Grupo Air France/KLM transportou mais de 9,3 milhões de passageiros em setembro

Por a 10 de Outubro de 2019 as 14:56
Transavia

As companhias do Grupo Air France/KLM voltaram a registar resultados positivos no passado mês de setembro, contabilizando um total de 9,340 milhões de passageiros, o que traduz um aumento de 2,2% face a igual mês de 2018, novamente com destaque para a Transavia, que foi a companhia do grupo com maior crescimento nos passageiros transportados.

De acordo com um comunicado divulgado esta quinta-feira, 10 de outubro, o Grupo Air France/KLM – que inclui as companhias aéreas Air France, KLM e Transavia – registou também aumentos no tráfego ou RPK (que se encontra pelo número de passageiros por quilómetro voado), que subiu 3,1%, para 25,506 milhões, assim como na capacidade (ASK), que aumentou 2,4%, chegando a 28,605 milhões de lugares.

Já o load factor do Grupo Air France/KLM situou-se, em setembro, nos 89,2%, depois de um aumento de 0,6 pontos percentuais, comparativamente a igual mês do ano passado.

Por companhias, o maior crescimento ao nível dos passageiros transportados foi, tal como já tinha acontecido em agosto, registado na Transavia, a companhia aérea low cost do Grupo Air France/KLM, que transportou, em setembro, um total de 1,767 milhões de pessoas, num crescimento que chegou aos 5,4%.

Na Transavia, o RPK registou também um forte aumento no mês de setembro, subindo 7,6%, para 3,190 milhões, enquanto a capacidade oferecida aumentou 7,4%, fixando-se nos 3,375 milhões. Já o load factor foi de 94,5%, o que demonstra uma subida de 0,2 pontos percentuais.

Já a Air France transportou 4,460 milhões de passageiros, o que traduz uma ligeira descida de 1,0%, ainda que o RPK tenha aumentado 1,1%, para 12,852 milhões, enquanto a capacidade (ASK) se situou nos 14,710 milhões de lugares, mais 0,2% que em igual mês do ano passado. O load factor da companhia francesa chegou aos 87,4%, depois de um aumento de 0,8 pontos percentuais.

No caso da KLM, o total de passageiros no mês de setembro foi de 3,113, o que representa uma subida de 5,1%, enquanto o RPK cresceu 4,4%, para 9,464 milhões, e a capacidade oferecida foi de 10,519 milhões de lugares, o que significou um aumento de 4,0%. Já o load factor da companhia holandesa chegou aos 90,0%, traduzindo uma subida de 0,3 pontos percentuais.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *