Eurodeputada portuguesa quer revisão da estratégia da UE para o Turismo

Por a 17 de Julho de 2017 as 17:38

A eurodeputada portuguesa Cláudia Monteiro de Aguiar escreveu uma carta aberta enviada esta segunda-feira, 17 de Julho, ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, onde defende uma revisão urgente da actual estratégia europeia para o sector do Turismo, que data de 2010, e a inclusão do sector no programa de trabalho da Comissão.

“O Turismo é uma das áreas da política onde a União Europeia pode verdadeiramente fazer a diferença”, refere a carta aberta enviada pela eurodeputada portuguesa ao presidente da Comissão Europeia, onde se refere à actual estratégia de Turismo, que tem praticamente uma década, como estando “desenquadrada da realidade”.

A deputada refere ainda que apesar do crescimento verificado “o Turismo continua a enfrentar enormes desafios comuns aos 28 Países da União Europeia”, defendendo que é preciso identificar estes desafios e enquadrá-los numa “estratégia global que inclua acções concretas”, bem como “instrumentos e mecanismos financeiros específicos”.

“Matérias como o reconhecimento das qualificações e melhoria de competências, a digitalização ou inovação em tecnologia, a sustentabilidade, alterações climáticas, a economia colaborativa, questões de segurança, a simplificação do regime de vistos e a concorrência de destinos fora da União, devem ser pensadas, repensadas e enquadradas num quadro actual e global na União”, defende Cláudia Monteiro de Aguiar.

A carta relembra a importância económica e social do Turismo para a União Europeia e sublinha os efeitos directos deste sector na vida dos cidadãos europeus, com a eurodeputada do PSD a destacar ainda o papel do Turismo “no desenvolvimento das áreas rurais, bem como o papel que o Turismo assume no reforço do sentimento de cidadania europeia e de compreensão mútua entre os povos”.

“É tempo de a Europa se comprometer e mostrar vontade de querer apoiar o Turismo”, lê-se na carta enviada a Jean-Claude Juncker, que contou com o apoio de 40 Deputados Europeus, 70 membros do Comité das Regiões, da rede NECSTour, dos 44 Membros do Tourism Manifesto for Growth and Jobs, além de Universidades e Centros de Investigação.

 

 

Um comentário

  1. José Santos

    18 de Julho de 2017 at 21:46

    Todos os pontos mencionados fazem sentido e são importantes na definição da estratégia da UE para o Turismo. O Turismo merece.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *