Assine já
Alojamento

Hotéis Tivoli vão ser remodelados

O grupo, que se encontra num processo de mudança de accionista, prevendo-se a compra dos activos e do negócio pelo Minor Hotel Group no início deste ano, irá remodelar os hotéis Tivoli Marina Vilamoura e Tivoli Oriente.

Marta Barradas
Alojamento

Hotéis Tivoli vão ser remodelados

O grupo, que se encontra num processo de mudança de accionista, prevendo-se a compra dos activos e do negócio pelo Minor Hotel Group no início deste ano, irá remodelar os hotéis Tivoli Marina Vilamoura e Tivoli Oriente.

Marta Barradas
Sobre o autor
Marta Barradas
Artigos relacionados

Tivoli Marina VilamouraO grupo Tivoli Hotels & Resorts, que actualmente se encontra num processo de mudança de accionista, prevendo-se a compra dos activos e do negócio pelo Minor Hotel Group ainda no início deste ano, indicou à Publituris Hotelaria que será realizado um investimento na remodelação  de duas unidades em Portugal – o Tivoli Marina Vilamoura, no Algarve, e o Tivoli Oriente, em Lisboa.

No caso da unidade do grupo em Vilamoura, a renovação será concluída em Março deste ano. Neste projecto, será realizada uma renovação de três pisos de quartos da tipologia Classic, num total de 129 quartos (em 384). Com esta intervenção, todos os quartos do hotel passarão a integrar a tipologia Deluxe e sofrerão uma alteração ao nível de decoração e equipamentos mais actuais.

No mesmo hotel, serão ainda criados 18 quartos de uma nova tipologia – Deluxe Family Room – localizados no piso 1 do hotel. Esta nova tipologia contará com uma área superior e um terraço exclusivo, com vista para a praia ou para a marina, permitindo alojar uma família de quatro pessoas.

Em simultâneo, será feita e requalificação da fachada da unidade que, segundo fonte oficial do grupo hoteleiro, passará a representar um desenho mais sóbrio e transparente. Serão substituídas as actuais guardas das varandas por painéis de vidro, aumentando a luminosidade dentro do quarto e potenciando as vistas sobre a praia e a marina de Vilamoura.

Já no Tivoli Oriente, o upgrade irá incidir em 10 pisos de quartos, num total de 200 chaves, com o objectivo de estar no mesmo nível de conforto e acabamentos dos actuais pisos superiores, sendo ainda actualizados ao nível de decoração e acabamentos. Com o objectivo de dar resposta ao mercado de lazer, será também lançado um novo conceito de quartos – os Superior Family Rooms, que albergarão três pessoas.

Segundo a mesma fonte do Grupo Tivoli, 50% dos quartos do Hotel Tivoli Oriente serão disponibilizados no final de Fevereiro e os restantes no final do mês de Abril.

Sobre o autorMarta Barradas

Marta Barradas

Mais artigos
Artigos relacionados
Destinos

Nova Edição: Publituris Portugal Travel Awards 2022 e Mundial do Qatar

mais recente edição do Publituris faz capa com os Publituris Portugal Travel Awards 2022, que foram entregues a 18 de outubro, numa cerimónia que teve lugar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa, e que voltou a juntar o trade turístico nacional, depois de dois anos de interregno.

A mais recente edição do Publituris, a última de outubro, faz capa com os Publituris Portugal Travel Awards 2022, que foram entregues a 18 de outubro, numa cerimónia que teve lugar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa.

Conheça os vencedores da última edição dos prémios, assim como a personalidade que recebeu o Prémio Belmiro Santos, entregue diretamente pela redação do Publituris, e veja ainda a fotorreportagem sobre a festa, que voltou a juntar o trade turístico nacional, depois de dois anos de interregno.

Nesta edição, não perca também um artigo sobre o Mundial de Futebol de 2022, que vai decorrer no Qatar, entre 20 de novembro e 18 de dezembro. A competição, para a qual a seleção nacional de futebol se apurou, conta já com uma vasta oferta no mercado para levar os adeptos portugueses até este país do Médio Oriente, que promete surpreender os turistas nacionais.

Destaque também para um trabalho especial dedicado ao World Travel Market London (WTM), uma das principais feiras de turismo europeias, que vai decorrer na capital britânica, entre 7 e 9 de novembro. Não perca as sete entrevistas aos sete responsáveis pelas regiões de turismo de Portugal, que regressam à feira britânica para dar a conhecer a melhor oferta turística dos seus territórios.

Na secção Distribuição, leia ainda sobre a AREA Travel, agência de viagens que abriu em fevereiro deste ano e que faz do atendimento personalizado uma bandeira, enquanto em Transportes o destaque vai para a abertura da nova rota da easyJet entre Lisboa e Marraquexe, que arranca na segunda-feira, 31 de outubro, e em relação à qual a companhia aérea indica expetativas em alta.

Além do Check-in, as opiniões desta edição são de Sílvia Dias (diretora de Marketing da Savoy Signature), Jorge Sobrado (coordenador da Pós-Graduação em Comunicação Autárquica do ISAG), Paulo F. Cardoso (especialista em Segurança de Informação CISA), António Paquete (economista) e Pedro Castro (diretor da SkyExpert Consulting e docente no ISCE).

Boas leituras!

A versão completa desta edição é exclusiva para subscritores do Publituris. Pode comprar apenas esta edição ou efetuar uma assinatura do Publituris aqui obtendo o acesso imediato.

Para mais informações contacte: Carmo David | [email protected] | 215 825 43

Nota: Se já é subscritor do Publituris entre no site com o seu Login de assinante, dirija-se à secção Premium – Edição Digital e escolha a edição que deseja ler, abra o epaper com os dados de acesso indicados no final do resumo de cada edição.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Edição Digital: Publituris Portugal Travel Awards 2022 e Mundial do Qatar

A mais recente edição do Publituris faz capa com os Publituris Portugal Travel Awards 2022, que foram entregues a 18 de outubro, numa cerimónia que teve lugar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa, e que voltou a juntar o trade turístico nacional, depois de dois anos de interregno.

A mais recente edição do Publituris, a última de outubro, faz capa com os Publituris Portugal Travel Awards 2022, que foram entregues a 18 de outubro, numa cerimónia que teve lugar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa.

Conheça os vencedores da última edição dos prémios, assim como a personalidade que recebeu o Prémio Belmiro Santos, entregue diretamente pela redação do Publituris, e veja ainda a fotorreportagem sobre a festa, que voltou a juntar o trade turístico nacional, depois de dois anos de interregno.

Nesta edição, não perca também um artigo sobre o Mundial de Futebol de 2022, que vai decorrer no Qatar, entre 20 de novembro e 18 de dezembro. A competição, para a qual a seleção nacional de futebol se apurou, conta já com uma vasta oferta no mercado para levar os adeptos portugueses até este país do Médio Oriente, que promete surpreender os turistas nacionais.

Destaque também para um trabalho especial dedicado ao World Travel Market London (WTM), uma das principais feiras de turismo europeias, que vai decorrer na capital britânica, entre 7 e 9 de novembro. Não perca as sete entrevistas aos sete responsáveis pelas regiões de turismo de Portugal, que regressam à feira britânica para dar a conhecer a melhor oferta turística dos seus territórios.

Na secção Distribuição, leia ainda sobre a AREA Travel, agência de viagens que abriu em fevereiro deste ano e que faz do atendimento personalizado uma bandeira, enquanto em Transportes o destaque vai para a abertura da nova rota da easyJet entre Lisboa e Marraquexe, que arranca na segunda-feira, 31 de outubro, e em relação à qual a companhia aérea indica expetativas em alta.

Além do Check-in, as opiniões desta edição são de Sílvia Dias (diretora de Marketing da Savoy Signature), Jorge Sobrado (coordenador da Pós-Graduação em Comunicação Autárquica do ISAG), Paulo F. Cardoso (especialista em Segurança de Informação CISA), António Paquete (economista) e Pedro Castro (diretor da SkyExpert Consulting e docente no ISCE).

Leia a edição aqui.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Azul aumenta oferta para Lisboa no fim do ano

Entre 19 de dezembro e 31 de janeiro, a Azul vai aumentar a oferta de voos para Lisboa, passando a disponibilizar uma nova ligação aérea entre Viracopos e a capital portuguesa.

