Assine já
Homepage

Convenção anual dos rotários injecta 80M€ na economia lisboeta

O evento vai decorrer de 23 a 26 de Junho, juntando mais de 20 mil participantes.

Tiago da Cunha Esteves
Homepage

Convenção anual dos rotários injecta 80M€ na economia lisboeta

O evento vai decorrer de 23 a 26 de Junho, juntando mais de 20 mil participantes.

Sobre o autor
Tiago da Cunha Esteves
Artigos relacionados
Convenção dos rotários gera impacto de 77M€ na economia portuguesa
Homepage
IAPCO regista menos participantes nos seus eventos
Homepage
ABC Lisbon servido de Metro a partir de Julho
Homepage
Governo aguarda resposta da CML sobre Pavilhão Atlântico
Homepage

Sob o tema “Lisboa – Um Porto para a Paz”, a convenção vai transformar a área circundante do Pavilhão Atlântico e da Feira Internacional de Lisboa “num caleidoscópio de energia, cor e animação, à medida que os membros de Rotary participam num evento com uma extensa agenda, composta por sessões plenárias, workshops, entre outras actividades”.

É a primeira vez que o Rotary International organiza uma convenção anual em Portugal, em 108 anos. “Esta será a maior convenção alguma vez realizada no País onde membros do Rotary de todo o mundo juntar-se-ão para seguir o espírito universal português de compreensão e boa vontade”, comenta o presidente da comissão anfitriã, Luís Miguel Duarte.

A organização informa que a principal prioridade da organização Rotary International é a erradicação da Póliomielite (Pólio), uma doença responsável pela paralisia e deformações e que é potencialmente fatal, ameaçando crianças na Nigéria, Afeganistão e Paquistão.

Sobre o autorTiago da Cunha Esteves

Tiago da Cunha Esteves

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

TAP lança promoção para a Madeira

Os voos de ida-e-volta para a Madeira têm um preço a partir de 49 euros, com a promoção da TAP a contemplar, igualmente, voos para os Açores, com preços a partir de 59 euros.

Publituris

A TAP lançou uma campanha promocional com voos de ida-e-volta para a Madeira a partir de 49 euros, em reservas realizadas até ao dia 1 de fevereiro e viagens até 31 de março.

Com a mesma validade e períodos de viagem, esta promoção da TAP contempla também os Açores, com viagens de ida-e-volta para Ponta Delgada e Terceira disponíveis a partir de 59 euros.

Esta promoção aplica-se tanto à partida de Portugal continental como das ilhas.

Em comunicado, a TAP refere que “estimula assim os seus clientes a explorarem as regiões autónomas e a usufruírem de alguns dos locais mais belos de Portugal”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Odemira recebe “Encontro Anual de Técnicos de Turismo do Alentejo e Ribatejo”

Os cerca de 120 técnicos e responsáveis autárquicos, terão a oportunidade de conhecer um pouco melhor a gastronomia e o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da promoção turística no concelho de Odemira.

Publituris

O concelho de Odemira vai receber o “Encontro Anual de Técnicos de Turismo do Alentejo e Ribatejo”, entre os dias 27 e 29 de janeiro, numa iniciativa da Entidade Regional de Turismo e do Município.

Esta iniciativa tem por objetivo dar a conhecer o território de Odemira, promover o contacto e partilha de experiências e boas práticas entre os cerca de 120 participantes.

Os trabalhos iniciam no dia 28 de janeiro, no auditório da Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, com a apresentação da Associação Rota Vicentina, por Marta Cabral e da Associação das Casas Brancas – Associação de Turismo de Qualidade do Litoral Alentejano e Costa Vicentina, por Mónica McGill. A sessão de abertura conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Odemira, Hélder Guerreiro e do Vereador, Ricardo Cardoso.

Após este primeiro momento, segue-se uma vista ao Espaço CRIAR e a Loja da CACO- Associação de Artesãos do Concelho de Odemira. A manhã encerra com uma mostra e prova de produtos regionais no Mercado Municipal de Odemira.

Durante a tarde os participantes terão a oportunidade de conhecer o empreendimento turístico “Craveiral Farmhouse by Belong Staying & Feeling”, na freguesia de São Teotónio e um dos pontos de turísticos emblemáticos do concelho, o Cabo Sardão, situado na localidade do Cavaleiro.

O último dia do Encontro Anual de Técnicos de Turismo do Alentejo e Ribatejo fica marcado por uma visita ao centro histórico de Vila Nova de Milfontes guiada pelo historiador Professor António Quaresma, que partirá do Forte de São Clemente.

Durante este fim de semana, os cerca de 120 técnicos e responsáveis autárquicos, terão a oportunidade de conhecer um pouco melhor a gastronomia e o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da promoção turística no concelho de Odemira.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Sustentabilidade como elemento-chave na agenda de viagens dos turistas

Um recente relatório do WTTC, em conjunto com o Grupo Trip.com e Deloitte, revela que 69% dos viajantes procuram ativamente opções de viagens sustentáveis. Além disso, três quartos dos viajantes de luxo estão dispostos a pagar mais para tornar as suas viagens mais sustentáveis.

Victor Jorge

Um novo e importante relatório do World Travel & Tourism Council (WTTC) e do Grupo Trip.com, juntamente com a Deloitte, revela um interesse elevado por turismo sustentável entre os consumidores, com 69% dos viajantes a procurarem ativamente opções de viagens sustentáveis.

O relatório “A world in motion: shifting consumer travel trends in 2022 and beyond”, mostra que a sustentabilidade é um elemento-chave da agenda de viagens, com viajantes interessados em reduzir a sua pegada de carbono e apoiar o turismo sustentável.

De acordo com uma pesquisa incluída no relatório, três quartos dos viajantes estão a considerar viajar de forma mais sustentável no futuro e quase 60% escolheram opções de viagem mais sustentáveis nos últimos dois anos. Outra pesquisa também descobriu que cerca de três quartos dos viajantes de luxo estão dispostos a pagar mais para tornar as suas viagens mais sustentáveis.

No ano passado, após mais de dois anos de interrupções nas viagens, os viajantes deixaram claro que o seu desejo de viajar está muito vivo, com um aumento de 109% nas chegadas internacionais durante a noite, em relação a 2021.

De acordo com o relatório, no ano passado, os consumidores estavam dispostos a esticar o seu orçamento para os planos de férias, com 86% dos viajantes a planear gastar a mesma quantia ou mais em viagens internacionais do que em 2019, com os turistas dos EUA a liderarem a lista como grandes gastadores.

Mas 2023 parece ainda melhor em termos de gastos dos viajantes. Apesar das preocupações com a inflação e a crise do custo de vida em todo o mundo, o relatório do WTTC revela que “quase um terço (31%) dos viajantes pretende gastar mais em viagens internacionais este ano do que em 2022”.

Além disso, de acordo com o ‘Global State of the Consumer Tracker’ da Deloitte, no ano passado, mais da metade (53%) dos consumidores globais entrevistados durante o verão afirmaram que planeiam ficar num hotel nos três meses seguintes.

Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC, frisa que a “procura por viagens está mais forte do que nunca e este relatório mostra que este ano veremos uma recuperação significativa. 2023 está definido para ser um ano muito forte para as viagens e turismo”.

A responsável pelo WTTC destaca ainda que “a sustentabilidade está no topo da agenda dos viajantes, e os consumidores destacam o valor que atribuem à proteção da natureza e ao viajar com responsabilidade.”

Jane Sun, CEO do Trip.com Group, refere, por sua vez, que “as viagens e turismo são uma força poderosa para impulsionar a economia global, criar empregos, estimular o crescimento económico e tirar as comunidades da pobreza”.

Além disso, salienta que “a região da Ásia-Pacífico, com suas economias dinâmicas e de classe média em rápido crescimento, está bem posicionada para capitalizar o crescimento da indústria e ocupar o seu lugar como líder na economia global do turismo”, admitindo-se “otimista com o momento positivo para a retomada global e o crescimento das viagens em 2023, impulsionado principalmente pelos consumidores da China continental, o que ajudará a acelerar a recuperação e o desenvolvimento mundial”.

Já Scott Rosenberger, líder do setor de transporte global, hospitalidade e serviços da frisa que “as viagens estão a recuperar da pandemia, inovando e atendendo às procuras de tipos de viagens alternativas mais modernas, viagens sustentáveis, viagens de luxo e muito mais”.

Mesmo o aumento das preocupações financeiras causadas pela inflação “não está a diminuir o ritmo”, salientando o responsável da Deloitte que “incrivelmente, as viagens estão no topo das prioridades e os acordos de trabalho remoto/flexível estão a criar novas oportunidades”.

