Assine já
Distribuição

Roadshow “Sol e Férias num Brasil Exótico” conta com 245 agentes no Porto

O evento promovido pela Exoticoonline e Solférias chega esta quarta-feira a Lisboa.

Raquel Relvas Neto
Distribuição

Roadshow “Sol e Férias num Brasil Exótico” conta com 245 agentes no Porto

O evento promovido pela Exoticoonline e Solférias chega esta quarta-feira a Lisboa.

Sobre o autor
Raquel Relvas Neto
Artigos relacionados
Exoticoonline e Solférias lançam charter para Fim-de-Ano em Marraquexe
Homepage
Solférias e Exoticoonline promovem Brasil em roadshow
Homepage
Espanha
5ª edição do roadshow ‘Sol e Férias num Brasil Exótico’ bate recorde de participantes
Homepage
Operadores retomam operação de Fim-de-Ano para Salvador e Natal
Distribuição

natal.jpgOs operadores turísticos Exoticoonline e Solférias, com o apoio da TAP e da Embratur, estão a promover o terceiro roadshow «Sol e Férias num Brasil Exótico», que começou esta segunda-feira no Porto.

Depois de terem recebido cerca de 245 agentes de viagens, o roadshow segue esta terça-feira, dia 27 para o Hotel Vila Galé Coimbra, onde o evento tem início às 19h00. Quarta-feira é a vez do Hotel Tryp Lisboa Aeroporto, na capital portuguesa, receber o roadshow também pelas 19h00.

A iniciativa termina dia 29 de Outubro, no Hotel Vila Galé Cerro Alagoa, em Albufeira.

Nestes eventos, que contam com a participação de diversas Secretarias de Turismo do Brasil e de um conjunto alargado de hoteleiros, os agentes de viagens terão a oportunidade de recolher material promocional e informações entre as 19h00 e as 20h00, a que se segue uma apresentação oficial por parte da Embratur e das secretarias de Turismo, finalizando com um jantar e sorteio de diversos prémios.

Sobre o autorRaquel Relvas Neto

Raquel Relvas Neto

Mais artigos
Artigos relacionados
Destinos

Madeira e Nova Iorque ligadas o ano inteiro a partir de 3 de novembro

A partir de 3 de novembro, a Azores Airlines ligará a Região Autónoma da Madeira e a cidade de Nova Iorque com um voo semanal durante o próximo ano.

Anunciada a ligação aérea entre a Madeira e Nova Iorque (EUA), a Associação de Promoção da Madeira (APM) e o Grupo SATA congratulam-se pelo lançamento desta operação, com o início no dia 3 de novembro de 2022, e que será para “o ano inteiro”, conforme revelado em comunicado de imprensa.

A operação será realizada pela Azores Airlines, conta com o apoio da Região Autónoma da Madeira, através da Associação de Promoção da Madeira, e que, neste âmbito, desenvolverão campanhas ‘cobranding’ e ainda ações promocionais conjuntas nos Estados Unidos da América, dando, assim, “continuidade e a reforçar todo o trabalho e esforços aplicados no mercado norte-americano”.

Para o presidente da Associação de Promoção da Madeira e secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, “este é um momento de grande satisfação para a Região Autónoma com a inovadora operação Madeira-Nova Iorque durante o ano inteiro”.

Depois da realização, pela primeira vez, dos voos diretos entre a Madeira e o Aeroporto JFK, a partir de novembro de 2021, Eduardo Jesus destaca a criação de condições para “ampliar as ligações continuamente de uma estação para a outra”, salientando que “é importante para quem quer viajar e para o mercado, pela confiança que transmite”.

Já Graça Silva, diretora de Marketing e Vendas do Grupo SATA, destaca a possibilidade de se dar “continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos com a Região Autónoma da Madeira, com a oferta de ligações aéreas ao longo de todo o ano”, o que permite, segundo a mesma “consolidar a nossa posição junto de um mercado que tem um enorme potencial e colaborar no desenvolvimento de um destino extraordinário”.

A Azores Airlines vai operar uma vez por semana, durante o período de inverno IATA. A saída de Nova Iorque será à quinta-feira, pelas 21h20 (locais) e chegada à Madeira às 08h35 (locais) do dia seguinte. Por seu turno, a ligação Madeira-Nova Iorque, será efetuada à sexta-feira, com partidas às 17h05 e chegada a Nova Iorque às 19h55.

A partir do verão IATA 2023 (que se inicia a 26 de março), a saída de Nova Iorque passa para a segunda-feira, pelas 20h55 (locais) com chegada ao Funchal no dia seguinte, mais precisamente às 09h00 (locais). A ligação Madeira–Nova Iorque realiza-se à terça-feira, com partidas às 16h00 e chegada a Nova Iorque às 18h50.

Recorde-se que a primeira ligação direta Madeira-Nova Iorque, no último Inverno IATA, decorreu a 29 de novembro 2021 e prolongou-se até o dia 24 de maio de 2022. Durante este período foram realizadas 19 frequências e transportados 4.041 passageiros no total.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

A CROISIEUROPA inclui voos em algumas das suas partidas

A empresa selecionou algumas datas de setembro a dezembro no Loire, no Mediterrâneo e nas Ilhas Canárias.

A CroisiEurope, a maior empresa de cruzeiros fluviais da Europa, lançou novas ofertas, que incluem voos, de qualquer parte da Espanha, para determinadas datas de setembro a dezembro no Loire, no Mediterrâneo e nas Ilhas Canárias.

Os cruzeiros incluídos na oferta são os seguintes:
• Cruzeiro pelos Castelos do Loire durante 6 dias, 5 noites, partindo de Nantes e parando em Saint Nazaire, Ancenis e nos Castelos do Loire. As datas de partida selecionadas são: 29 de setembro e 9, 14, 19 e 24 de outubro.

• Cruzeiro marítimo pelo arquipélago das Canárias durante 8 dias, 7 noites com partida de Lanzarote ou Tenerife e paragens em Fuerteventura, Gran Canaria, La Palma e La Gomera. As datas de partida selecionadas são: 5, 12, 19 e 26 de novembro e 3, 10, 20 e 27 de dezembro.

• Cruzeiro marítimo de Barcelona a Málaga por 8 dias, 7 noites com partida em 22 de outubro de Barcelona e paradas em Roses, Palamós, Tarragona e Cartagena.

Os cruzeiros da empresa oferecem uma excelente gastronomia em regime de tudo incluído, com bebidas às refeições, e no bar, e acesso Wi-Fi gratuito. A CroisiEurope oferece pacotes de excursões nestes cruzeiros, ativos ou clássicos, que podem ser reservados com antecedência.

SOBRE A CROISIEUROPE: A CroisiEurope é a primeira empresa de cruzeiros fluviais da Europa na sua categoria e possui uma frota muito actualizada e moderna de 56 navios, 48 ​​navios próprios (33 fluviais, 6 peniche, 2 marítimo-costeiros, 5 no Mekong e 2 na África Austral) e 8 em operação. Todos eles são projetados, construídos e comercializados pela própria empresa. A sua sede está localizada em Estrasburgo e desde 2005 já tem uma forte presença em Espanha, onde se vai consolidando pouco a pouco. Há mais de 40 anos trabalhamos com a mesma ideia: Descobrir o mundo através de seus rios. Uma ideia na qual a CroisiEurope aplica toda a sua experiência para oferecer aos seus clientes férias inesquecíveis. Uma extensa variedade de destinos, uma frota de navios inovadora e elegante, uma gastronomia e seleção de vinhos cuidadosa e a atenção requintada ao detalhe por parte da tripulação significam que oferecer um cruzeiro CroisiEurope significa ter a certeza de satisfazer os clientes mais exigentes. No ano passado, mais de 220.000 pessoas viajaram com a CroisiEurope.

Sobre o autorBrand SHARE

Brand SHARE

Mais artigos
Turismo

EHTP e Porto Business School lançam “Open Executive Programme” em Sustentabilidade no Turismo

O “Open Executive Programme” em Sustentabilidade no Turismo visa capacitar as empresas e os profissionais deste setor nas mais modernas práticas de gestão sustentável.

Perante a vital importância que a sustentabilidade assume a nível global, a Escola de Hotelaria Turismo do Porto (EHTP), em parceria com a Porto Business School (PBS), conceberam o “Open Executive Programme” em Sustentabilidade no Turismo, que começa no próximo mês de outubro e que visa capacitar as empresas e os profissionais deste setor nas mais modernas práticas de gestão sustentável.

Enquanto agentes de mudança, ambas as instituições assumiram a missão de conceber um programa de formação executiva, que possibilitasse a aceleração da incorporação por parte das organizações, especificamente do setor do turismo, da aceitação da sustentabilidade enquanto opção estratégica fundamental, bem como das mais recentes boas práticas empresariais.

Para tal, o programa pretende dotar os participantes com conhecimento sobre os mais inovadores e recentes casos de sucesso do setor e promover a partilha de experiências e visões de forma a criar condições para um continuado processo de mentalização para uma inovação assente na sustentabilidade, que deverá resultar no desenho de soluções a aplicar às realidades específicas.

Através da capacitação dos participantes neste “Open Executive Programme”, a Escola de Hotelaria Turismo do Porto e a Porto Business School “esperam contribuir de forma efetiva para a melhoria da qualidade dos resultados obtidos pelas organizações, nomeadamente através da revisão ou da atualização dos diferentes modelos de negócio e da otimização dos processos de gestão de forma transversal a cada organização, as quais só serão possíveis graças à implementação do conceito ESG [Environmental (Ambiente), Social (Social) e Governance (Governança Corporativa)] nos respetivos modus operandi”, refere o comunicado que anuncia esta iniciativa.

De acordo com Paulo Morais Vaz, diretor da Escola de Hotelaria e Turismo do Porto, diretor do programa e docente da Porto Business School, o programa “foi pensado para capacitar os empresários e os gestores para a gestão do século XXI, que passa inevitavelmente pelo alinhamento com os mais exigentes referenciais internacionais”.

A importância do programa Sustentabilidade em Turismo é consolidada através da equipa de docentes composta por profissionais com créditos firmados no setor, entre os quais, Francisco Moser (Head of Hospitality na Norfin), Jorge Costa (presidente IPDT), Leonor Picão (Direção de Valorização da Oferta do Turismo de Portugal, IP) e Manuel Duarte (administrador de Operações da Hoti Hoteis).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Pagamentos B2B em câmbio por empresas de viagens aumentam 483% no 1.º semestre

Os pagamentos de viagens B2B em moeda estrangeira constitui um “novo problema” para o setor.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Nium, os pagamentos B2B em câmbio realizados por empresas do setor das viagens aumentaram 483% no primeiro semestre de 2022, em comparação com o mesmo período de 2021.

Embora este número atue como um indicador positivo no que diz respeito à recuperação das viagens internacionais – com as viagens ao exterior a resultarem na necessidade de pagamentos de viagens B2B em moeda estrangeira entre intermediários de viagens e companhias aéreas e hotéis –, segundo a especialista em pagamentos de viagens B2B este aumento, em quase cinco vezes nos pagamentos, traz à grande maioria das empresas de viagens uma “nova dor de cabeça”.

Segundo refere Spencer Hanlon, chefe de viagens da Nium, em nota de imprensa, “mais de dois anos se passaram desde que muitas empresas de viagens viram pela última vez um período de pico de reservas em viagens internacionais”, admitindo que, “naturalmente, muitas distraíram-se com outras coisas mais importantes desde então: sobreviver”.

Por isso, salienta ser “compreensível” que muitos, provavelmente, “esqueceram a dor de cabeça que os pagamentos de câmbio B2B podem trazer: altos custos, atrasos, tempo consumido e riscos”. Assim, frisa que este é um “bom problema a ter de volta na agenda”, mas que está a “custar caro à grande maioria das empresas de viagens”. Na verdade, Hanlon salienta que algumas empresas, possivelmente, “não consideraram totalmente esse custo nos seus preços ao preverem e preparam-se para a recuperação”.

O responsável da Nium aponta, contudo, “muitas soluções de tecnologia moderna que podem resolver esse problema para reduzir massivamente a taxa de transação, obter acesso a taxas mais justas, acelerar o pagamento e satisfazer e agilizar todas as necessidades de backoffice que uma empresa possa enfrentar”.

Num momento de grande incerteza, inflação em alta, taxas de juros a subir, além de algumas dúvidas ainda referente à situação pandémicas, “Hanlon conclui que “resolver problemas de câmbio pode fazer uma diferença significativa para a saúde do negócio.”

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

AHETA: Algarve superou em agosto o melhor ano turístico de sempre

Segundo a AHETA, os estabelecimentos de alojamento turístico do Algarve registaram uma taxa de ocupação por quarto de 93,1% em agosto, 0,2 pontos percentuais acima de igual mês de 2019 e ultrapassando o resultado do mesmo mês do “melhor ano turístico de sempre”.

Em agosto, os hotéis e estabelecimentos de alojamento turístico do Algarve registaram uma taxa de ocupação por quarto de 93,1%, valor que fica 0,2 pontos percentuais acima de igual mês de 2019, ultrapassando o resultado de igual mês daquele que tinha sido “o melhor ano turístico de sempre”, segundo a AHETA – Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve.

Na nota informativa divulgada esta terça-feira, 6 de setembro, a AHETA revela que a taxa de ocupação por quarto de agosto também ficou 12 pontos percentuais acima de agosto do ano passado, quando a pandemia da COVID-19 ainda se fazia sentir.

Por mercados, o destaque foi para o nacional e para o irlandês que, segundo a AHETA, foram os que “mais contribuíram para a subida verificada”, apresentando crescimentos de 5,5 e 1,1 pontos percentuais, respetivamente.

Já o mercado espanhol e o mercado alemão apresentaram uma tendência oposta, tendo sido aqueles que apresentaram as “maiores descidas” no Algarve, em agosto, caindo 1,4 e 1,0 pontos percentuais, respetivamente.

Por zonas geográficas, as maiores subidas ocorreram nas zonas Lagos/Sagres (+3,2pp), Tavira (+1,8pp) e Carvoeiro/Armação de Pêra (+1,0pp), enquanto Albufeira, a principal zona turística do Algarve, registou uma subida de 0,4pp relativamente a 2019.

Em agosto, os estabelecimentos de alojamento turístico do Algarve registaram ainda um crescimento no volume de vendas, que aumentou 12,1 por cento face ao mesmo mês de 2019.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

American Express migra para plataforma Travelport+

Como parte do acordo plurianual renovado, a American Express Global Business Travel migrará para a plataforma Travelport+.

A American Express Global Business Travel (Amex GBT) renovou a parceria estratégica com a Travelport com um acordo plurianual que inclui a migração e utilização da plataforma de vendas Travelport+.

Em comunicado, a empresa global de tecnologia fornecedora de sistema de reservas para fornecedores de viagens em todo o mundo, refere que as atualizações no Travelport+ “são direcionadas para melhorar o acesso ao conteúdo, fornecendo mais recursos de vendas, aumentando a produtividade dos consultores de viagens”.

Jason Toothman, diretor Comercial – Agência da Travelport, refere que o aprofundamento da colaboração com a utilização do Travelport+ “beneficiará tanto a Amex GBT como os seus clientes empresariais”, salientando que “a introdução dos recursos de serviço Travelport+ e melhorias nas vendas garantirão o foco contínuo na entrega de valor ao cliente, viajante e fornecedor para o mercado da Amex GBT.”

Já do lado contrário, John Bukowski, vice-presidente de conteúdo e fornecimento estratégico da Amex GBT, destaca que o acordo com a Travelport continua focado na “inovação e na garantia de que os nossos clientes tenham acesso ao mais amplo conjunto de conteúdos, continuando a oferecer o melhor serviço da categoria”.

De resto, John Bukowski, admite que “a atualização planeada para o Travelport+ e a visão compartilhada para avançar na venda de viagens com tecnologia moderna e simplificação de processos, ajudarão o mercado Amex GBT a cumprir a promessa e alimentar a missão de impulsionar o progresso através das viagens.”

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Eurostars Hotel Company
Alojamento

Portugal concentra mais de 10% da oferta da Eurostars Hotel Company

O grupo prepara-se para abrir uma nova unidade, o Eurostars Lisboa Baixa, cujas obras ainda estão em curso.

Após a abertura das unidades Exe Praia Golfe 4*, em Espinho, do Eurostars Santa Luzia 4*, em Guimarães, Portugal passa a concentrar mais de 10% da oferta de alojamento da Eurostars Hotel Company, a cadeia de hotéis do Grupo Hotusa.

O grupo prepara-se agora para abrir uma outra unidade em Lisboa, na Rua da Prata, cujas obras estão a ser finalizadas. O futuro Eurostars Lisboa Baixa, de quatro estrelas, tem abertura prevista “nos próximos meses” e será composto por 57 quartos.

A cadeia hoteleira do Grupo Hotusa gere 23 estabelecimentos em Portugal, o segundo mercado com maior implantação do grupo, o que se traduz em 2.471 quartos. Desta forma, fica apenas atrás de Espanha, que totaliza 162 hotéis e 15.565 quartos.

As mais recentes apostas do grupo em Portugal

Em julho deste ano, a cadeia acrescentou ao portfolio português dois novos hotéis: o Exe Praia Golfe 4* e o Eurostars Santa Luzia 4*.

O primeiro está localizado na primeira linha da Praia da Baía, em Espinho, com um total de 136 quartos. Os serviços disponíveis nesta unidade incluem um spa completo com zona de massagens, piscina interior, sauna e banho turco, bem como um restaurante/bar, ginásio e salas de reuniões para até 350 pessoas.

Já o Eurostars Santa Luzia 4*, em Guimarães, ocupa o lugar do antigo Santa Luzia Art Hotel e é composto por 99 quartos. Dispõe de cafetaria, restaurante, ginásio e uma área de bem-estar, com spa, sauna, banho turco, piscina e área de massagens e tratamentos. Conta ainda com uma piscina exterior no “rooftop”, bem como quatro salas de reuniões.

No final de 2021, a cadeia abriu no Parque das Nações dois hotéis: o Eurostars Universal 5* e o Ikonik Lisboa 3*, localizados em edifícios separados, mas interligados por mais de 800 metros quadrados de salas de reuniões, com capacidade até 1.000 pessoas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

MSC Seascape conclui com sucesso testes de mar

Novo navio da MSC Cruzeiros vai ser inaugurado a 7 de dezembro, numa cerimónia a decorrer no Terminal de Cruzeiros de Manhattan, em Nova Iorque, EUA, e, depois da inauguração, vai navegar de Miami para as Caraíbas durante todo o ano.

O MSC Seascape, novo navio da MSC Cruzeiros e o segundo navio da classe Seaside EVO, completou, entre 17 e 20 de agosto, os primeiros testes intensivos de sistemas no mar, etapa que foi concluída com sucesso, prevendo-se que o navio seja entregue à companhia de cruzeiros no final de novembro e comece a navegar em dezembro.

De acordo com a MSC Cruzeiros, o MSC Seascape “será o quarto navio da classe Seaside e o segundo navio Seaside EVO construído pela Fincantieri em Itália, um dos maiores grupos de construção naval do mundo” e “presta homenagem à beleza do oceano com uma série de características de design inovadoras para permitir que os passageiros desfrutem de novos horizontes no mar”.  

Com uma tonelagem bruta de 169.400, o MSC Seascape vai ser inaugurado a 7 de dezembro de 2022, numa cerimónia a decorrer no Terminal de Cruzeiros de Manhattan, em Nova Iorque, EUA, e, depois da inauguração, vai passar a navegar de Miami para as Caraíbas durante todo o ano.

Este será o segundo navio da MSC Cruzeiros a ser inaugurado em 2022, após a chegada do MSC Europa, que vai ser o primeiro navio da companhia de cruzeiros movido a Gás Natural Liquefeito (GNL) e cujo lançamento deverá acontecer nos primeiros dias de dezembro.

A MSC Cruzeiros revela que o MSC Seascape vai disponibilizar dois itinerários diferentes de sete noites, com escala na Ocean Cay MSC Marine Reserve e em Nassau nas Bahamas, San Juan em Porto Rico e Puerto Plata na República Dominicana, ou escala na Ocean Cay MSC Marine Reserve, Cozumel no México, George Town nas Ilhas Caimão e Ocho Rios na Jamaica.

O novo navio da MSC Cruzeiros representa uma evolução face ao protótipo original Seaside e conta com diversas áreas de entretenimento e animação, com destaque para o espaço de 7.657 pés quadrados dedicado às crianças, para as seis piscinas do navio, para a extensa promenade à beira-mar, que conta com cerca de 540 metros de comprimento e para a Ponte dos Suspiros em vidro, localizada no deck 16 e que disponibiliza uma vista deslumbrante sobre o oceano.

O MSC Seascape conta também com 2,270 camarotes de 12 tipos diferentes e suítes com varanda, incluindo suítes na popa; 11 salas de jantar, 19 bares e lounges com muitas opções para refeições e bebidas ao ar livre; e um dos maiores e mais luxuosos MSC Yacht Club da frota da MSC Cruzeiros, com cerca de 3,000 m2 de espaço e vistas para o oceano.

Além do entretenimento, o MSC Seascape destaca-se também por ser um navio amigo do ambiente, uma vez que possui sistemas de redução catalítica seletiva nos motores para reduzir as emissões de óxido de nitrogénio em até 90%, além dos melhores sistemas de tratamento de águas residuais, sistemas avançados de gestão de resíduos e tratamento de águas de lastro, sistemas para a prevenção de descargas de óleo dos espaços de maquinaria e várias melhorias eficazes em termos de eficiência energética, como sistemas de recuperação de calor ou iluminação LED capaz de poupar energia.

Todas as informações sobre o novo navio da MSC Cruzeiros estão disponíveis aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hospitality Education Awards
Emprego e Formação

Hospitality Education Awards abrem votações para a Melhor Carreira Jovem

Paralelamente, os prémios dão a conhecer os finalistas das restantes categorias a concurso.

Os Hospitality Education Awards (HEA), também conhecidos como os Prémios da Formação Turística em Portugal, abrem as votações online para o vencedor da categoria Melhor Carreira Jovem. Paralelamente, os prémios dão a conhecer os cinco finalistas das restantes seis categorias a concurso.

A iniciativa “tem como principal objetivo valorizar os setores da Formação, do Turismo e da Hospitalidade e dar reconhecimento, através da premiação dos seus intervenientes”, como indicado em comunicado de imprensa.

A primeira fase dos HEA 2023 começou em maio deste ano, com a fase de candidaturas e re-candidaturas através do website por parte de formadores, projetos e entidades com relevância para o setor. Foi ainda nesta altura que decorreu a fase de nomeações, “em que o público pôde valorizar, mais uma vez, formadores ou ex-formadores, projetos e entidades que considerassem ter um impacto positivo para a formação e/ou turismo”.

Ao todo, os HEA são constituídos por oito categorias, nomeadamente: Melhor Projeto Educacional; Melhor Projeto de Inovação; Melhor Carreira de Docente no Ensino Superior; Melhor Carreira de Docente no Ensino Profissional; Melhor Stakeholder; Prémio Fórum Turismo; Melhor Carreira Jovem e Melhor Professor/Formador no Digital.

Nesta fase, o júri fez a seleção de cinco finalistas para cada categoria a concurso, tendo-se apurado os seguintes profissionais:

Melhor Projeto Educacional: Cocktail Team Bartender School, “Comunidades Sustentáveis – o caso de Alferce”, Feed the Future, Westmont Institute of Tourism & Hospitality e Workshop Internacional de Turismo Religioso;

Melhor Projeto de Inovação: IT-AMGABAlgarve – Inovação Tecnológica na Arte de Maridar e Gestão de Alimentação e bebidas do Algarve, Mezze-Escola, Reanimar a Literatura – Jantar no Ramalhete, Stellae – Centro de Interpretação dos Astros na Serra da Estrela e Viana do Castelo “Destino de Qualidade”;

Melhor Carreira de Docente no Ensino Superior: Cláudia Seabra, Eduardo Sarmento, Nuno Abranja, Paulo Almeida e Sérgio Teixeira;

Melhor Carreira de Docente no Ensino Profissional: Daniela Silvestre, Jorge Santos, Ricardo Dias, Sérgio Teixeira e Tânia Pereira;

Melhor Stakeholder: Host Hotel Systems, InterContinental Porto – Palácio das Cardosas, Plateform e PortoBay Hotels & Resorts;

Melhor Professor/Formador no Digital: Francisco Copeto, Guilherme Cortes, João Freitas, Marco Gouveia, Sandra Vasconcelos;

Melhor Carreira Jovem: Afonso Magalhães, Albano Pereira, Hélder Lopes, João Freitas e Paulo Araújo. Categoria com votações online do público.

Prémio Fórum Turismo: Prémio atribuído no dia da cerimónia a um profissional do ensino (não no ativo) que se tenha destacado pelo seu percurso profissional.

A categoria de “Melhor Carreira Jovem” é a única em que o público contribui para a indicação do vencedor, cujo prémio reconhece um jovem profissional com uma carreira até aos 35 anos de idade, analisando a totalidade do percurso profissional nas áreas de turismo e hotelaria. As votações para esta categoria já estão oficialmente abertas online até 10 de setembro, através do website dos HEA.

Os HEA são uma iniciativa da Associação Fórum Turismo em conjunto com o Turismo de Portugal, I.P, a Associação Nacional de Escolas Profissionais (ANESPO), o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior com Cursos na área do Turismo (RIPTUR) e em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Turkish Airlines torna-se parceira da UEFA Champions League

Com esta parceria, a Turkish Airlines torna-se na “primeira companhia aérea a patrocinar a UEFA Champions League, juntando-se assim aos restantes patrocinadores oficiais da competição”, cuja próxima final vai ser disputada em Istambul, na Turquia.

A Turkish Airlines estabeleceu uma parceria com a UEFA e tornou-se num dos parceiros oficiais da UEFA Champions League, competição de futebol cuja próxima final será disputada em Istambul, na Turquia, onde se localiza o hub da companhia aérea de bandeira turca.

“Foi assinado um Acordo com a UEFA Champions League, uma das competições mais vistas em todo o Mundo e que fará a Turkish Airlines voar mais alto como marca global”, indica a Turkish Airlines numa nota informativa enviada à imprensa esta terça-feira, 6 de setembro.

Com esta parceria, a Turkish Airlines torna-se na “primeira companhia aérea a patrocinar a UEFA Champions League, juntando-se assim aos restantes patrocinadores oficiais da competição”.

Na informação divulgada, a companhia aérea turca sublinha também que a próxima final da competição, que vai ser disputada em Istambul, “coincide com o 90.º aniversário da Turkish Airlines e o 100.º da República da Turquia”.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.