Ávoris assume-se como operador generalista

Por a 15 de Março de 2018 as 2:56

Há cerca de um ano, naquela que era a sua primeira entrevista como director-geral da Barceló Viagens em Portugal, agora Ávoris Travel, Diamantino Pereira afirmava “queremos ser um grande operador em Portugal”. Um ano volvido e a oferta do operador turístico para o mercado português expandiu e passou a oferecer mais do que Caraíbas e ilhas espanholas. Madeira, Açores, Cabo Verde e Brasil são os quatro novos destinos do portefólio da Ávoris Travel em 2018.
Na apresentação da sua programação, num evento no Iberostar Lisboa, onde reuniu mais de 200 agentes de viagens e parceiros, a Ávoris Travel deu a conhecer as suas novidades. O destaque foi para o destino Costa Rica, cuja operação charter num voo triangular com Punta Cana, tem início a 4 de Maio. Ao todo são sete as partidas que o operador turístico disponibiliza para um destino novo no mercado português.
Outro dos destaques são os destinos em operações regulares para os quais a Ávoris se estreia, concretamente com o operador do grupo, a Jolidey. Para Cabo Verde, concretamente para a ilha do Sal, a Jolidey conta com partidas diárias de Maio a Outubro com a TAP e os TACV. Os hotéis incluídos na programação são o Dunas de Sal, Odjo d’Água, Morabeza, Hilton Cabo Verde Sal Resort, Clubhotel Riu Funaná, Riu Palace Cabo Verde, Sol Dunas, Meliá Tortuga Beach, Meliá Dunas Beach Resort & Spa e Mélia Llana Beach Resort & Spa.
Para o Brasil, também em voos regulares com a TAP de Maio a Outubro, a Jolidey apresenta destinos como Fortaleza, Natal e Pipa, João Pessoa, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Porto de Galinhas, Alagoas e Salvador da Baía.
Quanto às ilhas portuguesas, o operador apresenta também partidas diárias de Maio a Outubro, também com a TAP.
A esta oferta acrescem ainda os voos em operação charter para as ilhas Espanholas e para as Caraíbas, concretamente para Punta Cana, Samaná, Jamaica, Cancun, Varadero e Cayo Coco. À partida de Madrid, o grupo conta ainda com uma operação para as Maurícias, operada pelo operador do grupo, Quelónea, em voos Evelop.
Já com as brochuras a serem entregues às agências de viagens pelo País, a Ávoris vai lançar um novo operador turístico no mercado especializado em circuitos em autocarro pela Europa, a Special Tours. Com guias em português, tarifas em tempo real, a Special Tours apresenta mais de 50 circuitos disponíveis na Europa.
Recorde-se que a Ávoris conta ainda com o operador turístico Catai, que tem uma nova ferramenta totalmente em português para a realização de orçamentos para Grandes Destinos “em tempo recorde” – o Catai Travel Pricer; mas também a central de reservas hoteleiras Jotelclick, com 100 mil hotéis e “preços dinâmicos”; e a companhia aérea portuguesa Orbest que opera a maior parte dos voos da Jolidey em Portugal para as Caraíbas; além de outros operadores especializados.

”Ainda temos muito para fazer no mercado português”

Ao Publituris, à margem do evento, Diamantino Pereira, explicando o aumento do portefólio de destinos, referiu que “a Ávoris tem como bandeira os charters para as Caraíbas, Baleares e Canárias, com a nossa companhia aérea. Agora o que prometemos há cerca de um ano pretendemos cumprir. As nossas decisões inserem-se dentro de uma estratégia que é definida pela direção geral e não fazemos mais nem menos do que as pôr em prática”.
Além dos quatro novos destinos apresentados na programação, o responsável adianta que “a nossa ideia é diversificar mais os destinos”, referindo que estão a ser analisadas as tendências do mercado para a integração de novos destinos no futuro.
Quanto ao agora voo triangular para a Costa Rica, Diamantino Pereira explica que “aprendemos muito com este lançamento e agora vamos amadurecer um pouco mais”, frisando que no próximo ano o destino continuará com uma operação directa: “a ideia é continuar o destino Costa Rica, isso está claro”.
Já no que refere à evolução das vendas para este Verão, o director-geral da Ávoris mostra-se prudente, explicando que apesar destas estarem “a correr muito bem”, relembra que o mercado português “é um mercado muito sensível e volátil”. “Na Ávoris somos muito prudentes, estamos muito satisfeitos, mas vamos aguardar”, acrescenta.
Em jeito de balanço de mais de um ano à frente do grupo espanhol em Portugal, Diamantino Pereira destaca que tem sido “um ano cheio de surpresas agradáveis. A sensação que tenho é ainda não fiz tudo, poderia ter feito mais e melhor. Tenho uma equipa extraordinária, o apoio incrível da nossa sede em Palma de Maiorca e Madrid, (…) mas ainda temos muito para fazer”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *