Assine já
Transportes

MSC Cruzeiros apresentou novidades em roadshow

O roadshow da MSC Cruzeiros “serviu como ponto de partida para a nova temporada” e incluiu a apresentação de “várias novidades”, como os itinerários no Médio Oriente para este inverno, em parceria com a Emirates, os novos navios e a programação para o verão de 2023.

Publituris
Transportes

MSC Cruzeiros apresentou novidades em roadshow

O roadshow da MSC Cruzeiros “serviu como ponto de partida para a nova temporada” e incluiu a apresentação de “várias novidades”, como os itinerários no Médio Oriente para este inverno, em parceria com a Emirates, os novos navios e a programação para o verão de 2023.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados

A MSC Cruzeiros apresentou, entre 25 de outubro e 8 de novembro, as novidades para o próximo ano em mais uma edição do roadshow da companhia de cruzeiros, que decorreu presencialmente em Lisboa e Porto, e contou ainda com a realização de quatro webinares.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia de cruzeiros explica que o evento, que passou pelo Porto a 25 de outubro e por Lisboa na passada terça-feira, 8 de novembro, “serviu como ponto de partida para a nova temporada” e incluiu a apresentação de “várias novidades”.

Em destaque no roadshow da MSC Cruzeiros esteve o pacote para este inverno que junta um cruzeiro desde o Dubai no MSC World Europa ou no MSC Opera e no qual a companhia de cruzeiros conta com a parceria da Emirates, que realiza os voos entre Lisboa e o Dubai. Além do cruzeiro e do voo, o pacote da MSC Cruzeiros contempla também transferes.

Durante o roadshow, a MSC Cruzeiros deu também a conhecer os itinerários para o verão de 2023, que já estão disponíveis para reserva e que vão ser assegurados por 21 navios da companhia de cruzeiros, que vão visitar mais de 140 destinos ao longo de todo a época estival, disponibilizando itinerários que vão desde minicruzeiros a viagens com 21 noites.

Mas o principal destaque foi mesmo para os cruzeiros que a companhia vai realizar, em 2023, com partida e chegada a portos nacionais, e que incluem um total de 13 cruzeiros de 10 noites com partidas e chegadas a Lisboa, em junho, julho, agosto, setembro e outubro no MSC Orchestra e duas partidas do Funchal, no MSC Divina, para itinerários de 11 noites.

A MSC Cruzeiros apresentou ainda o MSC World Europa, o primeiro navio da companhia de cruzeiros que é movido a GNL e que vai ser entregue ainda este mês, e que, no próximo verão, vai estar a navegar no Mediterrâneo Ocidental, em itinerários de sete noites.

Tal como o MSC World Europa, também o MSC Seascape foi apresentado durante o roadshow, navio que também será entregue à companhia de cruzeiros ainda este ano e que vai realizar viagens alternadas de sete noites nas Caraíbas partindo de Miami, Flórida (EUA), num itinerário que inclui escala na Ocean Cay MSC Marine Reserve, a ilha particular da MSC Cruzeiros nas Bahamas.

Durante o roadshow, a companhia de cruzeiros apresentou também o seu Novo Modelo de Categorias, em que explicou aos agentes de viagens como vender os itinerários da MSC Cruzeiros.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Eventos Publituris

Os nomeados para “Melhor Companhia de Aviação” nos Publituris “Portugal Travel Awards 2023”

São nove as companhias aéreas nomeadas nos Publituris “Portugal Travel Awards 2023”

Publituris

Na 18.ª edição dos Publituris “Portugal Travel Awards 2023”, os principais prémios do turismo nacional contam com 174 nomeados, que concorrem num total de 22 categorias.

Na categoria de “Melhor Companhia de Aviação” os nomeados são:

Air France
Azul
British Airways
Emirates
Iberia
Lufthansa
TAP
Turkish Airlines
United Airlines

Os vencedores serão conhecidos no dia 6 de julho de 2023, a partir das 19h00, no Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, em Alcobaça.

Poderá votar em https://premios.publituris.pt/travel/2023/

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Eventos Publituris

Os nomeados para “Melhor Companhia de Aviação Lowcost” nos Publituris “Portugal Travel Awards 2023”

Ao prémio de “Melhor Companhia de Aviação Lowcost” nos Publituris “Portugal Travel Awards 2023” concorrem sete companhias que voam para e de Portugal.

Publituris

Na 18.ª edição dos Publituris “Portugal Travel Awards 2023”, os principais prémios do turismo nacional contam com 174 nomeados, que concorrem num total de 22 categorias.

Conheça os nomeados na categoria de “Melhor Companhia de Aviação Lowcost”:

easyJet
Jet2
PLAY
Ryanair
Transavia
Vueling
Wizz Air

Os vencedores serão conhecidos no dia 6 de julho de 2023, a partir das 19h00, no Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, em Alcobaça.

Poderá votar em https://premios.publituris.pt/travel/2023/

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Ryanair consegue mais de 1 milhão de assinaturas e entrega petição a Ursula von der Leyen

A Ryanair quer acabar com o cancelamento de sobrevoos devido às greves dos controladores aéreos e lembra que, nos primeiros cinco meses de 2023, já houve 57 dias de greves, que forçaram as companhias aéreas a “cancelar desproporcionalmente milhares de sobrevoos” na União Europeia.

Publituris

A Ryanair entregou esta quarta-feira, 31 de maio, a petição lançada pela companhia aérea para manter os céus da União Europeia abertos aos sobrevoos durante as greves à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, depois de ter alcançado mais de um milhão de assinaturas, informou a transportadora.

Num comunicado enviado à imprensa, a Ryanair lembra que, nos primeiros cinco meses de 2023, já houve 57 dias de greves de controladores aéreos, que forçaram as companhias aéreas a “cancelar desproporcionalmente milhares de sobrevoos” na União Europeia.

Nesta petição, a Ryanair pede que o exemplo de Espanha, Itália e Grécia seja seguido nos outros países da União Europeia quando existem greve, uma vez que, nestes países, o controlo do tráfego aéreo é assegurado pelo Eurocontrol, permitindo que continuem a ser realizados os sobrevoos.

Por isso, a Ryanair vem apelar agora à presidente da Comissão Europeia para que atenda à “petição de mais de 1,1 milhões de passageiros da UE e exija que todos os Estados da UE protejam os sobrevoos durante as greves ATC [Air Traffic Controller], como já é feito na Grécia, Itália e Espanha”.

A Ryanair pede também que, sempre que uma greve provoque cancelamentos, seja dada prioridade aos sobrevoos em vez dos voos domésticos e de curta distância, como acontece atualmente em França, onde os voos nacionais estão protegidos por serviços mínimos.

A Ryanair quer ainda que seja exigida negociação sempre que for convocada uma greve de controladores aéreos e que os pré-avisos de greve passem a ser entregues com uma antecedência mínima de 21 dias e de 72 horas sempre que envolverem o controlo do espaço aéreo, de forma a minimizar as interrupções de voos.

“Hoje, apenas 10 semanas desde que lançámos a nossa petição ‘Protect Overflights: Keep EU Skies Open’, entregamos mais de 1,1 milhão de assinaturas de cidadãos da UE que estão fartos e que pedem à Comissão da UE, sob a liderança de Ursula von der Leyen, para proteger os sobrevoos durante as repetidas greves ATC. É inaceitável que greves de ATC possam resultar no cancelamento de milhares de voos de passageiros da UE, enquanto a França e outros Estados-Membros da UE usam Leis de Serviço Mínimo para proteger seus voos domésticos”, denuncia Michel O’Leary, CEO do Grupo Ryanair.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

ATA assinala 20 anos da Ryanair em Faro e diz que companhia aérea “transformou o Algarve”

A Associação de Turismo do Algarve (ATA) considera que a Ryanair, que há 20 iniciou operações em Faro, “transformou o Algarve”, pois o arranque da operação democratizou o acesso à região e contribuiu para duplicar o número de hóspedes no Algarve.

Publituris

A Associação de Turismo do Algarve (ATA) considera que a Ryanair, que há 20 iniciou operações em Faro, “transformou o Algarve”, uma vez que o arranque da operação da companhia aérea low cost democratizou o acesso à região e contribuiu para duplicar o número de hóspedes no Algarve.

“Há um crescimento superior a 95% e o crescimento dos proveitos totais aumentou 200%. Triplicou, portanto. Significa que há esta presunção que a Ryanair é para o turista ‘low cost’ [turista que gasta menos], mas nem sempre. O mais importante é garantir acessibilidade, e quando há, é para todos os bolsos”, afirmou Daniel Alexandre do Adro, vice-presidente da ATA, à margem de uma conferência de imprensa que assinalou as duas décadas de operação da Ryanair em Faro.

Daniel Alexandre do Adro defendeu que a Ryanair contribuiu para que tivesse havido uma alteração da dinâmica em relação ao turismo no Algarve, não só pelo aumento do número de turistas, como pela percepção do valor do destino.

Há 20 anos, o arranque da operação da Ryanair, que começou com ligações aéreas entre Faro e Dublin, numa rota que, segundo a Lusa, conta atualmente com 56 voos por semana, foi também importante para chamar a atenção de outras companhia aéreas para a região, num efeito de arrasto que, de acordo com o responsável, contribuiu para que se tornasse mais fácil atrair outras transportadoras para o aeroporto algarvio.

“Houve mais companhias aéreas olhar para nós, como a easyJet e outras. É um efeito de arrasto, quando já temos alguém a apostar na região, depois é mais fácil trazer mais”, explicou Daniel Alexandre do Adro, sublinhando que a Ryanair contribuiu para reforçar a presença do Algarve nos mercados tradicionais e noutros.

O vice-presidente da ATA considera, contudo, que o turismo algarvio tem ainda espaço para crescer, como tem sido visível pelas taxas de ocupação que a região apresenta, com Daniel Alexandre do Adro e realçar que o excesso de turismo “ainda não é um drama para se discutir” no Algarve.

“Sem dúvida que ainda há margem para crescimento. A questão é que nós vemos uma ligação aérea e isso não significa uma repercussão direta no número de turistas. Alguém que tem uma facilidade de aceder cá, pode vir passar fins de semana e isso já é um perfil diferente de quem vem passar as férias de verão”, acrescentou.

Recorde-se que a Ryanair vai, este verão, contar com a maior operação de sempre no aeroporto de Faro, num total de 47 rotas, oito das quais novas, e 10 aviões baseados no Algarve, sendo que, este ano, a companhia espera alcançar um total de 3,5 milhões de passageiros no aeroporto de Faro.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

NDC by LATAM já tem mil agências registadas e gerou quase 100 mil reservas num mês

Segundo a LATAM Airlines, o NDC by LATAM representa uma “grande inovação em toda a empresa” e tem recebido um feedback positivo, pelo apoio que também fornece às agências de viagens.

Publituris

O NDC by LATAM, que assinala um mês esta quinta-feira, 1 de junho, conta já com perto de mil agências registadas e deu origem a perto de 100 mil reservas, indica a LATAM Airlines, em comunicado.

Segundo a LATAM Airlines, esta nova plataforma que permite acesso ao conteúdo da companhia aérea às agências de viagens, representa uma “grande inovação em toda a empresa” e tem recebido um feedback positivo, pelo apoio que também fornece às agências de viagens.

Em reconhecimento pelo apoio recebido, a LATAM Airlines decidiu mesmo prolongar a oferta temporária de maio no NDC Base, que passa agora a estar disponível até 30 de junho, tendo aumentado ainda o valor do incentivo para 1.50 dólares por passageiro/segmento, sem alteração das condições.

A LATAM Airlines lembra ainda que as agências de viagens podem também contar com o NDC Tech Fund para apoio financeiro nas conexões além dos serviço básico e gratuito oferecido pela nova plataforma.

A adesão ao NDC by LATAM pode ser realizada aqui, onde é também possível consultar mais informações sobre a plataforma.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Ryanair celebra 20 anos em Faro e lança maior operação de sempre no verão

No ano do 20 aniversário em Faro, a Ryanair vai operar 47 rotas, incluindo oito novas, e colocar 10 aviões no Algarve, naquele que será o maior calendário de verão de sempre da companhia aérea na região sul de Portugal.

Publituris

A Ryanair assinalou esta terça-feira, 30 de maio, o 20.º aniversário de operações em Faro, efeméride que foi comemorada com o anúncio de uma série de novidades, que incluem a abertura de oito novas rotas e aquele que será o maior calendário de verão de sempre da transportadora no Algarve.

No total, indica a Ryanair num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea vai operar 47 rotas, incluindo oito novas ligações aéreas para Aarhus, Barcelona, ​​Belfast, Copenhaga, Exeter, Frankfurt, Roma e Toulouse.

Além das novas rotas, a Ryanair vai também reforçar o número de voos em outras 12 rotas, incluindo as ligações aéreas para Colónia, Dublin, Madrid, Marselha, Milão, Newquay ou Shannon, entre outras.

A Ryanair revela que este calendário de verão previsto para a região sul de Portugal implica a colocação de 10 aviões baseados em Faro, incluindo dois novos B737 Gamechangers, num investimento que, segundo a companhia aérea, chega a mil milhões de euros e vai criar mais de 3.000 empregos na aviação, incluindo 300 empregos diretos.

No comunicado divulgado, a Ryanair revela que a operação prevista para o verão de 2023 em Faro cresce 20% face à do verão de 2022, correspondendo a mais de 520 voos por semana.

Para assinalar a maior operação de sempre em Faro, a Ryanair lançou uma promoção que conta com preços desde 29,99 euros para voos de ida, válida para reservas através do site da companhia aérea e para viagens até 23 de outubro.

“Enquanto maior companhia aérea da Europa, a Ryanair tem o prazer de celebrar 20 anos de operações em Faro com o lançamento do nosso maior horário de sempre para o verão de 23, com 47 emocionantes rotas, incluindo oito novas rotas”, congratula-se Elena Cabrera, Country Manager da Ryanair para Espanha e Portugal.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

TAAG lança promoção para assinalar chegada do novo website

Segundo a TAAG – Linhas Aéreas de Angola, o novo website está “mais rápido, mais responsivo e mais intuitivo” e, para assinalar a chegada da nova plataforma, lançou uma promoção que oferece 10% de desconto em reservas até 9 de junho.

Publituris

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola lançou um novo website, que está agora “mais rápido, mais responsivo e mais intuitivo” e, para assinalar a chegada da nova plataforma, a companhia aérea angolana lançou uma promoção que oferece 10% de desconto em reservas até 9 de junho.

“O novo website TAAG – Linhas Aéreas de Angola já está disponível”, anuncia a transportadora aérea angolana, num comunicado enviado à imprensa esta terça-feira, 30 de maio.

A oferta de 10% de desconto é válida em todas as rotas da TAAG e destina-se a reservas realizadas entre 30 de maio e 9 de junho, cujas viagens tenham lugar até 15 de março de 2024.

O novo website da TAAG está disponível aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Turkish Airlines tem a 8ª marca aérea mais forte do mundo

Na edição de 2023 do ranking da Brand Finance, a Turkish Airlines obteve 78,1 pontos, avaliação que lhe valeu a oitava posição de a entrada no Top10, numa melhoria muito significativa face à 31ª posição que a companhia aérea tinha no ano passado.

Publituris

A Turkish Airlines subiu no ranking das marcas aéreas mais fortes do mundo e ocupa agora a oitava posição na lista de 2023 elaborada pela Brand Finance, conceituada organização internacional especialista na avaliação de marcas.

Na edição de 2023 do ranking da Brand Finance, a Turkish Airlines obteve 78,1 pontos, avaliação que lhe valeu a oitava posição de a entrada no Top10, numa melhoria muito significativa face à 31ª posição que a companhia aérea tinha no ano passado.

“Estamos orgulhosos por subir ao 8.º lugar no ranking de Marcas de Aviação Mais Fortes entre as companhias aéreas globais. Estamos particularmente satisfeitos por termos aumentado a nossa classificação de marca em 23 posições em relação a 2022”, sublinha Ahmet Bolat, presidente do conselho de admnistração e CEO da Turkish Airlines.

A Brand Finance é uma consultora internacional independente e especialista na avaliação de marcas que avalia, anualmente, as 5.000 maiores marcas do mundo e é responsável pela elaboração do ranking Strongest Airline Brands.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

CEO da Air France-KLM pede preços mais acessíveis no SAF e com “condições justas” de concorrência

A aposta e os desafios do SAF – Sustainable Aviation Fuel estiveram esta terça-feira, 30 de maio, em debate numa masterclass promovida pela Air France-KLM sobre sustentabilidade e combustíveis alternativos para a aviação.

Inês de Matos

O CEO da Air France-KLM, Benjamin Smith, garantiu esta terça-feira, 30 de maio, que o grupo de aviação continua empenhado em atingir a neutralidade carbónica até 2050, mas considera que para acelerar a transição energética no setor é necessário que o SAF – Sustainable Aviation Fuel esteja disponível a um “preço acessível” e com “condições justas” de concorrência.

“Já nos comprometemos com 10% de combustíveis de aviação sustentáveis até 2030, o que está acima da exigência europeia. Adoraríamos ir além se os combustíveis de aviação sustentáveis estivessem disponíveis a um preço acessível”, revelou o responsável, durante uma masterclass dedicada à sustentabilidade e ao SAF, que decorreu no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

A utilização de SAF como forma de reduzir a pegada ambiental da Air France-KLM, que se comprometeu a reduzir as emissões de CO2 em 50% até 2024, nos voos em França, e de toda a rede em 30%, até 2030, é uma das etapas-chave da estratégia de sustentabilidade do grupo de aviação, que tem vindo também a renovar a sua frota e a sensibilizar parceiros e colaboradores como parte fundamental dessa estratégia.

Benjamin Smith revelou que a Air France-KLM utiliza, atualmente, 17% do SAF que se encontra disponível em todo o mundo, o que é um motivo de orgulho, mas também de preocupação, uma vez que permite perceber que a produção mundial continua a ser ainda baixa.

“Precisamos incentivar os envolvidos a estimular a produção deste combustível. Mas também é importante que isso seja feito em condições justas de concorrência. Não podemos ter os custos dos combustíveis de aviação sustentáveis distorcidos em relação aos nossos concorrentes. Isso é realmente muito importante para nós”, acrescentou o responsável, garantindo que a Air France-KLM aceitaria adotar metas mais elevadas se existir equilíbrio na concorrência.

Benjamin Smith mostra-se, no entanto, otimista em relação ao futuro, até porque, lembrou o responsável, “há alguns anos, a ideia de usar combustível de aviação sustentável em aviões era algo impensável”, mas atualmente já existe tecnologia que permite aumentar para perto de 100% o uso de SAF nos voos comerciais, numa meta que a Air France-KLM pretende alcançar em breve.

“Os motores fabricados atualmente já são capazes de operar com até 50% de combustível de aviação sustentável. Portanto, a tecnologia já está em vigor e está muito próxima de atingir os 100%. Do ponto de vista tecnológico, se tivermos combustível de aviação sustentável disponível, poderemos operar a nossa frota com 100% desse combustível”, defendeu.

A inovação trazida pelos novos aviões, que permitem reduzir significativamente o impacto ambiental, justifica, segundo Benjamin Smith, o elevado investimento que a Air France-KLM tem vindo a fazer na renovação da sua frota e que chega a mais de dois mil milhões de euros por ano.

“Estamos a investir até dois mil milhões de euros por ano em novos aviões, para nós, este é o primeiro nível para reduzir o impacto de CO2, de ruído e NOx na nossa operação e na indústria”, indicou ainda o CEO da Air France-KLM.

Benjamin Smith criticou, no entanto, as taxas ambientais que têm vindo a ser adotadas em vários países e que, segundo o responsável, são “contraprodutivas”, uma vez que não incentivam a aposta na renovação das frotas e nem revertem para temas ligados à sustentabilidade.

“Alguns dos impostos e encargos que pagamos são contraproducentes nesse esforço, nesse compromisso. Vemos que essas taxas, esses impostos, não são direcionados para nos incentivar a renovar a frota de maneira mais rápida”, lamentou Benjamin Smith.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Transportes

Penelope Cruz protagoniza nova campanha da Emirates

A nova campanha da Emirates protagonizada por Penelope Cruz vai começar a ser exibida em junho, em inglês e em espanhol.

Publituris

A atriz espanhol e vencedora de um Óscar, Penelope Cruz, é a estrela da próxima campanha publicitária da Emirates, cuja exibição mundial começa no próximo mês de junho, avança a companhia aérea em comunicado.

Em junho, começam a ser exibidos os novos anúncios de televisão com Penelope Cruz, tanto em inglês como em espanhol, e que destacam o slogan “viajar não é apenas sobre o destino final; é também sobre como lá chegar”.

Os anúncios, que foram gravados a bordo de um A380, mostram Penelope Cruz a experimentar os assentos das cabines de primeira classe e business, existindo também vídeos dedicados à cabine Premium Economy, a nova classe de bordo da Emirates.

“Estou emocionada por fazer esta parceria com a Emirates, depois de anos a viajar com a companhia aérea em algumas das viagens mais especiais da minha vida”, congratula-se Penelope Cruz.

A elegância, estilo e reconhecimento global de Penelope Cruz foram, segundo Richard Billington, vice-presidente sénior de publicidade e marca da Emirates, alguns dos motivos que levaram à escolha da atriz espanhola para protagonizar a nova campanha da Emirates.

Além da exibição televisiva, a nova campanha da Emirates vai estar também em vigor nos canais digitais da companhia aérea, estando ainda previsto que a parceira com a atriz espanhola venha a dar origem a mais atividades em conjunto no futuro.

A campanha de Penelope Cruz segue-se a outras protagonizadas por reconhecidos nomes internacionais, a exemplo de Jennifer Aniston, ou que tiveram grande projeção mundial, como a campanha com o Gerry the Goose ou com a Burj Girl, no topo do Burj Khalifa, o edifício mais elevado do mundo.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.