Assine já
Destinos

Ethiad Airways e Turismo da Tailândia fecham acordo

O protocolo tem como objectivo fomentar o turismo para o destino asiático.

Publituris
Destinos

Ethiad Airways e Turismo da Tailândia fecham acordo

O protocolo tem como objectivo fomentar o turismo para o destino asiático.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Turismo da Tailândia lança plataforma de reservas de hotel
Homepage
Turistas estrangeiros vacinados podem entrar em Phuket a partir de julho
Destinos
Tailândia cria plataforma própria para turistas vacinados
Destinos
Mais sete países somados à lista para levantamento de restrições pelo Conselho Europeu
Destinos

tailandia.jpgA companhia Ethiad Airways e a Autoridade de Turismo da Tailândia (TAT) fecharam esta semana um acordo histórico de 1,25 milhões de dólares (cerca de 1,14 milhões de euros) para aumentar o turismo na Tailândia.

Sob as condições do novo acordo, a companhia aérea com base em Abu Dhabi e a TAT vão promover conjuntamente viagens à Tailândia a partir de mercados chaves como os Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Irlanda, Bélgica, França, Alemanha, Itália, Espanha, Suíça, África do Sul, Irão e Kuwait.

Segundo a imprensa internacional, o Turismo da Tailândia fixou um objectivo de alcançar 28 milhões de visitantes internacionais que geram aproximadamente 41000 milhões de dólares (37 mil milhões de euros)

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

Pilotos da TAP desconvocam greve agendada para a Páscoa

A greve, que estava agendada para o fim-de-semana da Páscoa, entre 7 e 10 de abril, foi desconvocada depois do Ministério das Finanças ter dado o aval ao protocolo assinado a 17 de março, naquela que era uma exigência do sindicato para desconvocar a paralisação.

Publituris

Os pilotos da TAP desconvocaram esta quarta-feira, 29 de março, a greve que estava agendada para decorrer entre 7 e 10 de abril, período que corresponde ao fim-de-semana da Páscoa.

De acordo com o Diário de Notícias, a greve foi desconvocada depois do Ministério das Finanças ter dado o aval ao protocolo assinado a 17 de março, naquela que era uma exigência do sindicato para desconvocar a paralisação.

Recorde-se que a greve dos pilotos da TAP tinha sido anunciada a 23 de março, depois do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) ter aprovado a paralisação para pressionar o Governo a ratificar o acordo assinado com a TAP, que repõe condições laborais retiradas em 2021.

Nessa altura, denunciava o sindicato, a tutela não estava a assegurar o acordo alcançado com a nova gestão da TAP, pelo que os pilotos estavam decididos a manter a greve até o governo ratificar a proposta.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Marca de luxo: ME by Meliá chega a Lisboa em 2024

A Meliá Hotels International anunciou, esta quinta-feira, que vai trazer para Lisboa a sua marca de luxo. O ME by Meliá, que abrirá portas em 2024, faz parte “de uma coleção de hotéis de design para descobrir a cultura contemporânea através da sua personalidade arrojada e carismática”. Esta unidade será acompanhada pelo primeiro hotel INNSiDE by Meliá, com inauguração também prevista para 2024.

Publituris

O novo ME Lisbon ficará localizado na esquina das avenidas António Augusto de Aguiar e Fontes Pereira de Melo, junto ao Parque Eduardo VII e à Praça Marquês de Pombal.

Mais do que um hotel, o ME Lisboa, segundo nota de imprensa da cadeia internacional, “será um destino à parte, com o estilo eclético e excecional da marca ME by Meliá a oferecer aos viajantes o melhor da arquitetura, design de interiores, gastronomia e arte local, graças ao trabalho com uma comunidade criativa de artistas e influenciadores locais combinados com a mais recente tecnologia para preencher todos os cantos dos hotéis da marca com inspiração e energia”.

Seguindo o sucesso da marca em grandes cidades como Londres, Milão, Barcelona ou Dubai, o ME Lisbon oferecerá 213 quartos, contará com um restaurante à la carte e uma oferta de cozinha internacional disponível ao longo do dia, a par de uma das chancelas mais conhecidas da marca: o Radio Rooftop Bar. O hotel vai ainda disponibilizar um ginásio, um Spa e health club totalmente equipados, com piscina interior, sauna, banho turco e cabines de massagens. Serão também mais de 600 m2 de espaço para reuniões e eventos em 11 salas de eventos flexíveis e adaptáveis.

A arte e o design combinam-se na perfeição em todos os hotéis ME by Meliá, razão pela qual, segundo a Meliá Hotels International, foi dada tanta atenção especial ao projeto arquitetónico do novo ME Lisbon. Já em construção, o futuro hotel foi projetado pelo arquiteto português João Paciência e contará com uma marcante fachada de vidro semitransparente.

O projeto do hotel também empregará a tecnologia mais eficiente e sustentável para minimizar sua pegada ambiental, assegura a cadeia. O calor gerado pelos sistemas de refrigeração do hotel, por exemplo, será utilizado como fonte de energia para as caldeiras de água quente.

O design de interiores, da responsabilidade do estúdio Broadway Malyan, é inspirado na ideia de uma Lisboa “inesperada”, com um estilo fresco e disruptivo que também é influenciado por algumas das principais atrações da própria cidade, como os arcos ou cores das árvores da Avenida da Liberdade, ajudando a criar uma maior ligação entre o hotel e o seu ambiente e comunidade local.

Além do ME Lisbon, a marca ME by Meliá abrirá pelo menos mais três unidades em 2023 e 2024 em Málaga (Espanha), Malta e Guadalajara (México).

Na capital portuguesa a Meliá já conta com dois hotéis, sendo que o ME Lisbon será ainda acompanhado pelo primeiro hotel INNSiDE by Meliá, com inauguração também prevista para 2024.

O comunicado o grupo hoteleiro considera Portugal como um dos mercados que mais cresce para a empresa, com os sete hotéis atualmente em desenvolvimento somando-se aos nove que já estão abertos.​

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Reclamações sobre turismo aumentam 46% no trimestre face a 2019, revela o Portal da Queixa

No primeiro trimestre deste ano as reclamações dos consumidores dirigidas ao setor do turismo aumentaram 46% face ao mesmo período de 2019, revela o Portal da Queixa. Companhias aéreas e sites de reserva de viagens lideram as queixas motivadas por problemas com reembolsos e cancelamentos, atrasos nos voos e mau atendimento.

As companhias aéreas e os sites de reserva de viagens geraram 67% do total das queixas dos consumidores dirigidas ao setor do turismo no primeiro trimestre deste ano, que quando comparado com o mesmo período de 2019, registou um aumento de 47%.

Entre os principais motivos de reclamação, segundo o Portal da Queixa, estão problemas com o reembolso e cancelamentos, atrasos nos voos e mau atendimento. eDreams, TAP e Ryanair são as marcas mais reclamadas.

Segundo os dados aferidos, no primeiro trimestre de 2023, os consumidores portugueses registaram 1.003 reclamações no Portal da Queixa, e em 2019, o número foi apenas 672.

Entre as subcategorias do setor com o maior volume de reclamações recebido, estão as companhias aéreas (37%); os sites de reserva de viagens (30%); os sites de reserva de alojamento (9%), as agências de viagens (6%); e os aeroportos (3%).

Os principais motivos de reclamação apresentados pelos consumidores relacionam-se com reembolsos/cancelamentos, a gerar 39% das queixas recebidas. Os atrasos nos voos acolhem 22% das reclamações e o mau atendimento absorve 20%. Os problemas com a bagagem ocupam uma fatia de 15%.

No Top 5 das entidades do setor com o maior número de reclamações no período em análise está no topo da tabela a eDreams com 230 reclamações; segue-se a TAP com 173 queixas; a Ryanair com 68; a Easyjet a somar 49 e o Booking com 45.

A análise permitiu ainda concluir que as cinco entidades registam um baixo nível de performance no Portal da Queixa, no que se refere à resolução dos problemas reportados pelos consumidores.

No que diz respeito ao melhor índice de satisfação os dados analisados apontam a STP Airways, a Destinia, a Traventia e a Dellasol, nas respetivas categorias.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

Icárion lança iniciativa “Viaje com o paladar” para agentes de viagens

A primeira viagem através dos sabores, uma iniciativa que o operador turístico Icárion acaba de lançar para os agentes de viagens irá realizar-se no dia 15 de abril em parceria com o Turismo da Tailândia e a Emirates.

Publituris

Com vista a dar aos agentes de viagens a possibilidades de conhecerem, através da gastronomia, um pouco dos destinos que fazem parte da sua programação, o operador turístico Icárion acaba de lançar um conjunto de iniciativas que deu o nome “Viaje com o paladar”.

Com o mote conhecer, sentir e saborear, nesta série de atividades programadas pelo operador turístico o agente de viagens vai poder ajudar na confeção de pratos típicos de cada destino e saboreá-lo mais tarde à mesa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Festival Internacional de Chocolate de Óbidos acolheu mais de 120 mil visitantes

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos, que decorreu sextas, sábados e domingos, de 10 a 26 de março, e teve como tema principal a Banda Desenhada, recebeu mais de 120 mil visitantes.

Publituris

“O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos é, sem dúvida, um marco nos eventos a nível nacional, sendo, nesta época do ano, um dos acontecimentos que mais público atrai para a região, capitalizando economicamente o concelho e o Oeste.” É desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Óbidos fala deste evento que, este ano, foi visitado por mais de 120 mil pessoas.

Filipe Daniel, citado na nota publicada na página oficial da autarquia, está “muito satisfeito” principalmente “pelo crescimento em conteúdos e da oferta que o Festival proporcionou em 2023”.

O autarca, em hora de balanço, enalteceu o facto de o evento ter “mais esculturas, mais chefs, mais receitas, mais produtos em chocolate e mais formação”. “Fizemos ainda mais e melhor e isso só nos pode deixar satisfeitos e confiantes para o futuro”, garante Filipe Daniel, explicando que, “mais importante do que ter muitas pessoas a visitarem Óbidos, é ter pessoas que saem daqui felizes, com um sorriso na cara e com vontade de voltar”. “Trabalhamos os nossos eventos precisamente para que as pessoas tenham boas experiências, independentemente de onde vêm e do que procuram”, diz, explicando que é, por isso, que “Óbidos tem eventos para todos os gostos e para muitos públicos”.

Citado numa nota, o administrador da empresa municipal Óbidos Criativa (organizadora do festival), Ricardo Duque, destacou “o crescimento dos conteúdos ligados à gastronomia e à pastelaria, nomeadamente com o aparecimento de vários programas temáticos nos media, e a importância que os chefs têm como influenciadores, fazem com que o festival acompanhe estas tendências”, explicou Ricardo Duque, acrescentando que a organização está “já a pensar em como trabalhar para continuar a surpreender”, quer os visitantes quer os profissionais que participam no festival.

O evento, orçado em 250 mil euros, usou 25 toneladas de chocolate, contou com a presença de várias personalidades nacionais e internacionais do mundo da pastelaria e doçaria e uma equipa técnica de 57 chefs de pastelaria e bombonaria, tendo tido ainda uma forte componente formativa.

O certame contou, também com uma exposição de esculturas e a criação de esculturas ao vivo, várias demonstrações e apresentações de produtos. Relativamente à Corrida do Chocolate, que já vai na quarta edição, estiveram presentes cerca de 850 atletas.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Agenda

Alojamento Local volta a sair à rua

O setor do Alojamento Local volta a sair à rua com manifestações agendas para esta quinta-feira, às 11h30, em simultâneo, em Lisboa, Porto, Faro e Setúbal. Na capital, a concentração será na Praça do Município, seguida de entrega de um manifesto ao presidente da Câmara, Carlos Moedas.

Publituris

A iniciativa “Mobilização Nacional pelo Alojamento Local”, que terá lugar esta quinta-feira, às 11h30, em simultâneo, nas cidades de Lisboa, Porto, Faro e Setúbal, realiza-se no dia em que o Governo irá aprovar em Conselho de Ministros um conjunto de medidas que “irão ditar o fim de um setor económico que contribui para o grande sucesso do turismo nacional: o Alojamento Local”, indica a organização da concentração em nota de imprensa.

“Se este Governo, teimosamente, persistir no erro de acabar com o AL, estará a matar o turismo e a economia nacional”, mas também “a destruir as vidas de muitas pequenas e microempresas cujo futuro passará pela insolvência e pela criação de desemprego”, destaca o comunicado.

A organização considera ainda que esta mobilização será “o espaço para contestar as medidas apresentadas no ‘Mais Habitação’, para apresentar os milhares de casos de sucesso e os ‘rostos do AL’. É que, ao contrário do que o Governo quer fazer passar, o turismo precisa do AL, a economia portuguesa precisa do AL e o país precisa do AL”.

Em Lisboa, pelas 12h00, o presidente da Câmara, Carlos Moedas, junta-se aos operadores de AL para receber um manifesto e um caderno que contém os testemunhos e as histórias “dos muitos que, do nada, empreenderam e contribuíram para revitalizar a cidade e potenciar a qualidade do turismo nacional”, sublinha o comunicado.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Quinta das Lágrimas distinguida pela Biosphere Sustainable

A Quinta das Lágrimas foi distinguida pela Biosphere Sustainable pela sua estratégia de sustentabilidade, alinhada com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Publituris

Os processos de captação, abastecimento, saneamento e tratamento de recursos hídricos, e a promoção do acesso universal a serviços de energia limpa, valeram à Quinta das Lágrimas o selo de “notável contribuição” na área de Ambiente e Alterações Climáticas, como indicado em comunicado. Este selo distinguiu ainda o hotel pelo esforço na criação de comunidades sustentáveis e justas (Sociedade e Cultura), assim como pelo trabalho na potencialização económica e na redução de desigualdades no setor (Governação e Economia).

Em nota de imprensa, a unidade hoteleira aponta que “a distinção da Biosphere reforça a proposta de valor da Quinta das Lágrimas, funcionando como uma garantia para os hóspedes de que está a cumprir as suas metas na proteção do meio ambiente”.

“A Quinta das Lágrimas tem um forte compromisso com a sustentabilidade e com o impacto social positivo, trabalhando proactivamente na melhoria contínua das suas operações e promovendo a adoção das melhores práticas. Este esforço é já hoje reconhecido pelos nossos hóspedes, que sabem a atenção especial que damos à proteção do ambiente e o quanto nos esforçamos para proteger e cuidar do legado histórico e cultural que nos foi confiado”, afirma Alberto Gradim, diretor da Quinta das Lágrimas.

O diretor da unidade declara ainda que “o turismo sustentável é uma tendência crescente, com as pessoas a privilegiarem cada vez mais unidades sustentáveis. A certificação da Biosphere permite-nos reforçar o posicionamento no mercado e reforçar a proposta de valor da Quinta das Lágrimas para os seus clientes”.

O hotel da Quinta das Lágrimas, outrora palácio do século XVIII, está rodeado de 12 hectares de jardins históricos, sendo membro da Small Luxury Hotels of the World.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Angola anuncia plano complementar de recapitalização para a TAAG

Apesar da companhia aérea angolana ter vindo a melhorar os seus resultados, o governo angolano está a trabalhar num plano complementar de recapitalização para garantir “maior estabilidade” ao plano de reestruturação da transportadora.

Publituris

O governo angolano anunciou um plano complementar de recapitalização para a TAAG – Linhas Aéreas de Angola, com o qual pretende garantir recursos para uma “maior estabilidade” do plano de reestruturação da transportadora aérea de bandeira angolana.

De acordo com a Lusa, que cita o ministro angolano dos Transportes, Ricardo de Abreu, este plano está a ser concebido em conjunto com o Ministério das Finanças angolano e poderá ser apreciado em breve em Conselho de Ministros.

“Estamos a fazer um trabalho com o Ministério das Finanças que é o plano de recapitalização e saneamento complementar da TAAG, garantindo que a companhia aérea passa a ter recursos para conseguir fazer com maior estabilidade todo este processo de reestruturação”, afirmou o governante angolano, que falava na 8.ª edição do Café CIPRA – Centro de Imprensa da Presidência da República de Angola, em Luanda.

Ricardo de Abreu reafirmou a necessidade da TAAG ser reestruturada, nomeadamente em termos de processos, tecnologia e com “profissionais verdadeiramente comprometidos com a companhia aérea”.

O ministro dos Transportes de Angola falou ainda da crise provocada pela pandemia e lembrou que, por causa da COVID-19, a TAAG registou prejuízos de mais de 600 milhões de dólares (556 milhões de euros) nos últimos anos.

Apesar de revelar que, em 2022, o prejuízo da TAAG já foi “muito abaixo” desse período, Ricardo de Abreu não avançou com qualquer montante, indicando apenas que os resultados da transportadora vão ser publicados em breve.

“Os números da TAAG serão publicados em breve depois da auditoria que está em curso, a TAAG está com um desempenho quase que equivalente do ponto de vista operacional aos números de 2019”, concluiu Ricardo de Abreu.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

easyJet já voa entre Lisboa e a Córsega

A nova rota para Bastia, na Córsega, arrancou no mesmo dia em que a easyJet começa também a voar entre a capital portuguesa e Ibiza, nas ilhas Baleares espanholas, rotas que contam ambas com dois voos por semana.

Publituris

A easyJet abriu esta quarta-feira, 29 de março, os voos entre Lisboa e Bastia, na Córsega, rota que conta com dois voos por semana, aos sábados e quartas-feiras, e cujos preços começam nos 36 euros, segundo comunicado da companhia aérea.

A nova rota para Bastia arrancou no mesmo dia em que a easyJet começa também a voar entre a capital portuguesa e Ibiza, nas ilhas Baleares espanholas, numa operação que conta também com dois voos por semana, às quartas e sextas-feiras, e cujos preços começam nos 12 euros.

“Bastia e Ibiza fazem parte de um conjunto de novas rotas que a easyJet opera a partir de Lisboa para destinos de praia, onde se incluem Palma de Maiorca e Menorca”, realça a companhia aérea, na informação divulgada.

“A easyJet oferece aos portugueses, a partir de hoje [29 de março], novos destinos de férias de verão, com ligação a Córsega, a quarta maior ilha europeia, e a Ibiza, que integra o conjunto das ilhas baleares espanholas. Estamos empenhados em oferecer destinos diversificados aos portugueses e a preços acessíveis para destinos paradisíacos e a prova disso são estas rotas com voos a partir de 12€”, destaca José Lopes, diretor-geral da easyJet Portugal.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Glion Institute of Higher Education aposta em nova licenciatura em Luxury Business

O Glion Institute of Higher Education lançou uma nova licenciatura em Luxury Business (Luxury Management Bachelor degree) nos seus campus na Suíça, com o intuito de possibilitar aos alunos uma “carreira na multifacetada indústria do luxo”, como indicado em comunicado.

Publituris

Desta forma, os alunos vão adquirir conhecimentos e competências para construir uma carreia no segmento de luxo que preferirem, “desde trabalhar em restaurantes requintados com estrela Michelin até estudar cursos dedicados a Atitudes e Etiqueta de Luxo, passando por Design de Moda de Luxo”.

O programa de três anos e meio permite percursos de carreira como bens de luxo pessoais; retalho de luxo; marketing de marcas de luxo; iates, jatos privados, automóveis; banca privada; hospitalidade de luxo; eventos; clínicas de saúde e bem-estar de alta qualidade, investimento imobiliário; restauração de grande qualidade, gastronomia e vinho.

O curso, que arranca em setembro de 2023, é composto por sete semestres e incorpora dois estágios profissionais. O primeiro estágio decorre no segundo semestre, dando aos estudantes a possibilidade de darem os primeiros passos no mundo da hospitalidade de luxo. Já o segundo estágio, que tem lugar nos dois últimos semestres de formação, “permite aos estudantes refletir sobre as competências de gestão no local de trabalho”.

Além dos estágios, o curso inclui uma viagem de campo, visitas a lojas de luxo e instalações fabris, mesas redondas com o setor do luxo e um desafio empresarial nesta área.

Além disso, durante a Tese de Licenciatura ou Projeto Empresarial Aplicado, os estudantes terão a oportunidade de rever desafios e/ou tendências empresariais da vida real. No Projeto de Negócios Aplicados, eles colaboram com uma empresa “cliente” da indústria do luxo, sob a orientação de um supervisor do corpo docente do Glion Institute of Higher Education.

“A nossa licenciatura é a preparação perfeita para uma carreira de liderança de alto nível na indústria do luxo internacional. Este grau de especialização única – combinado com a experiência profissional dos estágios – abrirá portas aos empregadores de luxo mais seletivos, para quem o rigor, a perícia e a experiência são bens preciosos”, afirma Frédéric Picard, diretor-geral do Glion Institute of Higher Education.

O programa completo da licenciatura pode ser consultado no website da Glion.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.