“A importância que o Governo português dá ao Turismo é ímpar”

Por a 7 de Fevereiro de 2017 as 17:52

OMT

Taleb Rifai, secretário-geral da OMT, Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, e David Scowsill, CEO da WTTC

A importância que o poder político confere ao sector do Turismo em Portugal é algo que nunca vi a nível mundial“, disse Taleb Rifai, secretário-geral da OMT, em declarações aos jornalistas presentes, num evento que serviu para a ratificar a assinatura do Memorando de Adesão ao Ano Internacional do Turismo Sustentável com o Executivo português, representado pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Rifai lançou mesmo um desafio às autoridades nacionais, lembrando que “é essencial manter a consistência das políticas de turismo e continuar a existir o diálogo que tem existido, até agora, entre sector público e privado”. Ainda sobre Portugal, uma última nota: “o melhor do país são a sua gente“.

Os elogios mantiveram-se com David Scowsill, CEO do World Travel & Tourism Council (WTTC), que destacou “a forma como Lisboa reergueu-se de um período de crise profunda e está agora a regenerar-se para o futuro do Turismo“. O responsável máximo afirmou também que a “constante procura de investimento e inovação por parte dos players que trabalham na indústria são outros pontos a favor do destino“.

O crescimento do turismo em Portugal tem estado associado à quebra existente em países como a Turquia e Tunísia, fruto da instabilidade política que actualmente os assola. No entanto, o CEO da WTTC, refuta essa ideia em toda a linha. “Não se deixem enganar: o crescimento do Turismo em Portugal nada tem que ver com o recuo deste sector em outros países. Os bons resultados devem-se, sobretudo, ao enorme trabalho desenvolvido pelo sector público e privado!“.

2017, o ano da Sustentabilidade no Turismo

A assinatura do Memorando foi aproveitado por Ana Mendes Godinho para recordar que “Portugal, através dos programas REVIVE e do Portuguese Trails está em linha com o objectivo sustentabilidade definido pela OMT”.

“Nestes últimos dias, mostrámos ao presidente da OMT que Portugal é um país totalmente virado para a inovação, empreendedorismo, que é um hub cultural e está bastante focado no impacto social e económico que o Turismo traz aos seus habitantes e a quem nos visita”, vincou.

Sobre este assunto, Taleb Rifai explicou que o rótulo “2017, ano do Turismo Sustentável”, se sustenta em cinco grandes pilares: “crescimento económico, aumento do emprego, trabalhar seriamente no assunto “Alterações Climáticas”, cultura, e paz e segurança”.

Trump e Turismo mundial

É um dos temas da actualidade e que mexe com o universo do Turismo: a recente medida de Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos, em proíbir a entrada de pessoas de algumas nacionalidades em território norte-americano foi um dos temas em discussão.

Taleb Rifai não fugiu do assunto. “Nada vai impedir que as pessoas possam viajar. É um direito que lhes assiste, que nos assiste a todos, independentemente da raça, orientação sexual ou religião“, referiu, acrescentando que “este tipo de políticas podem virar-se contra os seus responsáveis”.

É por isso, reitera, “que os números do Turismo em 2017 irão continuar a subir: entre os 3,5% ou 4,5%“. “Em 2016, registámos um crescimento na ordem dos 3,9% relativamente a 2015, sendo que se trata do sétimo ano consecutivo de bons resultados. Todas as regiões cresceram, excepto o Médio Oriente, que, devido à sua instabilidade política, acaba por ser normal”, finalizou.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *