Assine já
Destinos

Exportações do Turismo aumentaram 21% até Junho

Forte contributo das Viagens e Turismo foi fundamental para que a balança de bens e serviços continuasse a apresentar um saldo positivo.

Inês de Matos
Destinos

Exportações do Turismo aumentaram 21% até Junho

Forte contributo das Viagens e Turismo foi fundamental para que a balança de bens e serviços continuasse a apresentar um saldo positivo.

Inês de Matos
Sobre o autor
Inês de Matos
Artigos relacionados
Exportações do Turismo cresceram 20,7% até Abril
Destinos
Exportações do Turismo sobem 19% até Setembro
Destinos
Exportações do Turismo sobem 20,4% até Maio
Destinos
Exportações do Turismo com subida de 20% até Julho
Destinos

As exportações das Viagens e Turismo voltaram a apresentar uma forte subida em Junho, atingindo os 6.061 milhões de euros no acumulado dos primeiros seis meses do ano, o que indica um crescimento de 21% face ao primeiro semestre de 2016, segundo dados do Banco de Portugal, divulgados esta segunda-feira, 21 de Agosto.

Os dados do banco de Portugal mostram que, nas Viagens e Turismo, as importações ficaram bastante abaixo das exportações, somando 2.108 milhões de euros, o que se traduz num crescimento de 13,2%, permitindo que o excedente desta rubrica subisse 808 milhões de euros e se fixasse nos 3.953 milhões de euros.

O forte contributo das Viagens e Turismo foi fundamental para que a balança de bens e serviços continuasse a apresentar um saldo positivo, que foi de 713 milhões de euros no primeiro semestre, isto porque também as importações de mercadorias registaram uma subida acentuada, levando a que o excedente comercial baixasse cerca de 412 milhões de euros.

“O aumento do excedente da balança de serviços em 825 milhões de euros foi insuficiente para compensar o aumento do défice da balança de bens”, refere o Banco de Portugal, dando conta que o excedente da balança de serviços supera já os seis mil milhões de euros.

Já na balança de bens, o défice fixou-se nos 5,3 mil milhões de euros, traduzindo um agravamento de mais de mil milhões de euros, o que é explicado pelo aumento de 14,7% das importações de mercadorias, enquanto as exportações subiram apenas 12,1%.

Assim, e apesar do bom momento do sector turístico, nos primeiros seis meses do ano, “as balanças corrente e de capital apresentaram um défice de 685 milhões de euros, o que compara com um défice de 356 milhões de euros observado no primeiro semestre de 2016”, refere o Banco de Portugal.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Artigos relacionados

Woman using laptop to book hotel online

Destinos

Booking e Expedia mantêm domínio na UE

Um estudo da Comissão Europeia, que analisa o setor de distribuição hoteleira entre 2017 e 2021, indica que a Booking.com é “de longe” a agência online com maior quota de mercado, com 67,7%, seguindo-se a Expedia.

O relatório, que avalia o setor da distribuição hoteleira europeia entre 2017 e 2021 em seis Estados-membros: Espanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Polónia e Suécia, conclui que não se registou “nenhuma alteração significativa na situação competitiva do setor” face a 2016.

Da mesma forma, destaca que as OTA correspondem a 44% das vendas dos hotéis independentes, o que representa um “pequeno aumento” em relação à situação anterior ao período analisado.

A Booking.com e a Expedia continuam a dominar o setor e o relatório alerta que “não há sinais de grandes alterações nas quotas de mercado das agências de viagens online ou novas entradas de agências deste tipo”

Os principais players, Booking, Expedia e HRS, detêm 92% da quota de mercado, razão pela qual esta situação é muitas vezes descrita como um “duopólio” ou um “oligopólio”. Entre elas, a Booking.com é “de longe” a agência online com maior quota de mercado (67,7%), segundo o estudo.

No entanto, as comissões pagas pelos hotéis a estas agências “parecem ter-se mantido estáveis ​​ou diminuído ligeiramente”, enquanto os preços dos quartos e a diferenciação da disponibilidade destes, tanto pelos hotéis como pelas agências, “parecem ter diminuído “.

A Comissão Europeia está também a tentar apurar o impacto das leis que proíbem a utilização de cláusulas de paridade amplas e restritas, que impedem os hotéis de oferecer melhores condições em canais de venda que não o site da OTA com a qual têm contrato.

Bruxelas lembra que o setor da distribuição hoteleira tem sido alvo de várias “intervenções legislativas” e de defesa da concorrência nos últimos anos. Especificamente, várias autoridades nacionais da concorrência têm investigado desde 2010 a utilização de tais cláusulas de paridade em contratos entre agências de viagens e hotéis.

Entre 2015 e 2018, França, Áustria, Itália e Bélgica adotaram legislação nacional para proibir o uso de cláusulas de paridade pelas OTA. Da mesma forma, a Booking.com e a Expedia prometeram, em 2020, perante a Comissão Europeia não assinar esse tipo de acordo, pelo menos até junho de 2023.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Número de visitantes em Macau caiu 98,8% em julho

O número de visitantes em Macau caiu, em julho, 98,8%, enquanto a taxa de ocupação média hoteleira foi de 38,1%, menos 25,6 pontos percentuais do que no mesmo mês do ano anterior. Foi o quinto mês consecutivo de queda em termos anuais.

Publituris

No mês passado, os 115 hotéis e pensões do território, com um total de 32 mil quartos, hospedaram 309 mil pessoas, menos 55,6% em termos anuais.

Foi também em julho que seis estabelecimentos hoteleiros deixaram de prestar serviços de alojamento ao público em Macau, mês em que o território enfrentou o pior surto de Covid-19 desde o início da pandemia, anunciou a Direção de Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

Macau viveu, a partir de 18 de junho, o pior surto de Covid-19 desde o início da pandemia. Durante o surto, os turistas que visitassem o território teriam de se submeter a uma quarentena obrigatória no regresso à China continental, medida que foi levantada em 03 de agosto. Quem chega a Macau do estrangeiro é obrigado a cumprir uma quarentena de sete dias num hotel designado para o efeito.

Entretanto, Macau recebeu mais de 18 mil visitantes no último sábado, o número mais elevado desde que a China levantou a quarentena obrigatória a pessoas vindas da região, anunciou a Direção dos Serviços de Turismo (DST), citada pela Lusa.

A mesma fonte indica ainda que, no último domingo, a DST lançou, na cidade vizinha de Zhuhai, “uma caravana promocional itinerante ‘Sentir Macau, Sem Limites'” que vai passar por nove cidades da província de Guangdong.

O objetivo é atrair ao território entre 20 mil e 40 mil visitantes por dia ainda antes do período das férias do Dia Nacional da China, celebrado em 01 de outubro, disse o diretor adjunto da DST, Cheng Wai Tong, citado pela imprensa local.

A partir de 08 setembro, está ainda prevista a realização de uma “ação de grande envergadura”: a “Semana de Macau em Qingdao”, na província de Shandong, no leste da China.

Ao mesmo tempo, as autoridades anunciaram que estão a apostar no uso de plataformas ‘online’, desde redes sociais a ‘sites’ de comércio eletrónico e de agências de viagens.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Britânicos estão dispostos a cortar despesas domésticas para manter férias

De acordo com um estudo da Holiday Extras, mais de 40% dos britânicos diz que vai cortar nas despesas domésticas para continuar a poder viajar nas férias, enquanto 49% admite mesmo vir a escolher destinos mais baratos.

Publituris

Apesar da subida do custo de vida e do preço das viagens, os turistas britânicos estão dispostos a fazer algumas concessões para manterem as suas férias, apurou um recente estudo da empresa de serviços de turismo Holiday Extras, que conclui que mais de 40% dos britânicos estão dispostos a cortar algumas despesas domésticas para manterem o seu período de férias.

Segundo o estudo, que entrevistou mais de mil turistas do Reino Unido e que foi divulgado pela publicação britânica especializada em turismo Travel Weekly, mais de 40% dos britânicos diz que vai cortar nas despesas domésticas para continuar a poder viajar nas férias, enquanto 49% admite mesmo vir a escolher destinos mais baratos.

No entanto, 54% dos inquiridos dizem que ainda não tomaram uma decisão e que precisam de pesquisar mais para decidir o que fazer, enquanto outros 40% garantem que estão a equacionar trocar o seu período de férias no estrangeiro por uma pausa no Reino Unido, numa percentagem que representa mais do dobro do que acontecia em 2008, data da última recessão no Reino Unido.

O estudo mostra também que muitos turistas britânicos (40%) vão esperar por oportunidades de última hora e com preços mais convidativos, confirmando que o período anual de férias é algo de que os britânicos não abdicam.

“O Banco de Inglaterra pode alertar para uma recessão, mas os turistas do Reino Unido continuam determinados a fugir no próximo ano, independentemente dos preços”, afirma David Norris, diretor de crescimento da Holiday Extras.

Recorde-se que o Banco de Inglaterra estima que a atual recessão possa durar cerca de 15 meses e provocar uma queda de 2,1% no PIB britânico, sendo, ainda assim, menos profunda que a registada em 2008, devido à crise das dividas soberanas, que provocou uma quebra de cerca de 20% na procura turística proveniente do Reino Unido.

De acordo com o responsável, apesar das dificuldades que já se sentem, os britânicos estão dispostos a “esticar seus orçamentos para garantir uma pausa” nas férias, a exemplo do que já aconteceu este ano, com a procura a aumentar por destinos mais baratos, como as ilhas gregas, a Croácia ou a Turquia.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Cabo Verde Beach Volleyball começa a ser construído em setembro

O empreendimento turístico Cabo Verde Beach Volleyball, que envolve um investimento de 1,5 milhões de euros, começará a ser construído, a partir de setembro, na ilha cabo-verdiana de Santo Antão.

Publituris

A unidade turística, que será edificada no município do Porto Novo, e que estará virada para a promoção do ‘beach volley’ (volei de praia) e na promoção dos desportos náuticos, pertence ao investidor Marcel Schild, dos Países Baixos, que, nos últimos anos, tem vindo a discutir com a edilidade porto-novense a concretização deste projeto.

O vereador que responde pelo pelouro do desenvolvimento económico, Valter Silva, confirmou à imprensa local o arranque deste empreendimento já a partir do próximo mês, realçando a importância do investimento estrangeiro no processo de desenvolvimento do Porto Novo (Santo Antão).

Porto Novo, com potencial a nível do turismo de sol e praia, está a dar os primeiros passos na promoção dos desportos náuticos, diversificando, assim, a sua oferta turística.

O município do Porto Novo, ao longo da costa marítima, dispõe de várias praias com extensas áreas de areia negra, que podem ser aproveitadas para fins turísticos, segundo a Câmara Municipal do Porto Novo, que tem vindo a fazer a promoção destas potencialidades junto dos investidores.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

S. João da Pesqueira acolhe mais uma edição da VINDOURO de 2 a 4 de setembro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, inaugura esta sexta-feira a nova edição da VINDOURO – Festa Pombalina / Wine & History, que se fará acompanhar da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e do presidente da Câmara Municipal de S. João da Pesqueira, Manuel Cordeiro.

Publituris

A celebrar 20 anos, a VINDOURO – Festa Pombalina / Wine & History apresenta uma vasta programação com vista a atrair milhares de visitantes ao concelho que possui a maior área de vinhas na região classificadas como Património Mundial pela UNESCO.

Dezenas de produtores de vinhos DOC Douro e Porto mostram novidades e rótulos intemporais, que há muito constam da memória coletiva dos apreciadores.

Para ajudar ao entendimento generalizado do que pode ser provado, as sessões “Conversas Sobre Vinho” vão versar sobre diferentes temas: “Os Três Grandes Terroirs do Douro”, “Vinhas Velhas do Douro, um Tesouro Singular”, “Vinho do Porto, um Mundo de Sensações” e “Brancos do Douro que Desafiam o Tempo”.

Trajados a rigor, a lembrar a atmosfera do século XVIII e a importância que o Marquês de Pombal teve na demarcação e regulamentação do Alto Douro Vinhateiro, uma equipa de figuração de rua promove o sempre aclamado Cortejo Pombalino. Sob a mesma inspiração, os protagonistas do Mercado Pombalino recriam a tradicional venda de produtos locais, uma oportunidade privilegiada de aquisição de produtos de território, que sabem verdadeiramente ao que são. A Feira das Atividades Económicas promove oportunidades de negócio na região, estabelecendo-se como uma plataforma extra de contactos. De realçar ainda o Jantar Pombalino, que se realiza no primeiro dia da VINDOURO, no Palácio de Cidrô.

A Festa Pombalina / Wine & History 2022 concretiza o III Concurso de Vinhos “Douro em Prova”, e o concurso “Doce Coração do Douro”, um desafio lançado pelo município a profissionais e amadores com o objetivo de encontrar o doce que melhor representa S. João da Pesqueira, em que o vinho do Porto será rei.

Os 20 anos da VINDOURO são igualmente traduzidos num cartaz de concertos com grandes nomes da música portuguesa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Torres Vedras promove jornadas europeias de cultura judaica

As jornadas europeias da cultura judaica, promovidas pela Câmara Municipal de Torres Vedras, vão acontecer no próximo dia 4 de setembro, pelas 16 horas, com uma visita ao Centro de Interpretação da Comunidade Judaica.

Assim, a autarquia convida os participantes a descobrir alguns dos locais do Centro Histórico que foram habitados, durante séculos, pela comunidade judaica, com partida da Praça do Município.

O percurso dará a conhecer vivências singelas e acontecimentos marcantes, a vida rural do concelho e, bem no centro da vila, a vitalidade do bairro judaico.

Abrindo as portas da antiga Judiaria será desvendado o quotidiano da comunidade judaica, as suas afinidades e conflitos com os vizinhos cristãos. Será, ainda, abordado o destino dos judeus torrienses após a sua expulsão, repartido entre os caminhos da diáspora e a integração na comunidade cristã.

As Jornadas Europeias da Cultura Judaica têm como objetivo realçar a diversidade e riqueza do judaísmo e a sua importância histórica local e internacional, com a intenção de promover o diálogo, a inclusão e o intercâmbio cultural, através de atividades que decorrem simultaneamente em toda a Europa.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Destinos

Singapura acaba com quarentena para turistas sem vacina

A partir de 29 de agosto, os turistas não vacinados contra a COVID-19 não precisam de realizar quarentena de sete dias à chegada. Contudo, mantem-se a obrigatoriedade da apresentação de teste negativo com 48 horas.

Publituris

Singapura prepara-se para acabar com o requisito de uma quarentena de sete dias, após a chegada, para turistas que não estejam vacinados contra a COVID-19.

A partir de segunda-feira, 29 de agosto, os turistas internacionais que visitem Singapura que não estejam classificados como vacinados contra a COVID-19 continuarão, contudo, a ter de apresentar um teste negativo efetuado, no máximo, com 48 horas antes da partida para Singapura.

De referir que, atualmente, os turistas totalmente vacinados que entrem em Singapura não necessitam apresentar qualquer teste ou realizar quarentena.

A partir de 29 de agosto, Singapura irá, igualmente, levantar a obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados, à medida que as medidas contra a COVID-19 vão sendo aligeiradas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Pontos de informação turística de Madrid passam a ter serviço de linguagem gestual

Esta iniciativa de inclusão junta-se a outras do mesmo cariz para dar mais acessibilidade da informação a todos os turistas e utentes.

Publituris

Os onze pontos de informação turística de Madrid passaram a contar com serviço de linguagem gestual para atender os turistas surdos e mudos, usando cartazes que ligam em tempo real com um informador-intérprete desde o ponto de informação central localizado na Casa de la Panadería da praça Mayor, avança a agência EFE.

Este novo sistema do projeto Maulse (Melhoria do Atendimento a Utentes de Linguagem Gestual Espanhola) foi inaugurado, recentemente, pela responsável de Turismo da capital espanhola, Almudena Maíllo, sendo que esta iniciativa de inclusão junta-se a outras do mesmo cariz, como um balcão adaptado a cadeiras de rodas e que pretendem dar mais acessibilidade da informação a todos os turistas e utentes.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Dormidas turísticas em julho nos Açores superam 2019 pelo terceiro mês consecutivo

Os indicadores do Serviço Regional de Estatística dos Açores estimam 438 mil dormidas em alojamentos turísticos no mês de julho de 2022, correspondendo a uma subida de 12% face ao mesmo mês de 2019.

Publituris

Os Açores superaram em julho, pelo terceiro mês consecutivo, os números de 2019 (pré-pandemia de covid-19) referentes a dormidas em alojamentos turísticos, de acordo com estimativas divulgadas pelo Serviço Regional de Estatística (SREA).

“O Indicador de Turismo prevê que terão sido registadas em toda a região cerca de 438 mil dormidas em alojamentos turísticos em julho”, lê-se numa publicação do SREA, divulgada na sua página na Internet.

Em julho de 2019, foram registadas 391.201 dormidas nos alojamentos turísticos da região, de acordo com o relatório de atividade turística do SREA relativo a esse mês.

Em comparação com esse período, anterior à pandemia de covid-19, prevê-se um crescimento de cerca de 12% nas dormidas em julho de 2022.

A subida, face a 2019, foi semelhante no mês de junho (11,8%), tendo sido registado também no mês de maio (5%).

Em comparação com o período homólogo, em que o SREA contabilizou 266.598 dormidas, as estimativas hoje divulgadas apontam para um crescimento de 64,3% em julho de 2022.

A publicação destaca também o número de passageiros desembarcados nos aeroportos dos Açores, no mesmo mês, provenientes de voos territoriais (do continente português ou da Madeira) e internacionais.

Também neste caso, os números de julho de 2022 apontam para um crescimento face a 2019.

Os passageiros provenientes de voos nacionais cresceram 0,8%, tendo-se registado 95.611 desembarques em julho de 2019 e 96.324 em julho de 2022.

Já o número de passageiros provenientes do estrangeiro desembarcados nos Açores cresceu 33,3%, passando de 30.654 para 40.755.

A evolução é mais acentuada em comparação com julho de 2021.

Os passageiros de voos internacionais subiram 218,8%, enquanto os passageiros de voos nacionais aumentaram 40,6%.

Segundo o SREA, o Indicador de Turismo “tem por objetivo a estimação antecipada do andamento económico do setor do turismo”, por isso, “o número total de dormidas em alojamentos turísticos nos Açores é estimado e divulgado cerca de três semanas antes da publicação do destaque das Estatísticas do Turismo”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Mértola apoia dinamização de rotas turísticas em Santo Antão através do Storytelling

As seis rotas turísticas existentes na ilha cabo-verdiana de Santo Antão vão passar a ser dinamizadas através do Storytelling, que consiste na promoção desta ilha como destino turístico através de histórias e memórias.

Publituris

Para isso, a Associação para a Defesa do Património de Mértola, Portugal, anunciou a realização, no próximo dia 31 de agosto, de um workshop visando a preparação dos guias e operadores turísticos em Santo Antão em matéria de dinamização das rotas, através do Storytelling”.

O Storytelling, além de pretender, através de histórias e memórias sobre Santo Antão, valorizar o património cultural imaterial e promover a ilha como destino turístico, visa ainda “enriquecer” a qualidade do serviço turístico, que é prestado, nesta região.

O workshop é, segundo uma nota da Associação para a Defesa do Património de Mértola, citada pela agência de informação de Cabo Verde, mais uma atividade inserida no quadro do projecto Raízes (Rede Locais para um Turismo Sustentável e Inclusivo), que está a ser implementado em Santo Antão.

Refira-se que a ilha de Santo Antão possui atualmente seis rotas turísticas, todas sinalizadas, criadas, precisamente, no âmbito do projeto Raízes, promovido pela Associação para a Defesa do Património de Mértola.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.