Montijo: CTP critica novo adiamento e lamenta que se recuperem “outras opções de localização”

Por a 3 de Março de 2021 as 16:21

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) veio esta quarta-feira, 3 de março, lamentar a decisão do Governo que, depois da ANAC – Autoridade Nacional de Aviação Civil ter indeferido o pedido de apreciação prévia de viabilidade de construção do aeroporto do Montijo, avançou com “a possibilidade de recuperar outras opções de localização que foram amplamente discutidas e abandonadas, como é o caso de Alcochete”.

Num comunicado enviado à imprensa, a CTP defende que “a recuperação económica do país depende do aumento” da capacidade aérea, motivo pelo qual diz não poder aceitar mais um adiamento num problema que se arrasta há 50 anos.

“A recuperação económica do país depende do aumento da nossa capacidade aeroportuária. Quantas mais avaliações e estudos vamos precisar para tomar uma decisão sobre uma obra essencial que o próprio Governo considera de interesse nacional e estratégico? Não podemos aceitar mais um adiamento, temos de avançar para a solução que melhor responde em termos de custos, competitividade e rapidez a um problema que se arrasta há mais de cinco décadas”, aponta Francisco Calheiros, presidente da CTP, citado num comunicado enviado à imprensa.

A CTP lembra que o Ministério das Infraestruturas e da Habitação (MIH) revelou que o Governo vai avançar, no quadro da expansão da capacidade aeroportuária da região de Lisboa, para a realização de um processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), que contemplará outras soluções, bem como para a revisão da legislação no sentido de eliminar aquilo que configura um poder de veto das autarquias locais sobre o desenvolvimento destas infraestruturas de interesse nacional e estratégico.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *