Assine já
Destinos

WTTC: Turismo deverá crescer 2,8% este ano

No médio prazo, e em termos globais, estima-se que o sector possa crescer a um ritmo anual de 4% até 2022.

Tiago da Cunha Esteves
Destinos

WTTC: Turismo deverá crescer 2,8% este ano

No médio prazo, e em termos globais, estima-se que o sector possa crescer a um ritmo anual de 4% até 2022.

Sobre o autor
Tiago da Cunha Esteves
Artigos relacionados
Turismo em Portugal vai recuar na maioria dos indicadores
Destinos
Turismo na Rússia contribui mais para o PIB do que o sector automóvel
Destinos
Turismo já suporta um em cada onze empregos no mundo
Destinos
Turismo nos Emirados cresce a um ritmo “significativamente mais rápido”
Destinos

A indústria do turismo deverá crescer este ano 2,8% em termos globais, acima do valor estimado para o crescimento económico global (2,5%). De acordo com dados divulgados pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), o sector deverá suportar directamente 100 milhões de empregos.

“Este ano, durante o qual se estima que o número de viajantes internacionais vai ultrapassar os mil milhões, a indústria vai atingir outros dois marcos históricos: uma contribuição directa de dois biliões de dólares para a economia global e 100 milhões de empregos”, reagiu o presidente e CEO do WTTC, David Scowsill.

No médio prazo, calcula-se que o turismo possa crescer a um ritmo anual de 4% até 2022, quando, por essas altura, o sector já empregará 328 milhões de pessoas no mundo. Ou seja, vai dar emprego a uma em cada dez pessoas.

“Está provado que esta indústria vai continuar a ser um motor significativo para o crescimento global e emprego durante a próxima década. É uma das maiores do mundo”, acrescentou o presidente do WTTC.

Sobre o autorTiago da Cunha Esteves

Tiago da Cunha Esteves

Mais artigos
Artigos relacionados
Destinos

Turismo do Porto e Norte quer ter 5 caminhos de Santiago certificados até final do ano

O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal apontou o final do ano como meta para a certificação de cinco caminhos portugueses para Santiago de Compostela, Galiza, que em 2022 foram percorridos por 93 mil peregrinos.

Publituris

Luís Pedro Martins, que falava aos jornalistas na sede do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), em Viana do Castelo, no final da assinatura do projeto cultural Caminho da Arte, referiu que, daqueles cinco, dois já estão certificados – o Caminho Português do Interior e o Caminho Português da Costa.

“Em fase final de certificação está o Caminho Português de Santiago Central-Caminho Primitivo. Esperamos anunciar em breve essa certificação. Temos outros dois – o Caminho Minhoto Ribeiro e Caminho Português Torres. Já temos muito trabalho feito para levar à certificação e gostaríamos de ter os cinco caminhos certificados até final de 2023. Vamos tentar”, afirmou.

De acordo com informação que consta da página oficial da Associação do Caminho Minhoto Ribeiro na Internet, aquele percurso “é um dos caminhos mais antigos, que liga o norte de Portugal à cidade do apóstolo Santiago”.

Segue “na maior parte da sua rota através daqueles caminhos, calçadas romanas e caminhos medievais”.

Este caminho “entronca com o território nacional no lugar de Cevide, freguesia de Cristóval, concelho de Melgaço, uma das mais antigas fronteiras terrestres”.

Já O Caminho de Torres liga a cidade de Salamanca a Santiago de Compostela e passa em grande parte pelo interior de Portugal. Trata-se de um percurso com quase 600 quilómetros.

O presidente da TPNP referiu que o objetivo é ter “pelo menos os cinco caminhos mais históricos certificados”.

“Neste momento, somos a região que tem mais caminhos certificados, apesar de não termos sido os primeiros. O processo de certificação começou no Alentejo, com o Caminho do Interior, mas [a região do] Porto e Norte rapidamente passou a ter dois caminhos certificados”, disse.

O responsável referiu que a certificação “significa garantir a segurança no caminho, sinalética e limpeza dos caminhos”.

Questionado sobre a certificação do Caminho da Geira, disse estar “em fase embrionária”, mas assegurou “já ter sido iniciado o trabalho com as autarquias”.

O Caminho da Geira, um dos mais antigos, começa em Braga com destino a Santiago de Compostela, com um percurso de cerca de 240 quilómetros.

O último caminho a ser certificado foi o da Costa, em fevereiro de 2022. O percurso tem 138 quilómetros de extensão e atravessa os concelhos do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença, e é o primeiro que a TPNP candidatou à comissão de certificação, após a assinatura em 2021 do memorando de entendimento com 10 autarquias da região.

Os Caminhos de Santiago são uma rota milenar seguida por milhões de peregrinos desde o início do século IX, quando foi descoberto o sepulcro do apóstolo Santiago.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Turismo de Portugal leva 92 empresas e sete ARPT à FITUR

Em destaque durante esta edição da FITUR, que decorre em Madrid entre 18 e 22 de janeiro, vai estar a primeira Estratégia de Turismo Transfronteiriço 2022-2024 entre Espanha e Portugal, que será apresentada a 19 de janeiro.

Publituris

O Turismo de Portugal vai voltar a participar na FITUR, a maior feira de turismo de Espanha e que decorre em Madrid entre 18 e 22 de janeiro, e na qual a participação portuguesa vai contar com 92 empresas e as sete agências regionais de promoção turística (ARPT).

Numa nota informativa publicada no seu website, o Turismo de Portugal revela que o stand português vai ficar localizado no pavilhão 4, com a referência 4C02, contando com a presença das sete ARPT do país, concretamente Porto e Norte, Centro, Lisboa, Alentejo, Algarve, Madeira e Açores, além de 92 empresas nacionais.

Segundo o Turismo de Portugal, nesta edição da FITUR, vai ser apresentada oficialmente a primeira Estratégia de Turismo Transfronteiriço 2022-2024 entre Espanha e Portugal, numa apresentação a ter lugar no dia 19 de janeiro, às 15h00, no stand da Turespaña.

Já no stand de Portugal vai estar em destaque a “cultura portuguesa, a gastronomia, o café, a enologia, a história, o turismo, a literatura e o estilo de vida”, principalmente durante o fim-de-semana, dias em que a FITUR vai estar aberta ao grande público.​

Na feira vai também marcar presença o ministro da Economia e do Mar, António Costa e Silva, assim como o secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, e o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, responsáveis que, além de visitarem a feira, vão ainda participar “em diversos atos oficiais”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Aircraft, Aircrafts, American Airlines, plane, planes, Livery, Exterior

Transportes

American Airlines retoma voos entre Lisboa e Filadélfia a 27 de março

Segundo Victor Cortina, Manager Corporate e Channel Sales para Portugal e Espanha da American Airlines, a operação vai ser realizada num aparelho B787-900 Dreamliner, com capacidade para 285 passageiros, existindo a possibilidade de os voos passarem a ser anuais.

Inês de Matos

A American Airlines vai retomar, a 27 de março, a operação sazonal que liga Lisboa a Filadélfia, nos EUA, e que, este ano, vai ser operada num avião B787-900 Dreamliner, com capacidade para 285 passageiros.

Segundo Victor Cortina, Manager Corporate e Channel Sales para Portugal e Espanha da American Airlines, a operação da companhia aérea norte-americana vai voltar a contar com voos diários, ligando a capital portuguesa a Filadélfia, nos EUA, onde se situa um dos principais hubs da American Airlines.

“Está a começar a haver procura e as agências de viagens estão a começar a fazer reservas, vamos iniciar agora a promoção da rota Lisboa – Filadélfia, este ano, com um renovado avião B787-900 Dreamliner”, avançou o responsável ao Publituris, lembrando que, em 2022, a operação foi realizada com um aparelho B787-800 Dreamliner.

Victor Cortina revela que, em 2022, ano que marcou a retoma da operação depois do interregno devido à COVID-19, a procura pelos voos da American Airlines entre Lisboa e Filadélfia foi “muito satisfatória”, uma vez que o load factor foi elevado e foi acompanhado por “uma boa receita”.

“A maior parte da temporada registou overbooking”, indica Victor Cortina, explicando que a percentagem de passageiros dos EUA nos voos da American Airlines para Lisboa foi superior à de portugueses.

Este ano, Victor Cortina diz ter ainda melhores expetativas relativamente à rota Lisboa-Filadélfia, em grande parte devido à utilização do renovado avião B787-900 Dreamliner, existindo mesmo a esperança de que seja possível “manter ou aumentar” o load factor registado ao longo do ano passado.

Os voos da American Airlines entre Lisboa e Filadélfia vão decorrer até 28 de outubro, data que marca o final do verão IATA, mas Victor Cortina mostra-se confiante de que, caso a operação corra como previsto, os voos possam passar a anuais.

“Mantemos nossa rota sazonal a partir de 27 de março e até 28 de outubro. Talvez exista a possibilidade tornar o voo anual”, refere ainda o responsável da American Airlines.

O aparelho B787-900 Dreamliner que a American Airlines vai utilizar nos voos para Lisboa conta com capacidade para 285 passageiros, incluindo 30 lugares em business class, 21 em Premium Economy e 234 lugares em económica.

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Hotelaria

Nova edição Publituris Hotelaria: Aberturas e remodelações

Na primeira edição do ano, a Publituris Hotelaria volta a apresentar as aberturas e remodelações da praça hoteleira para os próximos três anos.

Carla Nunes

De acordo com um levantamento realizado pela redação estão previstos 149 hotéis até 2025, que se traduzem em cerca de 10.114 unidades de alojamento. As cidades do Porto e Lisboa representam grande parte destes números, com 52 unidades previstas na Invicta e 50 hotéis na capital, num total conjunto de 6.452 unidades de alojamento.

Também no âmbito das renovações existem novidades para os próximos três anos, com os hoteleiros a investir cerca de 25,7 milhões de euros na remodelação dos seus hotéis. Ao que a Publituris Hotelaria conseguiu apurar, até ao fecho da edição de janeiro estavam em calha renovações em 35 unidades hoteleiras, sendo que algumas renovações previstas para os próximos anos servirão para converter conceitos e ainda adaptar antigos hotéis a novos grupos e marcas.

Nesta edição damos ainda conta das perspetivas do setor para 2023. Expressões como “prudência”, “otimismo moderado” e “preocupação” fazem parte do léxico dos hoteleiros e associações quando se reportam às suas expetativas para este novo ano. No entanto, e “apesar das nuvens no horizonte”, parece existir um consenso de que este pode ser “um bom ano”, constituindo uma oportunidade para a “consolidação da atividade”, novas aberturas, remodelações e novas representatividades associativas além-fronteiras.

Já a análise CLEVER deste mês debruça-se sobre dados de voos para avaliar se o “otimismo que domina a procura turística mundial” é, ou não, justificado. Um convite de Luís Brites, CEO na CLEVER Hospitality Analytics, e Jesus Ramirez Medina, Senior Sales Manager Ibéria na SOJERN, [to] “always look on the bright side of life”.

No capítulo dos fornecedores, a Publituris Hotelaria esteve à conversa com Paulo Rodrigues, gestor da “Lisbon Food Affair”, para perceber os contornos desta nova feira profissional dedicada ao setor alimentar em Portugal, que decorre de 12 a 14 de fevereiro na FIL. Sustentada por três pilares – inovação, sustentabilidade e internacionalização –, a “Lisbon Food Affair promete ser “um espaço que distingue o que se faz de diferente e inovador, onde será possível encontrar respostas aos novos desafios do setor”, de acordo com Paulo Rodrigues.

A fechar a edição, na “Palavra de Chef” deste mês o destaque vai para Jorge Lavos Costa, que desde maio do ano passado assume o cargo de chef-executivo nas unidades hoteleiras da United Investments Portugal (UIP), nomeadamente no Pine Cliffs Resort (Algarve), Sheraton Cascais Resort, Yotel Porto e Hyatt Regency Lisboa. Foi neste último hotel, inaugurado apenas há uns meses, que a Publituris Hotelaria teve a oportunidade de falar com o chef sobre o seu percurso, o regresso a Portugal e o processo de gestão das cozinhas destas unidades.

As opiniões pertencem a Sérgio Guerreiro (Nova SBE Westmont Institute of Tourism & Hospitality); Susana Mesquita (ISAG); Jaime Quesado; Karina Simões (JLL); Alberto Henriques (Savills); Silvia Dragomir (Worx) e Gonçalo Garcia (Cushman & Wakefield Portugal).

*Para ler a versão completa desta edição da Hotelaria – em papel ou digital – subscreva ou encomende aqui.

Sobre o autorCarla Nunes

Carla Nunes

Mais artigos
Distribuição

Solférias apresenta nova brochura 2023/2024 da Disneyland Paris

A programação da Disneyland Paris para 2023/2024 acaba de ser disponibilizada ao mercado pelo operador turístico Solférias em formato de brochura, que pode ser consultada em Solferias.pt.

Publituris

O operador turístico Solférias acaba de comunicar ao mercado que já tem disponível a novíssima brochura para a Disneyland Paris, com validade até 27 de março de 2024.

Segundo a Solférias, a brochura Disneyland Paris é, para além de um manual de vendas para todos os agentes de viagens, “uma fonte de inspiração que é por si só um excelente argumento para a decisão dos clientes poderem, imediatamente, entrar neste mundo mágico”, parque temático muito apreciado pelos portugueses.

Com o prolongamento do 30.º aniversário da Disneyland Paris até 30 de setembro de 2023, a brochura reúne informação privilegiada “que comprova que a magia está programada para brilhar ainda mais forte”, indica o operador turístico em nota de imprensa.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Algarve mostra-se como destino de luxo no ALTS

O Turismo do Algarve vai ter presente no Access Luxury Travel Show (ALTS), workshop de turismo de luxo que terá lugar em Lisboa, a 28 de fevereiro, na qualidade de parceiro “Destino Principal”.

Publituris

Através desta parceria, o Turismo do Algarve terá um espaço exclusivo que integrará, além do seu próprio stand, os de diversos parceiros da região, designadamente o Wyndham Grand Algarve, Domitur Travel-DMC, White Shell Beach Villas e Domes Lake Algarve.

A propósito desta representação, o diretor executivo da Associação de Turismo do Algarve, Hugo Nascimento, refere que, juntamente com os seus quatro parceiros, a região vai mostrar “a derradeira oferta de luxo da nossa bela oferta de destino aos compradores. Estamos encantados por poder inspirar as pessoas a experimentar o verdadeiro luxo através da autenticidade dos produtos que trouxemos para este workshop”.

O responsável considera ainda que “o ALTS é, para nós, uma oportunidade única de alcançar o segmento de luxo através do melhor que a região tem para oferecer”.

Por sua vez, Daria Mironova, Business Development Director da ALTS destaca que “entre todas as joias que Portugal tem para oferecer como regiões turísticas, estamos muito felizes por o Algarve se ter adiantado no sentido de se apresentar como o principal parceiro de destino da ALTS, tornando-se mais visível para todos os nossos compradores de viagens e turismo de luxo”.

O ALTS, workshop exclusivo para o mercado de luco, tem confirmados 22 expositores e terá cerca de 45 buyers de diferentes países, incluindo de Portugal.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Madeira lança novo website dedicado à sustentabilidade

A Associação de Promoção da Madeira lançou um novo website dedicado à sustentabilidade que destaca o compromisso da região de se tornar num Destino Turístico Sustentável até 2030.

Publituris

A Associação de Promoção da Madeira lançou um novo website dedicado à sustentabilidade que destaca o compromisso da região de se tornar num Destino Turístico Sustentável até 2030.

“Este novo portal agora disponível tem como grande propósito dar a conhecer a estratégia definida e, sobretudo, manter as pessoas parte deste processo, através das suas partilhas e sugestões”, explica Eduardo Jesus, secretário Regional de Turismo e Cultura e presidente da Associação de Promoção da Madeira.

O novo website destaca o processo de certificação a que a região da Madeira tem vindo a ser submetida e que é supervisionado pela Destination Management Organization (DMO), com base nos critérios da Global Sustainable Tourism Council (GSTC) e num conjunto de orientações estratégicas de âmbito regional, nacional e internacional.

Segundo a Associação de Promoção da Madeira, a estratégia delineada pela região “já está em prática e assenta em quatro pilares estratégicos”, concretamente ambiente, economia, sociedade e cultura.

“O processo de certificação da Madeira enquanto Destino Turístico Sustentável está a decorrer como previsto e teremos já alguns resultados em fevereiro próximo. Acima de tudo, estamos muito focados em cumprir os objetivos traçados até 2030”, acrescenta Eduardo Jesus.

O novo website permite também que os parceiros, residentes e turistas apresentem recomendações e sugestões para tornar a Madeira num destino ainda mais sustentável e está disponível aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Antiga sede do FC Porto foi transformada no Axis Porto Club

A nova unidade de quatro estrelas conta com 53 quartos, tendo sido alvo de um investimento de cinco milhões de euros. Com esta nova abertura, o grupo que detém a rede de hotéis Axis passa a contar com sete hotéis no norte do país.

Publituris

O AXIS Hotéis & Golfe abriu um novo hotel na antiga sede do Futebol Clube do Porto (FCP), o Axis Porto Club.

A unidade hoteleira localizada num edifício centenário na Praça dos Aliados, junto à Câmara Municipal do Porto, foi alvo de um investimento de cinco milhões de euros. Esta disponibiliza 53 quartos, 14 dos quais são suites, e ainda um restaurante e bar, o UMAMI, “que oferece uma vista privilegiada para a câmara municipal”, como indicado em comunicado.

Na mesma nota de imprensa é assegurado que a requalificação da antiga sede do FC Porto “foi elaborada com o objetivo de retratar e homenagear a história da relação entre o clube e a cidade do Porto”. Desta forma, a escultora e artista Ester Monteiro foi chamada para criar várias obras que demonstrassem essa articulação. Na escadaria que percorre o edifício, por exemplo, é possível encontrar o excerto do poema “Aleluia” do portuense Pedro Homem de Melo, criado no final da década de 60. A última quadra do poema divide-se entre o primeiro e o último andar.

“O Axis Porto Club é muito mais do que uma ligação ao Futebol Clube do Porto. É um hotel com uma história que é importante destacar mas, acima de tudo, um espaço com alma do Norte que sabe receber bem todos os que cá chegam. Tivemos a preocupação de manter a sua identidade, tornando-o um espaço de todos e para todos. O nosso objetivo é fazer com que os nossos hóspedes se sintam em casa e respirem a hospitalidade do Norte”, garante Filipe Silva, Member of Board of Directors do grupo Axis Hotéis e Golfe.

A história do edifício e a sua relação com o FCP remonta a 1933, quando o clube arrendou o primeiro andar ao proprietário, César Augusto Bordallo, para instalar os serviços de sede e secretaria. Estes mantiveram-se no edifício ao longo de quase cinco décadas, até a sede ser transferida para o Estádio das Antas, em 1982. A varanda da sede do FC Porto tornou-se um espaço que faz parte da memória coletiva da cidade, tendo sido palco de consagração de diversos campeões e vencedores.

Com esta abertura, o Axis Porto Club junta-se aos restantes seis hotéis do grupo que detém a rede de hotéis Axis, localizados em Póvoa de Varzim, Ofir, Viana do Castelo, Porto, Braga e Ponte de Lima, onde o grupo detém ainda o Campo de Golfe.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Viagens Tempo promovem Cairo e Hurghada para a Páscoa

As Viagens Tempo lançaram uma proposta para a Páscoa no Egito, num pacote de sete noites para o Cairo e Hurghada, que apresenta preços desde 1.695 euros por pessoa e que conta com partida do Porto, a 3 de abril.

Publituris

As Viagens Tempo lançaram uma proposta para a Páscoa no Egito, num pacote de sete noites que apresenta preços desde 1.695 euros por pessoa e que conta com partida do Porto, a 3 de abril.

O pacote das Viagens Tempo para a Páscoa no Egito conta com duas noites de alojamento no Cairo, capital do Egito, no hotel de cinco estrelas Steigenberger Cairo Pyramids, e outras cinco noites em Hurghada, uma das principais estâncias turísticas egípcias no Mar Vermelho, onde o alojamento será no Marriott Hurghada Beach Resort, também de cinco estrelas.

Além do alojamento, o pacote das Viagens Tempo para a Páscoa no Egito inclui também sete refeições, assim como visita de dia inteiro às Pirâmides, Esfinge e Museu do Cairo, com guia local em português ou espanhol, e voos de ida e volta pela Turkish Airlines, via Istambul, na Turquia.

A proposta para a Páscoa contempla ainda taxas, transferes entre o aeroporto e o hotel, bem como seguro de viagem, incluindo condições especiais para cancelamento antecipado e interrupção de viagem e cobertura complementar COVID-19.

Já o visto de entrada no Egito não está incluído, assim como as bebidas às refeições, gastos pessoais e gratificações a guias e motoristas.

O pacote é válido para um mínimo de 10 participantes e conta com lugares garantidos mas limitados, devendo os participantes possuírem passaporte com uma validade mínima de seis meses.

Além da saída do Porto, o operador turístico disponibiliza também voos desde Lisboa, devendo os interessados contactar as Viagens Tempo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Tecnologia

Há 1,3 milhões de euros para startups e soluções inovadoras no turismo

Com as candidaturas abertas até 10 de março de 2023, o programa visa apoiar 250 startups na criação e desenvolvimento de novos negócios no setor do turismo, com base em ideias inovadoras e disruptivas.

Publituris

O Governo lançou, através do Turismo de Portugal, uma nova edição do Programa FIT 2.0 – Fostering Innovation in Tourism, uma iniciativa com um investimento público na ordem dos 1,3 milhões de euros que visa apoiar 250 startups na criação e desenvolvimento de novos negócios no setor do turismo, com base em ideias inovadoras e disruptivas.

Num reforço da aposta no empreendedorismo e na inovação, como instrumentos fundamentais para concretizar a Estratégia Turismo 2027 e como aceleradores do processo de transição digital e climática do setor, esta edição do FIT prevê o lançamento de um concurso nacional de ideação e programa de pré-aceleração, capazes de mobilizar o ecossistema do turismo e as entidades do sistema científico e tecnológico para a geração de novas soluções em todo o país, com especial enfoque em territórios de baixa densidade.

Paralelamente, são lançados os regulamentos para programas de aceleração e de inovação aberta, com o objetivo de promover o desenvolvimento de soluções alinhadas com as necessidades do setor e o seu teste em contexto empresarial.

Nuno Fazenda, secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, considera que “crescer na inovação é um imperativo do turismo do futuro”. “Temos de fazer mais e melhor para qualificar os nossos produtos e destinos. Esta nova edição do programa FIT, lançada hoje, com apoios a fundo perdido, é um importante estímulo para a inovação no turismo”.

A transição digital e climática do setor são os principais desafios a endereçar pelos programas, encontrando-se as candidaturas abertas até 10 de março de 2023.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.