Assine já
Homepage

APECATE debate “novos paradigmas da gestão empresarial”

O segundo jantar/debate da associação vai ter lugar no Porto Palácio Hotel, na próxima terça-feira.

Tiago da Cunha Esteves
Homepage

APECATE debate “novos paradigmas da gestão empresarial”

O segundo jantar/debate da associação vai ter lugar no Porto Palácio Hotel, na próxima terça-feira.

Sobre o autor
Tiago da Cunha Esteves
Artigos relacionados
APECATE prepara novo jantar/debate
Homepage
APECATE divulga plano de acção para este ano
Homepage
APECATE incita empresas a traçarem os seus próprios destinos
Homepage
Reunião anual da IAPCO em 2013 já tem site
Homepage

Esta é uma iniciativa que se insere no Plano de Actividades da associação para este ano e que está agendada para as 19h, no Porto Palácio Hotel, “promovendo o encontro e networking entre os empresários do sector”.

O professor e economista César das Neves será o orador convidado para o debate de temas como a importância do associativismo na criação de sinergias inter-empresariais nos modelos de negócio do actual quadro económico.

Sobre o autorTiago da Cunha Esteves

Tiago da Cunha Esteves

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

LATAM alerta para cancelamentos de voos domésticos e internacionais em janeiro

Companhia aérea justifica a decisão com o “recente aumento de casos de COVID-19 e Influenza”.

A companhia aérea LATAM Airlines veio sexta-feira, 21 de janeiro, alertar os seus clientes para o cancelamento de voos domésticos e internacional ao longo deste mês, o que se deve ao “recente aumento de casos de COVID-19 e Influenza”.

Num comunicado enviado ao trade, a LATAM Airlines explica que os cancelamentos podem afetar os voos “originados, destinados ou dentro do país durante todo o mês de janeiro” e pede aos agentes de viagens que alertem os seus clientes para a necessidade de consultarem o estado dos voos antes de se dirigirem ao aeroporto.

Em caso de voo cancelado, os agentes de viagens devem pedir a proteção do passageiro através do código “INVOL REROUTE (VOO) (DATA) CNLD”, com a companhia aérea a explicar ainda que vai solicitar aos clientes que “requeiram suporte de bilhetes emitidos por agências de viagens”, de forma a que as agências possam manter o controlo das reservas e evitem “inconvenientes” na gestão de reservas futuras.

A LATAM Airlines diz ainda lamentar “profundamente” a situação, mas sublinha que é “totalmente alheia” ao seu controlo, pedindo, por isso, a compreensão dos passageiros.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Candidaturas para os Xénios 2022 de 29 de janeiro a 09 de fevereiro

A ADHP vai abrir, entre 29 deste mês e 09 de fevereiro, as candidaturas para edição de 2022 dos Xénios – Prémios de Excelência na Hotelaria,

As candidaturas para a edição de 2022 os Xénios – Prémios de Excelência na Hotelaria, promovidos pela ADHP – Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal, estarão abertas entre 29 de janeiro e 09 de fevereiro.

A Associação vai homenagear, durante a próxima edição do seu congresso nacional, marcado para 31 de março a 2 de abril de 2022, mas sem local ou programa ainda anunciados, os diretores hoteleiros que se tenham destacado no ano de 2021.

“Queremos voltar a premiar o notável trabalho que os diretores de hotéis, e, por extensão, todos os profissionais de hotelaria, têm desenvolvido neste tempo particularmente desafiante para o setor”, destaca Raúl Ribeiro Ferreira, presidente da ADHP, para lembrar que “os hotéis são uma bandeira do turismo em Portugal, e os Xénios funcionam como reconhecimento do profissionalismo e da competência com que os hoteleiros têm ajudado a consolidar a imagem turística do nosso país”.

Os Xénios 2022 vão distinguir os profissionais da Direção Hoteleira em diversas categorias – Melhor Diretor de Hotel, Melhor Diretor de Alojamentos, Melhor Diretor de F&B, Melhor Diretor Comercial/Marketing e Vendas, Melhor Jovem Diretor, Melhor Gestor de Potencial Humano, bem como Melhor Parceiro de Negócios. Adicionalmente, a ADHP voltará a atribuir, como nas edições anteriores, o Prémio Carreira a uma individualidade de destaque no setor.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Portugueses sem restrições para entrar na Rússia

Cidadãos portugueses e de países terceiros titulares de uma autorização de residência permanente em Portugal. podem entrar na Rússia sem restrições.

O governo da Federação da Rússia decidiu cancelar as restrições temporárias de entrada no território dos cidadãos portugueses e de países terceiros titulares de uma autorização de residência permanente em Portugal.

Assim sendo antes de embarque num voo à Rússia os passageiros que são cidadãos de países terceiros devem apresentar o título de residência em Portugal.

O governo russo indica ainda que a entrada no país dos cidadãos acima indicados só é permitida em voos diretos ou com escala em países cujos cidadãos podem entrar na Rússia sem restrições.

No entanto, todos os cidadãos estrangeiros (inclusive portugueses) devem possuir teste PCR negativo (em russo ou inglês) realizado até 48 horas antes da entrada na Rússia, bem como preencher o formulário entregue no avião antes de chegar ao país.

Recorde-se que para entrar na Rússia o visto é obrigatório. Os requerentes podem apresentar documentos no Centro de Vistos por marcação através do site https://www.rv-cent.com/booking/, ou, sem preocupações, através do Lusitana Sol, operador especializado naquele destino.

A Embaixada da Federação da Rússia em Portugal indica que o atendimento da sua Secção Consular realiza-se exclusivamente por marcação. Para cada passaporte é necessária uma marcação. No caso de falta de algum dos documentos o requerente terá que voltar com uma nova marcação. Devido à pandemia de Covid-19 a emissão dos vistos eletrónicos está temporariamente suspensa.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

“Começa uma nova vida para a AHETA”, diz Helder Martins eleito presidente da Associação

O empresário e ex-presidente da RTA, Helder Martis, é o novo presidente da AHETA, cujas eleições tiveram lugar esta sexta-feira.

Para Helder Martins, que foi eleito, sexta-feira, novo presidente da Associação dos Hotéis e  Empreendimentos Turísticos do Algarve para o triénio 2022-2024, “começa uma nova vida para a AHETA”.

O candidato da lista B, que em nota de imprensa refere que alcançou uma vitória expressiva nas eleições mais participadas da história da associação regional, concorreu sob o lema “Por uma AHETA abrangente e renovada” e contou com o apoio de vários ilustres do turismo nacional e regional, entre os quais um dos mais conceituados empresários do turismo em Portugal, André Jordan.

O empresário e ex-presidente da Região de Turismo do Algarve, Hélder Martins, agradece todos os associados e apoiantes pela confiança depositada neste projeto, e garante que “vamos ser uma associação representativa, a nível nacional e internacional, de todos os hoteleiros e empresários ligados ao turismo do Algarve, desde as grandes unidades hoteleiras aos proprietários de alojamentos locais”, para realçar ser fundamental que a AHETA “volte a ser o principal interlocutor das empresas turísticas do Algarve junto das entidades e instituições nacionais.”

O novo presidente eleito afirma ainda que “uma das nossas prioridades é aumentar o número de associados e criar condições para o envolvimento de todos”, desde logo, “constituindo a AHETA como entidade formadora, criando um Gabinete de Estudos e um Conselho Geral e desenvolvendo áreas de aconselhamento aos associados e aos investidores, que permitam ir de encontro às necessidades reais dos empresários”.

Entre as propostas apresentadas no seu programa eleitoral, destacam-se a intenção de promover uma revisão dos estatutos da associação, que permita uma adaptação às necessidades dos associados à realidade atual, e aumentar o número de associados em todos os setores de atividade além da hotelaria, tais como o alojamento complementar, imobiliária turística, golfe, animação turística e os transportes.

O programa de acção proposta por Helder Martins, abrange ainda um conjunto de ações focadas no apoio aos associados, estando previsto o desenvolvimento de um Gabinete de Estudos e de áreas de Aconselhamento ao Investidor, além da organização de um congresso anual da AHETA.

Além de Helder Martins, a estas eleições da AHETA também concorreu Elidérico Viegas, que embora em gestão, após demissão no início do ano passado, presidiu os destinos da Associação que criou, por mais de 25 anos.

 

 

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Aviação

Airbus acusa Qatar Airways

Segundo o construtor aeronáutica, não existem “razões racionais para a Qatar Airways “estacionar” os aviões A350.

Publituris

A empresa europeia acusou a Qatar Airways de “estacionar” os aviões A350 só para conseguir uma compensação devido aos alegados defeitos na superfície dos mesmos e para cancelar uma encomenda dos modelos muito procurados A321neo.

De acordo com a Airbus, não existem “razões racionais” para os reguladores do país terem considerado os aviões inoperáveis.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Cathay Pacific
Transportes

Cathay Pacific oferece bónus salarial aos pilotos para voarem

Os pilotos que completem quatro das suas rotas são os que recebem maior bónus salarial por parte da Cathay Pacific.

Publituris

A Cathay Pacific está a oferecer bonificações salarias aos seus pilotos até 3.200 euros para que estes continuem a voar, apesar das restrições relacionadas com a COVID-19 na região da China.

O jornal britânico “Independent” refere que a companhia aérea, com sede em Hong Kong (China), está pagar bónus de 2.075 libras (cerca de 2.500 euros) para os pilotos que operem os “voos de circuito fechado”, enquanto os pilotos que completam quatro das suas rotas poderão receber 2.700 libras (cerca de 3.240 euros).

Um voo de circuito fechado implica realizar voos consecutivos durante três semanas, permanecendo o piloto isolado num hotel entre as viagens e, posteriormente, realizar uma quarentena ao regressar a Hong Kong. Os pilotos têm ainda 14 dias de descanso após cada ciclo de “circuito fechado”, embora sete desses dias devam ser passados isolados em casa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

WTTC prevê evolução superior a 250% nas reservas europeias para a Páscoa

De acordo com os dados mais recente do WTTC, o setor do europeu de viagens e turismo deverá registar uma forte evolução nas reservas para a Páscoa em relação a 2021 e pede para todas as restrições para viajantes totalmente vacinados sejam removidas.

Victor Jorge

O World Travel & Tourism Council (WTTC) revelou que as reservas para viagens intra-europeias durante o período da Páscoa aumentaram mais de 250%, enquanto as reservas de verão estão atualmente 80 % acima dos níveis de 2021.

De acordo com a ForwardKeys, parceira do WTTC, as reservas de voos intra-europeus para os movimentados períodos de Páscoa e verão aumentaram antes do ano passado, dando um “impulso bem-vindo às empresas de viagens e turismo em todo o continente”.

Durante a participação do WTTC na FITUR, a entidade que representa o setor privado global de viagens e turismo deu esperança ao setor em dificuldades.

Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC, salienta que “os últimos dados de reservas mostram que os europeus estão otimistas relativamente à possibilidade de viajar novamente. As reservas para a Páscoa e o verão estão fortes. A Ómicron afetou o início do ano, mas à medida que as infeções atingem o pico e os sintomas permanecem leves, as pessoas estão registando novamente”.

“Os problemas ocorrem quando os governos reagem com restrições de viagem”, admitiu a responsável, frisando que a “Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que fechar as fronteiras é inútil quando a Ómicron já é predominante na sociedade. Tudo o que faz é prejudicar a economia e os meios de subsistência”.

“De acordo com as últimas evidências científicas, embora mais transmissível, a Ómicron é menos grave e leva a menos hospitalizações e mortes. Portanto, pedimos aos governos que reduzam todas as restrições de viagem e permitam que viajantes totalmente vacinados se desloquem livremente”.

De acordo com os dados de reservas, espera-se, contudo, que as viagens intra-europeias durante a Páscoa e o verão, em 2022, tenham um desempenho abaixo dos níveis pré-pandemia em apenas 38% e 45%, respetivamente.

No entanto, à medida que os países do continente continuam a relaxar as restrições de viagem, as primeiras indicações mostram que a recuperação está a ganhar força e pode aproximar-se ainda mais dos níveis de 2019 à medida que nos aproximamos do verão.

Além disso, durante o primeiro trimestre de 2022, as viagens intra-europeias testemunharam um aumento de 275% nas reservas, enquanto os dados mais recentes de reservas mostram que as chegadas internacionais a destinos europeus terão um aumento de mais de 280%, em comparação com o mesmo período de 2021.

Espanha, por exemplo, está, segundo os dados “prestes a ser o destino mais popular para os viajantes europeus, com as chegadas intra-europeias ao país, durante o primeiro trimestre de 2022, atualmente em 320% (comparação anual), seguidas pela Turquia.

“À medida que as restrições de viagens continuam a diminuir e a confiança do consumidor continua a crescer, o setor europeu de viagens e turismo deve esperar um aumento na procura por viagens com um aumento significativo nas reservas nos próximos meses”, conclui o WTTC no comunicado.

Recorde-se que em 2019, o setor global de viagens e turismo contribuiu com quase 9,2 biliões de dólares (cerca de 8,1 biliões de euros) para a economia e representou 10,6% de todos os empregos (334 milhões).

Os números do WTTC, para 2020, quando a pandemia quase paralisou as viagens internacionais, indicam que 62 milhões de empregos foram perdidos e a contribuição do setor para o PIB global caiu 4,5 biliões de dólares (cerca de quatro biliões de euros).

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Destinos

Tailândia deixa de exigir quarentena aos turistas vacinados

A partir de 01 de fevereiro, os turistas estrangeiros vacinados podem voltar a visitar a Tailândia sem necessidade de quarenta, restrição que o destino turístico tinha adotado no final de dezembro.

Publituris

A Tailândia vai voltar a isentar os viajantes vacinados da quarentena a partir de 01 de fevereiro, uma esperança para a indústria do turismo, em crise desde o início da pandemia de covid-19.

Temendo a propagação da variante Ómicron, o país restabeleceu uma quarentena obrigatória no final de dezembro, após ter reaberto, 18 meses depois, as suas fronteiras no início de novembro aos turistas vacinados, mediante a apresentação de um simples teste PCR negativo.

De todas as formas, a partir de 01 de fevereiro, os visitantes vacinados terão agora de apresentar um teste à covid-19 negativo no país de origem, fazer um segundo teste à chegada, e um no final no quinto dia, disse Taweesin Visanuyothin, porta-voz do centro de gestão do coronavírus. Os testes em solo tailandês terão de ser feitos num hotel aprovado.

Se o resultado for negativo, o viajante poderá circular livremente no país. Se houver um aumento dos casos, a situação será novamente reavaliada, disse Taweesin Visanuyothin.

Igualmente, os viajantes totalmente vacinados de qualquer país do mundo poderão solicitar, a partir de 01 de fevereiro, um Thailand Pass Test & Go com 60 dias de antecedência.

A Tailândia, antes da pandemia, era um dos destinos mais visitados do mundo por turistas internacionais, com quase 40 milhões de chegadas em 2019. Para este ano, o Ministério do Turismo estima cinco milhões de visitantes.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Abertas candidaturas para o programa “Alentejo/Ribatejo Events”

Estão abertas, até dia 16 de fevereiro, as candidaturas para os apoios financeiros ao programa “Alentejo/Ribatejo Events” promovido pela Entidade Regional de Turismo.

Publituris

As candidaturas para um novo programa de apoios financeiros, destinado a eventos promovidos por empresas ou associações, que, pelo seu posicionamento, notoriedade e imagem, contribuam para a projeção turística dos 58 municípios que integram a região do Alentejo/Ribatejo, decorrem até 16 de fevereiro.

Promovido pela Entidade Regional de Turismo, o programa, denominado “Alentejo/Ribatejo Events”, inclui “eventos de dimensão relevante”, de acordo com o regulamento, e abrange “espetáculos de natureza artística, desportiva, cultural, animação ou de negócios”.

Os candidatos elegíveis podem submeter as candidaturas através do link https://www.visitalentejo.pt/pt/o-alentejo/quem-somos/turismo-do-alentejo-ert/candidaturas-alentejo-e-ribatejo-events-2022/ e aproveitar um incentivo não reembolsável.

Esse valor, que vai até 50% do respetivo custo e tem um limite máximo de investimento de cerca de 250 mil euros, direciona-se para as iniciativas que aconteçam entre 31 de março e 31 de dezembro deste ano.

O regulamento, que está publicado no site oficial da Entidade Regional do Turismo do Alentejo/Ribatejo, refere ainda que este programa visa a melhoria da experiência turística dos turistas nacionais e internacionais não residentes no território.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Arábia Saudita transforma palácios históricos em hotéis de luxo para atrair turismo

Projeto, denominado Boutique Group, vai ser desenvolvido por fases, a primeira das quais arranca com três palácios históricos em Jeddah e Riade.

Publituris

A Arábia Saudita vai converter vários palácios históricos em hotéis de luxo, numa aposta que visa atrair o turismo internacional e viajantes com elevado poder de compra, avança a Lusa, que cita a agência oficial de notícias saudita SPA.

O projeto, denominado Boutique Group, foi apresentado pelo príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, e vai ser financiado pelo fundo multimilionário Saudi Investment Fund, em cooperação com o sector privado, apesar de não ser conhecido o montante total do investimento.

De acordo com a SPA, esta medida visa “reavivar o património nacional com a cultura autêntica do reino e proporcionar uma experiência de hospitalidade excecional e única”.

O projeto vai ser desenvolvido por fase e, na primeira etapa, está já prevista a conversão de três palácios em hotéis de luxo, concretamente o Palácio Al Hamra, em Jeddah, que vai contar com 33 suítes e 44 ‘villas’ de luxo; Palácio Tuwaiq, em Riade, e que vai disponibilizar 40 suites e 56 ‘villas’; e ainda o Palácio Al Ahmar, na zona histórica de Riade e onde funcionou o Conselho de Ministros saudita, que vai ter 46 suítes e 25 quartos de luxo.

Todos os palácios que vão ser transformados em hotéis de luxo vão contar também com restaurantes internacionais, um ambiente relaxante, centros modernos de lazer e outros serviços exclusivos e especiais para os visitantes, segundo a SPA.

Segundo Yaser al Rumayan, responsável pelo fundo de investimento que vai financiar o projeto, o Boutique Group vai contribuir para “diversificar as oportunidades de turismo” no mercado saudita e “melhorar a posição do reino a nível regional e internacional”, como um destino turístico e cultural líder, em linha com o plano ‘visão 2030’.

A Lusa recorda que o plano do príncipe herdeiro saudita pretende modernizar o país ultraconservador, diminuindo a sua dependência do petróleo, e aumentando para 10% a contribuição do turismo para o produto interno bruto da Arábia Saudita.

Mohamed bin Salman tem anunciado vários projetos de turismo de luxo, no valor de dezenas de biliões de euros nos últimos anos, incluindo a cidade futurista Neom, no noroeste do reino, ou um conjunto de hotéis em 22 ilhas virgens no mar Vermelho.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector do turismo, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias do Turismo. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.