Edição digital
Assine já
PUB
Emirates
Aviação

Emirates passa a voar para Pequim e Xangai apenas com A380

A alteração passa a vigorar a partir de 1 de Julho, com a companhia a disponibilizar um total de 519 lugares, numa configuração de três classes de bordo.

Publituris
Emirates
Aviação

Emirates passa a voar para Pequim e Xangai apenas com A380

A alteração passa a vigorar a partir de 1 de Julho, com a companhia a disponibilizar um total de 519 lugares, numa configuração de três classes de bordo.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Centro Digital de Aviação acelerará transformação digital e inovação da TAP
Aviação
Nova marca “705” investe mais de 60M€ na Área Metropolitana do Porto
Hotelaria
Lusanova acrescente Uruguai ao novo catálogo “Argentina & Chile”
Distribuição
Europa deverá cumprir com metas SAF traçadas, mas precisará de “apoio político e investimento sustentado”, diz SKYNRG
Aviação
Já votou nos Publituris Portugal Travel Awards? As votações terminam a 27 de junho
Eventos Publituris
Arrábida ganha protocolo com ICNF para desenvolver turismo de natureza
Destinos
EUA lideram receitas no turismo internacional em 2023
Destinos
Explora Journeys atrasa chegada do EXPLORA II para 12 de setembro
Transportes
Costa Cruzeiros abre vendas de inverno 25/26 e lança novo itinerário nas Canárias
Transportes
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação

A Emirates vai passar a utilizar apenas aviões Airbus A380 nas suas rotas para Pequim e Xangai, na China, alteração que a companhia justifica com o objectivo de dar resposta “à grande procura dos passageiros”, refere a Emirates em comunicado.

A alteração passa a vigorar a partir de 1 de Julho, com a companhia a disponibilizar um total de 519 lugares, numa configuração de três classes de bordo, o que, refere a Emirates, “aumentará a capacidade para Pequim e para Xangai”.

“Os lugares adicionais nestas rotas irão impulsionar o aumento de viagens em negócios e lazer, que partem e que chegam à China, enquanto proporcionam aos passageiros uma experiência de viagem excecional”, destaca a companhia aérea.

Recorde-se que Xangai foi o primeiro destino da Emirates na China, companhia que passou a usar um avião A380 na sua rota para Pequim em 2010, tornando-se na primeira transportadora aérea a operar este avião nas rotas para a China.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Centro Digital de Aviação acelerará transformação digital e inovação da TAP
Aviação
Nova marca “705” investe mais de 60M€ na Área Metropolitana do Porto
Hotelaria
Lusanova acrescente Uruguai ao novo catálogo “Argentina & Chile”
Distribuição
Europa deverá cumprir com metas SAF traçadas, mas precisará de “apoio político e investimento sustentado”, diz SKYNRG
Aviação
Já votou nos Publituris Portugal Travel Awards? As votações terminam a 27 de junho
Eventos Publituris
Arrábida ganha protocolo com ICNF para desenvolver turismo de natureza
Destinos
EUA lideram receitas no turismo internacional em 2023
Destinos
Explora Journeys atrasa chegada do EXPLORA II para 12 de setembro
Transportes
Costa Cruzeiros abre vendas de inverno 25/26 e lança novo itinerário nas Canárias
Transportes
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação
PUB
Aviação

Centro Digital de Aviação acelerará transformação digital e inovação da TAP

Tata Consultancy Services estabelece um centro de excelência na sequência de uma parceria com a TAP.

Na sequência da parceria com a TAP, a Tata Consultancy Services (TCS) inaugurou o seu Centro Digital de Aviação em Alfragide, depois de, em 2022, a TAP ter selecionado a TCS como parceiro estratégico para acelerar a sua transformação digital e inovação tecnológica na sequência de um concurso internacional.

Com base na parceria estratégica, a TAP está a trabalhar com a TCS para “racionalizar e modernizar a arquitetura dos sistemas, enriquecer a experiência do cliente e melhorar o desempenho operacional para melhor servir os clientes da companhia aérea”.

O Aviation Digital Center da TCS alberga consultores, arquitetos de soluções e especialistas em tecnologia, que fazem uma utilização inovadora das tecnologias digitais – como a nuvem, a análise de dados e a automatização – para apoiar as empresas europeias em toda a cadeia de valor da aviação.

O centro faz parte da TCS European Delivery Network e também será utilizado como uma instalação nearshore para servir outros clientes globais da TCS no sector dos transportes, o que se espera que resulte em mais empregos tecnológicos em Portugal, contando já com 75 profissionais altamente qualificados.

Luís Rodrigues, CEO da TAP, considera que “a TAP está a dar continuidade ao seu ambicioso plano de transformação e a TCS foi selecionada como parceira com base na sua profunda experiência no setor aéreo, histórico comprovado de realização de transformações digitais e liderança tecnológica. Estamos muito satisfeitos por confirmar que esta parceria estabelecida com a TAP atraiu para Portugal este investimento da TCS, que cria um centro de competências tecnológicas sem paralelo no nosso país”.

Krishnan Ramanujam, presidente do Consumer Business Group da TCS, considera, por sua vez, que o TCS Aviation Digital Center “distingue-se por oferecer uma profunda experiência global no sector e capacidades tecnológicas exclusivas para as necessidades das companhias aéreas e empresas de transporte na Europa. É uma demonstração do nosso compromisso contínuo com o mercado europeu e estamos ansiosos por expandir as nossas parcerias com companhias aéreas e empresas de transportes europeias que estão a embarcar em jornadas de transformação empresarial para aperfeiçoar a sua vantagem competitiva e construir negócios mais resilientes e sustentáveis”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Foto: Depositphotos.com

Aviação

Europa deverá cumprir com metas SAF traçadas, mas precisará de “apoio político e investimento sustentado”, diz SKYNRG

Ao que indica um relatório da SkyNRG, as companhias aéreas e os fornecedores europeus deverão cumprir com os níveis traçados pelo ReFuel EU relativamente ao SAF, em 2025 e 2030. Para o futuro, contudo, será necessário um reforço do apoio político e investimento financeiro.

O mais recente relatório “SAF Market Outlook”, da SkyNRG, mostra que as companhias aéreas e os fornecedores europeus deverão cumprir os níveis introduzidos pelo ReFuel EU, que exigirá que 2% do combustível de aviação utilizado na Europa seja SAF (Combustível de Aviação Sustentável) a partir de 2025, até 6% em 2030.

No entanto, será necessário “um apoio político e um investimento financeiro sustentados” para ajudar as companhias aéreas europeias a atingir os seus objetivos em matéria de SAF, que, em muitos casos, ultrapassam o mandato da UE.

Embora as previsões indiquem que a Europa está bem posicionada no que respeita ao fornecimento de SAF até 2025, continua a haver uma série de desafios para manter esta dinâmica e garantir que a produção de SAF continue a acelerar. “É o caso, em particular, do e-SAF, em que muitos projetos estão ainda em fase de estudo de viabilidade e precisam de sair dos planos e tornar-se realidade o mais rapidamente possível”, aponta o relatório da SkyNRG.

Laurent Donceel, diretor-geral Adjunto da A4E, salientou, na altura do lançamento do relatório da SkyNRG, alguns dos desafios que o setor europeu do SAF enfrenta, apontando “o custo de produção e o custo de abastecimento, o acesso às energias renováveis, o acesso ao SAF em toda a UE e a garantia da sustentabilidade das matérias-primas utilizadas na produção de SAF na Europa”.

Donceel acrescentou que “é positivo constatar que haverá SAF suficiente para satisfazer os requisitos do ReFuel EU até 2030. Mas muitas companhias aéreas europeias não se ficam por aqui. Querem fazer mais, pelo que é importante que a Europa conceba uma política industrial para o SAF que aborde os custos de produção, acelere o abastecimento e, em última análise, faça baixar o custo do SAF na Europa. Os combustíveis sintéticos na aviação, que farão parte do mandato ReFuel da UE, exigirão uma atenção especial nos próximos meses. Os e-SAF exigirão uma grande quantidade de energia limpa e de hidrogénio para a sua produção e, no entanto, até agora não conseguiram captar a atenção suficiente dos mercados financeiros e dos decisores políticos”.

O diretor-geral Adjunto da A4E concluiu ainda que “transformar uma indústria SAF nascente numa indústria que fornecerá a maior parte do combustível para as companhias aéreas é uma tarefa monumental. Para as companhias aéreas, é necessário trabalhar com os aeroportos para ajudar a desenvolver o mercado das SAF; o financiamento tem de fluir para o setor e a indústria da energia tem de levar a sério a transição para o abandono dos combustíveis fósseis”.

Foto: Depositphotos.com
Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Aviação

TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro

Os voos sazonais da TAAG entre Luanda e o Porto regressam a 17 de dezembro e vão apresentar preços desde 661,89 euros.

A TAAG anunciou que, a 17 de dezembro, vai retomar a operação sazonal para a cidade Invicta, voltando a ligar Luanda, capital angolana, ao Porto, informou a companhia aérea angolana, em nota enviada à imprensa.

“A partir do dia 17 de dezembro poderá viajar para a Cidade Invicta e vice-versa, rever a sua família e amigos, e colecionar mais momentos especiais com a TAAG”, lê-se na informação divulgada.

As viagens da TAAG entre Luanda e o Porto vão apresentar preços a partir de 661,89 euros, mas, por enquanto, os voos ainda não se encontram disponíveis para reserva no website da companhia aérea.

As partidas de Luanda acontecem nos dias 17, 19, 20 e 21 de dezembro, com saída pelas 23h30, bem como a 3, 4, 7 e 9 de janeiro de 2025, também às 23h30, enquanto as partidas do Porto estão previstas para os dias 18, 20, 21 e 22 de dezembro, às 09h20, bem como a 4, 5, 8 e 10 de janeiro de 2025, também às 09h20.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Qatar Airways renova parceria com a UEFA

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Publituris

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea do Qatar explica que esta parceria é uma extensão da anterior, que tinha sido estabelecida em torno do UEFA Euro 2020, e inicia-se com o UEFA Euro 2024, competição que se encontra a decorrer na Alemanha, até 14 de julho.

“Estamos muito satisfeitos por sermos parceiros da UEFA. Como Companhia Aérea Oficial das competições de seleções nacionais masculinas, a Qatar Airways está empenhada em trazer milhares de adeptos à Alemanha para este prestigiado evento”, congratula-se Badr Mohammed Al-Meer, CEo do Grupo Qatar Airways.

O responsável da Qatar Airways revela que a companhia aérea vai abrir, a 1 de julho, uma nova rota para Hamburgo, na Alemanha, que vai contribuir para “reforçar ainda mais” o compromisso da transportadora com a região e apoiar o torneio de futebol.

Com a abertura da rota para Hamburgo, a Qatar Airways passa a voar para cinco destinos na Alemanha e 49 destinos em toda a Europa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

TAP lança promoção para a ilha do Sal com preços desde 249 euros e viagem gratuita para crianças

A promoção da TAP é válida para reservas feitas entre 17 e 23 de junho, aplicando-se a voos de ida e volta, para a ilha do Sal, em Cabo Verde.

Publituris

A TAP lançou esta semana uma nova promoção que oferece preços desde 249 euros para voos de ida e volta para a ilha do Sal, em Cabo Verde, informou a companhia aérea, em comunicado.

De acordo com a TAP, a promoção é válida para reservas feitas entre 17 e 23 de junho, cujos voos decorram entre 29 de outubro e 14 de dezembro de 2024, bem como entre 15 de janeiro e 29 de março de 2025.

O preço desde 249 euros aplica-se a partidas do Porto, Lisboa ou Faro, enquanto as saídas do Funchal, Ponta Delgada ou Terceira ficam por 399 euros, estando o valor das taxas aeroportuárias já incluído nas tarifas mencionadas.

Já a viagem para os bebés até aos 23 meses de idade, assim como para as crianças dos dois aos 11 anos, é gratuita, sendo apenas necessário pagar as respetivas taxas aeroportuárias.

A TAP diz ainda que um adulto pode viajar com um bebé e com uma criança em simultâneo.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Azul já conta com mais um avião Embraer 195-E2

Até ao final do ano, a Azul espera receber mais 12 aparelhos Embraer 195-E2, que permitem transportar 136 passageiros e que são usados pela companhia aérea brasileira em voos domésticos.

Publituris

A Azul recebeu no passado sábado, 15 de junho, o primeiro de 13 aparelhos Embraer 195-E2 previstos para este ano, informou a companhia aérea brasileira, que já conta com 21 destes aparelhos na sua frota.

De acordo com a companhia aérea, a aquisição destes 13 aparelhos Embraer 195-E2 representa um investimento de três mil milhões de reais, o equivalente a 516 milhões de euros.

“A entrega é muito importante para a ampliação da nossa malha aérea doméstica. É uma aeronave moderna e eficiente, com uma importante redução de consumo de combustível, baixando não somente o custo da operação, mas também a redução de emissão de CO2″, afirma Raphael Linares, diretor Jurídico e Frota da Azul.

De acordo com o responsável, este acordo com a Embraer vem também contribuir para o desenvolvimento da “indústria aeroespacial” brasileira, uma vez que cada avião entregue pela Embraer “gera cerca de 500 novos empregos”.

O novo avião da Azul, denominado “Azul & Embraer. Orgulho do Brasil”, tem capacidade para transportar 136 passageiros, sendo considerado o avião mais moderno fabricado no Brasil.

A Azul conta atualmente com uma frota composta por 20 destas aeronaves, às quais se juntou este aparelho, que está equipado com wi-fi e televisões individuais, e que permite reduzir em até 25% as emissões de CO2.

Até ao final do ano, a Azul deverá receber outros 12 aparelhos Embraer 195-E2, passando a contar com um total de 33 destes aviões.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Etihad Airways reforça ligações para Lisboa a partir de outubro

Entre 27 de outubro de 2024 a 29 de março de 2025, a Etihad Airways vai operar mais dois voos por semana entre Lisboa e Abu Dhabi, passando a um total de seis ligações semanais.

Publituris

A Etihad Airways vai passar a contar com seis voos por semana na rota Abu Dhabi – Lisboa, num reforço que, segundo a companhia aérea, vai vigorar entre 27 de outubro de 2024 a 29 de março de 2025.

Numa nota informativa enviada à imprensa, a Etihad Airways adianta que os novos voos vão ser operados às segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domingos, num aparelho Boeing 789-9 Dreamliner.

“Temos o prazer de anunciar que iremos aumentar a frequência na rota Abu Dhabi – Lisboa para seis voos semanais”, lê-se na informação divulgada pela companhia aérea.

As novas ligações partem de Lisboa pelas 08h35 e chegam a Abu Dhabi às 19h45, enquanto o regresso à capital portuguesa está previsto para as 02h35, chegando a Lisboa às 07h15.

Os novos voos da Etihad Airways vão estar disponíveis para aquisição nos GDS a partir da próxima quinta-feira, 20 de junho.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Azores Airlines já inaugurou voos entre EUA, Canadá e Porto

Todas as operações contam com um voo por semana em cada sentido, contribuindo para aproximar o Porto dos EUA e do Canadá.

Publituris

A Azores Airlines já inaugurou os novos voos diretos entre Nova Iorque, Boston, Toronto e a cidade do Porto, operações que contam com um voo por semana em cada sentido e que, segundo o Grupo SATA, vêm aproximar o Porto dos EUA e do Canadá.

“Esta operação aérea direta vem reforçar a oferta de voos à partida do Porto e da América do Norte, destinos para os quais a Azores Airlines já voa há mais de duas décadas e onde tem crescido consistentemente. Cremos que a cidade do Porto e a toda a Região Norte, têm argumentos singularmente atrativos para o segmento turístico, mas igualmente importantes para o segmento business ou, ainda, o segmento friends&relatives”, salienta Graça Silva, diretora de Vendas, marketing e comunicação do Grupo SATA.

As partidas de Nova Iorque decorrem aos domingos, enquanto o voo de regresso aos EUA acontece às quintas-feiras, sendo que, no caso das partidas de Boston as saídas são às quartas-feiras, com o regresso a decorrer na terça-feira. Já as partidas para Toronto têm lugar aos sábados, com regresso na sexta-feira.

“Com esta operação direta promovida pela Azores Airlines, a Região Norte e, em particular, a cidade do Porto, estão agora mais perto das icónicas cidades de Boston, Nova Iorque e Toronto, importantes centros de negócio e de confluência de tráfego”, considera a companhia aérea do Grupo SATA.

Além destes voos para a América do Norte, a Azores Airlines lembra que oferece também 24 ligações semanais entre o Porto e os Açores (Ponta Delgada e Terceira), que permitem ligação para Boston, Nova Iorque, Cabo Verde (Praia), Toronto e Montreal, via Ponta Delgada.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Azores Stopover eleito um dos melhores para este verão

O Stopover da Azores Airlines, denominado “Azores Stopover”, foi eleito como um dos 10 programas stopover a não perder este verão pela publicação internacional Business Traveler.

Publituris

O Stopover da Azores Airlines, denominado “Azores Stopover”, foi eleito como um dos 10 programas stopover a não perder este verão pela publicação internacional Business Traveler, informou o Grupo SATA, em comunicado.

Segundo a companhia aérea do grupo de aviação açoriano que realiza voos internacionais, este programa “oferece a possibilidade de incluir, na ida, na volta ou em ambos os sentidos de uma viagem entre a América do Norte e a Europa ou entre a Europa e a América do Norte, uma paragem intermédia até sete dias no arquipélago dos Açores, antes de prosseguir até ao destino final”.

“O programa “Azores Stopover” é potenciado pela localização estratégica da Azores Airlines entre a América do Norte e o continente Europeu, oferecendo aos nossos passageiros a possibilidade de conhecer este local mágico e absolutamente imperdível, que são os Açores, entre o seu ponto de partida e o seu ponto de chegada”, destaca Graça Silva, diretora de Vendas, Marketing e Comunicação do Grupo SATA.

Além do Stopover da Azores Airlines, a publicação considerou que também os programas semelhantes das companhia aéreas Copa Airlines (Panamá), Icelandair (Islândia), Turkish Airlines (Turquia), Ethiad Airways (Emirados Árabes Unidos), Iberia (Espanha), TAP Air Portugal, Japan Airlines (Japão), Singapore Airlines (Singapura) e Fiji Airways (Fiji) estão entre os melhores para este verão.

Recorde-se que a Business Traveler é uma publicação norte-americana disponibilizada em mais de 90 aeroportos dos EUA e divulgada na ReachTV, a maior estação de televisão aeroportuária a ser emitida em portas de embarque, bares e restaurantes de aeroportos, principais lounges de companhias aéreas, bem como em 400.000 quartos de hotel.

Mais informações sobre o Azores Stopover podem ser consultadas aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Aeroportos nacionais mantiveram máximos históricos no movimento de passageiros em abril

Em abril, os aeroportos nacionais movimentaram 6,0 milhões de passageiros, num aumento de 2,3% que leva o INE a afirmar que, “no início de 2024, continuou a verificar-se máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais”.

Inês de Matos

Os aeroportos nacionais movimentaram, em abril, um total de 6,0 milhões de passageiros, valor que corresponde a um aumento de 2,3% face a igual mês de 2023, mantendo os máximos históricos mensais que se vêm a verificar desde o início do ano, segundo os dados divulgados esta sexta-feira, 14 de junho, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

“No início de 2024 continuou a verificar-se máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais”, indica o INE, no comunicado que, esta sexta-feira, acompanha as estatísticas rápidas do transporte aéreo.

Os dados do INE mostram que, em abril, os aeroportos nacionais registaram o desembarque médio diário de 101,5 mil passageiros, valor que foi 2,3% superior ao registado em abril de 2023, quando este número se tinha ficado pelos 99,2 mil passageiros por dia.

Em abril, os aeroportos nacionais registaram ainda a aterragem de 20,6 mil aeronaves em voos comerciais, valor que também corresponde a uma subida de 0,7% face a igual mês do ano passado.

No que diz respeito aos passageiros que aterraram em território nacional, acrescenta o INE, 82,4% correspondiam a tráfego internacional, num total de 2,5 milhões de passageiros, o que traduz um aumento de 3,4%.

A maioria dos passageiros que, em abril, desembarcou nos aeroportos nacionais era proveniente do continente europeu, representando 69,3% do total e correspondendo a um aumento de 1,5% face a abril de 2023.

Já o continente americano foi a segunda principal origem dos passageiros desembarcados em Portugal em abril, concentrando 8,9% do total de passageiros desembarcados e com uma subida de 15,1%.

Nos passageiros embarcados em território nacional, 81,8% corresponderam a tráfego internacional, num total de 2,4 milhões de passageiros, o que indica um aumento de 3,7% face ao mesmo mês do ano passado.

Dos passageiros que embarcaram em território nacional em abril, 70,3% tinham como destino aeroportos europeus, percentagem essa que aumentou 2,6% face a abril de 2023, enquanto os aeroportos no continente americano foram o segundo principal destino dos passageiros embarcados, correspondendo a 7,8% do total e com um aumento de 11,6%.

Perto de 20 milhões de passageiros movimentados em quatro meses

No acumulado desde o início do ano, os dados do INE mostram que os aeroportos nacionais continuam a somar crescimentos e, nos primeiros quatro meses do ano, o total de passageiros movimentados chega já a 19.637 milhões de passageiros, o que corresponde a um aumento de 4,8% face a igual período do ano passado.

Neste período, o destaque foi para o aeroporto de Lisboa, que movimentou 53,4% do total de passageiros, o que corresponde a 10,5 milhões de passageiros e a uma subida de 5,2% comparativamente ao mesmo período de 2023.

Já o aeroporto do Porto concentrou 23,0% do total de passageiros movimentados, correspondendo a 4,5 milhões de passageiros e traduzindo um crescimento de 5,6% face ao acumulado até abril do ano passado. O aeroporto de Faro, por sua vez, registou um crescimento de 2,4% no movimento de passageiros, que correspondeu a 2,1 milhões de passageiros.

França, acrescenta o INE, foi o principal país de origem e de destino dos voos que chegaram e partiram de território nacional até abril, apesar do número de passageiros desembarcados em Portugal e que eram provenientes deste país ter descido 2,4%, a mesma percentagem que também desceu o número de passageiros embarcados em território nacional e que eram provenientes de França.

Por outro lado, lê-se na informação divulgada pelo INE, o Reino Unido e Espanha ocuparam a segunda e terceira posições como principais países de origem
e de destino, enquanto a Alemanha ocupou a quarta posição e registou crescimentos de 8,6% e 9,0% no número de passageiros desembarcados e embarcados, pela mesma ordem, sendo a quinta posição ocupada por Itália.

 

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.