Outras descobertas reveladas no relatório revelam que as vendas de pacotes de férias de sol e mar para 2022 aumentem 75% em comparação com o ano anterior; que no ano passado, durante o verão, as chegadas internacionais a destinos europeus de sol e praia ficaram apenas 15% abaixo dos níveis de 2019; que, em 2022, se espera que as visitas às principais cidades tenham um aumento de 58% em relação ao ano anterior, menos de 14% abaixo dos níveis de 2019; que as férias de luxo serão particularmente populares, com vendas de hotéis de luxo estimadas em 92 mil milhões de dólares (cerca de 85 mil milhões de euros) até 2025, em comparação com 76 mil milhões de dólares (cerca de 70 mil milhões de euros) em 2019); e que quase 60% dos viajantes admitiram já estarem a pagar para compensar as suas emissões de carbono ou a considerar esse aspeto se o preço for justo.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Destinos

Timor-Leste quer dinamizar o turismo e aprova Plano Estratégico 2023-2030

Timor-Leste pretende transformar-se num “destino único na Ásia”, apostando em um turismo “inclusivo, sustentável e responsável”. Para tal, o governo acaba de aprovar um Plano Estratégico Nacional para o Desenvolvimento do Turismo 2023-2030.

Publituris

O novo plano (PENDT), aprovado em Conselho de Ministros, estabelece, conforme notícia da Lusa, “vetores estratégicos de intervenção e propostas de ação a tomar até 2030, de forma a acelerar e dinamizar o desenvolvimento do turismo nacional”, ao mesmo tempo que defende parcerias “com todos os intervenientes, incluindo instituições nacionais, sociedade civil, parceiros de desenvolvimento e setor privado”.

O PENDT, a que a Lusa teve acesso, define ao longo de quase 50 páginas um total de 11 “vetores estratégicos, com as respetivas áreas prioritárias de intervenção” e estabelece um plano plurianual de implementação até 2030, com um cronograma para as atividades prioritárias e identificação dos principais responsáveis e parceiros.

A promoção do progresso económico e social do país e a proteção do património natural, cultural e histórico do país são considerados objetivos fundamentais do plano,  bem como a promoção de investimentos nacionais e criação das condições económicas para atrair investimentos estrangeiros .

Assim, o PENDT assenta em cinco pilares — prioridade, prosperidade, pessoas, proteção e parcerias — identificando, em cada um deles as ações prioritárias a adotar.

O plano identifica ainda, segundo a Lusa, cinco nichos de mercado, nomeadamente ecoturismo e turismo marítimo, turismo histórico e cultural, turismo de aventura e desporto, turismo religioso e de peregrinação e o setor das conferências e convenções.

Por outro lado, cria três zonas turísticas – oriental, central e ocidental — e define como metas, até 2030, que pelo menos 200 mil turistas internacionais visitem o país todos os anos, com uma estadia média de cinco dias.

Até 2030, as receitas de turismo do exterior (excluindo tarifas aéreas e marítimas) devem chegar aos 150 milhões de dólares por ano e o setor empregará mais de 15 mil pessoas, preconiza o documento ora aprovado.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TopAtlântico regressa com Feira de Cruzeiros

De 27 a 30 de janeiro, a TopAtlântico regressa com uma nova campanha “Férias no Mar”, na qual estarão disponíveis ofertas exclusivas e descontos até 75% para partidas em 2023 e 2024.

Publituris

A Feira de Cruzeiros TopAtlântico regressa ao Centro Colombo (Lisboa) no próximo fim de semana (27 a 30 de janeiro) com uma nova campanha “Férias no Mar” com descontos até 75%.

Segundo a TopAtlântico, “as férias de cruzeiros sempre foram muito populares e cada vez mais desejadas pelos portugueses”, lançando a 27 de janeiro uma nova campanha de cruzeiros com o mote “Férias no Mar” com ofertas exclusivas e descontos até 75% para partidas em 2023 e 2024.

Para ajudar a escolher o melhor cruzeiro para as férias, a feira conta com 16 balcões de venda, vários especialistas TopAtlântico e das maiores companhias de Cruzeiros como Royal Caribbean, MSC, Costa Cruzeiros, Celebrity Cruises e Norwegian Cruise Line.

A campanha “Férias no Mar” da TopAtlântico contempla cruzeiros com preços desde 402 euros por pessoa, oferecendo a oportunidade de reservar a preços imperdíveis para cruzeiros com partidas de Portugal, muitos com partida e chegada a Lisboa, itinerários para o mediterrâneo, ilhas gregas e Adriático, Norte da Europa, Caraíbas, Grandes Viagens, Expedições e ainda cruzeiros de rio.

Durante o período da feira de cruzeiros (de 27 a 30 janeiro), as reservas poderão ser efetuadas também nas lojas TopAtlântico em todo o país, incluindo Ilhas, aproveitando as lojas de shopping durante o fim de semana.

Existirão preços e descontos especiais e exclusivos que só estarão em vigor durante o período de feira. No entanto, a campanha “Férias no Mar” continuará com promoções até 13 dia de fevereiro.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Aeroporto de Munique e Lufthansa expandem parceria

O Aeroporto de Munique e a Lufthansa reforçaram a parceria estratégica para tornar a infraestrutura aeroportuária num hub de transporte intermodal, sempre com a sustentabilidade, inovação, digitalização em mente.

Victor Jorge

O Aeroporto de Munique (Alemanha) e a Lufthansa reforçaram a parceria estratégica, com as duas companhias a assinar uma Carta de Intenção com o objetivo de intensificar e continuar o desenvolvimento da infraestrutura aeroportuária de Munique.

Na Carta de Intenção, ambas as partes comprometem-se a partilhar a estratégia de sustentabilidade para expandir o Aeroporto de Munique como um hub de transporte intermodal, com a expansão da infraestrutura baseada nas necessidades e com a promoção da digitalização e inovação nas operações. Isto inclui projetos como o operação inteligente de passageiros e processos automatizados de handling, a fim de tornar a experiência de viagem dos passageiros mais agradável e eficiente.

Para se manterem competitivas a longo prazo, ambas as organizações estão a impulsionar o cumprimento das suas metas de sustentabilidade para que todo o campus do Aeroporto de Munique seja beneficiado. O compromisso com as respetivas metas de clima e sustentabilidade é uma componente central da Carta de Intenção.

Jost Lammers, CEO do Aeroporto de Munique, refere que “atravessámos tempos difíceis devido à pandemia juntamente com a Lufthansa e voltaremos a ter a mesma força que nos caracterizava. Com os objetivos partilhados em termos de sustentabilidade, inovação, digitalização e a melhoria persistente do Aeroporto de Munique como um hub premium, continuaremos com sucesso esta parceria estratégica”.

Do lado da Lufthansa, Stefan Kreuzpaintner, CCO da Lufthansa Airlines, salienta que a “parceria com o Aeroporto de Munique pode ser descrita como única. Juntos iremos continuar a liderar e ultrapassar os desafios na indústria da aviação”. O executivo da companhia aérea alemã refere ainda que “a sustentabilidade é um dos temas chave, incluindo ligações ferroviárias – não só para chegar rápida e convenientemente ao aeroporto -, mas também para a mitigação vital para a contribuição climática”.

Albert Füracker, ministro das Finanças da Baviera e chaiman do Conselho de Supervisão da Flughafen München GmbH, frisa que “a sustentabilidade é um tema importante para o futuro da aviação. Já em 2016, acordámos que o Aeroporto de Munique terá uma operação CO2 neutra no máximo até 2030. Estamos a trabalhar para esse ambicioso objetivo climático com medidas muito abrangentes e estamos no bom caminho para atingi-lo”.

Refira-se que a parceria entre o Aeroporto de Munique e a Lufthansa para construir e expandir o tráfego no aeroporto iniciou-se no final da década de 1990. Com a construção e operação conjuntas do Terminal 2, aberto em 2023, as duas companhias lançaram um modelo de cooperação único na Europa, colocando o Aeroporto de Munique como um dos hubs mais eficientes na aviação global.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Figuras

CLIA nomeia novo vice-presidente para a Sustentabilidade

A Cruise Lines International Association (CLIA) acaba de recrutar um especialista na área da sustentabilidade para ajudar o setor dos cruzeiros a atingir zero emissões de carbono até 2050.

Publituris

Trata-se de Sascha Gill, um profissional com ampla experiência que já trabalhou para Seabourn e Cunard, além de várias empresas hoteleiras líderes, como Marriott, Intercontinental e Hilton, nos departamentos de operações, formação e desenvolvimento. Até ingressar na CLIA Europe, foi vice-presidente de operações marítimas da Viking.

Antes de iniciar sua carreira profissional na indústria de cruzeiros, Sascha Gill foi consultor sénior de proteção de marca na Richey International, com responsabilidades na Ásia e nos Estados Unidos.

O profissional é doutorado em Negócios pela Nottingham Trent University e possui um MBA pela Oxford Brookes University. Atualmente estuda Elaboração de Políticas Ambientais e Negociações Internacionais.

“A indústria de cruzeiros demonstrou a sua capacidade de liderar a inovação ambiental no setor marítimo e estou ansioso para trabalhar com os nossos membros e parceiros na Europa para ajudar a indústria a atingir as suas metas de sustentabilidade ”, disse Sascha Gill em relação ao seu novo cargo.

Marie-Caroline Laurent, diretora geral da CLIA Europe, referiu que “a Europa é um líder global com as suas ambições de sustentabilidade e o futuro dos cruzeiros tem a sustentabilidade no seu núcleo”.

“Fortalecer ainda mais a nossa experiência e capacidade na Europa aumentará a nossa capacidade de apoiar os nossos membros enquanto eles navegam nos caminhos para alcançar emissões líquidas zero de carbono até 2050”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Santarém tem novo mapa turístico

O concelho de Santarém vai lançar oficialmente um novo mapa turístico durante a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorrerá de 1 a 5 de março, onde vão ser também apresentados novos percursos turísticos e material promocional.

Publituris

De acordo com a autarquia, trata-se de um novo instrumento promocional mais funcional e que aposta numa imagem mais moderna e apelativa, que reúne num só documento, em português, inglês, espanhol e francês, os pontos de interesse do concelho de Santarém.

João Teixeira Leite, vereador da Câmara de Santarém com o pelouro do Turismo, anunciou que “para além deste mapa com informação útil, estamos a preparar novo material promocional com novas rotas temáticas e com uma nova imagem mais atrativa e funcional, com informação prática para todos os que visitam o nosso território. Com o novo mapa turístico podemos utilizar vários QR Codes e desta forma obter acesso à informação, através do site do Turismo.”

O mapa, que disponibiliza informações turísticas, para além de possibilitar aos visitantes, conhecerem os pontos de maior interesse patrimonial e cultural existentes no concelho, já está, no entanto, disponível no Posto de Turismo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Nauticampo vai promover destinos que apostam em atividades outdoor

Os destinos nacionais que apostam em atividades outdoor, permitem o contacto com natureza e a prática de desportos ao ar livre vão marcar presença na próxima edição da Nauticampo que irá decorrer de 8 a 12 de fevereiro de 2023, na FIL.

Publituris

Para além da Náutica de Recreio e do Campismo / Caravanismo, esta edição da Nauticampo vai contar com uma oferta representativa de destinos dinamizadores de atividades outdoor, na qual se incluem as Estações Náuticas, que são ecossistemas em franca expansão no nosso país.

Segundo Miguel Anjos, coordenador da Nauticampo, “teremos uma oferta diversificada de destinos, na medida em que já estão asseguradas as presenças da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro que integra 11 municípios, da Comunidade Intermunicipal do Oeste composta por 12 municípios e ainda de Castelo de Bode, Faro, Portimão, Moura – Alqueva, Valongo, e Vila Franca de Xira”.

António José Correia, do Fórum Oceano e Coordenador da Rede das Estações Náuticas de Portugal explica que de entre as principais atividades náuticas, a Rede “ oferece a possibilidade de praticar surf, canoagem, remo, kitesurf e de explorar a natureza de forma abrangente numa amplitude inimaginável de atividades, sendo esta uma oferta autêntica, inclusiva, segura, comprometida com a sustentabilidade ambiental“.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Conselho Regional do Centro defende novo aeroporto a norte do rio Tejo

O Conselho Regional do Centro entende que é a localização a norte do Tejo é a que “melhor serve” os interesses do país e da região, além de ser “uma solução mais sustentável”.

Publituris

O Conselho Regional do Centro (CRC) defendeu a localização de um novo aeroporto “a norte do rio Tejo” por ser a que “melhor serve” os interesses do país e da região. “Tudo indica que a localização a norte do rio Tejo é aquela que melhor serve os interesses nacionais e regionais, evidenciando vantagens comparativas face às restantes soluções em estudo”, afirmou o CRC, numa moção aprovada por unanimidade numa reunião realizada em Coimbra, na sede da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

O organismo regional liderado por João Paulo Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Fundão, destacou a importância de “uma localização de excelência face à proximidade a acessibilidades rodoviárias”, como a A1, a A23, a A13 e a A15, bem como ferroviárias.

Neste ponto o autarca realçou “as concordâncias com o novo traçado de alta velocidade, Linha do Norte, Linha da Beira Alta e Linha da Beira Baixa”, além de que a localização recomendada “pode colocar o novo aeroporto próximo de um maior número de sedes de municípios, sem com isso se afastar mais de 30 minutos de Lisboa, podendo alcançar cerca de 4,5 milhões de pessoas num raio de 75 minutos”.

Por outro lado, a solução preconizada pelo Conselho Regional do Centro contribui “decisivamente para elevar os índices de coesão territorial do país”, ao permitir a construção do aeroporto “mais próximo, em termos relativos, das NUT III de mais baixa densidade” demográfica.

O CRC entende ainda que a localização a norte do Tejo é “uma solução mais sustentável”, constituindo-se o novo aeroporto como “investimento que pode minimizar o impacto financeiro para o país”, beneficiando de “uma visão de longo prazo”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.