Assine já
Destinos

Cavaco Silva apela ao investimento no turismo

O Presidente da República voltou a lembrar que é preciso apostar no sector para inverter a tendência de crescimento do desemprego.

Publituris
Destinos

Cavaco Silva apela ao investimento no turismo

O Presidente da República voltou a lembrar que é preciso apostar no sector para inverter a tendência de crescimento do desemprego.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Turismo em Portugal vai recuar na maioria dos indicadores
Destinos
Portugal é o 20º destino turístico mais competitivo do mundo
Destinos
Marcelo quer mais turismo entre Portugal e República Checa
Destinos
Portugal e República Checa
Governo diz que Portugal é dos países da Europa com “mais receita por turista internacional”
Destinos

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, acredita que uma das formas para inverter a tendência do desemprego passa pelo investimento no turismo.

“Os números do desemprego são dramáticos nesta altura a única forma de inverter esta tendência é pelo investimento económico, que exige mais investimento, mais turismo e mais exportações”, afirmou, esta sexta-feira, durante a visita à maior empresa de produção de cogumelos da Península Ibérica, em Vila Flor.

No âmbito da revisão das metas anunciadas pelo ministro das Finanças, depois da sétima avaliação da troika, Cavaco Silva defendeu que “num país como Portugal, que sofre as incidências de uma Europa em recessão e tem o impacto das medidas de ajustamento, não se pode ter a exigência de a todo o custo cumprir défices fixados em termos monetários”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados

LATAM Boeing 787-9 Dreamliner photographed on May 13, 2016 from Wolfe Air Aviation Learjet 25B.

Transportes

CEO da LATAM admite que recuperação demorará mais dois anos

O CEO da LATAM considera que “um dólar forte, custos altos com os combustíveis e a contínua falta de apoio financeiro por parte dos governos” farão com que a recuperação só se dará em 2024.

Durante o ALTA Airline Leaders Forum, organizado em Buenos Aires, na Argentina, Roberto Alvo, CEO da LATAM Airlines, admitiu que a companhia demorará mais dois anos para atingir a “normalidade total”.

“As pressões que a indústria tem de suportar ainda não se recuperam totalmente e isso significa que a indústria ainda não deixou a grande crise para trás”, referiu o responsável.

As pressões indicadas por Roberto Alvo incluem “um dólar forte, custos altos com os combustíveis e a contínua falta de apoio financeiro por parte dos governos”. Assim, além do custo financeiro que muitas companhias aéreas latino-americanas sofreram durante a pandemia, Alvo espera “normalidade total” para o setor até o final de 2024.

Este regresso à “normalidade”, no entanto, “não significa que os viajantes não retornarão mais cedo”, considerou Alvo, prevendo que a recuperação total do tráfego aéreo de passageiros aconteça até ao final do próximo ano.

De referir que, em agosto, dados da IATA mostraram que o tráfego de passageiros na América Latina recuperou para quase 90% dos níveis de 2019, tornando a América Latina o mercado de viagens aéreas com maior recuperação – em termos de tráfego de passageiros – do mundo, à frente da América do Norte, que representava 89% do tráfego pré-pandemia.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Figuras

H10 Hotels aposta em novos profissionais

Alexander Larsson, Francisco Sant’Anna e Inês Silva são as novas apostas do grupo H10 Hotels.

A H10 Hotels apostou em novos profissionais para as unidades do grupo.

Desta forma, Alexander Larsson passa a desempenhar as funções de Meetings & Events Manager para a H10 Hotels Lisboa. Formado em Turismo e Gestão Hoteleira, o profissional ocupava anteriormente o cargo de Sales Manager no Motel One Group, tendo passado também pela Vincci Hotels enquanto Deputy General Manager.

Já Francisco Sant’Anna assume o cargo de Director of Sales na H10 Hotels Lisboa, tendo já trabalhado para o grupo entre 2015 e 2018, enquanto Sales Manager e Director of Sales. Antes de assumir novamente funções na H10 Hotels, o profissional desempenhava as funções de Director of Sales & Marketing para a Singular Properties Azores.

Por fim, o H10 Hotels promoveu Inês Silva para Hotel Assistant Manager do The One Palácio da Anunciada 5*, que anteriormente desempenhava as funções de MICE Manager e MICE Coordinator na unidade. Licenciada em Direção e Gestão Hoteleira pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, a profissional é também mestre em Sales Management pela Universidade Europeia.

Sobre o autorCarla_Nunes

Carla_Nunes

Mais artigos
Meeting Industry

Euromonitor revela inovações no digital e nas viagens sustentáveis no WTM 2022

Durante o World Travel Market London 2022 realizar-se-ão diversas conferências. Uma delas será da responsabilidade da Euromonitor que abordará o tema do digital e das viagens sustentáveis.

A Euromonitor irá revelar o que de melhor se faz e pode fazer nas viagens digitais e sustentáveis bem como na relação com o consumidor durante o World Travel Market (WTM) London 2022.

A sessão “Powered Up: Driving Travel Forward with Digital and Sustainable Innovation”, que decorrerá no dia 9 de novembro, das 12h30 às 13h30, centrar-se-á em como as marcas e destinos de viagens estão a lidar com os desafios de hoje, como inflação crescente, mudanças nas procuras dos viajantes e a necessidade de fazer a transição para um futuro de emissões zero.

Caroline Bremner, Senior Head of Travel Research at Euromonitor, refere que “a inovação está a acontecer de muitas formas diferentes nas viagens, seja no ‘front-end’ com novas ofertas de produtos digitais e sustentáveis ou no ‘back-end’ para impulsionar a descarbonização em todo o setor. Novas tecnologias vistas no metaverso estão a ser aproveitadas por marcas e destinos que experimentam mundos virtuais para aumentar a descoberta, o prazer e criar novos fluxos de receita”.

De referir que uma análise recente da consultora revela como as empresas de viagens estão a inclinar-se para o digital, ‘consumer-centric’ ou inovação sustentável para captar a procura do consumidor, mitigar a dinâmica atual do mercado e impulsionar o crescimento.

A análise demonstra ainda que, em 2022, a tecnologia pode facilitar o aumento espiral dos custos, com mais empresas de viagens a fornecer aplicações móveis aos seus clientes (45%), correspondendo a um aumento impressionante de oito pontos percentuais em relação ao ano anterior.

A outra preocupação reside nas crescentes preocupações com o custo de vida e a probabilidade de os consumidores não valorizarem as opções de viagens sustentáveis. No entanto, a pesquisa do Euromonitor sugere que os consumidores continuam preocupados com a crise climática e a apoiar as empresas locais, além de combaterem a pegada de carbono.

Do lado da organização, Juliette Losardo, Exhibition Director do World Travel Market London, considera que a sessão da Euromonitor está “perfeitamente alinhada com o tema deste ano da WTM: ‘O Futuro das Viagens Começa Agora’”.

“Os participantes ouvirão exemplos fascinantes e inspiradores de como a indústria está a avançar com soluções inovadoras e engenhosas para os problemas que todos enfrentamos – como expandir o mercado, mas também crescer de maneira sustentável e responsável”, diz Losardo.

“A tecnologia de viagens está a avançar rapidamente para acompanhar a procura pós-pandemia, por isso é essencial que os profissionais do setor estejam atualizados com os desenvolvimentos mais recentes.”

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Prémios

Nova edição: Os vencedores dos Publituris Portugal Travel Awards 2022

A nova edição do Publituris destaca os Portugal Travel Awards, entregues no dia 18 de outubro, na Quinta da Pimenteira. Mas há mais: as principais conclusões da VI Cimeira da CTP, “Euvoo”, a última edição da SUTUS, entrevista WTM London e um dossier sobre os cruzeiros.

A próxima edição do Publituris tem como destaque os vencedores dos Portugal Travel Awards 2022. Três anos após a última edição, os prémios levaram a eleição 104 nomeados em 15 categorias, havendo ainda lugar para a atribuição do Prémio “Belmiro Santos”.

Eis a lista dos vencedores:

Melhor Companhia de Aviação – Emirates
Melhor Rent-a-Car – Europcar
Melhor Operador Turístico – Solférias
Melhor Rede de Agências de Viagens – Viagens Abreu
Melhor Cadeia Hoteleira – Pestana Hotel Group
Melhor Hotel 5* – Six Senses Douro Valley
Melhor Hotel 4* – Hotel Vila Galé Collection Alter Real
Melhor Hotel 3* – Rio do Prado
Melhor Hotel Resort – Pine Cliffs Hotel, The Luxury Collection Algarve
Melhor Boutique Hotel – Valverde Hotel
Melhor Hotel de Cidade – M’AR de AR Muralhas
Melhor Hotel MICE – NAU Salgados Palace
Melhor Hotel de Praia – Sublime Comporta
Melhor Campo de Golfe – Dom Pedro Victoria Golf Course
Melhor Região de Turismo Nacional – Centro
Prémio Belmiro Santos – José Theotónio

Além deste destaque, esta edição faz ainda um balanço do que foi a VI Cimeira do Turismo, organizada pela Confederação do Turismo de Portugal (CTP). Políticos, dirigentes e empresários passaram pelo palco do evento para abordar o “Turismo e o Novo Mundo”. Foram unânimes de que o que aí vem não é bom sinal para a economia, e, consequentemente, para uma atividade tão importante como o Turismo.E como é uma incógnita, não há receitas prescritas.

Durante a cimeira houve, também, destaque para a história de 50 anos do grupo hoteleiro criado por Dionísio Pestana. Meio século depois da fundação, o grupo espera fechar este ano com 107 hotéis, mais de seis mil trabalhadores e com receitas recorde de 500 milhões de euros.

Na distribuição, fomos conhecer a proposta da “Euvoo”. Nascida em 2017, esta agência de vinagens, com sede em Coimbra, assegura que toda a gente pode viajar, em Portugal e pelo mundo, e vivenciar as experiências na sua plenitude, sem exceção, no âmbito de um turismo inclusivo.

A mais recente edição da SUTUS – Space & Underwater Tourism Universal Summit, que decorreu de 28 a 30 de setembro, voltou a abordar as novidades do turismo espacial e subaquático. Este ano, além da criação da agência espacial espanhola, falou-se de turismo lunar, hotéis espaciais e dos passeios subaquáticos que já se podem realizar nas Canárias e que, em breve, devem chegar a outras localizações em Espanha.

O “dossier” desta edição leva-nos ao universo dos cruzeiros que, após dois anos de pandemia, mostram-se otimistas em relação a 2023. Com a reabertura de grande parte dos destinos do mundo e o fim da maioria das restrições relacionadas com a pandemia, as expectativas estão em alta, assim como as reservas.

A menos de um mês do arranque do World Travel Market London 2022, tivemos à conversa com a nova diretora de uma das maiores feiras do mundo do turismo, Juliette Losardo, que admite que “as novas gerações escolhem as viagens de lazer com base na experiência e não simplesmente pelo destino”.

Além do Pulse Report, uma parceria entre o Publituris e a GuestCentric, as opiniões pertencem a Carlos Torres (jurista e professor da ESHTE), Jaime Quesado (economista e gestor), Ana Jacinto (AHRESP), João Neto Azevedo (mestre em Turismo) e Jorge Mangorrinha (pós-doutorado em Turismo), António Paquete (economista) e Gonçalo de Salis Amaral (Neves de Almeida).

Boas leituras!

A versão completa desta edição é exclusiva para subscritores do Publituris. Pode comprar apenas esta edição ou efetuar uma assinatura do Publituris aqui obtendo o acesso imediato.

Para mais informações contacte: Carmo David | [email protected] | 215 825 43

Nota: Se já é subscritor do Publituris entre no site com o seu Login de assinante, dirija-se à secção Premium – Edição Digital e escolha a edição que deseja ler, abra o epaper com os dados de acesso indicados no final do resumo de cada edição.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Edição Digital

Edição Digital: Os vencedores dos Publituris Portugal Travel Awards 2022

A nova edição do Publituris destaca os Portugal Travel Awards, entregues no dia 18 de outubro, na Quinta da Pimenteira. Mas há mais: as principais conclusões da VI Cimeira da CTP, “Euvoo”, a última edição da SUTUS, entrevista WTM London e um dossier sobre os cruzeiros.

A próxima edição do Publituris tem como destaque os vencedores dos Portugal Travel Awards 2022. Três anos após a última edição, os prémios levaram a eleição 104 nomeados em 15 categorias, havendo ainda lugar para a atribuição do Prémio “Belmiro Santos”.

Eis a lista dos vencedores:

Melhor Companhia de Aviação – Emirates
Melhor Rent-a-Car – Europcar
Melhor Operador Turístico – Solférias
Melhor Rede de Agências de Viagens – Viagens Abreu
Melhor Cadeia Hoteleira – Pestana Hotel Group
Melhor Hotel 5* – Six Senses Douro Valley
Melhor Hotel 4* – Hotel Vila Galé Collection Alter Real
Melhor Hotel 3* – Rio do Prado
Melhor Hotel Resort – Pine Cliffs Hotel, The Luxury Collection Algarve
Melhor Boutique Hotel – Valverde Hotel
Melhor Hotel de Cidade – M’AR de AR Muralhas
Melhor Hotel MICE – NAU Salgados Palace
Melhor Hotel de Praia – Sublime Comporta
Melhor Campo de Golfe – Dom Pedro Victoria Golf Course
Melhor Região de Turismo Nacional – Centro
Prémio Belmiro Santos – José Theotónio

Além deste destaque, esta edição faz ainda um balanço do que foi a VI Cimeira do Turismo, organizada pela Confederação do Turismo de Portugal (CTP). Políticos, dirigentes e empresários passaram pelo palco do evento para abordar o “Turismo e o Novo Mundo”. Foram unânimes de que o que aí vem não é bom sinal para a economia, e, consequentemente, para uma atividade tão importante como o Turismo.E como é uma incógnita, não há receitas prescritas.

Durante a cimeira houve, também, destaque para a história de 50 anos do grupo hoteleiro criado por Dionísio Pestana. Meio século depois da fundação, o grupo espera fechar este ano com 107 hotéis, mais de seis mil trabalhadores e com receitas recorde de 500 milhões de euros.

Na distribuição, fomos conhecer a proposta da “Euvoo”. Nascida em 2017, esta agência de vinagens, com sede em Coimbra, assegura que toda a gente pode viajar, em Portugal e pelo mundo, e vivenciar as experiências na sua plenitude, sem exceção, no âmbito de um turismo inclusivo.

A mais recente edição da SUTUS – Space & Underwater Tourism Universal Summit, que decorreu de 28 a 30 de setembro, voltou a abordar as novidades do turismo espacial e subaquático. Este ano, além da criação da agência espacial espanhola, falou-se de turismo lunar, hotéis espaciais e dos passeios subaquáticos que já se podem realizar nas Canárias e que, em breve, devem chegar a outras localizações em Espanha.

O “dossier” desta edição leva-nos ao universo dos cruzeiros que, após dois anos de pandemia, mostram-se otimistas em relação a 2023. Com a reabertura de grande parte dos destinos do mundo e o fim da maioria das restrições relacionadas com a pandemia, as expectativas estão em alta, assim como as reservas.

A menos de um mês do arranque do World Travel Market London 2022, tivemos à conversa com a nova diretora de uma das maiores feiras do mundo do turismo, Juliette Losardo, que admite que “as novas gerações escolhem as viagens de lazer com base na experiência e não simplesmente pelo destino”.

Além do Pulse Report, uma parceria entre o Publituris e a GuestCentric, as opiniões pertencem a Carlos Torres (jurista e professor da ESHTE), Jaime Quesado (economista e gestor), Ana Jacinto (AHRESP), João Neto Azevedo (mestre em Turismo) e Jorge Mangorrinha (pós-doutorado em Turismo), António Paquete (economista) e Gonçalo de Salis Amaral (Neves de Almeida).

Leia a edição aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

NAV Portugal garante que novo sistema de gestão de tráfego aéreo vai permitir operação “mais eficiente e sustentável”

Segundo a empresa que gere o tráfego aéreo nacional, este sistema permite melhorar a “capacidade para otimizar rotas e a prazo recuperar atrasos, e assim contribuir para poupar combustível e reduzir a pegada de carbono”.

A NAV Portugal está a mudar para o TOPSKY, novo sistema de gestão de tráfego aéreo que, segundo a empresa, vai permitir “uma operação mais eficiente e sustentável”.

“Hoje migrámos para um novo sistema de gestão de tráfego aéreo: o inovador TOPSKY vai reforçar ainda mais o nosso impacto para um mundo mais eficiente e sustentável. Permite-nos reforçar a segurança da nossa atividade, com mais tecnologia que suporta a nossa equipa para melhores e mais rápidas decisões”, indica a NAV Portugal.

De acordo com a empresa que gere o tráfego aéreo nacional, este sistema vai também permitir melhorar a “capacidade para otimizar rotas e a prazo recuperar atrasos, e assim contribuir para poupar combustível e reduzir a pegada de carbono”.

A NAV Portugal diz que a migração para o TOPSKY foi “árdua e trabalhosa”, tendo sido preparada ao longo de dois anos, num trabalho que nem o contexto pandémico parou.

Apesar do trabalho árduo, a NAV Portugal diz estar agora melhor preparada e disponível para “o crescimento incessante do tráfego aéreo, os desafios tecnológicos do Céu Único Europeu e o mundo em constante mudança”.

A empresa que gere o tráfego aéreo nacional garante ainda que tudo vai fazer para “minimizar qualquer perturbação que esta necessária transição possa causar”, ainda que esteja previsto um alargamento temporário do horário noturno nos aeroportos do continente e da Madeira, até às 02h00 e a partir das 05h00, de forma a “garantir todos os requisitos de segurança”.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Avis e Grupo Pestana renovam parceria

A empresa de rent-a-car é parceira exclusiva de todos os hotéis do grupo, disponibilizando aos clientes das unidades Pestana condições especiais de aluguer.

A Avis Portugal e o Grupo Pestana renovaram a parceria que já mantêm há 15 anos e que dita que a empresa de rent-a-car é parceira exclusiva de todos os hotéis do grupo, disponibilizando aos clientes das unidades Pestana condições especiais de aluguer.

No âmbito desta parceria, está a participação da Avis Portugal no programa de fidelização do Grupo Pestana, o Pestana Guest Club, que permite o aluguer de viaturas através da utilização de pontos acumulados.

“A acumulação de pontos é realizada através de cada Euro consumido nos Pestana Hotels & Resorts em  15 países e nas Pousadas de Portugal.  Esses pontos podem ser convertidos em noites gratuitas, alugueres, ou outros serviços exclusivos. A partir de 18.000 pontos já pode usufruir de um dia de aluguer grátis numa viatura do Grupo C”, indica a Avis Portugal, em comunicado.

Já os clientes Avis Preferred podem contar com descontos nas unidades do Grupo Pestana, estando, desde logo, disponível uma redução de 10% no melhor valor disponível no momento, oferta que é válida através dos sites www.pestana.com e www.pousadas.pt. Além desta redução, os clientes Avis Preferred recebem também 10% de desconto em pacotes e campanhas, igualmente através dos referidos sites.

Os clientes podem ainda ter acesso a newsletters com promoções e acesso às melhores ofertas de alojamento nas unidades do Grupo Pestana e alugueres na Avis.

“Esta parceria de longa data com o Grupo Pestana é um exemplo da estratégia de proximidade da marca Avis com os seus clientes para lhes oferecer as melhores experiências nas suas viagens”, conclui a Avis Portugal.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TUI junta-se à Cepsa para descarbonizar voos

A parceria entre a TUI e a Cepsa tem como objetivo reduzir progressivamente as emissões das viagens de férias através de novas alternativas energéticas.

A TUI acaba de unir forças com a Cepsa para promover a produção e fornecimento de combustível de aviação sustentável (SAF), considerada ferramenta fundamental para reduzir a pegada de carbono do transporte aéreo e uma prioridade para ambas as empresas para lutar contra as mudanças climáticas.

Estes combustíveis serão produzidos a partir de matérias-primas circulares que não competem com os recursos alimentares, como óleos alimentares usados, resíduos animais não alimentares ou resíduos biodegradáveis de várias indústrias, e permitirão reduzir as emissões das aeronaves em até 80% em comparação ao querosene convencional.

A TUI tem vindo a trabalhar para reduzir a sua pegada ambiental há anos e está numa jornada para alcançar viagens com emissões líquidas zero, com a meta a ser alcançada, o mais tardar, até 2050. “Para atingir este objetivo e reduzir progressivamente as emissões das viagens de férias, a TUI contará cada vez mais com novas alternativas energéticas”, refere o grupo em comunicado.

Na nota de imprensa que acompanha este anúncio, Thomas Ellerbeck, diretor de Sustentabilidade e Membro do Comité Executivo do TUI Group, refere que a “vemos a transformação sustentável não como regulamentação, mas como uma oportunidade para a TUI e a indústria de viagens, para destinos, para funcionários e clientes. O turismo sustentável não apenas tem uma pegada ecológica menor, mas também apoia a mudança nos destinos de férias – oferecendo oportunidades para pessoas nos destinos e criando valor agregado social e económico”, considerando ainda que “a sustentabilidade social, ecológica e económica estão juntas”.

O executivo do grupo alemão admite que “viajar sem emissões é nosso objetivo ambicioso. Seja o voo para o destino de férias, o cruzeiro, a pernoite no hotel ou experiências reservadas localmente – em conjunto com os nossos parceiros, bem como com os nossos próprios conceitos e projetos de redução de emissões, estamos a trabalhar continuamente e em termos concretos para o objetivo de ‘Net-Zero’”.

Do lado da Cepsa, Carlos Barrasa, diretor de Energias Comerciais e Limpas da Cepsa, refere que a companhia espanhola está “empenhada em reduzir a sua pegada de carbono e a dos seus clientes através da produção de energias limpas como o combustível de aviação sustentável, uma forma comprovada de descarbonizar as viagens aéreas”. Por isso, admite que parcerias como a da TUI são “cruciais para este esforço, não apenas para o transporte aéreo, mas também na nossa busca conjunta de alternativas mais limpas para outras formas de viagem”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

SETCS Rita Marques participa na 22.ª edição do Global Summit do WTTC na Arábia Saudita

“Travel for a Better Future” é o tema da 22.ª edição do Global Summit do WTTC que contará com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques. O evento realiza-se em Riade (Arábia Saudita), de 28 de novembro a 1 de dezembro de 2022.

“Travel for a Better Future” (Viajar para um futuro melhor) é o tema da 22.ª edição do Global Summit organizado pelo World Travel & Tourism Council (WTTC) e que contará com a participação da Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços (SETCS), Rita Marques.

O evento que se realizará, em Riade, na Arábia Saudita, de 28 de novembro a 1 de dezembro de 2022, o evento terá, segundo a organização, como foco “o valor do setor do turismo, não apenas para a economia global, mas para o planeta e comunidades no mundo”.

Durante esta 22.ª edição do Global Summit, líderes do setor e entidades governamentais internacionais de todo o mundo reunir-se-ão em Riade para “continuar a alinhar esforços para apoiar a recuperação do setor e enfrentar os desafios que o futuro representa para garantir viagens e turismo mais seguros, resilientes, inclusivos e sustentáveis”.

Entre os primeiros participantes e oradores do evento estão Anthony Capuano, CEO da Marriott International; Paul Griffiths, CEO da Dubai International Airports; Christopher Nassetta, presidente e CEO da Hilton; Matthew Upchurch, presidente e CEO da Virtuoso, e diversos ministros do Turismo mundiais, entre outros.

Julia Simpson, president e CEO do WTTC, refere, em comunicado, que “o Governo da Arábia Saudita tem sido fundamental na recuperação do setor global das viagens e turismo após dois anos de crise”.

Preparado para se tornar um importante destino turístico, Julia Simpson considera, com base na análise efetuada pelo WTTC, que “o setor das viagens e turismo da Arábia Saudita superará os níveis pré-pandemia no próximo ano e verá o crescimento mais rápido em todo o Médio Oriente na próxima década.”

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Governo moçambicano multiplica esforços para estimular turismo

O governo moçambicano vai continuar a estimular o sector do turismo e a atrair turistas para o país, foi o compromisso assumido pelo primeiro-ministro, Adriano Maleane no encerramento da 8ª edição da Feira de Turismo denominada FIKANI que decorreu em Maputo sob o lema “Turismo como Fator de Revitalização Económica”.

Moçambique tem um enorme potencial turístico e o governo, diz o primeiro-ministro, Adriano Maleane, citado pela rádio RFI, vai adotar medidas para atrair mais investidores nacionais e estrangeiros, assim como visitantes.

“Muito recentemente o Governo decidiu de facto simplificar o visto de turismo e de negócios para ser mais fácil visitar o nosso país porque nós não podemos estar numa situação em que damos o sinal de que é bom para visitar, mas quando alguém quer vir visitar, complicamos”, disse o líder do Governo.

Adriano Maleane chamou a atenção para a necessidade do envolvimento de todos para a edificação de uma indústria capaz de criar mais postos de trabalho e gerar lucros para as empresas e fundos para o Estado.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.