Europcar garante financiamento e prepara regresso gradual das operações

Por a 7 de Maio de 2020 as 12:03
europcar

O Europcar Mobility Group garantiu um financiamento de 307 milhões de euros que permite à empresa manter a liquidez para fazer face à crise provocada pela pandemia de COVID-19 e prepara-se para retomar gradualmente as suas operações, assim que as restrições sejam levantadas nos vários mercados em que o grupo de rent-a-car está presente.

Num comunicado enviado à imprensa, o Europcar Mobility Group explica que o financiamento alcançado resulta das linhas de crédito lançadas para fazer face ao impacto da pandemia e conta com garantias por parte dos estados francês e espanhol, estando o grupo também em negociações com outros países “sobre empréstimos com garantia de Estado para reforçar sua liquidez dentro da estrutura de financiamento global”.

Dos 307 milhões de euros já garantidos, o Europcar Mobility Group explica que 220 milhões de euros resultam de um empréstimo a prazo, assinado com os principais bancos Franceses e internacionais do Grupo, e que beneficia de uma garantia de 90% do Estado Francês via Bpifrance.

“Este financiamento terá uma maturidade inicial de um ano, com uma opção de extensão de até cinco anos, a ser decidida pela Europcar (até maio de 2026), e sujeita às disposições habituais de pagamento obrigatório. Terá a amortização diferida por um ano, com uma amortização progressiva contemplada posteriormente”, explica o grupo de rent-a-car, revelando que este empréstimo não prevê nenhum pagamento de dividendos em 2020 e 2021 e está sujeito a um rácio de x3 de alavancagem de “net corporate” a partir de então.

Além deste montante, o Europcar Mobility Group anunciou ainda “novos financiamentos para as subsidiárias espanholas do Grupo (Europcar Espanha e Goldcar Espanha), no total de € 67,25 milhões de euros, assinados nas últimas duas semanas com o Bankia e o BBVA, beneficiando de uma garantia de 70% do Estado Espanhol”, neste caso com uma maturidade de três anos, sendo este financiamento direcionado para cobrir as necessidades de financiamento quer da frota quer corporativas.

Garantida está ainda uma verba de 20 milhões de euros adicionais em linha de crédito “revolving  (para aumentar de € 650 milhões de euros para € 670 milhões de euros) e que é fornecida por bancos franceses que obtiveram uma garantia da Eurazeo através de uma participação de sub-risco.

“Todas estas novas facilidades de financiamento, em conjunto com a sua atual estrutura de financiamento, foram estruturadas com base na atual situação de pandemia. Estas medidas irão permitir que o Grupo enfrente os impactos significativos no negócio resultantes do confinamento e restrições nas viagens em todos os mercados onde opera, até que seja possível retomar progressivamente as suas atividades pós crise COVID-19”, lê-se ainda na informação divulgada.

De acordo com Caroline Parot, Presidente de Conselho de Administração do Europcar Mobility Group, “estas novas linhas de financiamento permitirão garantir e retomar progressivamente” as atividades do grupo, o que deverá acontecer “assim que as economias locais reiniciarem e começarem a recuperar”.

“O nosso grupo está a preparar-se ativamente para esse reinício, levando em consideração novos padrões e expectativas dos clientes que provavelmente resultarão da crise”, acrescenta a responsável, explicando que, devido à incerteza, o Europcar Mobility Group vai, nos próximos meses, reforçar os esforços no sentido de otimizar as linhas de custos e adaptar a sua estrutura de capital e dívida às evoluções que vierem a surgir no âmbito empresarial.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *