“Para continuarmos a crescer, precisamos de uma alternativa ao Humberto Delgado”

Por a 14 de Fevereiro de 2017 as 15:58

Estamos a chegar a 99% da utilização das slots – autorização para aterragem e descolagem – e, assim, torna-se bastante complicado continuar a crescer”. A frase é de Fernando Pinto, presidente da TAP, em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), em Lisboa.

O responsável lembrou ainda que a “TAP cresceu 26% em Janeiro, numa comparação homóloga“, uma tendência que, sublinhou, “não será possível manter nos próximos um a dois anos“, pelo que “deverá existir uma solução”.

Ainda que esteja previsto a assinatura de um memorando entre a ANA e o Governo – 15 de Fevereiro – no qual ambos se comprometem a estudar a solução Montijo para aumentar a capacidade do aeroporto da capital, Fernando Pinto indicou que “a TAP apenas utilizará essa alternativa em casos fora da normalidade“.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *