Assine já
Meeting Industry

Versatilidade define atuação da Boost Portugal

“Orgulha-nos ter uma panóplia de programas muito vasta, os quais acabam por se desdobrar em infinitas aplicações tendo em conta a adaptabilidade a cada cliente”. É esta versatilidade e flexibilidade que definem a atuação da empresa, segundo Tiago Monteiro, general manager da Boost Portugal.

Carolina Morgado
Meeting Industry

Versatilidade define atuação da Boost Portugal

“Orgulha-nos ter uma panóplia de programas muito vasta, os quais acabam por se desdobrar em infinitas aplicações tendo em conta a adaptabilidade a cada cliente”. É esta versatilidade e flexibilidade que definem a atuação da empresa, segundo Tiago Monteiro, general manager da Boost Portugal.

Sobre o autor
Carolina Morgado
Dossier Relacionado
Especial MICE
Powered by
Logo image
“A relevância do segmento MICE para a região é hoje inquestionável”, João Fernandes
Meeting Industry
Desafios à criatividade
Meeting Industry
Altice Arena com agenda cheia
Meeting Industry
Eventos corporativos em crescendo
Meeting Industry
Hotelaria otimista
Meeting Industry

Os eventos corporativos e de teambuilding desenvolvidos pela Boost focam-se maioritariamente “em duas tipologias de clientes: as DMC, e uma minoria cada vez mais expressiva, as empresas nacionais, estas maioritariamente do ramo de IT e saúde”, explicou-nos Tiago Monteiro, general manager da empresa, que tem presença física com lojas e escritório em Lisboa e Porto, mas com atuação em todo o território nacional. O gestor acrescenta que os eventos que realizam “têm como ponto de partida os temas abraçados pelo conceito de teambuilding, ao qual juntamos temática, descoberta do destino e personalização”.

No setor do MICE em concreto, conforme destaca, “as nossas experiências e eventos corporativos têm sempre como base desfrutar a cidade e das diferentes formas da nossa Portugalidade” para indicar que, “em cima destas camadas assentam depois muitas possibilidades de adaptação das atividades”.

Considera ainda que tanto os eventos nacionais, como os internacionais “estão em franca recuperação”. Se janeiro e fevereiro, os colocou um pouco mais apreensivos em relação ao ritmo de retoma, em março “levámos um autêntico abanão de volume de trabalho”, com “o aumento de cotações incrível, tendo começado a sentir um aumento muito significativo de grupos a confirmarem numa tipologia mais de last-minute, ao contrário do que acontecia pré-pandemia”.

Segundo o gestor “sentimos um crescimento da procura mais imediata nos FIT, depois surgiram mais timidamente os grupos nacionais, e em abril as empresas nacionais começaram a chegar de forma expressiva. Agora sentimos que todos os mercados turísticos estão com níveis de procura perto de 2019”, realçou.

Ainda em final de 2021, segundo Tiago Monteiro “criámos estratégia e orçamento de 2022 a projetar algures entre 70% a 80% de 2019, sentindo que poderia ser ambicioso”, mas ao dia de hoje “acreditamos que este ano consigamos chegar aos valores anuais de 2019”.

Foi preciso reinventar
Mas nem tudo são rosas neste setor. De todas as dores, “a contratação tem sido cada mais vez difícil, as candidaturas recebidas às posições divulgadas não têm tido uma procura significativa do ponto de vista qualitativo”, sublinhou.

Felizmente, disse, a Boost “desde o início da pandemia que decidiu reter talento, reter o seu bem mais precioso que são os seus colaboradores”, mas confessa que “os esforços foram grandes para reter e manter motivada uma equipa tão grande”, no entanto “hoje sentimos que foi a aposta correta”.

Tiago Monteiro conta que “a nossa decisão imediata foi de reter talento, de manter postos de trabalho para num pós-pandemia estarmos preparados da melhor forma para continuar a fornecer eventos com a qualidade Boost aos nossos clientes”.

Por outro lado, as soluções que a empresa encontrou foram duas: ”teríamos de desenvolver soluções de eventos empresariais e ações de teambuilding no formato digital. Dotamos a estrutura de meios e conhecimento para realizar estas atividades virtuais, criámos uma oferta diversificada para os nossos clientes e a aceitação foi incrível”. Tiago Monteiro acredita que estas soluções se vão manter no futuro, especialmente para equipas compostas por elementos descentralizados.

Paralelamente, para colmatar a falta de receita durante a pandemia também “alargámos o nosso raio de alcance e exposição a uma vertente de micro-mobilidade, em que somos provedores de soluções para estas empresas. Felizmente mais uma vez graças a colaboradores com imenso talento, conseguimos destacar-nos da restante concorrência pela qualidade de serviço e capacidade de entrega, e desde a pandemia que se mantém como uma área de negócio com muita relevância”.

Os apoios do Governo, na opinião do executivo, “não foram suficientes para fazer face à violenta descapitalização a que as empresas de turismo foram sujeitas”. Acredita que seria possível encontrar mais formas de apoiar a retoma, como por exemplo apoios à contratação ou transformação digital, e revela que “existe um caminho que a Boost iniciou por si mesma, no que respeita ao tema ESG o qual está no topo das nossas prioridades e existe muito espaço para apoios às empresas”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Dossier relacionado
Destinos

“Aqui Entre Nós” do Centro de Portugal no pódio do circuito mundial de festivais de filmes turísticos

O filme do Centro de Portugal foi o terceiro mais bem classificado entre aqueles que concorreram na categoria “Destinos Turísticos – Regiões”.

Publituris

O filme promocional “Aqui Entre Nós”, da Turismo Centro de Portugal (TCP), recebeu o troféu correspondente ao terceiro lugar na categoria “Destinos Turísticos – Regiões”, nos World Tourism Film Awards, organizada pelo Comité Internacional de Festivais de Filmes de Turismo (CIFFT).

O filme do Centro de Portugal foi o terceiro mais bem classificado entre aqueles que concorreram na categoria “Destinos Turísticos – Regiões”, ficando apenas atrás de filmes da Andaluzia (Espanha) e do Peloponeso (Grécia).

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, destaca o prémio recebido, “numa categoria que distingue as regiões enquanto destinos turísticos. A região magnífica que é o Centro de Portugal não merece menos”.

O circuito internacional do CIFFT engloba 10 festivais em outros tantos países. O filme “Aqui Entre Nós” foi premiado no Festival Internacional de Filmes de Turismo de África, na África do Sul, no Festival TourFilm de Zagreb, na Croácia, no ART&TUR – Festival Internacional de Cinema de Turismo, em Ourém, Portugal, e no Amorgos Tourism Film Festival, na Grécia.

Produzido para a Turismo Centro de Portugal pela Ideias Com Pernas – Creative Films, partindo de um conceito desenvolvido pela agência criativa Bang Bang Creative Shots, o filme “Aqui Entre Nós” inseriu-se numa campanha lançada pelo TCP em 2021, que teve como como grande objetivo dar a conhecer aos portugueses a essência do Centro de Portugal e solidificar a região como o primeiro destino de férias dos portugueses.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Meeting Industry

Filme promocional do TPNP ganha prémio de melhor filme de Turismo do mundo

Esta é a primeira vez que Portugal arrecada este prémio. “The Majestic Adventures of Ofelia de Souza” ficou em primeiro lugar, num circuito onde concorreu com 34 outros filmes promocionais estrangeiros, na categoria “Tourism Products”.

Victor Jorge

O filme promocional do Turismo do Porto e Norte de Portugal “The Majestic Adventures of Ofelia de Souza”, para o segmento de Meeting & Industry, ganhou o título de World’s Best Tourism Film, na categoria “Tourism Products”, promovido pelo International Committee of Tourism Film Festivals (CIFFT).

Com a melhor pontuação entre todas as categorias a concurso, “The Majestic Adventures of Ofelia de Souza” ficou em primeiro lugar neste ranking graças aos pontos conquistados na sequência dos prémios recebidos nos dez festivais que compõem o circuito mundial do CIFFT, circuito onde concorreu com 34 outros filmes promocionais estrangeiros, na categoria “Tourism Products”.

Estreado em outubro de 2021, o filme, com pouco mais de três minutos de duração, tem como estrela principal Ofelia de Souza, uma experiente e extravagante organizadora de eventos e epicurista de 72 anos, que fielmente acompanhada dos seus assistentes (“Ofelier” e “Ofeliette”), partilha dicas e segredos para escolher e aproveitar um dos melhores destinos de turismo de negócios do mundo.

Para Luís Pedro Martins, presidente do TPNP, este “é o corolário de um trabalho incrível de posicionamento da região, que nos permitiu aumentar a nossa notoriedade e posicionamento”, num prémio nunca conquistado por Portugal”.

Presente na cerimónia da 34.ª edição dos World’s Tourism Film Awards, em Valencia (Espanha), Luís Pedro Martins salientou que “esta vitória é mais um incentivo para todos os parceiros do Porto e Norte, que após dois duros anos, com o seu esforço, permitiram o regresso fulminante do setor a valores pré-pandemia”.

Além disso, o presidente do TPNP considera que “os prémios conquistados pelo filme ‘Ofélia de Souza’ comprovam a aposta feita numa comunicação muito disruptiva, criativa, original e de certa forma arriscada, no segmento de Turismo de Negócios, no qual a região tem um potencial muito elevado quer pela qualidade dos espaços aqui existentes, quer pela oferta existente na vertente social no pré e pós-eventos”.

O sucesso do filme começou, em março deste ano, no Japan World’s Tourism Film Festival, onde o filme conquistou o Grand Prix do festival e o primeiro lugar na categoria “Tourism Products”. Seguiram-se as vitórias no New York Festivals TV & Film Awards, em abril, onde conquistou o Gold Trophy, na categoria “Corporate Image – Tourism”, e em Cape Town, no International Tourism Film Festival Africa, em maio, onde recebeu o Grand Prix, na categoria “Tourism International” e o Gold Award em “Tourism Products”.

Em setembro, o filme foi um dos vencedores do Terres Travel Festival, em Barcelona, tendo recebido o Gold Award na categoria “Tourism Products – MICE”, e, em outubro, foi premiado nos festivais Zagreb TourFilm Festival, Cannes Corporate Media & TV Awards e ART&TUR – International Tourism Film Festival.

Em Zagreb, o filme levou para casa o prémio de “Best Event Film”; em Cannes o Gold Trophy na categoria “Tourism Products”; e, em Ourém, foi o mais premiado do festival, tendo conquistado o Grand Prix na competição nacional e internacional, o prémio “Best Promotional Film ART&TUR 2022” e o primeiro lugar na categoria “MICE’, também na competição nacional e internacional.

Por fim, no Amorgos Tourism Film Festival, o festival grego que fechou o circuito do CIFFT, o filme promocional do Turismo do Porto e Norte conquistou ainda o segundo prémio na categoria “Tourism Products”.

O presidente do TPNP recorda, em comunicado, que tem sido feita uma aposta “muito forte de promoção da região nos mercados externos e, em particular, nos países emissores que nos são mais próximos e que representam a maior fatia de turistas que visitava a região até ao início de 2020”.

“O trabalho foi muito meritório e os resultados já têm reflexos nos índices de procura da região, tendo fechado o ano com um recorde absoluto de turistas”, sublinha Luís Pedro Martins, recordando que “em 2019 foram contabilizadas quase 11 milhões de dormidas na região, num registo que patenteia um crescimento histórico de 9,7%, o maior a nível nacional”.

Os últimos números indicam que, entre janeiro e setembro de 2022, “já ultrapassámos o número de hóspedes de 2019, em 2,4%. E mesmo em termos de dormidas, tendo em conta que nos primeiros três meses de 2022 o número de turistas no país ainda era muito reduzido, devido às restrições impostas pela pandemia, os dados são muito animadores”, concluindo Luís Pedro Martins que, “comparando o acumulado entre janeiro e setembro, estamos também à frente de 2019, com mais 6,1% de dormidas”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Meeting Industry

Convento do Beato reabre num investimento de 6M€

Dada a escassez de espaços que consigam receber até 5.000 pessoas, o reabilitado Convento do Beato torna-se num local atrativo para a realização de eventos de grande dimensão, além de estar inserido numa zona da cidade com grande potencial de desenvolvimento.

Victor Jorge

O Convento do Beato reabriu portas, após um investimento de seis milhões de euros realizado pelo grupo Grupo Larfa Properties, que visou modernizar um dos locais para eventos mais emblemáticos de Lisboa.

Segundo a empresa imobiliária privada especializada em aquisição, desenvolvimento e propriedade de longo prazo, o principal objetivo desta intervenção foi dotar o Convento do Beato de “todas a condições e infraestruturas capazes de transformar o local num dos melhores espaços para eventos não só da capital, mas da Europa; sempre com a preocupação máxima de manter as suas características próprias que fazem dele uma referência nessa área”.

Além de uma componente mais técnica, relacionada com a substituição das instalações de telecomunicações, energia e segurança, a reabilitação da cozinha, a alteração de vãos e guardas, entre outros, o projeto de renovação do Convento do Beato incluiu, também, uma componente mais criativa, relacionada com o desenho do edifício administrativo, dos pátios, das novas instalações sanitárias e de determinados elementos especiais, como os passadiços para as saídas de emergência da biblioteca.

No exterior, esta remodelação contemplou ainda a construção de uma nova área de estacionamento, com cerca de 80 lugares, a poente da igreja, numa zona anteriormente ocupada por armazéns devolutos.

Stéphane Delplancq, CEO do Grupo Atrya e Larfa Properties, refere que o objetivo é “posicionar o Convento do Beato como um local moderno e atrativo para receber qualquer tipo de evento. Para isso, instalamos novos equipamentos e implementámos os melhoramentos necessários para o seu funcionamento, sem, contudo, descaracterizar espaços absolutamente notáveis do ponto de vista patrimonial e arquitetónico”.

Em termos de reabilitação, a transformação mais importante, segundo o CEO do grupo, “ocorreu no claustro cuja cobertura foi totalmente substituída, apresentando-se agora com características mais contemporâneas que valorizam o espaço, o que nos permitiu também melhorar o sistema de climatização”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Meeting Industry

FITUR 2023 aposta no desporto

A próxima FITUR, a realizar de 18 a 22 de janeiro de 2023, terá no desporto uma nova área, reconhecendo a organização da feira tratar-se de “um dos produtos turísticos de maior crescimento global”.

Victor Jorge

A FITUR 2023, organizada pela IFEMA Madrid, a realizar de 18 a 22 de janeiro de 2023, terá no desporto uma das grandes apostas, com o lançamento da nova área FITUR Sports, reconhecendo a organização tratar-se de “um dos produtos turísticos de maior crescimento global”.

O novo espaço, organizado em colaboração com a associação desportiva espanhola AFYDAD, responde à preocupação permanente da FITUR em dotar-se de novas ferramentas e plataformas que contribuam para potenciar ainda mais o relançamento de uma indústria do turismo cujo desenvolvimento e expansão assenta fundamentalmente na crescente especialização e segmentação da oferta.

A FITUR Sports, que vai mostrar como o turismo desportivo é um motor de crescimento sustentável para a indústria do turismo, será o ponto de encontro de ambos para destacar “o potencial desta alavanca de desenvolvimento socioeconómico, analisar os seus desafios, partilhar conhecimento e gerar oportunidades de negócio”, refere a organização do evento. Tudo isto enquadra-se no objetivo da FITUR de “continuar a aprofundar o seu papel de referência e dinamizadora da indústria do turismo, aprofundando o seu conhecimento e divulgação dos principais nichos de mercado e segmentos de negócio com maior futuro na indústria do turismo global”.

De referir que a FITUR Sports vai complementar as outras nove áreas monográficas já presentes na FITUR, ligadas às tipologias de turismo, segmentos de mercado e divulgação do conhecimento (MICE, Know-how&Export, TechY, Talent, LGBT+, Lingua, Screen, Woman e Cruises), “tornando possível que todo o ecossistema da indústria do turismo se reúna na feira”.

Turismo desportivo em todas as facetas
A FITUR Sports, que realizará o 1.º FITUR Sports Tourism Summit, a 19 de janeiro de 2023, abordará o turismo desportivo em todas as suas vertentes: eventos desportivos, estágios, férias desportivas, entre outras. A nova área, que incluirá um dia de conhecimento e um espaço de networking, analisará nesta primeira edição eventos de alta participação (maratonas, corridas de trilho, triatlos, marchas ciclísticas, torneios amadores) e eventos nacionais e locais. Irá também centrar-se em campos de treino (centros de treino para equipas profissionais e amadoras) e férias desportivas (viagens desportivas sem ambições competitivas relacionadas com o golfe, esqui, cicloturismo, ténis, turismo ativo).

A organização revela, desde já, que os eventos desportivos internacionais de grande audiência (Formula 1, Liga dos Campeões, LaLiga, Ténis, Basquetebol) serão o foco da segunda edição.

Esta primeira edição tem como foco o turismo desportivo ativo. Entre os conteúdos a serem discutidos na FITUR Sports estarão o turismo desportivo como motor do desenvolvimento territorial, económico e social; turismo desportivo e sustentabilidade; turismo desportivo, inovação, tecnologia; marketing e comercialização do turismo desportivo; e sinergias e oportunidades entre as indústrias do turismo e desporto. Além disso, a nova área da FITUR mostrará como os eventos desportivos e o turismo desportivo e de atividade física podem responder aos desafios globais dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Nos últimos anos, o turismo desportivo tem aumentado notavelmente em importância tanto para os destinos como para as empresas, pelo facto de contribuir para a combater a sazonalidade da época; dinamizar o desenvolvimento territorial em ambientes não turísticos e não urbanos; criar imagem e marca e posicionar destinos internacionalmente; e possuir, igualmente, um perfil de visitante com nível de gastos acima da média.

Os números mais recentes relativamente ao turismo desportivo em Espanha dizem que este segmento gerou uma receita de 2.416 milhões de euros, em 2021, mais 36,8% que no ano anterior, embora o valor tenha atingido os 7.151 milhões de euros antes da pandemia, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol, concluindo a organização da FITUR “o seu potencial de dinamização e relançamento continua muito importante”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos

Foto: José C. Castillo

Meeting Industry

Turismo de Portugal ganha prémio na InTur pelo compromisso com o turismo interior

Na 25.ª edição da InTur, Feira Internacional de Turismo Interior, o Turismo de Portugal ganhou um prémio pelo “firme compromisso com o turismo interior em todas as suas facetas”.

Publituris

O Turismo de Portugal foi um dos vencedores dos prémios da InTur, por ocasião da celebração do 25º aniversário do evento, revelando a organização do prémio se deveu ao “firme compromisso com o turismo interior em todas as suas facetas” pela entidade liderada por Luís Araújo.

A InTur voltou a ser uma plataforma de negócios para profissionais e um instrumento de divulgação para destinos, empresas e grupos que participaram no evento, estando representados na “Intur Viajeros” mais de 1.200 destinos.

A oferta de exposição da InTur cresceu 26% em relação à edição anterior, e uma parte significativa deste aumento correspondeu, segundo a organização, a Portugal, com a incorporação de novos expositores que “vieram à feira pela primeira vez – regiões, municípios e empresas privadas – que se juntaram aos destinos habituais durante anos”, explica Alberto Alonso, diretor-geral de Feria de Valladolid, em comunicado.

Porto e Norte, região Centro, Lisboa, Oeste, Guarda, Tras-os-Montes, comunidade do Alto Tâmega, Loulé, Barcelos, comunidade do Douro, Sabrosa, Maia, Gondomar, Rota da Bairrada, Inature, Alto Alentejo, Vila de Rei, Museu Téxteis, Resente, São Brás de Alportel, Felgueiras, Portogalegre, a marca de garantia Amêndoa coberta de Moncorvo, a empresa de sinalização turística Floema e Bezerreira com Vida foram os participantes portugueses na 25.ª edição da InTur, Feira Internacional de Turismo Interior, que se realizou de 17 a 20 de novembro, em Valladolid, Espanha.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Alentejo e Porto e Norte promovem-se no Brasil

O roadshow tem como palco as duas maiores cidades do Brasil – São Paulo e Rio de Janeiro – e tem como objetivo apresentar a oferta turística das regiões e promover a captação de investimento.

Publituris

As Agências de Promoção do Alentejo e do Porto e Norte de Portugal promovem um roadshow pelas duas maiores cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, para apresentar a oferta turística das regiões e promover a captação de investimento.

Esta missão decorre até 25 de novembro e conta com a presença de representantes do setor, 14 empresas e sete elementos institucionais e insere-se na iniciativa Invest in Alentejo, da ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo.

A realização deste roadshow pretende recuperar o posicionamento da região do Alentejo no mercado brasileiro, através da apresentação da renovada oferta turística do Alentejo, cimentada na exclusividade e sustentabilidade, junto dos novos operadores e agentes.

Para além dos eventos, a agenda do roadshow é composta por diversas reuniões e ações de formação com as agências de viagens fortemente enraizadas no mercado brasileiro, como a Abreu, Teresa Perez, TGK Travel e Agaxtur. Estes momentos centram-se no reforço das relações existentes e no diversificar da oferta de programas turísticos dedicados ao Alentejo neste mercado.

“É importante, senão mesmo vital, investir para recuperar um mercado que tem uma tripla importância para o destino Alentejo. Importante pelo volume que já representou e pode voltar a representar para a região, pelo facto de nos visitar em contraciclo, contribuindo para a atenuação da sazonalidade, e importante pelo gasto médio diário efetuado por turista, que ronda o dobro do valor despendido por um turista europeu,” considera Vitor Silva, presidente da Turismo do Alentejo-ERT e da Direção da ARPTA.

“O turismo é um eixo de elevada importância para o Alentejo e um dos principais setores exportadores da Região, tendo registado, nos últimos anos, um crescimento notável nas várias componentes de oferta. No entanto, ainda persistem alguns problemas relacionados com a situação de quebra de alguns mercados em virtude da pandemia. Entendemos que a estratégia de promoção externa da ADRAL para a região, através da iniciativa Invest in Alentejo, representa um grande contributo para a vitalidade e crescimento do setor turístico, tal como tem sido para outros setores estratégicos do Alentejo,” reforça João Maria Grilo, Presidente da ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo.

De referir que, em 2019, o Brasil era o segundo mercado externo mais relevante em termos de investimento, mas perdeu essa força devido à pandemia e à crise económica que tem abalado o Brasil.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Há um novo espaço para eventos especiais no centro de Lisboa

Composta por duas salas, cada uma com capacidade máxima para 20 pessoas, podendo ser transformadas num anfiteatro para 60 pessoas sentadas, a CAVE é o novo espaço para acolher uma multiplicidade de eventos especiais de pequena dimensão do universo Delta.

Victor Jorge

O grupo Delta inaugurou esta quinta-feira, 17 de novembro, um novo espaço para eventos especiais no centro de Lisboa: a CAVE. Localizado na Avenida da Liberdade, na Delta The Coffee House Experience há uma passagem secreta para um espaço que prima pela versatilidade e capacidade de adaptação a diferentes eventos.

A CAVE é composta por duas salas, cada uma com capacidade máxima para 20 pessoas, podendo ser transformadas num anfiteatro para 60 pessoas sentadas. As salas estão equipadas com soluções de audiovisuais e de multimedia e o acompanhamento é feito por uma equipa de profissionais que privilegia um serviço de qualidade ímpar.

Contando com uma localização privilegiada, a CAVE é um espaço totalmente preparado para acolher uma multiplicidade de eventos especiais de pequena dimensão, desde reuniões, workshops, eventos corporativos, apresentações, teambuildings, exposições, lançamentos, entre outros.

Para Clara Melícias, diretora de Lojas Delta The Coffee House Experience, a CAVE prima pela “simplicidade de um espaço em que tudo foi pensado ao pormenor e pretende surpreender todos aqueles que querem fazer a diferença na hora de reunir, inspirando e despertando para momentos inesquecíveis”.

A CAVE é ainda complementada para Delta The Coffee House Experience, localizada no piso superior, que oferece um serviço especializado de cafetaria, para coffee breaks e almoços.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Destinos

1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa com 20 expositores e 250 agentes

Dirigido a agentes de viagens, o 1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa é organizado pelo jornal Publituris, em parceria com as Comissões Vitivinícolas da Bairrada e de Lisboa, e vai decorrer em Lisboa e no Porto, a 23 e 24 de novembro, respetivamente.

Publituris

O 1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa, que vai decorrer em Lisboa e no Porto, a 23 e 24 de novembro, respetivamente, conta já com a confirmação de cerca de duas dezenas de produtores, em representação das regiões de Lisboa e da Bairrada, e 250 agentes de viagem.

Organizado pelo jornal Publituris, o evento é criado e promovido pelas Comissões Vitivinícolas da Bairrada e de Lisboa, sendo 1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa dirigido a agentes de viagens e contará com a presença de produtores com a Adega Cooperativa da Lourinhã, Adega Mãe, Manzwine, Quinta do Gradil, Quinta do Sanguinhal, Quinta das Carrafouchas, Quinta de Almiara, Quinta da Boa Esperança, Quinta dos Capuchos, Quinta do Monte d’Oiro, Caves Velhas, Caves São João, Caves Do Solar de São Domingos, Luís Pato, Quinta das Bageiras, Prior Lucas, Caves Messias, Regateiro e António Marinha.

Presentes no evento estarão Turismo de Portugal, Turismo do Centro de Portugal, CCDR Centro, Comissões Vitivinícolas da Bairrada e Lisboa, Rota da Bairrada, Comunidade Intermunicipal do Oeste, Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, Comunidade Intermunicipal de Aveiro, Escolas de Hotelaria e Turismo de Coimbra e do Oeste, IPL-ESTM, Entidade Regional do Turismo de Lisboa, entre outras.

O 1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa decorre no dia 23 de novembro no Altis Grand Hotel, a partir das 18h00, enquanto no Porto tem lugar, no dia 24 de novembro, no Hotel HF Ipanema Park, também com início pelas 18h00. Nas duas iniciativas, está ainda incluído o jantar.

Ao longo do evento os agentes de viagens vão ter a oportunidade de conhecer novos projetos de enoturismo, seja para momentos em família, casais, grupos em ‘stopover’ ou para eventos corporate, nos quais a cultura vinhateira se assume como uma mais‐valia na diferenciação da oferta turística comercializada.

As inscrições para o 1.º Roadshow do Enoturismo Atlântico Bairrada Lisboa podem ser realizadas aqui.

Mais informações pelo e-mail [email protected] ou pelo número de telefone +351 913256261.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Festuris dá pontapé de saída para edição de 2023

Sob o mote que evidencia as pessoas com o slogan “O centro do turismo é você”, a organização da Festuris lançou as datas para o evento de 2023.

Publituris

A organização do Festuris – Feira Internacional de Turismo de Gramado, já começou a trabalhar na edição dos 35 anos do evento. O 34.º Festuris, realizado de 3 a 6 de novembro, foi considerado o maior e melhor de todas as edições, segundo a organização, tendo registado um crescimento de 120% em relação a 2021, 16% comparado com 2019, mais de 2.700 marcas em exposição, 12.500 inscritos e mais de 40 destinos internacionais.

Quanto à edição do próximo ano, com datas entre 9 e 12 de novembro, foi lançado o primeiro vídeo da campanha “Festuris na Minha vida” sob o mote que evidencia as pessoas com o slogan “O centro do turismo é você”. O objetivo do projeto é destacar histórias de pessoas que têm envolvimento com a feira de negócios turísticos do Brasil.

“Não existe turismo sem pessoas, ele é movimento o tempo todo. Nosso intuito é valorizar ainda mais cada indivíduo que desenvolve um turismo mais consciente e com muitas inovações”, frisa Marta Rossi, fundadora e CEO do Festuris.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Portugal aumenta participação na Intur

A participação portuguesa é considerada “importante”, contando com mais de duas dezenas de entidades e empresas em Valladolid.

Publituris

Porto e Norte, região Centro, Lisboa, Oeste, Guarda, Tras-os-Montes, comunidade do Alto Tâmega, Loulé, Barcelos, comunidade do Douro, Sabrosa, Maia, Gondomar, Rota da Bairrada, Inature, Alto Alentejo, Vila de Rei, Museu Téxteis, Resente, São Brás de Alportel, Felgueiras, Portogalegre, a marca de garantia Amêndoa coberta de Moncorvo, a empresa de sinalização turística Floema e Bezerreira com Vida serão os participantes portugueses na 25.ª edição da Intur, Feira Internacional de Turismo Interior, que se realiza de 17 a 20 de novembro, em Valladolid, Espanha.

A Intur pretende estabelecer-se como uma referência para um setor em que a cultura, a natureza e a gastronomia e o vinho são as pedras angulares da sua atividade, mantendo o seu duplo estatuto de evento para profissionais e viajantes, duas propostas distintas que terão lugar na quinta-feira 17, com a Intur Business, e de 18 a 20 (de sexta-feira a domingo), com a Intur Travellers.

Registando um crescimento de 26%, em comparação com a edição anterior, realizada em 2021, a Intur deste ano terá 126 stands, apresentando mais de 1.200 destinos, empresas e grupos profissionais. Para Alberto Alonso, diretor-geral da Feria de Valladolid, “Portugal desempenha um papel importante neste crescimento, à medida que novos expositores se vão juntando à feira pela primeira vez, com regiões, municípios e empresas privadas a serem destinos regulares durante anos”.

No dia da abertura, 17 de novembro, terá lugar a Intur Negocios, uma conferência dirigida exclusivamente a profissionais, patrocinada pelo Departamento de Cultura e Turismo do Governo Regional de Castilla y León. Os conteúdos estão estruturados em torno de três áreas: um mercado de contratação, uma área de exposição e um fórum de análise.

O mercado de contratos será frequentado por 70 operadores turísticos, dos quais 51 são nacionais e os restantes 19 vêm de Portugal, França, Itália, Irlanda, Austrália, Bélgica, Canadá, Coreia, Finlândia, Holanda, Estados Unidos e Polónia.

Os interesses destes compradores vão desde viagens feitas à medida e familiares a itinerários culturais, o Caminho de Santiago, astro-turismo, experiências na natureza, enoturismo, plataformas de reservas, agências online, turismo acessível, entre outros.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.