, ficando apenas 1,8 pontos percentuais abaixo dos níveis pré-pandémicos, acrescenta a IATA, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 1 de junho.

“Abril continuou a forte tendência de tráfego que vimos no primeiro trimestre de 2023. A redução da inflação e o aumento da confiança do consumidor na maioria dos países da OCDE, combinados com a queda dos preços do combustível de aviação, sugerem uma forte procura sustentada por viagens aéreas e moderação nas pressões de custos”, refere Willie Walsh, diretor-geral da IATA.

Por regiões, foi na Ásia-Pacífico que o tráfego aéreo internacional mais cresceu em abril, num aumento de 192.7% face a igual mês do ano passado. Já a capacidade cresceu 145.3% nesta região e o load factor subiu 13.2 pontos percentuais, fixando-se nos 81.6%.

Já em África, o tráfego internacional de abril apresentou um aumento de 53.5%, o segundo mais alto entre todas as regiões, enquanto a capacidade aumentou 50.0% e o load factor cresceu 1,6 pontos percentuais, fixando-se nos 69.8%, o mais baixo de todas as regiões.

No Médio Oriente, o tráfego internacional cresceu 38.0% face a abril de 2022 e a capacidade subiu 27.8%, tendo o load factor apresentado um aumento de 5.6 pontos percentuais, para 76.2%.

Na América do Norte, o tráfego internacional registou um aumento de 34,8% e já ficou 0.4% acima dos níveis de 2019, o que leva a IATA a assinalar que o tráfego internacional já recuperou totalmente nesta região. Na América do Norte, a capacidade subiu 26.5% e o load factor cresceu 5.2 pontos percentuais, chegando aos 83.8%, o mais alto entre todas as regiões.

Na América Latina, o tráfego internacional subiu ainda 25.8% face a abril de 2022, enquanto a capacidade cresceu 26.4% e o load factor aumentou 0.4 pontos percentuais, fixando-se nos 83.1%.

A Europa, por sua vez, foi a região do mundo que registou um menor crescimento no tráfego internacional, que, ainda assim, subiu 22.6% face a abril de 2022, tendo a capacidade aumentado ainda 16.0% e o load factor 4.5 pontos percentuais, fixando-se nos 83.3%, o segundo mais alto entre todas as regiões.

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Transportes

Qatar Airways estabelece acordo com a Shell para fornecimento de SAF em Amesterdão

Segundo a Qatar Airways, o SAF “oferece um potencial significativo de descarbonização”, já que contribui para reduzir em até 80% as emissões poluentes, prevendo-se que, com este acordo, a Qatar Airways consiga reduzir em cerca de 7.500 toneladas de CO2 as suas emissões nos voos de Amesterdão.

Publituris

A Qatar Airways e a Shell estabeleceram um acordo que prevê o fornecimento de três mil toneladas de combustível SAF – Sustainable Aviation Fuel no aeroporto de Schiphol, em Amesterdão, que vai permitir que a companhia aérea use uma mistura com 5% de SAF nas suas operações ao longo do ano fiscal de 2023/2024.

“O acordo bilateral da Qatar Airways com a Shell faz parte de um esforço mais amplo iniciado pela aliança oneworld, que tem como meta definir o uso combinado de 10% de combustível de aviação sustentável (SAF) até 2030”, indica a companhia aérea do Qatar, em comunicado.

Segundo a Qatar Airways, o SAF “oferece um potencial significativo de descarbonização”, já que contribui para reduzir em até 80% as emissões poluentes face ao combustível tradicional da aviação, pelo que, indica a transportadora, com este acordo, a Qatar Airways vai conseguir reduzir em cerca de 7.500 toneladas de CO2 as suas emissões nos voos realizados em Amesterdão.

“Na Qatar Airways, estamos fortemente comprometidos em apoiar os esforços da indústria para aumentar o uso de combustível de aviação sustentável, como um dos principais pilares para descarbonizar a indústria da aviação. No ano passado, assinamos o nosso primeiro contrato de aquisição nos EUA e agora estamos a fechar um contrato SAF multimilionário em Amesterdão para ilustrar o nosso compromisso com o SAF e reiterar os nossos apelos por uma cadeia de suprimentos SAF mais robusta na nossa rede global”, explica Akbar Al Baker, CEO da Qatar Airways.

De acordo com o responsável, a Qatar Airways continua comprometida em aumentar para 10% o uso de SAF até 2030, mas defende que, para que a meta seja alcançar, é necessário aumentar o fornecimento de SAF, assim como baixar o preço deste tipo de combustível que, segundo Akbar Al Baker, continua a ser entre três a cinco vezes mais caro que o combustível tradicional da aviação.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

SAS começa a vender bilhetes para primeiros voos elétricos na Suécia, Noruega e Dinamarca

A SAS começa esta sexta-feira, 2 de junho, a vender bilhetes para os três voos comerciais elétricos que conta realizar em 2028 e que são parte fundamental da estratégia de sustentabilidade da companhia aérea.

Publituris

A SAS – Scandinavian Airlines começa esta sexta-feira, 2 de junho, a vender bilhetes para os primeiros voos comerciais elétricos na Suécia, Noruega e Dinamarca, que vão ter lugar em 2028.

“A SAS convida os viajantes a juntarem-se e ajudarem a escrever o próximo capítulo da história da aviação, com 30 lugares disponíveis para reserva em cada um dos três voos inaugurais – que deverão ocorrer durante o ano de 2028”, indica a companhia aérea escandinava, em comunicado.

Na informação divulgada, a companhia aérea explica que pretende atingir a neutralidade carbónica em 2050, pelo que a realização de voos elétricos assume uma importância fundamental para a estratégia de sustentabilidade da transportadora.

A companhia aérea lembra que, ao longo da sua história, sempre foi pioneira, tendo sido mesmo a primeira transportadora a sobrevoar o Polo Norte como forma de reduzir o tempo de voo entre os continentes, e pretende manter esse carácter pioneiro com a realização destes voos comerciais totalmente elétricos.

“O facto de podermos agora convidar os nossos passageiros para o próximo grande marco no futuro da aviação é uma continuação natural desse espírito pioneiro e um passo significativo na nossa jornada rumo a uma aviação mais sustentável”, explica Anko van der Werff, presidente e CEO da SAS.

As reservas de bilhetes para estes voos abrem esta sexta-feira, 2 de junho, pelas 12h00 (menos uma hora em Lisboa) e podem ser realizadas através do site www.flysas.com/electric.

Cada reserva pode incluir um máximo de dois assentos por pessoa e os bilhetes têm preços desde 1946 coroas suecas (cerca de 167 euros), incluindo taxas, sendo o dia e o local da partida comunicado aos participantes via e-mail, quando estiver decidido.

Recorde-se que, até 2030, a SAS conta reduzir em 50% o ruído face a 2010, chegando a 2050 com zero emissões de CO2, de acordo com os objetivos da IATA para a indústria da aviação.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Ryanair consegue mais de 1 milhão de assinaturas e entrega petição a Ursula von der Leyen

A Ryanair quer acabar com o cancelamento de sobrevoos devido às greves dos controladores aéreos e lembra que, nos primeiros cinco meses de 2023, já houve 57 dias de greves, que forçaram as companhias aéreas a “cancelar desproporcionalmente milhares de sobrevoos” na União Europeia.

Publituris

A Ryanair entregou esta quarta-feira, 31 de maio, a petição lançada pela companhia aérea para manter os céus da União Europeia abertos aos sobrevoos durante as greves à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, depois de ter alcançado mais de um milhão de assinaturas, informou a transportadora.

Num comunicado enviado à imprensa, a Ryanair lembra que, nos primeiros cinco meses de 2023, já houve 57 dias de greves de controladores aéreos, que forçaram as companhias aéreas a “cancelar desproporcionalmente milhares de sobrevoos” na União Europeia.

Nesta petição, a Ryanair pede que o exemplo de Espanha, Itália e Grécia seja seguido nos outros países da União Europeia quando existem greve, uma vez que, nestes países, o controlo do tráfego aéreo é assegurado pelo Eurocontrol, permitindo que continuem a ser realizados os sobrevoos.

Por isso, a Ryanair vem apelar agora à presidente da Comissão Europeia para que atenda à “petição de mais de 1,1 milhões de passageiros da UE e exija que todos os Estados da UE protejam os sobrevoos durante as greves ATC [Air Traffic Controller], como já é feito na Grécia, Itália e Espanha”.

A Ryanair pede também que, sempre que uma greve provoque cancelamentos, seja dada prioridade aos sobrevoos em vez dos voos domésticos e de curta distância, como acontece atualmente em França, onde os voos nacionais estão protegidos por serviços mínimos.

A Ryanair quer ainda que seja exigida negociação sempre que for convocada uma greve de controladores aéreos e que os pré-avisos de greve passem a ser entregues com uma antecedência mínima de 21 dias e de 72 horas sempre que envolverem o controlo do espaço aéreo, de forma a minimizar as interrupções de voos.

“Hoje, apenas 10 semanas desde que lançámos a nossa petição ‘Protect Overflights: Keep EU Skies Open’, entregamos mais de 1,1 milhão de assinaturas de cidadãos da UE que estão fartos e que pedem à Comissão da UE, sob a liderança de Ursula von der Leyen, para proteger os sobrevoos durante as repetidas greves ATC. É inaceitável que greves de ATC possam resultar no cancelamento de milhares de voos de passageiros da UE, enquanto a França e outros Estados-Membros da UE usam Leis de Serviço Mínimo para proteger seus voos domésticos”, denuncia Michel O’Leary, CEO do Grupo Ryanair.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.