Vila Galé quer hotel em São Paulo

Por a 24 de Abril de 2014 as 0:48

A Vila Galé, como é seu apanágio, está atenta às oportunidades que surgem nos diversos mercados. São Paulo, no Brasil, é um dos locais em que a cadeia está focada, de acordo com Adriana Borges, gerente de vendas e marketing no Brasil.

Questionada sobre como correm as vendas no Brasil, e depois de, em 2013, a facturação em Terras de Vera Cruz ter igualado a de Portugal, a responsável afirmou: “Esse ano esperamos vir a ultrapassar os hotéis em Portugal.”

Adriana Borges, que falou com o Publituris no primeiro dia da WTM América Latina, confirmou que o resultado da operação com o Mundial de Futebol – sendo que a Vila Galé tem contrato com a Match, agência oficial da organização do campeonato de futebol – “não foi o esperado.” “Com o decorrer do ano, já tínhamos sentido no mercado que o resultado não seria o que imaginávamos, mas só tivemos essa resposta na semana passada, com os últimos ‘reports’ da Match. Assim, ainda temos, em todos os hotéis, datas disponíveis.” A taxa de ocupação esperada, apenas nas datas em que decorrem os jogos, está entre os 80 e 90%, revelou.

No que respeita à performance dos hotéis Vila Galé no Brasil, Adriana Borges contou que a unidade de Salvador é a que mais se tem destacado, em geral. “A própria cidade [Salvador] tem mudado um pouco toda a políticas. O literal Note, onde está o Vila Galé Mares, levou muitos dos turistas que iam para Salvador, mas com as mudanças e o investimento que a prefeitura [de Salvador] tem feito, estamos com boas perspectivas. O número de hotéis também cresceu bastante.”

Indagada se estão à procura de novas localizações, a responsável afirmou: “Estamos sempre à procura, mas o foco, hoje, é em São Paulo. É uma constante, já estávamos à procura antes do Rio de Janeiro, mas esta oportunidade surgiu primeiro.”

Sem adiantar números estimados para este ano, Adriana Borges indicou que o mercado brasileiro continua a ser o principal mercado da Vila Galé no Brasil, “atingindo os 90/95% em alguns hotéis.”

 

* A jornalista viajou até São Paulo a convite da WTM.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *