Parques de Sintra ganha três novas atracções

Por a 19 de Julho de 2012 as 9:04

A Parques de Sintra – Monte da Lua, S.A. vai passar a gerir três novas atracções: o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio Nacional de Queluz e a Escola Portuguesa de Arte Equestre. O decreto-lei foi aprovado em Conselho de Ministros, esta quarta-feira.

“O Conselho de Administração da Parques de Sintra seguirá, nos novos palácios, a política de gestão que tem utilizado com sucesso nas outras propriedades do Estado que tutela, procurando, através de investimentos que permitam a sua valorização, atrair mais visitantes e receitas, e continuar a salvaguardar o património de forma contínua e crescente”, informa a empresa, numa nota divulgada.

Em relação aos palácios de Sintra e de Queluz, a Parques de Sintra comprometeu-se a entregar todos os anos, ao Estado, a receita líquida de bilheteiras e lojas apurada em 2011, além de 10% do aumento de receitas que conseguir em relação a cada ano anterior. “Este novo modelo de gestão assegura que o Estado não só deixa de ter encargos com os palácios, como mantém as receitas que deles retirava e partilhará a subida de receitas que a Parques de Sintra alcançar”, pode ler-se, na mesma nota.

 

Planos e projectos

O Palácio Nacional de Sintra será recuperado e pretende-se abrir ao público os seus jardins envolventes. “As primeiras prioridades são a promoção da sua visita e divulgação de forma articulada com a dos palácios e parques geridos pela Parques de Sintra, e a melhoria das condições de acolhimento de visitantes, nomeadamente instalando pontos de repouso e cafetarias que permitam visitas mais prolongadas e agradáveis”.

Já no Palácio de Queluz, prevêem-se obras de restauro de interiores, fachadas, coberturas e jardins. Por outro lado, “é também necessário instalar em Queluz infraestruturas que permitam acolher melhor os visitantes e tornar mais atraente a sua estadia. Para incrementar o número de visitas a este palácio é prioritário integrá-lo em circuitos turísticos que envolvam o acesso aos vários valores culturais oferecidos em Sintra”.

Relativamente à Escola Portuguesa de Arte Equestre, nos jardins do Palácio de Queluz, “o desafio consiste em realizar, de forma mais dinâmica, eficaz e sustentável, a sua principal missão, que é contribuir, através do treino e exibição, para a promoção do cavalo lusitano de Alter.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *