Assine já
easyJet
Aviação

easyJet planeia voo para Ponta Delgada

Companhia planeia abrir rota até ao final do ano.

Patricia Afonso
easyJet
Aviação

easyJet planeia voo para Ponta Delgada

Companhia planeia abrir rota até ao final do ano.

Patricia Afonso
Sobre o autor
Patricia Afonso
Artigos relacionados
easyJet aplaude conceitos de aviões com emissão zero da Airbus
Homepage
easyJet abre nova base sazonal em Faro
Homepage
easyJet abre nova rota sazonal Faro-Amesterdão a 19 de dezembro
Homepage
easyJet comemora 25.º aniversário com 25% de desconto em 500 mil lugares
Homepage

De acordo com a Agência Lusa, para que tal aconteça falta “a definição do mecanismo de auxílio à mobilidade atribuído aos residentes nos Açores e aos estudantes para a liberalização da rota.”

“A companhia recebeu garantias de que o processo [de liberalização] vai avançar”, pelo que está a trabalhar para anunciar a abertura da rota até ao final de 2014, afirmou à agência o director comercial da easyJet para Portugal, José Lopes.

Esta será a primeira rota com destino aos Açores e servirá para “testar o mercado”, podendo, depois, “evoluir favoravelmente, outras oportunidades avançarão”.

Sobre o autorPatricia Afonso

Patricia Afonso

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

CEO da TAP explica saída de Alexandra Reis com “divergências na implementação do plano de reestruturação”

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, foi esta quarta-feira, 18 de janeiro, ouvida na Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, na sequência da saída de Alexandra Reis da administração da companhia aérea.

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, explicou esta quarta-feira, 18 de janeiro, em audição parlamentar, que a saída de Alexandra Reis da administração da companhia aérea de bandeira nacional se deveu a “divergências na implementação do plano de reestruturação”.

De acordo com a responsável, estas divergências foram mesmo o único motivo que levou à saída de Alexandra Reis da companhia aérea, com Christine Ourmières-Widener a defender que, num equipa executiva, “é crucial haver um alinhamento relativamente à implementação do plano”.

“Essa foi a única razão para a saída de Alexandra Reis da companhia aérea”, acrescentou a CEO da TAP, em resposta ao deputado André Ventura, do Chega, segundo avança a Lusa.

Christine Ourmières-Widener revelou também que todo o processo de saída de Alexandra Reis da TAP foi acompanhado pelo acionista Estado, que é atualmente o único acionista da TAP, e disse ter provas de cada passo dado.

“Nada fiz sem o conhecimento do acionista. Tenho registos escritos sobre o processo e a aprovação definitiva”, afirmou a responsável, acrescentando que a “saída de um membro do conselho de administração deve ser seguida pelos acionistas”.

De acordo com a CEO da TAP, o processo foi acompanhado pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Hugo Santos Mendes, que terá dado “a sua aprovação” à saída de Alexandra Reis nos termos que são conhecidos.

“Presumi que o acordo feito pelo secretário de Estado das Infraestruturas era do conhecimento das Finanças”, explicou a CEO da TAP, admitindo que julgou que o processo seria já do conhecimento do Ministério das Finanças, com o qual nunca falou sobre este processo.

Christine Ourmières-Widener disse ainda que seguiu “sempre o conselho do consultor externo”, que foi o escritório de advogados SRS, e explicou que a informação que foi transmitida à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) estava acordada com Alexandra Reis e o consultor externo.

Recorde-se que a CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, esteve esta quarta-feira, 18 de janeiro, a ser ouvida na Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, na Assembleia da República, na sequência de um requerimento potestativo apresentado pelo Chega, devido à indemnização de 500 mil euros que a TAP pagou para a saída da sua ex-administradora.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

4 operadores turísticos juntos em voo especial para Maceió na Páscoa

Os operadores turísticos Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral, acabam de anunciar ao mercado o lançamento de um voo especial para Maceió-Brasil, para a Páscoa.

Atentos aos desejos dos viajantes, quatro operadores do mercado português – Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral, vão dar continuidade ao sucesso que foram as duas operações especiais de fim de ano para o Brasil, com o lançamento de um voo especial para Maceió numa data tão procurada pelos viajantes: a Pascoa.

O voo direto de Lisboa será operado pela companhia aérea SATA, tem partida marcada para o dia 7 de abril e regresso no dia 16, num programa de 9 noites / 10 dias, desde 1.798 euros por pessoa em duplo, no Hotel Vila Galé Alagoas, em regime de tudo-incluído.

A Solférias, Sonhando e Exoticoonline, numa estreita colaboração com todos os seus parceiros no destino, comercializam o voo a partir de Portugal, enquanto a comercialização da rota inversa estará a cargo da Alto Astral.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Ministros Ibero-americanos do Turismo apostam na sustentabilidade e cooperação para relançar o setor

Os ministros ibero-americanos do Turismo, reunidos em Madrid (presencial e online) optaram pela sustentabilidade ambiental e pelo estreitamento das relações entre os países desta região para relançar o setor, após os anos da pandemia.

Responsáveis ​​do turismo de 14 países ibero-americanos reuniram-se na XXVI Conferência Ibero-Americana de Ministros e Empresários do Turismo (CIMET), encontro que tradicionalmente antecede à Fitur – Feira Internacional de Turismo, que abriu portas esta quarta-feira, em Madrid.

“A primeira responsabilidade de todos nós deve ser a conservação do planeta, e assim deve ser para todos os setores”, afirmou o diretor de Turismo do Banco de Desenvolvimento da América Latina, Óscar Rueda, citado pela Agência EFE.

A subsecretária de Turismo do Chile, Verónica Kunze Neubauer, também concordou com este propósito, tendo destacado a importância da sustentabilidade para o seu país, ao mesmo tempo que o definiu diretamente como um “destino totalmente sustentável”.

O ministro mexicano, Miguel Torruco, definiu o setor “como um grande meio de reconciliação para todas as comunidades”.

Os ministros e altos funcionários do Turismo presentes no encontro também apresentaram as suas linhas de ação para promover o “turismo de encontro” nos seus territórios.

Por sua vez, o co-presidente do CIMET, Eugenio de Quesada, sublinhou que “a promoção e internacionalização do setor do turismo é um esforço coletivo, de todos”, e destacou a importância do trabalho entre países para a defesa e promoção dos destinos.

Do governo espanhol, a secretária de Estado do Turismo, Rosana Morillo, sublinhou que “não só o setor está a reativar, como estamos a recuperar de forma mais forte”.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Destinos

Parque Nacional da Peneda-Gerês entre os 10 melhores da Europa para caminhadas

O Parque Nacional da Peneda-Gerês está classificado entre os 10 melhores parques naturais da Europa para caminhadas, segundo os resultados da mais recente pesquisa da Cotswold Outdoor.

A pesquisa mais recente da Cotswold Outdoor, especialista britânica em equipamentos para atividade ao ar livre, identificou os principais cenários naturais da Europa que também proporcionam as melhores experiências de caminhada. Analisados mais de 80 parques nacionais europeus, tendo sido avaliados vários fatores nas categorias de popularidade, dificuldade e atividades/comodidades, o Parque Nacional da Peneda-Gerês foi revelado como o décimo melhor da Europa para caminhadas.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês deve a sua classificação geral elevada ao facto de ser a sexta melhor escolha de atividades e comodidades, e também ser classificado como o oitavo mais popular da Europa.

O popular local de beleza do norte de Portugal oferece aos visitantes 96 trilhos para caminhadas, 10 parques de campismo e seis miradouros/pontos de referência.

Nas apostas de popularidade, o parque também está entre os dez mais populares da Europa, em oitavo lugar. Obtém uma média de pouco menos de 10.000 pesquisas anuais globais, tem uma classificação de 4,8 e sumou mais de 167.000 hashtags no Instagram.

Finalmente, no que diz respeito à dificuldade da caminhada, a distância média e a duração da caminhada do parque definitivamente não são para os fracos de coração, classificando-se na faixa intermediária de 19,7 km e 5,4 horas, respetivamente.

O Peak District e o Lake District (Reino Unido), Teide (Espanha), Calanques (França) e Krka (Croácia) compõem os cinco primeiros lugares, respetivamente.

De acordo com a análise, as caminhadas se tornaram uma tendência massiva nos últimos dois anos, comprovada ainda mais pelas tendências de viagem previstas para 2023, que indicam um aumento ao nível do turismo de aventura.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Novo presidente da Embratur quer reconquistar lugar de relevo do Brasil no panorama internacional

Marcelo Freixo anunciou, logo no primeiro dia enquanto presidente da Embratur, que o trabalho vai começar com uma reorganização interna da agência de promoção internacional.

Marcelo Freixo já assumiu a presidência da Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo e estabeleceu a recuperação do lugar de relevo do Brasil no panorama internacional, incluindo no turismo, como principal prioridade do seu mandato, que arrancou na passada sexta-feira, 13 de janeiro.

“Após quatro anos de isolamento internacional ditado pela irresponsabilidade do anterior governo, o Brasil está novamente empenhado em retomar o seu papel de protagonista na promoção do diálogo, da cooperação e das questões ambientais e climáticas no plano internacional. Na Embratur, a nossa missão será colocar o turismo brasileiro no patamar de relevância expectável”, afirmou o novo presidente da Embratur.

Marcelo Freixo anunciou, logo no primeiro dia enquanto presidente da Embratur, que o trabalho vai começar com uma reorganização interna da agência de promoção internacional, que garanta “uma gestão técnica e transparente, com base nas boas práticas do mercado”.

Além disso, Marcelo Freixo quer também voltar a focar a Embratur “no marketing, na promoção e apoio à comercialização do Brasil no exterior, com base em inteligência de dados e big data, nas parcerias com os setores público e privado, nos investimentos em inovação, na inserção da agenda de sustentabilidade, ações climáticas e com foco nos resultados”.

O novo presidente da Embratur garantiu ainda que pretende trabalhar em conjunto com os ministros cuja atuação está diretamente relacionada com a modernização das políticas públicas e com programas voltados para a promoção do turismo no exterior.

“Além de integrar as ações da nossa agência na agenda de política externa e de vários ministérios do governo do Presidente Lula da Silva, retomaremos o diálogo com o mercado e as entidades que desenvolvem ações de promoção internacional. Vamos construir uma Embratur moderna, profissional, eficiente e comprometida com o desenvolvimento sustentável”, acrescentou o responsável.

Com 55 anos de idade, Marcelo Freixo é originário da região do Rio de Janeiro, é professor de História, foi eleito deputado estadual no Rio de Janeiro pela primeira vez em 2006 e deputado federal em 2018.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Bomporto Hotels aumenta salário mínimo dos colaboradores para os 900 euros

Depois de ter estabelecido a remuneração base em 800 euros, em 2022, o grupo voltou a fazer um ajuste salarial, desta vez no valor de 12,5% para as remunerações mais baixas.

O grupo de hotéis boutique Bomporto Hotels anunciou esta semana em comunicado o aumento do salário mínimo mensal interno, que passa a fixar-se nos 900 euros. Depois de ter estabelecido a remuneração base em 800 euros, em 2022, o grupo voltou a fazer um ajuste salarial, desta vez no valor de 12,5% para as remunerações mais baixas.

Este aumento é justificado pelo grupo “devido à evolução do panorama económico no último ano”.

“Depois de um ano particularmente proveitoso para o setor do turismo, e tendo em conta a inflação sentida nos últimos meses, o grupo Bomporto decidiu ainda atribuir um bónus correspondente a até um salário a todos os colaboradores que trabalham há mais de seis meses na empresa, de forma a celebrar o desempenho individual e os resultados atingidos em 2022”, refere o Bomporto Hotels em comunicado.

A este aumento no salário mínimo acrescem “outras regalias”, como “o plano mensal de benefícios flexíveis e o seguro de saúde após meio ano de contrato”.

“Em 2022, Lisboa superou o número de turistas que tinha recebido em 2019, excedendo as nossas expectativas em termos de procura e ocupação, [pelo que] sentimos que era mais que justo reconhecer a importância do papel dos nossos trabalhadores. Acreditamos que se a nossa equipa se sentir realizada, será mais fácil oferecer o serviço de excelência a que os nossos clientes se habituaram durante os últimos anos”, defende Nicolas Roucos, diretor geral do grupo Bomporto.

O grupo Bomporto foi criado em 2015, com o objetivo de criar hotéis boutique “com um estilo luxuoso mas despretensioso”. Para além de contar com dois hotéis em Lisboa, o The Lumiares e o The Vintage, terá um novo projeto na cidade do Porto ainda este ano. O hotel The Rebello tem abertura prevista para o primeiro trimestre de 2023 e encontra-se neste momento a recrutar.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Feira de Emprego ‘Trabalhar num Navio’ regressa a 16 de março de 2023

A 8.ª edição da Feira Internacional de Emprego & Carreiras ‘Trabalhar num Navio’ já está confirmada e vai decorrer a 16 de março de 2023, no Hotel Olissippo Oriente, no Parque das Nações, em Lisboa.

A 8.ª edição da Feira Internacional de Emprego & Carreiras ‘Trabalhar num Navio’ já está confirmada e vai decorrer a 16 de março de 2023, voltando a contar com entrada gratuita, informou a APORMAR – Agência Portuguesa de Marítimos, entidade responsável pela organização do evento.

A próxima edição desta feira de emprego dedicada às carreiras marítimas vai voltar também a contar com a participação “de várias companhias de navios e de ensino e formação marítima, antecipando o sucesso das edições anteriores”, lê-se na informação divulgada .

Segundo o comunicado enviado à imprensa, este evento é “fundamental para quem trabalha ou pretende trabalhar em navios de carga, cruzeiros, ferries, offshore e iates”.

A feira está também aberta a profissionais e estudantes das áreas de restauração, hotelaria, turismo, lojas, saúde, beleza, desporto, animação, audiovisual, entretenimento, segurança, convés, engenharia, máquinas, eletricidade, ar condicionado e manutenção hoteleira.

Nesta edição, a Feira Internacional de Emprego & Carreiras ‘Trabalhar num Navio’ vai decorrer no Hotel Olissippo Oriente, no Parque das Nações, em Lisboa, e inclui também um congresso com a apresentação e objetivos das empresas expositoras, cujo início está previsto para as 09h30.

As inscrições para o certame já se encontram a decorrer e podem ser realizadas online através do website do evento, que está disponível aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Saccharum hotel promove Wedding Open Day a 4 e 5 de fevereiro

O Saccharum, hotel que integra a coleção Savoy Signature, vai promover um Wedding Open Day, nos dias 4 e 5 de fevereiro entre as 11h00 e as 19h00.

A unidade hoteleira na Calheta (Madeira) vai vestir-se a rigor para apresentação da cerimónia e do copo-de-água, pensados com todos os detalhes. Os casais poderão conhecer os diferentes espaços do hotel e os serviços exigidos para uma celebração perfeita.

No entanto a experiência romântica vai mais longe. O programa inclui uma visita a um dos quartos do hotel, já preparado para uma lua de mel, mas também as salas de eventos decoradas com romantismo para a ocasião. As zonas de cocktail, de cerimónia e a área da piscina principal também integram o roteiro.

Para recriar uma experiência ainda mais aproximada à realidade, a equipa do Saccharum providenciou uma exposição com diferentes carros, além de serviços de vestuário, de cabeleireiro e de maquilhagem. Depois, os noivos poderão ser fotografados e filmados por equipas profissionais destas áreas, além de usufruírem de animação ao vivo, cocktail, jantar, bolo de casamento e festa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Limehome anuncia expansão em Portugal

Considerada líder europeia em tecnologia hoteleira e operador de serviced apartments totalmente digitalizados, a Limehome, vai expandir em Portugal, especialmente em Lisboa e no Porto.

A Limehome entra, assim, no novo ano fiscal com mais de 45 milhões de euros como capital de crescimento, e prevê utilizar esta verba para expandir nos mercados onde já está presente, bem como em novos mercados como Portugal e Itália, e para aquisições estratégicas de operadores.

A empresa, sediada em Munique, considera Portugal, e especificamente Lisboa e Porto, como cidades-chave para o seu crescimento, sem excluir outros destinos de potencial interesse para o seu modelo de negócio, o que lhe permite operar em cidades de diferentes dimensões, tanto capitais como cidades provinciais, diferentes tipos de procura, bem como numa grande variedade de bens imobiliários.

Durante o ano passado, a empresa, que faz um balanço positivo do último exercício, abriu aproximadamente 600 novos apartamentos equipados e com serviços completos em 24 cidades europeias. Isto significa que a empresa tem atualmente mais de 3.300 suites abertas e planeadas em 110 localidades na Alemanha, Áustria, Países Baixos, Bélgica, Espanha, Portugal e Hungria.

No caso de Portugal, a Limehome anunciou recentemente o seu primeiro projeto no Porto. Trata-se do desenvolvimento de uma construção térrea com o seu parceiro estratégico Ratisbona, e inclui apartamentos de estúdio, T1 e T2 com terraço.

Em Espanha, a empresa continua a sua expansão com novas aberturas em cidades onde já tinha presença (Madrid, Barcelona, Málaga, Valencia, Sevilha e Granada), e por outro lado, durante os últimos meses continuou a investir em novas cidades (Palma, Haro, Jerez).  Neste sentido, continua a aumentar as operações em toda a Península Ibérica, onde está perto de 1.000 unidades em mais de 13 cidades.

Fora da Península Ibérica, e com a abertura de uma última propriedade em Dusseldorf, a limehome completou a sua presença em todas as cidades alemãs de grau A. Para além do Porto, expandiu ainda mais a sua presença noutras metrópoles turísticas do continente com novas propriedades em cidades como Amesterdão e Budapeste.

Em 2022, a ocupação das suas propriedades foi próxima de 90%, um aumento de quase 20% em relação ao ano anterior.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Qatar Airways e Air Serbia assinam acordo de codeshare

A Qatar Airways e a Air Serbia estabeleceram um acordo de codeshare que entra em vigor a 1 de fevereiro e que vai permitir que os passageiros de ambas as companhias aéreas tenham acesso a mais de 40 destinos.

A Qatar Airways e a Air Serbia estabeleceram um acordo de codeshare que entra em vigor a 1 de fevereiro e que vai permitir que os passageiros de ambas as companhias aéreas tenham acesso a mais de 40 destinos operados pelas duas transportadoras.

O acordo abrange os cinco voos semanais que a Qatar Airways opera atualmente entre Doha, no Qatar, e Belgrado, capital da Sérvia, assim como uma série de novos destinos servidos pela Air Serbia, como a Bósnia e Herzegovina, Montenegro ou Eslovénia, entre outros, que passam a estar disponíveis através de uma única reserva.

“Esta parceria vai permitir-nos expandir a nossa presença nos mercados da Europa Central e Oriental, onde esperamos oferecer opções de viagem adicionais aos nossos clientes. Estamos extremamente orgulhosos de anunciar esta parceria com a Air Sérvia, a companhia aérea líder nesta região desde que foi fundada em 1927 e estamos ansiosos para trabalhar juntos sem esforço”, afirma Akbar Al Baker, CEO da Qatar Airways.

Com este acordo, a Air Serbia passa a colocar o seu código nos voos da Qatar Airways entre Belgrado e Doha, assim como para vários destinos além da capital do Qatar, como Adelaide, Baku, Brisbane, Tbilisi, Ho Chi Minh City, Hong Kong, Melbourne, Mascate, Nairóbi, Perth, Seychelles, Cingapura e Sydney.

Nos planos da Air Serbia está ainda o alargamento da sua operação para destinos como Bangkok, Cidade do Cabo, Joanesburgo, Phuket, Seul, Tóquio, Yerevan e Zanzibar, entre outros destinos.

“É um grande prazer anunciar o acordo de codeshare com a Qatar Airways, conhecida pela sua rede global de destinos e serviço premium. Estamos unindo forças para oferecer aos passageiros novas oportunidades de conexão e acesso a destinos exclusivos de ambas as redes. Através dessa cooperação, acreditamos que seremos capazes de trazer para a Sérvia mais tráfego e oportunidades de comércio e turismo, bem como aumentar o tráfego entre os dois centros”, acrescenta Jiří Marek, CEO da Air Serbia.

Recorde-se que a Qatar Airways e a Air Serbia já mantinham um acordo de interline que entra agora numa nova fase com este acordo de codeshare.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.