Edição digital
Assine já
PUB
Destinos

Turismo na Croácia sempre a crescer

A Croácia tem vindo a registar um “sucesso notável” no setor do turismo. De acordo com dados publicados pelo Conselho de Turismo Croata (HTZ), nos primeiros oito meses do ano o país alcançou um aumento de 8% nas chegadas e 2% nas dormidas face ao período homólogo.

Publituris
Destinos

Turismo na Croácia sempre a crescer

A Croácia tem vindo a registar um “sucesso notável” no setor do turismo. De acordo com dados publicados pelo Conselho de Turismo Croata (HTZ), nos primeiros oito meses do ano o país alcançou um aumento de 8% nas chegadas e 2% nas dormidas face ao período homólogo.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados

Nos primeiros oito meses do corrente ano registaram-se um total de 16,2 milhões de chegadas e 88,5 milhões de dormidas na Croácia. Estes dados representam um regresso encorajador aos níveis pré-pandemia de 2019, conforme destacado pela HTZ.

As regiões que impulsionam este crescimento incluem a Ístria, com 4 milhões de chegadas (um aumento de 4%) e mais de 25 milhões de dormidas (um aumento de 2%), a região de Split-Dalmácia, com 3 milhões de chegadas (um aumento de 9%) e 16,4 milhões de dormidas (um aumento de 2%), e Kvarner, com 2,6 milhões de chegadas (um aumento de 3%) e 15,4 milhões de dormidas (o que equivale face a 2022).

Em relação aos destinos mais populares no período em análise, os turistas afluíram a Rovinj, Dubrovnik, Porec, Split e Umag.

A HTZ confirmou que a tendência de mais chegadas, mas estadias mais curtas, continuou em agosto, com um total de 4,6 milhões de chegadas e 31,5 milhões de dormidas na Croácia durante esse período.

O diretor da HTZ, Kristjan Staničić, comentou estes dados positivos, observando que os turistas estão a chegar mais, mas tendem a permanecer por períodos ligeiramente mais curtos do que no passado. Atribuiu esta tendência à retoma da atividade turística sem restrições após a pandemia, ao mesmo tempo que destacou a concorrência entre destinos turísticos. Para a próxima temporada de outono, o dirigente prevê novas melhorias com atividades promocionais sobre o destino em andamento.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
Destinos

Optigest tem nova responsável comercial para a zona norte e mercados externos

Beatriz Leite, que estava na empresa desde 2022, é a nova responsável comercial da Optigest para a zona norte e mercados externos.

A Optigest anunciou que Beatriz Leite vai reforçar a sua equipa comercial, profissional que fica responsável pela zona norte e pelos mercados externos, informou a empresa de tecnologias de informação para a atividade turística.

“Com este reforço a Optigest garante uma maior proximidade e acompanhamento da área comercial a todos os seus clientes com o objetivo de manter a satisfação, fidelizando ao sistema e a ao apoio de proximidade que caracteriza a génese da empresa”, considera João Moreira, CEO da Optigest.

Formada gestão de turismo e com experiência acumulada em empresas da área nomeadamente operadores turísticos e agências de viagens, Beatriz Leite está na Optigest desde 2022, altura em que integrou a equipa de apoio ao cliente da empresa.

A profissional transita agora para a área comercial da Optigest, onde, segundo a empresa, “dará continuidade à relação com os clientes agora numa vertente comercial”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Agentes de enoturismo do Douro, Porto e Vinhos Verdes criam o Best of Club – Porto

O Best of Club – Porto, que será oficialmente lançado esta quinta-feira nos jardins da Casa Tait, na Invicta, pretende constituir um espaço facilitador de comunicação, confiança e cooperação entre os operadores de enoturismo.

Este clube tem o propósito de fomentar a colaboração, promover o networking, incentivar a partilha de conhecimento e experiências, gerar debate e criar sinergias, contribuindo para o desenvolvimento integrado do enoturismo na região.

Unem-se à volta deste projeto agentes de enoturismo da região do Douro, Porto e Vinhos Verdes, distinguidos com um prémio Best Of Wine Tourism, reconhecimento atribuído anualmente pela Great Wine Capitals Global Network (Rede Mundial de Capitais de Grandes Vinhedos), organização sem fins lucrativos fundada em 1999, formada, atualmente, por 12 cidades, que partilham um património económico e cultural fundamental: as suas regiões vinícolas, reconhecidas internacionalmente. O Porto é um dos membros fundadores e representa, nesta rede, as regiões vinícolas do Douro e dos Vinhos Verdes.

Trata-se da única rede deste tipo que abrange os designados “Velho” e “Novo” mundos do vinho, incluindo as internacionalmente conhecidas regiões vinícolas de: Adelaide (Austrália do Sul), Bilbao | Rioja (Espanha), Bordéus (França), Cape Town | Cape Winelands (África do Sul), Hawke’s Bay (Nova Zelândia), Lausanne (Suíça), Mainz | Rheinhessen (Alemanha), Mendoza (Argentina), Porto (Portugal), São Francisco | Napa Valley (EUA), Valparaíso | Casablanca Valley (Chile) e Verona (Itália).

Refira-se que esta rede internacional desenvolve um conjunto de iniciativas que potenciam a excelência no enoturismo, facilitando a partilha de conhecimento e experiências, estimulando negócios e atuando como um veículo de colaboração em desafios e oportunidades dentro da aliança internacional destas regiões vinícolas.

Assim, e à semelhança da iniciativa já adotada por outras cidades parceiras, foi decidido constituir-se o Best Of Club – Porto, que será lançado oficialmente esta quinta-feira, dia 28 de setembro, na presença do presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Agências

DIT Portugal lança o seu novo motor de destinos exclusivo

Com a garantia da Haiku Viajes a DIT Portugal acaba de apresentar um novo motor de destinos exclusivo para as suas agências de viagens, e que foca a sua oferta em produtos de média e larga distância.

Publituris

Uma das novidades apresentadas neste motor é que para além das saídas dos aeroportos de Lisboa e Porto, conta também com partidas do aeroporto de Faro, estando já em desenvolvimento as integrações com os aeroportos do Funchal e de Ponta Delgada.

Segundo a DIT Portugal, em nota de imprensa, este é mais um produto “Txapela” a adicionar aos já existentes. Com esta novo instrumento “procuramos dar um serviço diferenciado às nossas agências, mantendo como sempre o nosso foco “servir sempre as nossas agências” com ferramentas que possibilitem automatizar e simplificar o processo de reserva e de venda.

Este produto exclusivo conta com reserva automática de serviços terrestres e aéreo, tendo uma novidade que será o bloqueio da parte área por 48 horas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Sem categoria

Abertas candidaturas para bolsas NEST Termal+/UBI 2023

As candidaturas às bolsas NEST Termal+/UBI estão abertas até 24 de novembro. O projeto visa promover a investigação em áreas promissoras dedicadas e aplicáveis às termas, favorecer novas práticas e soluções para o termalismo e fomentar a valorização do território e dos seus recursos turísticos distintivos.

Publituris

Trata-se de uma iniciativa que resulta de um protocolo de colaboração assinado entre a Associação NEST – Centro de Inovação do Turismo, a Universidade da Beira Interior (UBI) e a Associação das Termas de Portugal e que tem por fim promover a investigação em áreas promissoras dedicadas e aplicáveis às termas, favorecer novas práticas e soluções para o termalismo e fomentar a valorização do território e dos seus recursos turísticos distintivos, apoiando financeiramente estudantes de doutoramento e/ou mestrado da UBI, cujos projetos de investigação revelem elevado potencial nestas temáticas.

Conforme publica o Turismo de Portugal na sua página oficial, as bolsas NEST Termal+/UBI destinam-se a alunos inscritos ou que reúnam as condições para se inscreverem, num programa de doutoramento (3º ciclo de estudos) ou num mestrado (2º ciclo de estudos) da UBI e, simultaneamente, apresentem um projeto de investigação no âmbito do termalismo, tendo por base os pilares do Marketing e Comunicação, Desenvolvimento de Produtos, Serviços ou Modelos de Negócio e Eficiência Energética em Edifícios Termais.

Os candidatos a estas bolsas, indica ainda a mesma fonte, devem ter como orientador científico, um docente ou investigador da UBI, podendo ainda ser designados coorientadores junta da Associação NEST – Centro de Inovação do Turismo e da Associação das Termas de Portugal.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

TAP anuncia maior operação de sempre para a América do Norte em 2024

Em 2024, as rotas da TAP para “Toronto e São Francisco vão ter um aumento de frequências”, passando de 10 para 13 voos por semana, bem como de cinco para seis, respetivamente.  

Publituris

A TAP anunciou que, em 2024, vai contar com a maior operação de sempre para a América do Norte, disponibilizando 91 voos semanais para os EUA e Canadá, para onde a companhia aérea de bandeira nacional já transportou, este ano, mais de um milhão de passageiros.

De acordo com um comunicado da TAP, em 2024, as rotas para “Toronto e São Francisco vão ter um aumento de frequências”, passando de 10 para 13 voos por semana, bem como de cinco para seis, respetivamente.

Na informação avançada pela TAP, a companhia aérea de bandeira nacional lembra que realizou o seu primeiro voo para a América do Norte há 54 anos, em 1969, com destino a Nova Iorque, mas, desde então, a operação cresceu e conta, atualmente, com rotas a partir de Lisboa e do Porto para sete cidades dos EUA – Nova Iorque, Newark, Boston, Washington, Chicago, São Francisco, Miami – e para duas do Canadá – Toronto e Montreal.

No caso da América do Norte, a TAP alcançou, a 24 de setembro, a marca de um milhão de passageiros transportados este ano, número que representa um crescimento de 23% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Além da América do Norte, a TAP também já tinha transportado, este ano, mais de um milhão de passageiros para o Brasil, num marco que foi atingido em julho e que, neste caso, representou um crescimento de 30% face ao mesmo período do ano passado.

No caso do Brasil, a TAP também tem previsto um aumento de operação, que entra em vigor já a partir de outubro, prevendo-se que aumentem para 81 voos por semana as ligações que a companhia aérea realiza para os 11 destinos que serve no Brasil, número que deverá voltar a subir em 2024, chegando aos 91 voos por semana.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Portugal mantém o 2º lugar como mercado emissor para Cabo Verde

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Cabo Verde, que acaba de divulgar os dados da atividade turística no país referentes ao segundo trimestre de 2023, revela que Portugal mantém a segunda posição tanto em relação ao número de turistas que entraram no destino, como ao volume de dormidas.

Publituris

Os estabelecimentos hoteleiros em Cabo Verde registaram, no segundo trimestre deste ano, 215,8 mil hóspedes que somaram 1.077.444 dormidas, um aumento de 27% e 33%, respetivamente, face ao mesmo período de 2022.

Segundo informou o INE cabo-verdiano, que analisou os resultados da atividade turística de abril a junho e comparou-os com o mesmo período de 2019 (pré-pandemia), o número de hóspedes registou um crescimento de 20,0%, passando de 179.874 para 215.895 hóspedes. Por sua vez, as dormidas registaram um decréscimo de 5,3% passando de 1.137.199 para 1.077.444 em relação ao segundo trimestre de 2019.

Em relação ao tipo de alojamento escolhido pelos turistas os hotéis continuam no topo da tabela como os mais procurados representando 93,6% do total das entradas.

A ilha do Sal continua a ser o destino turístico mais procurado, tendo atingido 58,9% do total das entradas, seguida da ilha da Boa Vista com 23,3%, Santiago com 10,3%, São Vicente com 3,6%, e as restantes ilhas com o peso de 3,9% das entradas.

No trimestre em análise, ainda de acordo com o INE de Cabo Verde, o principal mercado emissor de turistas com 33,7% do total das entradas foi o Reino Unido, seguido do Portugal com 12,2%, Alemanha 10,9%, Países Baixos (Bélgica e Holanda) 9,6%, França 6,3% e Polónia 3,5%.

Relativamente às dormidas no segundo trimestre do ano o Reino Unido ocupou o primeiro lugar com 38,4% do total, seguido de Portugal com 12,3%, Alemanha 11,0%, Países Baixos 9,9%, França 4,6% e Polónia 3,7%.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Turismo do Centro apresentou sistema de monitorização para as rotas da região

O novo sistema de monitorização das Rotas Âncora do Centro de Portugal foi apresentado esta segunda-feira, 25 de setembro, e conta com “contadores de visitantes colocados em locais estratégicos de cinco grandes rotas turísticas”.

Publituris

O Turismo Centro de Portugal apresentou esta segunda-feira, 25 de setembro, o sistema de monitorização para as principais rotas turísticas da região, que passa a incluir “contadores de visitantes colocados em locais estratégicos de cinco grandes rotas turísticas”.

O novo sistema de monitorização das Rotas Âncora do Centro de Portugal foi apresentado esta segunda-feira, 25 de setembro, numa conferência de imprensa na Aldeia do Poço, Condeixa-a-Nova, data em que se comemorou também o Dia Nacional da Sustentabilidade.

Segundo um comunicado do Turismo do Centro de Portugal, este novo sistema conta com “cinco contadores automáticos colocados em sítios estratégicos de cinco grandes rotas turísticas de Natureza e caminhos de peregrinação da região”, concretamente a Grande Rota do Vale do Côa, a Grande Rota do Zêzere, a Ecopista do Dão, o Eurovelo e a Rota Carmelita/Caminho de Santiago.

“Desta forma, passa a ser possível contabilizar os acessos por parte dos turistas que utilizam estes percursos, a pé e de bicicleta”, destaca o Turismo Centro de Portugal, explicando que os “dados recolhidos pelo sistema de monitorização serão integrados no Observatório do Turismo Sustentável do Centro de Portugal, contribuindo assim para a avaliação da sustentabilidade ambiental, social e económica da atividade turística”.

Um desses contadores foi instalado na Aldeia do Poço, uma vez que, explica o Turismo Centro de Portugal, “este pequeno lugar integra a Rota Carmelita, no sentido Norte-Sul, e o Caminho Português de Santiago, no sentido Sul-Norte”, tendo os participantes na apresentação tido a oportunidade de visitar o contador.

Além de Raul Almeida, presidente da Turismo Centro de Portugal, a apresentação do novo sistema de monitorização contou com a participação de Nuno Moita, presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, e Sílvia Ribau, chefe do Núcleo de Estruturação, Planeamento e Promoção da Turismo Centro de Portugal, além dos representantes das empresas parceiras do projeto Pedro Pedrosa, da A2Z Consulting, empresa especializada em turismo outdoor ativo, e Nuno Lavrador, da UpNorth, especialista na monitorização de pedestres e ciclistas em espaços urbanos e áreas naturais.

Os contadores medem a direção do fluxo e transmitem os dados de forma ininterrupta e remota, existindo já, no território do Centro de Portugal, outros percursos com contadores de utilizadores já instalados, cujos dados serão também possíveis de ser integrados neste sistema de monitorização e avaliação.

Na sua intervenção, Raul Almeida lembrou que o turismo representou, no ano passado, 17,1% do PIB nacional, e afirmou que, pelos dados já disponíveis, este ano, o resultado da atividade turística “vai ser ainda maior”, num crescimento que “causa impactos nas populações e no meio ambiente”, que o Turismo Centro de Portugal pretende que sejam positivos.

“Garantir a sustentabilidade da atividade é um dos nossos desafios, pelo que temos de trabalhar na consciencialização de todos os players do setor”, salientou o responsável, garantindo que “os dados que vão resultar deste projeto vão ser muito importantes para o apoio das decisões”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Agenda

Angola recebe Conferência Internacional da AASA

A 53.ª edição da Assembleia-geral da Airlines Association of Southern Africa (AASA) será realizada em Luanda (Angola), de 5 a 8 de outubro, reunindo várias delegações internacionais.

Publituris

Angola é o país anfitrião da 53.ª edição da Assembleia-geral da Airlines Association of Southern Africa (AASA), um evento de referência no setor da aviação e que vai refletir sobre o desenvolvimento da aviação comercial em África.

Este certame, anual, que terá a TAAG – Linhas Aéreas de Angola como coorganizadora, realiza-se pela primeira vez em Angola, reunindo companhias aéreas, reguladores, fabricantes, provedores de serviços, investidores, representações diplomáticas e entidades governamentais.

Este evento é uma plataforma privilegiada de networking e de reforço de relações entre os players da indústria, proporcionando ao ecossistema da aviação angolana, e ao país, a oportunidade de promover as suas valências junto da comunidade internacional.

O dia 6 de outubro, em particular, está reservado para a realização do ciclo de conferências/debate que vai juntar mais de 200 delegados e decisores de topo da indústria da aviação, com várias temáticas em agenda, nomeadamente: ambiente concorrencial, conectividade, financiamento, supply chain, custos operacionais, aspetos regulatórios, crescimento e sustentabilidade das companhias aéreas africanas. A AASA é uma associação regional que agrega as companhias aéreas africanas baseadas a sul do Equador, atuando como representante junto do Comité da Aviação Civil da SADC (Southern Africa Development Community).

Atualmente, a AASA conta com 16 companhias aéreas como membros, nomeadamente: TAAG, Air Austral, Air Botswana, Airlink, Air Zimbabwe, Congo Airways, Eswatini Air, Federal Airlines, FlyCobra, FlySafair, LAM Mozambique Airlines, LIFT, Mango Airlines, Mozambique Express, Proflight Zambia e South African Airways.

Além das companhias aéreas, a AASA conta também com 35 membros associados de setores direta ou indiretamente ligados a aviação. A AASA tem participação regular e contribuições junto da ICAO (International Civil Aviation Organization) e IATA (International Air Transport Association) em torno das matérias relacionadas com a região da África Austral.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Vila Galé assume gestão do Grande Hotel da Figueira em 2024

O grupo Vila Galé vai investir dois milhões de euros na renovação do Grande Hotel da Figueira, estando a abertura prevista para abril de 2024.

Publituris

O grupo Vila Galé vai ter um hotel na Figueira da Foz a partir de abril de 2024, assumindo a gestão do emblemático Grande Hotel da Figueira, até agora integrado na Accor.

O grupo liderado por Jorge Rebelo de Almeida irá investir dois milhões de euros na renovação da unidade, incluindo os 102 quartos, bar, restaurante, lobby e receção.

Além disso, serão adicionados uma pizzaria Massa Fina, piscina exterior e lounge e uma área de spa com sauna, banho turco, duche Vichy, salas de massagens e ginásio.

Instalado na marginal e próximo da praia, trata-se de um ex-libris da cidade pela sua forte presença arquitetónica e estética pós-modernista dos anos 50, assinado pelo arquiteto Inácio Peres Fernandes.

Inaugurado em junho de 1953 como Grande Hotel da Figueira, está classificado como imóvel de interesse público desde 2002.

O Vila Galé Collection Figueira da Foz será um dos hotéis que a Vila Galé prevê abrir em 2024, ano em que inaugurará também o Vila Galé Isla Canela, um resort com tudo incluindo que marca a estreia do grupo em Espanha.

Atualmente com 41 hotéis – 31 em Portugal e dez no Brasil –, a Vila Galé anunciou recentemente também a sua entrada em Cuba, onde, já a partir de outubro próximo passará a gerir o Vila Galé Cayo Paredón, um resort com 638 quartos, em Cayo Paredón Grande.

De referir que este será o quinto projeto a entrar em funcionamento este ano, após a abertura de mais quatro hotéis em território nacional: o Vila Galé Collection Monte do Vilar, um agroturismo em Beja vocacionado para adultos; o Vila Galé Nep Kids, pensado para o público infantil onde os adultos só podem entrar se acompanhados por crianças; o Vila Galé Collection São Miguel, no centro de Ponta Delgada, Açores; e o Vila Galé Collection Tomar, unidade de charme na zona história da cidade.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Fórum Consulting lança novo website e serviços

O Fórum Consulting, consultor turístico que une planeamento e operacionalização de estratégias no setor do Turismo, renovou o seu website e lançou novos serviços com foco no crescimento da marca.

Publituris

O Fórum Consulting, consultor turístico que une planeamento e operacionalização de estratégias no setor do Turismo, renovou o seu website e lançou novos serviços com foco no crescimento da marca.

Num comunicado enviado à imprensa, António Marto, responsável do Fórum Consulting, explica que este consultor “foi criado para apoiar o desenvolvimento de planos estratégicos e de operacionalização” de entidades como Câmaras Municipais, Entidades Intermunicipais ou Comissões Vitivinícolas.

“Estas entidades procuravam estratégias adaptadas e soluções turísticas inovadoras”, explica o responsável, que considera que o know-how adquirido pela equipa do Fórum Consulting demonstrou que o consultor te “toda a capacidade necessária para embarcar neste novo desafio e apoiar as entidades que pretendem alcançar mais e melhores resultados”.

O Fórum Consulting oferece vários serviços em Implementação, Formação, Pesquisa, Investigação de estratégias, Produção de eventos, entre outros, contando, entre os projetos já realizados, a pesquisa, diagnóstico e promoção de “Viana Destino de Qualidade”, a criação e desenvolvimento da “Rota de Vinhos da Beira Interior” e, no campo do turismo literário, o envolvimento no projeto de dinamização turística da “Casa Museu Miguel Torga”.

O novo website do Fórum Consulting pode ser visitado aqui, apresentando todos os serviços disponibilizados pelo consultor turístico.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.