Publituris

A Azul anunciou que, entre 19 de dezembro e 31 de janeiro, vai aumentar a oferta de voos para Lisboa, passando a disponibilizar uma nova ligação aérea entre Viracopos e a capital portuguesa.

“Para Lisboa, capital de Portugal e a porta de entrada da Azul para a Europa, a operação de final de ano ocorre entre os dias 19 de dezembro e 31 de janeiro. Além dos dois voos operados regularmente, a partir de Viracopos, a companhia vai aumentar a oferta para a capital portuguesa com um terceiro voo, partindo de Viracopos às segundas e retornando de Lisboa às terças-feiras”, indica a companhia aérea brasileira, em comunicado.

O aumento de oferta da Azul para Lisboa é acompanhado também pelo reforço da capacidade para Orlando e Fort Lauderdale, nos EUA, assim como para Punta del Este e Montevidéu, no Uruguai, que passam a contar com maior oferta no período do fim de ano.

“Para a alta temporada, a companhia vai ofertar 1.121 voos internacionais, entre voos regulares e reforço de malha, partindo de diversas bases brasileiras, como os aeroportos de Campinas (SP), Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Belém (PA) e Manaus (AM)”, lê-se no comunicado divulgado pela Azul, que indica também que a venda de bilhetes já está disponível nos canais oficiais da companhia aérea.

No caso de Orlando, a Azul vai passar a operar mais um voo desde Viracopos, em Campinas, totalizando dois voos diários, aos quais se juntam mais dois voos diários para Fort Lauderdale, na Flórida, desde Viracopos, numa operação que vai ainda contar com um aumento das ligações diretas desde as cidades de Belém, no Pará, e Manaus, no Amazonas.

“A partir do dia 15 de dezembro, a capital do Amazonas passa a ter ligação direta com o aeroporto de Fort Lauderdale três vezes na semana, enquanto a capital paraense retoma sua ligação direta com o mesmo terminal a partir do dia 16, oferecendo voos quatro vezes na semana”, refere ainda a Azul.

Já no caso do Uruguai, a companhia aérea tem previsto um aumento da oferta de voos para Punta del Este, desde Campinas, enquanto no período entre 21 de dezembro de 2022 e 28 de janeiro de 2023 passam a existir dois voos semanais.

A partir de 21 de dezembro, a companhia aérea brasileira vai também passar a oferecer mais uma opção de ligação com Montevidéu, no Uruguai, com partida de Florianópolis, em Santa Catarina, numa operação que vai decorrer ao longo de todo o ano.

Além destes voos, a Azul vai também ligar Montevidéu a Foz do Iguaçu, no Paraná, cujos voos arrancam a 20 de dezembro, incluindo duas ligações aéreas por semana nos dois sentidos, estando ainda prevista uma ligação direta entre Recife e a capital do Uruguai com início em novembro, que passa a dois voos por semana, a partir de 21 de dezembro.

“Estamos muito felizes por implementar estas novidades nas rotas internacionais, que gradualmente vão retomando os níveis anteriores e, principalmente, por descentralizar as operações partindo de diferentes localidades do Brasil, em concordância com a premissa da Azul que é interligar todas as regiões do país aos mais diferentes destinos”, destaca Vitor Silva, gerente de Planeamento de Malha da Azul.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Viagens de residentes ao estrangeiro aumentam 592,8% mas continuam 6,5% abaixo de 2019

Segundo o INE, entre abril e junho, os residentes em Portugal realizaram 5,5 milhões de viagens, aumento de 52,2% face a igual período do ano passado e descida de 1,7% face a igual período de 2019, com destaque para as viagens ao estrangeiro, que subiram 592,8%, apesar de manterem uma descida face a igual período de 2019.

Inês de Matos

No segundo trimestre de 2022, os residentes em Portugal realizaram 5,5 milhões de viagens, o que corresponde a um aumento de 52,2% face a igual período do ano passado, mas a uma descida de 1,7% face a igual período de 2019, com destaque para as viagens ao estrangeiro, que subiram 592,8%, apesar de ainda continuarem abaixo do mesmo período de 2019.

De acordo com as estatística da procura turística dos residentes, divulgadas esta quinta-feira, 27 de outubro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), entre abril e junho, os residentes em Portugal realizaram ainda 4,7 milhões de viagens em território nacional, o que traduz um aumento de 34,9% face ao mesmo trimestre do ano passado e um descida de 0,9% face ao segundo trimestre de 2019.

Já as viagens com destino ao estrangeiro, que totalizaram 774,2 mil viagens entre abril e junho, cresceram 592,8% em comparação com o segundo trimestre de 2021, mas continuam 6,5% abaixo dos níveis de 2019.

O INE diz ainda que o “número de viagens aumentou em todos os meses do trimestre”, concretamente 102,8% em abril, 35,9% em maio e 31,1% em junho, ainda que, em comparação com o mesmo período de 2019, apenas se tenha registado um crescimento de 0,5% em maio, uma vez que, em abril e junho, se observaram reduções de 2,9% e 2,3%, respetivamente. O INE lembra, no entanto, que em abril de 2021, o país estava em estado de emergência e com “diversas restrições à mobilidade”, devido à pandemia da COVID-19.

Por motivação, as “lazer, recreio ou férias” foram as mais realizadas e representaram 47,6% do total, com o INE a indicar que originaram  2,6 milhões de viagens, o que traduz um aumento de 49,9% face ao segundo trimestre de 2021, mas uma descida de 3,7% em comparação com o mesmo período de 2019.

Já as “visitas a familiares ou amigos” corresponderam a 2,1 milhões de viagens e representaram 38,0% do total, o que evidencia um aumento de 44,4% face ao segundo trimestre de 2021, mas uma descida de 1,0% em comparação com período homólogo de 2019.

Por outro lado, as viagens “profissionais ou de negócios”, que justificaram 495,8 mil deslocações, aumentaram 118,0%, ainda que continuem a apresentar uma descida de 4,9% face ao segundo trimestre de 2019. As viagens “profissionais ou de negócios” foram, no entanto, as únicas que assistiram a um aumento da representatividade, uma vez que motivaram 9,0% do total de viagens, o que traduz um aumento de 2,7 pontos percentuais face ao mesmo trimestre de 2021. Já no segundo trimestre de 2019, estas viagens representam 9,3% do total.

A principal ferramenta utilizada para marcar as viagens foi a internet, com o INE a indicar que 26,9% das deslocações foram marcadas online, o que traduz um aumento de 12,7 pontos percentuais, tendo este meio sido opção em 71,9% das viagens para o estrangeiro e em 19,5% das viagens em território nacional, o que traduz aumentos de 18,4 e 6,6 pontos percentuais, respetivamente.

Já os “hotéis e similares” concentraram 31,7% das dormidas resultantes das viagens turísticas, o que corresponde a 6,0 milhões de dormidas, num aumento de 181,1% face a igual período de 2021 e a uma descida de 1,5% face ao segundo trimestre de 2019.

O alojamento em “hotéis e similares” também assistiu a um aumento da representatividade, que cresceu 15,2 pontos percentuais face a igual período do ano passado e a um aumento de 0,2 pontos percentuais em comparação com o mesmo período de 2019.

Já o “alojamento particular gratuito” manteve-se, segundo o INE, como a principal
opção de alojamento, representando 62,1% do total e 11,7 milhões de dormidas, o que traduz uma subida de 18,0% face ao mesmo período de 2021 e a um aumento de 5,6% em comparação com igual trimestre de 2019, ainda que se tenha registado uma diminuição do seu peso no total, que desceu 14,8 pontos percentuais em comparação com o mesmo trimestre de 2021, ainda que se tenha verificado um subida de 57,5% face ao mesmo período de 2019.

No segundo trimestre do ano, foi ainda registada uma redução da duração média de cada viagem, que passou para 3,42 noites, quando em igual período do ano passado era de 3,57 noites e de 3,44 noites no mesmo trimestre de 2019.

“A duração média mais baixa foi registada no mês de maio (2, 81 noites) enquanto a mais elevada foi registada em junho (4,07 noites)”, acrescenta o INE, no comunicado divulgado.

A concluir, o INE indica também que, neste trimestre, se registou um aumento da proporção de turistas residentes, uma vez que, entre abril e junho, 24,4% dos residentes realizaram pelo menos uma deslocação turística, o que traduz um acréscimo de 8,2 pontos percentuais face ao mesmo período do ano anterior, mas abaixo da proporção observada no segundo trimestre de 2019, que foi de 28,7%.

Já a percentagem de residentes que viajou registou acréscimos em todos os meses face aos mesmos meses de 2021, subindo 7,7 pontos percentuais, 3,3 pontos percentuais e 3,5 pontos percentuais, entre abril e junho.

“Em comparação com os mesmos meses de 2019, as variações observadas foram de -5,2 p.p., -1,4 p.p. e -0,3 p.p., respetivamente”, conclui o INE.

 

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Distribuição

Lusanova relança Índia após dois anos de interregno

Para assinalar o relançamento da programação, a Lusanova disponibilizou já três pacotes premium para a Índia, cujos preços começam nos 1.799 euros.

Publituris

A Lusanova anunciou esta quarta-feira, 26 de outubro, o relançamento da oferta para o destino Índia após dois anos de interregno devido à pandemia da COVID-19 e, para assinalar o regresso da programação, o operador turístico disponibilizou já três programas Premium, cujos preços começam nos 1.799 euros.

Segundo um comunicado enviado à imprensa pelo operador turístico, os três pacotes para a Índia “já estão disponíveis para venda e reservas online”, através do site da Lusanova, e vão ser também “divulgados via webmail para todas as agências de viagens do país”.

O preço mais baixo diz respeito a um programa de sete noites, denominado Triangulo Dourado, estando também disponível uma versão de nove dias que, além do Triangulo Dourado, inclui ainda Varanasi e cujos preços começam nos 2.299 euros.

Além destes dois programas, a Lusanova lançou também o programa Esplendor do Rajastão, de 10 dias e que apresenta valores desde 2.850 euros por pessoa.

A Lusanova diz ainda que “estes circuitos serão em privado para um mínimo de dois participantes” e incluem alojamento em hotéis de cinco estrelas da cadeia Taj Hotels & Resorts.

Os novos programas da Lusanova para a Índia são válidos entre novembro de 2022 e março de 2023, com o operador a revelar que, em breve, conta ainda lançar “toda a programação regular” para a Índia.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Gondomar terá hotel e empreendimento de luxo no valor de 85 milhões de euros

O projeto da Horizonte Urbano Group “Porto Douro Marina & Villas” contempla a construção de um hotel de cinco estrelas, 90 villas e a ampliação da Marina de Angra do Douro.

Publituris

A Horizonte Urbano Group, empresa portuguesa de construção, reabilitação e promoção imobiliária, vai investir 85 milhões de euros na construção do empreendimento “Porto Douro Marina & Villas”. O investimento contempla ainda a compra da Nordzee Náutica, empresa que atualmente explora a Marina Angra do Douro.

Localizado no concelho de Gondomar, nas margens do Rio Douro, a área de obra inclui 213 mil metros quadrados a montante da barragem Crestuma-Lever. É neste local que se prevê a construção de um hotel de cinco estrelas com 120 quartos, salas de conferência, spa e piscinas, bem como a edificação de 90 villas, com áreas de construção entre os 250 e 500 metros quadrados, “caracterizadas por uma arquitetura contemporânea e acabamentos de luxo”, como se pode ler em comunicado.

Do plano fazem ainda parte a gestão e exploração da Marina de Angra do Douro, bem como o aumento da sua capacidade de ancoragem em 40% − de 300 para 500 embarcações −, pelo que a Horizonte Urbano acaba de formalizar a aquisição da Nordzee Náutica, empresa gestora da Marina.

A empresa prevê que as obras de urbanização estejam concluídas no primeiro semestre de 2023, apontando que a construção do hotel e das villas será desenvolvida num período de 36 meses.

A 15 minutos do Porto e com ligação direta às principais vias de comunicação de entrada e saída da cidade, a Horizonte Urbano Group considera que “o empreendimento se constitui como um grande atrativo para as famílias”.

“O projeto surge como uma excelente solução para quem quer viver fora dos grandes centros urbanos, mas dentro de um perímetro razoável, que permita aceder de forma rápida à oferta de produtos, serviços e cultura. Acreditamos que cada vez mais as pessoas procuram um tipo de vida tranquilo, em maior contacto com a natureza e rodeadas por uma bela paisagem. E a nossa oferta é, sem dúvida, uma resposta para esta nova postura de vida”, explica Nuno Esteves, CEO da Horizonte Urbano.

Para além da criação de emprego qualificado e outros benefícios para a comunidade em que se insere, esta construção trará inevitavelmente uma valorização ao local e à região e um natural aumento do turismo, dada a proximidade à cidade do Porto e à sua localização estratégica na rota da região do Douro.

Em comunicado, a empresa enumera ainda alguns exemplos de construção sustentável a que este plano obedece, como a integração do projeto com o meio ambiente; a preservação das características naturais do lugar e das espécies nativas; a utilização de materiais sustentáveis; a colocação de painéis fotovoltaicos e de vidros com proteção solar; as coberturas ajardinadas e a criação de amplas áreas verdes utilizáveis.

“Não há outra forma de estar hoje neste setor. A sustentabilidade, juntamente com a inovação, o profissionalismo e a dedicação, faz parte integrante do ADN da Horizonte Urbano e é um dos valores que mais preservamos”, refere Nuno Esteves.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Porto de Lisboa promove conferência sobre sustentabilidade para assinalar 135.º aniversário

Para assinalar o 135.º aniversário, o Porto de Lisboa promove esta sexta-feira, 28 de outubro, uma conferência sobre o tema “Na Rota da Sustentabilidade”, a decorrer, a partir das 09h45, na Gare Marítima de Alcântara.

Publituris

O Porto de Lisboa promove esta sexta-feira, 28 de outubro, uma conferência sobre sustentabilidade para assinalar o 135.º aniversário da infraestruturas, que vai ter lugar na Gare Marítima de Alcântara, a partir das 09h45.

A iniciativa, que está inserida nos “Encontros do Porto de Lisboa”, vai ser dedicada ao tema “Na Rota da Sustentabilidade” e conta com a participação de vários responsáveis da Administração do Porto de Lisboa (APL), assim como de especialistas em sustentabilidade e ambiente.

A conferência arranca, pelas 09h45, com a receção aos participantes, à qual se segue, às 10h00, uma intervenção de boas-vindas de Carlos Correia, presidente da APL.

O debate em torno da sustentabilidade começa às 10h15, com uma intervenção de Paula Sengo, chefe do Gabinete de Estudos e Planeamento (APL), que vai falar sobre a “Sustentabilidade no Porto de Lisboa”.

Pelas 10h45, o tema em debate é a “Redução da pegada de CO2 nos terminais”, que vai ser abordado por Bruno Vale, General Manager da YILPORT- Liscont, ao qual se segue, pelas 11h20, o tema “Caminho para emissões zero, o papel dos portos”, com Ivo Melin, Client Manager Ports da Quadrante.

Pelas 11h20, vai ainda estar em destaque o tema “Tendências no relato do desempenho em sustentabilidade”, que será apresentado por Anabela Vaz Ribeiro, Executive Diretor da Global Compact.

A conferência termina pelas 12h00, com um período dedicado a perguntas e respostas.

Recorde-se que o Porto de Lisboa está assinalar o seu aniversário, efeméride que se assinala na próxima segunda-feira, 31 de outubro, e que marca os 135 anos desde o início das obras de construção da infraestrutura. As celebrações decorrem até terça-feira, 1 de novembro.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Arquivo: WTM London 2017

Destinos

WTM London lança app para ajudar visitantes a planear visita

O World Travel Market London (WTM) vai voltar a decorrer no ExCeL London, na capital britânica, entre 7 e 9 de novembro.

Publituris

O World Travel Market London (WTM), a maior feira de turismo do Reino Unido e uma das principais a nível europeu, anunciou o lançamento, pela primeira vez, de uma app que se destina a ajudar visitantes, expositores e comunicação social a planearem a sua visita ao certame, que decorre na capital britânica entre 7 e 9 de novembro.

A app, que, segundo a organização da feira, já está disponível para download na App Store e na Google Play para dispositivos IOS e Android, permite o acesso ao programa completo do evento, que pode ser consultado através da utilização de filtros como data, palco ou tema e com opção de guardar o tópicos favoritos. As biografias dos 250 oradores que vão participar no certame, também podem ser consultadas através da app.

Os expositores também podem ser consultados através desta app, bastando aplicar filtros por categoria ou localização geográfica, numa inovação que, segundo a organização, permite “encontrar os expositores que melhor respondem às necessidades” dos visitantes.

“Todos os expositores, compradores e comunicação social podem aceder ao WTM ConnectMe Schedule pela aplicação, que permitindo a organização de um diário e garantam que seu tempo no local seja produtivo”, indica a organização do WTM London, em comunicado.

A app permite ainda conhecer melhor o ExCeL London, recinto que volta a receber a feira londrina, e consultar a planta do evento de forma interativa, numa ferramenta que vai estar disponível na app a partir de 7 de novembro.

A app vai ainda disponibilizar link para diversos canais de redes sociais, assim como a funcionalidade “WTM Digital Gift Gag”, onde os utilizadores podem aceder a brindes e ofertas das empresas expositoras.

“O World Travel Market está empenhado em melhorar a experiência de cada participante. Sabemos que o tempo é valioso, e a WTM App reúne todas as ferramentas que um visitante pode precisar para ter uma visita mais eficaz”, considera Juliette Losardo, diretora do WTM London.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

João Moreira Baptista, General Manager Summerwind Portugal

Transportes

João Moreira Baptista é o novo country manager da TAAG em Portugal

Com a nomeação da Summerwind Portugal para GSA da TAAG em território nacional, João Moreira Baptista, diretor-geral da empresa de representação, passou também a assumir o cargo de country manager da TAAG em Portugal.

Publituris

Com a nomeação da Summerwind Portugal para GSA da TAAG em território nacional, a companhia aérea angolana passou a também a ter um novo country manager em Portugal, cargo que passa a ser assumido por João Moreira Baptista, diretor-geral da empresa de representação de companhias aéreas em Portugal.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, 26 de outubro, e que é assinado pelo próprio João Moreira Baptista, o responsável garante que o novo cargo representa “uma oportunidade única e repleta de desafios”, até porque a TAAG e a sua Administração pretendem dar uma “energia renovada” ao modelo de negócio da companhia aérea.

“Da minha parte, poderão contar com uma determinação e ambição inabaláveis”, garante o novo country manager da TAAG em Portugal, que se mostra também comprometido em “consolidar a posição da TAAG num lugar cimeiro e de referência na aviação em Portugal”.

“Estou consciente da minha responsabilidade para com todos, a Administração, os colegas e os passageiros, a todos posso apenas expressar o meu orgulho por fazer parte da equipa e o meu compromisso no cumprimento dos objetivos que me proponho alcançar”, conclui João Moreira Baptista.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Nuno Constantino é o próximo convidado da “Be Our Guest” da ADHP

A quinta conversa online da ADHP terá como tema “Hoteleiro depois dos 40” e contará com moderação de Nuno Leandro, diretor hoteleiro e dirigente da associação.

Publituris

A quinta conversa “Be Our Guest”, promovida pela ADHP – Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal, decorre já na próxima segunda-feira, 31 de outubro, às 19h00, na plataforma online Zoom.

Sob o tema “Hoteleiro depois dos 40”, a sessão conta com a presença de Nuno Constantino, empreendedor hoteleiro e consultor na área do turismo há mais de 20 anos, atualmente encarregue do projeto WOTELS HUB. A moderação ficará a cargo de Nuno Leandro, dirigente da ADHP e diretor-geral do MS Aparthotel do grupo My Story Hotels.

As inscrições, gratuitas e limitadas, encontram-se abertas e devem ser efetuadas através de um formulário online.

“O Be Our Guest avança para a quinta conversa, desta vez com Nuno Constantino, que não teve medo de arriscar, que acreditou na sua autonomia e em novos projetos. Esperamos uma reflexão extremamente valiosa, depois de tanto tempo a liderar grandes equipas, sobre temas como o desafio da mudança, a reinvenção e a realização profissional. E uma partilha de conhecimentos entre todos os presentes, que é a base desta iniciativa da ADHP”, refere Patrícia Correia, dirigente da ADHP responsável pelo projeto “Be Our Guest”.

A conversa deste mês tem o patrocínio da e-GDS Global Distribution Solutions.

O projeto da ADHP – Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal promove conversas informais com diretores de hotéis e nomes de referência no turismo sobre as suas experiências profissionais, a hotelaria e o setor turístico. As conversas decorrem sempre nas últimas segundas-feiras de cada mês, às 19h00.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.