Assine já
Meeting Industry

“A relevância do segmento MICE para a região é hoje inquestionável”, João Fernandes

Propondo uma larga variedade de experiências e uma grande diversidade de produtos turísticos junto de vários mercados, o Algarve transforma-se num destino de referência no segmento MICE. Espaços também não faltam.

Carolina Morgado
Meeting Industry

“A relevância do segmento MICE para a região é hoje inquestionável”, João Fernandes

Propondo uma larga variedade de experiências e uma grande diversidade de produtos turísticos junto de vários mercados, o Algarve transforma-se num destino de referência no segmento MICE. Espaços também não faltam.

Sobre o autor
Carolina Morgado
Dossier Relacionado
Especial MICE
Powered by
Logo image
Desafios à criatividade
Meeting Industry
Altice Arena com agenda cheia
Meeting Industry
Eventos corporativos em crescendo
Meeting Industry
Versatilidade define atuação da Boost Portugal
Meeting Industry
Hotelaria otimista
Meeting Industry

O presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, explica nesta entrevista as mais-valias da região para acolher este nicho de mercado, considerado importante para a verdadeira retoma do setor.

Hoje já se pode dizer que o Algarve não é só destino de sol e praia, mas também de MICE? O que representa já para o Algarve?
O Algarve é, cada vez mais, percecionado como um destino com uma oferta abrangente e uma larga variedade de experiências, capaz de dar resposta a diferentes tipos de motivação durante todo o ano. Esta perceção resulta de um esforço de promoção que o Turismo do Algarve tem vindo a fazer em torno do desenvolvimento de uma grande diversidade de produtos turísticos, junto dos diferentes mercados, e que nos tem permitido atenuar a sazonalidade e dinamizar a procura no interior da região.

O segmento MICE surge também, naturalmente, integrado nesta estratégia, assumindo uma posição relevante, na medida em que o Algarve está já numa fase de consolidação do seu posicionamento enquanto destino privilegiado para acolher a receção e organização de todo o tipo de eventos profissionais.

Qualidade e diversidade das infraestruturas
O Algarve já apresenta espaços diferenciadores para a organização de eventos?
Para além do clima e da segurança da região, são já reconhecidas, tanto a nível nacional como internacional, a qualidade e a diversidade das infraestruturas existentes, as facilidades de acesso à região e a multiplicidade de ambientes inspiradores que o destino consegue emprestar a cada evento. A estas valências junta-se um outro argumento que tem vindo a ganhar uma relevância crescente na distinção do Algarve como destino único e completo: as inúmeras experiências e atividades surpreendentes que a região consegue proporcionar a quem a visita.

Esta componente da experiência é, cada vez mais, um fator decisivo para o sucesso de qualquer evento. Todos os profissionais desta área procuram tornar os seus eventos inesquecíveis, proporcionando aos participantes momentos únicos que fiquem na memória. Neste campo, o Algarve surge em vantagem, na medida em que há um empenho coletivo, por parte de todos os agentes do setor, para tornar a estadia de quem nos visita cada vez mais rica, através de uma série de experiências autênticas e emocionais, muito focadas na interação com aquilo que é a cultura, a história e as tradições da vida local.

Paralelamente, temos vindo também a integrar na estratégia de promoção do destino atributos como o capital intelectual da região, a investigação científica desenvolvida pela Universidade do Algarve e o trabalho inovador levado a cabo por empresas tecnológicas locais, como forma de atrair públicos específicos que possam visitar o Algarve em contexto de trabalho.

Tendo em conta a sua relevância e potencial para atrair a captação de eventos e visitas profissionais, temos intensificado a nossa aposta em nichos estratégicos como empresários e empreendedores de todo o mundo, viajantes com interesses científicos, investidores ou nómadas digitais. Durante a pandemia, tivemos a oportunidade de assistir a um aumento significativo de profissionais internacionais que escolheram o Algarve como local de eleição para poderem trabalhar de forma remota. Estando a região dotada de todos os recursos tecnológicos necessários e tendo em conta a qualidade da oferta do destino, o Algarve está a tornar-se num destino atrativo para este tipo de turistas. O número de trabalhadores remotos na região tem vindo a aumentar de forma progressiva e a nossa expectativa é a de que esta tendência se mantenha, permitindo ao Algarve afirmar-se como um destino multicultural, dinâmico, propício à inovação e ao desenvolvimento do conhecimento.

A relevância do segmento MICE para a região é hoje inquestionável, na medida em que também ele contribui para alavancar e fortalecer o tal posicionamento de destino abrangente e de qualidade diferenciada que pretendemos para o Algarve.

O que propõe o Algarve nesta matéria? Que espaços de referência podem ser destacados?
O vasto leque de opções que o destino oferece, em termos de venues, cenários e de experiências, faz com que qualquer profissional que esteja a planear a escolha do local para a realização do seu evento consiga perceber, facilmente, a excelente capacidade de resposta que o Algarve tem para a organização de qualquer tipo de iniciativa, permitindo a realização de “eventos à medida”.

Para além de uma capacidade de 75 mil lugares sentados, distribuídos por diversos locais adequados para a receção de congressos, convenções, encontros, incentivos ou até eventos culturais e desportivos, a região apresenta ainda, como oferta complementar, mais de 40 campos de golfe, cinco marinas, um autódromo reconhecido e aprovado pela FIA, 119 praias ou 8 restaurantes com estrela Michelin. Esta multiplicidade de palcos surpreendentes é, indiscutivelmente, um argumento apetecível no processo de tomada de decisão.

Photo Paulo Maria / ACP

Dependendo da natureza e da dimensão do evento, o Algarve disponibiliza vários locais de referência, entre os quais o Centro de Congressos do Algarve, em Vilamoura, o Palácio de Congressos do Algarve, a Herdade dos Salgados e o Portimão Arena (indicados para eventos multifacetados que exijam alguma versatilidade e flexibilidade de opções); o estádio do Algarve e o Autódromo Internacional do Algarve (ideais para grandes espetáculos e eventos desportivos); o auditório romano do Sítio das Fontes, em Estômbar (um cenário perfeito para pequenos eventos ao ar livre, em comunhão com a natureza); e os vários centros culturais, como a Galeria de Arte do Convento do Espírito Santo, a Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, o Centro Cultural António Aleixo ou Centro Cultural de Vila do Bispo (direcionados para eventos mais intimistas). Estes são apenas alguns exemplos, não podendo também deixar de referir a diversidade de espaços oferecidos pelos principais hotéis da região.

Perspetivas de retoma
Já se sente alguma recuperação em relação a este segmento? Nacionais, internacionais?
A concretização de vários eventos no Algarve, durante os primeiros quatro meses deste ano, veio confirmar as

perspetivas que tínhamos de retoma da procura do destino para eventos presenciais, algo que aconteceu mais timidamente em janeiro e fevereiro e de forma já mais expressiva em março e abril.

Assistimos a uma recuperação significativa por parte dos mercados internacionais. A avaliar pelo elevado número de pedidos que já recebemos, para este ano e para o 1.º semestre de 2023, prevemos que 2022 seja bastante positivo para o segmento MICE no Algarve.

O Turismo do Algarve também está a apostar na captação de eventos profissionais de luxo para a região. O que se pretende concretamente?
O Turismo do Algarve considera que os eventos profissionais de luxo, sobretudo os incentivos e os board meetings, são um nicho estratégico, com um elevado potencial, para a consolidação do posicionamento do Algarve enquanto destino com uma oferta de qualidade diferenciada face à concorrência.

Quer estejamos a falar num contexto de férias de lazer ou de viagens de trabalho, o nosso objetivo é atrair e reunir no Algarve viajantes que sejam apreciadores de um turismo diferenciador, baseado em experiências autênticas e surpreendentes. Acreditamos que este é um pilar chave para o desenvolvimento de um turismo mais sustentável, que ambicionamos para a região.

Desta forma, através da captação deste tipo de iniciativas, pretendemos promover o Algarve como uma referência no segmento das viagens de luxo, dando a conhecer as ofertas de caráter exclusivo e distintivo, que o tornam num destino único, reconhecido e premiado a nível global.

Acreditamos que o Algarve tem todas as condições para inspirar e surpreender os profissionais mais exigentes, que procuram os melhores locais para planear o seu evento.

Mantemos ainda o objetivo de captar pelo menos um evento B2B por ano, direcionado ao segmento MICE”

Grandes eventos ajudam a promoção do destino
São eventos como o Grande Prémio de Portugal – MotoGP, que o Algarve pretende captar? Qual foi o impacto direto e indireto deste último evento que decorreu em Portimão? Está garantida a sua realização nos próximos anos? E a Fórmula 1, é uma hipótese?

Não só, mas também. Ainda que o nosso principal foco esteja na captação de eventos da chamada Meeting Industry, os grandes eventos internacionais que têm vindo a integrar, de forma regular, a agenda da região nos últimos tempos tornaram-se já importantes ativos na estratégia de promoção do Turismo do Algarve.

Não apenas pelo impacto económico que representam para a região, mas também pela notoriedade e projeção globais que conferem ao destino, este tipo de iniciativas permitem-nos demonstrar que o Algarve é um destino seguro, capaz de resposta aos elevados padrões exigidos, com um conjunto de infraestruturas de apoio de uma enorme qualidade e com uma oferta turística diversificada que enriquece a estadia de quem nos visita.

A captação destes grandes eventos globais gera um aumento muito significativo da procura externa e, tendo em conta que estes se realizam em época baixa, é inegável a importância que assumem na promoção de um destino com as características do Algarve. Sem esquecer que, adicionalmente, estes eventos servem também de argumento para a captação de incentivos organizados em torno do objetivo de assistir a esses mesmos espetáculos. Este tipo de ações são contratadas, sobretudo, por patrocinadores dos eventos e por marcas associadas à temática em questão.

Estamos focados em dar continuidade a esta estratégia e, para além destas iniciativas de grande escala e repercussão internacional – como o Grande Prémio de Portugal – MotoGP, a Fórmula 1 ou o Portugal Masters -,  pretendemos também acolher na região outro tipo de eventos como campeonatos internacionais de vela, torneios de hipismo, entre outras modalidades desportivas, sem descurar, naturalmente, aqueles que fazem parte do trabalho diário da Associação Turismo do Algarve (ATA), que são os eventos MICE.

Em relação ao impacto da última edição de Moto GP que decorreu em Portimão, o apuramento final ainda não está fechado, mas estimamos que, em termos de impacto direto, decorrente da presença de todas as equipas (equipas Moto GP, Moto2 e Moto3; jornalistas; membros internos e externos da organização, que representaram um total de, aproximadamente, 3.650 pessoas), dos espectadores e das aquisições a fornecedores regionais, estaremos a falar de um valor próximo dos 28 M€. Se considerarmos uma análise mais lata, incluindo os impactos indiretos e induzidos, poderemos alcançar valores superiores a 50 M€.

Estamos, neste momento, a trabalhar em conjunto com o Autódromo internacional do Algarve, o Governo, a Câmara Municipal de Portimão e o Turismo de Portugal, entre outros parceiros, para que a realização desta prova se mantenha no Algarve nos próximos 3 a 5 anos.

Quanto à Fórmula 1, a hipótese continua em cima da mesa e está dependente de um esforço nacional coordenado: “fingers crossed”!

Aposta em comunicação direcionada
Que campanhas ou outras ações estão a ser levadas a cabo pelo Turismo do Algarve com vista à reativação do MICE na região?

Tendo em conta a especificidade do segmento MICE e a oferta tailor-made que o mesmo envolve, apostamos numa comunicação muito direcionada.

Neste âmbito, temos intensificado o contacto direto com clientes, decisores e influenciadores, através de uma divulgação regular de todas as novidades do destino e de informação relevante para o setor, como, por exemplo, a linha do programa Portugal Events, que apoia a captação de eventos associativos e corporativos.

Paralelamente, continuamos a investir na participação em workshops e feiras, selecionados de forma estratégica, e na organização e apoio à realização de visitas de inspeção e press trips de órgãos de comunicação especializados.

Seguindo a estratégia definida pela Associação Turismo do Algarve (ATA), mantemos ainda o objetivo de captar pelo menos um evento B2B por ano, direcionado ao segmento MICE, como forma de dar a conhecer o destino in loco aos profissionais deste setor. Para este ano, está já confirmada a realização do Portugal Business Meetings, evento dedicado exclusivamente a buyers franceses, que terá lugar em Vilamoura, de 20 a 22 de novembro.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Dossier relacionado
Meeting Industry

47º Congresso da APAVT já tem data: 08/11 de dezembro de 2022

O 47º Congresso da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) vai acontecer de 08 a 11 de dezembro deste ano. O local da sua realização é que ainda não foi anunciado.

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) comunicou ao trade turístico, na noite de quinta-feira, que a realização do seu 47º Congresso, já tem data marcada: será de 08 a 11 de dezembro de 2022.

O local da realização deste, que é considerado o maior congresso do Turismo nacional, e que abrange a discussão de todas as áreas do setor, e não só da distribuição, é que continua no segredo dos deuses.

A nota da APAVT que nos chegou diz apenas ao trade para “salvar” esta data na sua agenda, remetendo para breve novas informações.

Refira-se que, para além de uma realização em Macau, todos os congressos da APAVT, com a liderança de Pedro Costa Ferreira, tiveram como palco o território português. A última edição decorreu em Aveiro, no início de dezembro de 2021.

 

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Artigos relacionados
Meeting Industry

Há otimismo, mas “Fátima ainda não recuperou”, alertou a Turismo Centro de Portugal

O otimismo em relação à retoma do fluxo de turistas para Fátima, é generalizado, mas Alexandre Marto Pereira, que discursou na sessão solene de abertura dos X Workshops Internacionais do Turismo Religioso, na qualidade de representantes doa Turismo Centro de Portugal, alertou que o destino Fátima não recuperará tão depressa para os resultados antes da pandemia.

O também vice-presidente da AHP, e representante desta Associação no Centro de Portugal, grande conhecedor do destino Fátima, realçou que o turismo está a recuperar em força, em Portugal, e até abril, a região Centro teve um aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2019, mas a recuperação não é homogênea, e Fátima ainda não recuperou”, estando com 19% do número de noites abaixo dos verificados antes da pandemia. Lembrou que existe ou polo importante na região Centro – Coimbra com o número de noites 8% abaixo do 2019.

Alexandre Marto destacou que o turismo religioso, para Fátima, tem as suas especificidades, baseando-se muito em grupos, pessoas de maior idade, e mercados intercontinentais. O Brasil, disse, em abril estava ainda 20% abaixo da pré-pandemia, vários mercados asiáticos ainda estão por abrir, para lembrar que só a Coreia do Sul era responsável por quais de 100 mil noites em Fátima, e “está parado”. O que está a crescer, na opinião de Alexandre Marto, é o mercado polaco, tendo atingido em abril, um aumento de 16% face a 2019.

Por sua vez, o padre Carlos Cabecinhas, Reitor do Santuário de Fátima, deixou também alguns números que têm a ver com o de peregrinos àquele que é considerado o “Altar do Mundo”.

O reitor realçou que, em 2017 o Santuário acolheu 9,5 milhões de peregrinos, passando a 7 milhõs em 2018, 6,5 milhões em 2019. No primeiro ano da Pandemia, Fátima recebeu 1,4 milhões de pessoas em peregrinação, 2,5 milhões em 2021, e este ano, até maio “superou já os números do total 2020. “Estamos a sentir o regresso de peregrinos”, disse, para sublinhar a presença do mercado espanhol.

Na sua intervenção, o padre Carlos Cabecinhas reconheceu que “a retoma do Turismo Religioso será mais lenta, dada a sua especificidade”.

Os dois intervenientes têm, no entanto, esperança que as Jornadas Mundiais da Juventude, no próximo ano, em Lisboa, vão catapultar Fátima e o Turismo Religioso em Portugal.

A sessão solene de abertura, que decorreu esta quinta-feira no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, contou ainda com intervenções de Purificação Reis, presidente da Direção da ACISO, entidade que promove o evento, Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP),Jorge Brandão, vogal Executivo do Centro 2020, Sérgio Costa, presidente do Município da Guarda, Natálio Reis, vice-presidente da Câmara Municipal de Ourém, e Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços. Sobre as restantes intervenções e as restantes palestras que incluíram a conferência durante toda a manhã de quinta-feira. daremos conta em pormenor na próxima edição do Publituris.

Participam nestes X Workshops Internacionais do Turismo Religioso, que termina esta sexta-feira, em Fátima, com reuniões B2B, 122 hosted buyers de 47 países, 123 suppliers e 41 expositores. Só a conferência inaugural contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Meeting Industry

Encontro Nacional da Formação Turística a 4 e 5 de julho em Fátima

A Academia de Formadores, evento organizado pelo Fórum Turismo, tem com o objetivo juntar os formadores nacionais deste setor na mesma sala de aula para o Encontro Nacional da Formação Turística.

Publituris

Este ano o evento irá decorrer entre 4 e 5 de julho no SDivine Fátima Hotel – Congress & Spirituality. A inscrição poderá ser feita através do link: https://academiadeformadores.pt.

Neste evento é possível assistir a debates sobre as inovações e estratégias que impactam atualmente o setor e a formação turística, conhecer estudos de casos práticos bem como ouvir oradores, professores e formadores de referência nas áreas do turismo e da educação.

Refira-se que o hotel garante uma tarifa especial para participantes da Academia de Formadores ’22.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Eventos Publituris

Meeting Forums do Publituris já tem programa

A 7.ª edição dos Meeting Forums do jornal Publituris, que decorre de 21 a 23 de junho, no Vila Galé Sintra Resort Hotel Conference & Spa, em Sintra, já tem programa.

Publituris

O programa da 7.ª edição dos Meeting Forums do Publituris está fechado. O evento, que decorre 21 a 23 de junho de 2022, em Sintra, no Vila Galé Sintra Resort Hotel Conference & Spa, conta já com a confirmação de 19 buyers internacionais e 20 suppliers nacionais.

Programa

21 junho
Chegada dos Buyers e Suppliers ao Vila Galé Sintra seguido das formalidades de check-in
18:45 – Transfer do Vila Galé Sintra para o Palácio da Vila de Sintra
19:00 – Visita guiada pelo grandioso e magnífico Palácio onde bate o coração de Sintra, seguido de um Welcome drink
20:30 – Jantar servido no Palácio da Vila em Sintra
22:30 – Regresso ao Hotel Vila Galé

22 junho
07:00 – 08:30 – Pequeno-almoço no Hotel
08:30 – 10:30 – One-to-One meetings
10:30 – 10:45 – Coffee break
10-45 – 13:00 – One to One meetings
13:00 – Almoço no Restaurante do Vila Galé Sintra
15:00 – 18:00 – Tour em autocarro acompanhado de guia intérprete pelo Concelho de Sintra
19:00 – Transfer do Vila Galé Sintra para o Hotel Mundial em Lisboa – Um Hotel do Grupo PHC Hotels
19:30 – 23:00 – Jantar servido no Rooftop do Hotel Mundial com DJ e muita animação
23:00 – Regresso ao Vila Galé Sintra

23 junho
08:00 – 08:45 – Pequeno-almoço no Hotel
08:45 – 10:45 – One to one meetings
10:45 – 11:00 – Coffee break
11:00 – 12:45 – One to one meetings
12:45 – 13:00 – Check-out e transfer do Vila Galé Sintra para o Hotel Tivoli Oriente Lisboa
14:00 – 16:00 – Almoço servido no Sky Bar do Tivoli Oriente Lisboa – Um Hotel do Grupo Minor Hotels
Transfer do Hotel para o Aeroporto de acordo com o horário de partida de voos dos Buyers

Fim do evento

Esta edição dos Meeting Forums tem o apoio do Turismo de Portugal e conta com a TAP como companhia aérea oficial, e a PHC Hotels, YVU Produções, Tivoli Oriente, Associação Turismo de Sintra e Hotéis Vila Galé como parceiros.

No evento marcarão presença buyers dos mercados identificados como estrategicamente importantes para o mercado português.

Os buyers internacionais confirmados são:

  • CCMG – Congress Consulting Management Group – Dinamarca
  • Immens-Events – Munique (Alemanha)
  • Corporate Travel Agency s.r.o. – Praga (Rep. Checa)
  • Venue Find Group – Reino Unido
  • Voyages Vision Travel – Virtuoso Member – Montreal (Canadá)
  • Goway Travel – Toronto (Canadá)
  • New Wave Travel – Toronto (Canadá)
  • The Travel Agent Next Door – Toronto (Canadá)
  • Exotik Journeys Travelbrands – Montreal (Canadá)
  • Windrose – Berlim (Alemanha)
  • Zitango Travel – Miami (EUA)
  • CVC Viagens – Brasil
  • Davington Events – Reino Unido
  • Mapa Mundo – Espanha
  • Special Tours (Grupo Avoris) – Espanha
  • Grupo CDV – Espanha
  • Voyzant – Montreal (Canadá)
  • Lumuna Associates International – Reino Unido
  • Panoptic Events – Glasgow (Escócia)

Os suppliers nacionais confirmados são:

  • Hotel Cascais Miragem
  • Hotel Palácio Estoril
  • Grupo Nau
  • Hotéis Olissippo
  • Pestana Hotels & Resorts
  • Go Health Portugal
  • EcorkHotel Évora
  • PHC Hotels
  • Domitur DMC
  • Bensaude Hotels Collection
  • Around Portugal DMC
  • Azoris Hotels & Leisure
  • Vila Galé Hotéis
  • Liberty International DMC
  • Voqin
  • Minor Hotels
  • TAP Air Portugal
  • Associação Turismo de Sintra
  • AlgarExperience
  • Gr8 Events

Para mais informações contactar Lídia Luís: [email protected] / Telm.: +351 913 256 261

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Inovação e sustentabilidade no turismo em análise na Católica de Braga

A Universidade Católica Braga recebe, no próximo dia 08 de junho, a partir das 09h00, a Conferência Internacional “Minho, INovação e Sustentabilidade no Turismo”.

Publituris

A Aula Magna da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica de Braga abre as portas para receber oradores, especialistas em Sustentabilidade e Turismo, nacionais e internacionais, no âmbito da Conferência Internacional “Minho, INovação e Sustentabilidade no Turismo”.

O evento, que contará com a apresentação dos resultados de um estudo conduzido junto das empresas do setor turístico, entidades e residentes da região, proporcionará a oportunidade de refletir sobre o modo como o setor pode contribuir para o desenvolvimento sustentável da região do Minho.

A abertura da sessão será conduzida pelo professor João Duque, Pró-reitor do Centro Regional, que introduzirá a conferência, seguindo-se as intervenções de Manoel Batista, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, Domingos Bragança, presidente da Comunidade Intermunicipal do Ave, e Ricardo Rio, presidente da Comunidade Intermunicipal do Cávado.

Seguem-se temáticas como “Inovação para a Sustentabilidade do Turismo no Minho: tendências e ações inovadoras”, “Governança & Políticas Públicas para a sustentabilidade dos destinos”, e “Turismo, Natureza e Biodiversidade no contexto da agenda 2030”, com intervenções de especialistas nacionais e internacionais nestas áreas.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Publituris Hotelaria

Recorde a 6.ª edição do “Hotels&Suppliers” em vídeo

Durante um dia, a revista Publituris Hotelaria juntou 38 empresas fornecedoras e hotéis em reuniões one-to-one, na 6.ª edição do “Hotels&Suppliers”.

Publituris

Durante um dia, a revista Publituris Hotelaria juntou 38 empresas fornecedoras e hotéis em reuniões one-to-one, na 6.ª edição do “Hotels&Suppliers”.

Nesta edição, foram vários os fornecedores que participaram pela primeira vez no evento “num veículo para se aproximarem do setor hoteleiro”.

Foi o caso da Andros, representada no evento por Joana Ferreira, Company Manager da empresa, que frisou que, “com o regresso à normalidade, a marca aproveitou a abertura “para estar mais próxima do setor hoteleiro”, pelo que o evento serviu para apresentarem não só os conhecidos doces “Bonne Maman” e os sumos da “Andros”, como também novas soluções para piqueniques, dirigidas às unidades hoteleiras que fornecem este tipo de refeições.

No caso da La Redoute, a empresa participou pela primeira vez no evento. Com o surgimento de vários pedidos por parte de profissionais de hotelaria, a marca criou um canal específico para dar “uma resposta mais adequadas às exigências do setor”, tal como explicou João Sousa, New Business Manager da La Redoute. Desta forma, a marca apresentou os dois conceitos que tem disponíveis para as unidades hoteleiras na área do mobiliário.

Por outro lado, este evento serviu para reencontrar fornecedores que estão presentes desde a primeira edição, como é o caso da Groupe GM. Para além da linha portuguesa Real Saboaria, lançada por altura da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), a marca aproveitou para apresentar “uma nova linha de nicho”, a Campos de Ibiza, mas também “fortalecer relações e alargar a carteira de clientes”, tal como explicou António Albuquerque, diretor comercial do grupo.

Do lado dos hotéis, a curiosidade residiu, acima de tudo, para conhecer as novidades e estabelecer contactos para negócios futuros.

A 6.ª edição do “Hotels&Suppliers” contou com a presença das empresas: Alaire; Andros; Dauti; Decorhotel; Decorweb; Ezpeleta; Gergran/Delifrance; GROHE Portugal; Groupe GM; ISEG; YVU; Jacobs Douwe Egberts; La Redoute; Legrand; Life Fitness Iberia; NSContract; Proquimia; Revestech; Roca e Televés.

Do lado dos grupos hoteleiros participaram: Grupo Oásis Atlântico; Hoti Hotéis; Editory Hotels; Neya Hotels; Bom Porto Hotels; Casas Vivas Resort; My Story Hotels; Olissippo Hotels; Amazing Evolution; HF Hotels; Unlock Boutique Hotels; PHC Hotels; Nau Hotels & Resorts; Vila Galé Hotéis; Jupiter Hotel Groupe e Hotel Shop.

Recorde o evento em vídeo. da 6.ª edição do “Hotels&Suppliers” da Publituris Hotelaria.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

ITB Berlim regressa em março de 2023 focada exclusivamente no B2B

A ITB Berlim passa a ter a duração de apenas três dias (em vez dos cinco habituais) e focar-se-á, em exclusivo, na vertente B2B.

Publituris

A ITB Berlim anunciou as datas para a realização da feira que, segundo a organização, terá como foco os clientes B2B, reduzindo os dias do evento de cinco para três. Em vez de se iniciar a uma quarta-feira e ir até domingo, a organização optou por dar início à feira a uma terça-feira, dia 7 de março, terminando na quinta-feira, dia 9 de março.

Esta é a primeira vez que a ITB Berlim se realiza de forma presencial desde o início da pandemia, reconhecendo a organização “os desafios que as feiras globais enfrentaram, tendo mudado consideravelmente nos últimos anos”. Assim, os responsáveis da feira, que terá a Georgia como destino convidado, salientam que o evento estará “concentrado nas empresas expositoras, bem como exclusivamente em visitantes do trade, compradores e a media”.

“Ao posicionar a ITB Berlin exclusivamente como um produto B2B, queremos virar o formato para o futuro e melhorar ainda mais a marca como um catalisador global da indústria do turismo”, refere David Ruetz, diretor da ITB Berlim.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Eventos Publituris

Meeting Forums do Publituris contam já com 19 ’buyers’ internacionais

A 7.ª edição dos Meeting Forums do jornal Publituris, que decorre de 21 a 23 de junho, no Vila Galé Sintra Resort Hotel Conference & Spa, em Sintra, conta já com a confirmação de 22 ‘buyers’ internacionais e 18 ‘suppliers’ nacionais.

Publituris

O jornal Publituris vai realizar a 7.ª edição dos Meeting Forums, de 21 a 23 de junho de 2022, em Sintra, no Vila Galé Sintra Resort Hotel Conference & Spa, contando já com a confirmação de 19 buyers internacionais e 20 suppliers nacionais.

Esta edição dos Meeting Forums, com apoio do Turismo de Portugal, conta com a TAP como companhia aérea oficial, e a PHC Hotels, YVU Produções, Tivoli Oriente, Associação Turismo de Sintra e Hotéis Vila Galé como parceiros.

No evento marcarão presença buyers dos mercados identificados como estrategicamente importantes para o mercado português.

Os buyers internacionais confirmados são:

  • CCMG – Congress Consulting Management Group – Dinamarca
  • Immens-Events – Munique (Alemanha)
  • Corporate Travel Agency s.r.o. – Praga (Rep. Checa)
  • Venue Find Group – Reino Unido
  • Voyages Vision Travel – Virtuoso Member – Montreal (Canadá)
  • Goway Travel – Toronto (Canadá)
  • New Wave Travel – Toronto (Canadá)
  • The Travel Agent Next Door – Toronto (Canadá)
  • Exotik Journeys Travelbrands – Montreal (Canadá)
  • Windrose – Berlim (Alemanha)
  • Zitango Travel – Miami (EUA)
  • CVC Viagens – Brasil
  • Davington Events – Reino Unido
  • Mapa Mundo – Espanha
  • Special Tours (Grupo Avoris) – Espanha
  • Grupo CDV – Espanha
  • Voyzant – Montreal (Canadá)
  • Lumuna Associates International – Reino Unido
  • Panoptic Events – Glasgow (Escócia)

Os suppliers nacionais confirmados são:

  • Hotel Cascais Miragem
  • Hotel Palácio Estoril
  • Grupo Nau
  • Hotéis Olissippo
  • Pestana Hotels & Resorts
  • Go Health Portugal
  • EcorkHotel Évora
  • PHC Hotels
  • Domitur DMC
  • Bensaude Hotels Collection
  • Around Portugal DMC
  • Azoris Hotels & Leisure
  • Vila Galé Hotéis
  • Liberty International DMC
  • Voqin
  • Minor Hotels
  • TAP Air Portugal
  • Associação Turismo de Sintra
  • AlgarExperience
  • Gr8 Events

Para além do programa de reuniões, haverá também um programa social que inclui cocktail, almoços, jantares exclusivos, animação e um programa de atividades que promovem o networking entre os diversos participantes.

Para mais informações contactar Lídia Luís: [email protected] / Telm.: +351 913 256 261

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Lisboa vai acolher a Cruise Europe Conference em 2023

A candidatura apresentada pelo Porto de Lisboa saiu vencedora e vai trazer, pela primeira vez, à capital portuguesa a conferência internacional da Cruise Europe, no primeiro trimestre de 2023.

Publituris

Este evento internacional de três dias, vai reunir os principais stakeholders do setor e envolve mais de 150 participantes de 20 países.

Segundo nota de imprensa do Porto de Lisboa, a  notícia chega numa altura em que o mercado de cruzeiros passa por profundas alterações qualitativas e em que esta instituição lisboeta, alinhado com as melhores práticas do setor, “se encontra a implementar um conjunto de soluções de qualificação ambiental das operações portuárias e de reforço da relação com os núcleos urbanos vizinhos”, isto enquanto, progressivamente, a indústria dos cruzeiros retoma a sua atividade normal um pouco por todo o mundo.

Segundo Ricardo Medeiros, vogal da Administração Porto de Lisboa (APL), este evento “faz parte da estratégia de valorização e qualificação da indústria de cruzeiros na cidade de Lisboa que a APL, em conjunto com vários parceiros, tem em curso: as campanhas de monitorização da qualidade do ar e da água na área de influência do terminal de cruzeiros, a implementação de soluções de Onshore Power Suply aos navios que escalam o Porto de Lisboa e o estudo, em curso, de avaliação dos impactes ambientais da atividade são outros tantos passos neste caminho”.

Refira-se que a Cruise Europe, criada em Copenhaga, em dezembro de 1991, é a associação que reúne os portos e destinos de cruzeiro da costa atlântica europeia, e que tem como principal objetivo promover o desenvolvimento e a qualificação da atividade de cruzeiros na região. Reúne atualmente cerca de 140 membros, que representam mais de 20 países.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

International Boat Show de regresso a Vilamoura

A 25.ª edição do International Boat Show realiza-se de 11 a 19 de junho, na Marina de Vilamoura.

Victor Jorge

O International Boat Show está de volta à Marina de Vilamoura, de 11 a 19 de junho. A 25.ª edição, co-organizada pela Marina de Vilamoura e FIL – Feira Internacional de Lisboa, reunirá todas as tipologias de embarcações – novas e seminovas (brokerage) -, bem como marcas de acessórios, equipamentos e serviços integrados, a mostra, em terra e no mar, permitindo ao público contactar na primeira pessoa com mais de 50 marcas da indústria náutica.

“O Boat Show é um polo de atração no verão do Algarve. Não apenas pela dinamização que opera na economia regional e no setor da náutica, mas também pelo estilo de vida que reflete. É um evento de uma enorme generosidade, que partilha este universo de glamour e oferece uma receção personalizada a qualquer entusiasta da náutica. É também uma oportunidade imperdível de desfrutar de Vilamoura numa altura única, em que a Marina ganha uma nova vida e toda a atmosfera envolvente adquire uma energia incomparável”, refere Paulo Jorge, da organização do Marina de Vilamoura International Boat Show.

De referir que a náutica de recreio tem vindo a assumir, em Portugal, uma importância económica cada vez maior. Em articulação com o setor do turismo, e tirando proveito da extensão da costa nacional, esta indústria tem afirmado as suas inúmeras potencialidades no contexto da economia do mar – e desempenhado um importante papel na afirmação da cultura marítima nacional.

De acordo com a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, o turismo náutico representa 1,2% da indústria turística portuguesa. Mas a valia económica da náutica de recreio não se cinge ao turismo, tendo um lugar relevante também no suporte da indústria da construção, reparação e manutenção de embarcações, bem como do design e investigação associados aos produtos náuticos.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.