“É prioritário encetar um diálogo construtivo com o Estado”

Por a 9 de Maio de 2018 as 22:01

O novo presidente da direcção da Associação Nacional de Turismo (ANT), Francisco Coelho, considerou esta quarta-feira, 9 de Maio, “é prioritário encetar um diálogo construtivo com o Estado” para iniciar “um processo de descentralização” no Turismo, nomeadamente ao nível da promoção.

“Considera-se prioritário encetar um diálogo construtivo com o Estado, com vista também a, no Turismo, iniciar um processo de descentralização, transferindo para as organizações regionais as competências e os meios actualmente concentrados na administração central”, afirmou o responsável, no discurso de tomada de posse dos novos corpos sociais da associação, na sede do Turismo de Lisboa.

Francisco Coelho sublinhou que ANT rejeita “a inclusão de novos actores” no que diz respeito à promoção turística e chama as agências regionais de promoção turística a associariam-se a um projecto que pretende ser “agregador, convergente para o desenvolvimento turístico regional e nacional”.

O novo presidente da associação, que é também chairman da Associação de Turismo dos Açores, garante que a ANT vai “fornecer um contributo activo para alguns temas fundamentais para o desenvolvimento sustentável do Turismo”, nomeadamente ao nível dos temas laborais, acessibilidades, estratégias e políticas, capazes de “garantir a sustentabilidade do Turismo em todo o território nacional”.

“São estas as grandes linhas estratágias a que nos propuzemos, no sentido da valorização do território, condição persistente até se atingir a verdadeira sustentabilidade através do Turismo”, concluiu.

Além de Francisco Coelho, a nova direcção da ANT conta com Vítor Costa, presidente do Turismo da Região de Lisboa, como 1.º vice-presidente, enquanto Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte, é o 2.º vice-presidente. O presidente do Turismo do Alentejo, Ceia da Silva, e Carlos Moura, da AHRESP, são os vogais, enquanto Dorita Mendonça, do Turismo da Madeira, é suplente.

Empossada foi também a nova assembleia-geral, que passa a contar com Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve, como presidente, e com Nuno Camilo, da Associação dos Comerciantes do Porto, como vice-presidente, sendo Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARC, o vogal.

Já o conselho fiscal é presidido por Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro, e conta com Vítor Neto, do Turismo da Região de Lisboa, como vice-presidente. Sérgio Gonçalves, da Câmara de Comércio e Indústria da Madeira, é o vogal.

Recorde-se que as eleições para os corpos sociais da ANT para os próximos dois anos decorreram a 26 de Abril e elegera a lista liderada por Francisco Coelho por unanimidade.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *