TAP com mais de um milhão de passageiros há 12 meses consecutivos

Por a 7 de Março de 2018 as 15:01
TAP

A TAP voltou a ultrapassar a marca de um milhão de passageiros transportados em Fevereiro, o que acontece já há 12 meses consecutivos, sendo a primeira vez que a companhia regista um tráfego superior a um milhão de passageiros no segundo mês do ano.

Em nota à imprensa, a TAP precisa que transportou um total de 1.042.019 passageiros, mais 150 mil, ou 16,9%, que em igual mês do ano passado, alcançando também a melhor taxa de ocupação de sempre neste mês, com 80,2%, o que traduz uma subida de 1,3 pontos percentuais face a período homólogo de 2017.

As rotas europeias (excluindo Portugal) registaram o maior crescimento absoluto no número de passageiros transportados, com mais 92 mil passageiros relativamente a Fevereiro de 2017, num total de 631 mil, o que corresponde a um acréscimo de 17,1%.

O maior crescimento relativo voltou a ser registado nas rotas de e para as Regiões Autónomas dos Açores e Madeira, que aumentaram 28,3%, (mais 16 mil passageiros), para um total de 74 mil passageiros transportados.

Nas rotas de longo curso, a TAP destaca os voos para a América do Norte (Estados Unidos e Canadá), que foram os que mais cresceram, numa percentagem de 25,7%, para um total de 52 mil passageiros, mais 11 mil que em Fevereiro do ano passado.

Nas rotas do Brasil, a companhia de bandeira nacional registou um crescimento de 18,6%, com mais 20 mil passageiros transportados que em período homólogo de 2017, num total de 126 mil passageiros.

A TAP destaca ainda que, pela primeira vez no segundo mês do ano, conseguiu também transportar mais de 20 mil passageiros na rota Lisboa – Faro, mais de 40 mil nas ligações entre Lisboa e o Funchal e mais de 10 mil entre a capital e Ponta Delgada.

Já a Ponte Aérea entre o Porto e Lisboa transportou um total de 54 mil passageiros, mais 4% que em Fevereiro de 2017, com a taxa de ocupação dos voos a situar-se nos 74,7%, subida de 8,5 pontos percentuais face ao mesmo mês do ano anterior.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *