TAP encerra ano de 2009 com prejuízo de 3,5 milhões de euros

Por a 7 de Abril de 2010 as 20:31

A TAP SGPS – que engloba a TAP S.A., Groundforce, acções Globália, M&E Brasil, PGA, Amortização, Investimentos e Outros – fechou o ano de 2009 com um prejuízo de 3,5 milhões de euros, contra os 285,5 milhões registados em 2008 e os 21,9 milhões de euros positivos em 2007. “É um resultado muito próximo do equilíbrio”, frisou Fernando Pinto. O CEO da TAP referiu ainda que “2009 foi um ano extremamente difícil para o transporte aéreo”. “O prejuízo da TAP, SGPS em 2009 deveu-se, principalmente, ao impacto negativo de 31,6 milhões com a retoma das acções que a Globalia detinha na Groundforce”, adiantou Michael Connoly, administrador da TAP para a área financeira.

Já a TAP S.A. – que integra passagens, carga e manutenção, obteve um lucro de 57 milhões de euros, recuperando dos 209 milhões negativos de 2008 e superando mesmo os 54 milhões positivos registados em 2007. “É um resultado notável, que reposiciona a TAP no patamar do equilíbrio e dos lucros em que tem vivido nos últimos anos, à excepção de 2008”, explicou Fernando Pinto.

*leia mais sobre os resultados da TAP na edição impressa de 9 de Abril

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *