Edição digital
Assine já
PUB
Transportes

Azul lembra que ainda é necessário certificado de vacinação ou teste negativo para entrar no Brasil

A companhia aérea brasileira indica que os passageiros que se apresentarem no aeroporto sem um destes documentos “terão o embarque negado e deverão arcar com os custos da remarcação”.

Publituris
Transportes

Azul lembra que ainda é necessário certificado de vacinação ou teste negativo para entrar no Brasil

A companhia aérea brasileira indica que os passageiros que se apresentarem no aeroporto sem um destes documentos “terão o embarque negado e deverão arcar com os custos da remarcação”.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Consolidador.com moderniza identidade visual com olhos postos numa maior internacionalização
Distribuição
Luís Montenegro: “Aeroporto, vamos avançar mesmo”, “TAP vamos privatizar a 100%” e no Alojamento Local “ataque desferido será revertido”
Turismo
Receitas turísticas batem novo recorde e somam mais de 25MM€ em 2023
Destinos
Turismo do Porto e Norte tem nova marca com novo conceito
Destinos
Feira de Emprego e Carreiras Azuis espera receber mais de 3.200 visitantes
Transportes
Embratur vai estar em força na BTL para promover novos segmentos turísticos
Destinos
MSC Cruzeiros inova nas reservas com lançamento do “Open Booking”
Transportes
China mostra ao mundo o seu 1º avião comercial para rivalizar com Boeing e Airbus
Aviação
Aeroporto do Dubai bate todos os recordes com 87 milhões de passageiros em 2023
Transportes
Albufeira esteve em Sevilha a promover a sua oferta turística
Destinos

A companhia aérea brasileira Azul veio esta segunda-feira, 14 de novembro, relembrar agentes de viagens e passageiros que ainda é necessário apresentou um certificado de vacinação completa ou um teste negativo à COVID-19 para viajar para o país, regra que se aplica tanto a passageiros brasileiros como internacionais.

De acordo com um comunicado da companhia aérea brasileira, os passageiros que se apresentarem no aeroporto sem um destes documentos “terão o embarque negado e deverão arcar com os custos da remarcação”.

A companhia aérea coloca-se à disposição dos agentes de viagens para esclarecer todas as dúvidas que possam existir e agradece a compreensão dos passageiros relativamente a esta exigência, que continua em vigor no Brasil.

As dúvidas podem ser esclarecidas através do e-mail [email protected] ou do número de telefone +351 211 350 520.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Consolidador.com moderniza identidade visual com olhos postos numa maior internacionalização
Distribuição
Luís Montenegro: “Aeroporto, vamos avançar mesmo”, “TAP vamos privatizar a 100%” e no Alojamento Local “ataque desferido será revertido”
Turismo
Receitas turísticas batem novo recorde e somam mais de 25MM€ em 2023
Destinos
Turismo do Porto e Norte tem nova marca com novo conceito
Destinos
Feira de Emprego e Carreiras Azuis espera receber mais de 3.200 visitantes
Transportes
Embratur vai estar em força na BTL para promover novos segmentos turísticos
Destinos
MSC Cruzeiros inova nas reservas com lançamento do “Open Booking”
Transportes
China mostra ao mundo o seu 1º avião comercial para rivalizar com Boeing e Airbus
Aviação
Aeroporto do Dubai bate todos os recordes com 87 milhões de passageiros em 2023
Transportes
Albufeira esteve em Sevilha a promover a sua oferta turística
Destinos
PUB
Transportes

Feira de Emprego e Carreiras Azuis espera receber mais de 3.200 visitantes

A Feira de Emprego e Carreiras Azuis decorrer a 7 de março, no Centro de Congressos do Porto Palácio Hotel, no Porto.

Publituris

A Feira de Emprego e Carreiras Azuis, que vai decorrer a 7 de março, no Centro de Congressos do Porto Palácio Hotel, no Porto, tem já confirmados mais de 3.200 visitantes, entre vários perfis que procuram trabalho entre os vários setores de atividade da economia azul.

“Entre os perfis dos visitantes, destacam-se soldadores, eletromecânicos, marinheiros, empregados de hotelaria, engenheiros, turismo, restauração, maquinistas, serralheiros, pilotos de navios, informáticos, pintores navais, desenhadores projetistas, logística, técnicos de energias renováveis, gestores de projetos, arquitetos navais, empresários, estudantes, formadores, biólogos, investigadores, profissionais de comunicação, saúde e indiferenciados”, indica a organização da feira.

Entre os expositores já confirmados, encontram-se empresas e entidades como a Viking, For-Mar, MSC, Portline, Amadeus, Scylla, Grupo Sousa, Uniworld, Escola do Mar dos Açores, Amplia, Mystic Invest, Peopleconquest, Euromar, Le Boat, Bluewater Yachting, Blue Design Alliance, ESAD Matosinhos, Politécnico de Viana do Castelo, Universidade Católica, B2E Blue Bioeconomy CoLAB, Aquacultores, Les Roches, IberBlue Wind e o IEFP.

“A Feira de Emprego e Carreiras Azuis é um evento fundamental para quem trabalha ou pretende trabalhar em cruzeiros, iates, turismo náutico, navios de carga, instalações portuárias e logística, construção e reparação naval, energias renováveis no oceano, pesca, aquicultura, biotecnologia, serviços marítimos, ambiente e sustentabilidade, entre outros setores de atividade da economia azul”, acrescenta a organização.

A entrada na Feira de Emprego e Carreiras Azuis é gratuita mas requer inscrição prévia, que pode ser realizada aqui, e vai ter lugar no Centro de Congressos do Porto Palácio Hotel, no Porto.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

MSC Cruzeiros inova nas reservas com lançamento do “Open Booking”

Reservar na MSC Cruzeiros agora ficou mais fácil para os passageiros a bordo da sua frota de navios que queiram comprar futuras férias no mar sem a necessidade de se comprometerem com um determinado navio, itinerário ou data de viagem. É com o novo programa ‘Open Booking’.

Publituris

O programa ‘Open Booking’, segundo anunciou a companhia de cruzeiros, significa que os passageiros colocam apenas um depósito reduzido de 100 euros por pessoa a bordo do cruzeiro e recebem um certificado que lhes dá até 12 meses para as escolher as suas próximas férias no mar. Esta iniciativa  visa complementar o programa ‘Future Cruise’ da MSC Cruzeiros introduzido no verão de 2023.

Por outro lado, recebem até 200 euros de crédito a bordo por camarote se selecionarem o navio e a data de partida no prazo de 60 dias após fazerem a reserva aberta a bordo. Em alternativa, podem efetuar a reserva no prazo de um ano e ainda desfrutar de até 100 dólares em crédito a bordo. Além disso, o ‘Open Booking’ também pode ser utilizado como presente para familiares ou amigos antes da escolha do navio e da data da partida.

Eduardo Cabrita, Diretor Geral da MSC Cruzeiros em Portugal, afirmou que com o programa Open Booking “queremos oferecer aos nossos passageiros mais flexibilidade na escolha do próximo navio e data de partida”, ao mesmo tempo que têm até um ano para tomar essa decisão enquanto ganham créditos futuros para as próximas férias no mar.

Entretanto, os agentes de viagens que fizeram a reserva original do cruzeiro também beneficiarão do programa ‘Open Booking’ e receberão uma comissão total assim que o navio e a data de partida forem selecionados.

Refira-se que o programa ‘Future Cruise’ da MSC Cruzeiros, lançado há seis meses, beneficia os agentes de viagens e os passageiros da companhia quando um cliente que utilizou uma agência para as suas férias no mar reserve a sua próxima viagem a bordo.

Os agentes originais recebem uma comissão total por qualquer nova reserva feita a bordo sendo que os novos aspetos do programa incluem um ´depósito somente a bordo’ reduzido por pessoa para o seu próximo cruzeiro, maior flexibilidade para que uma reserva possa ser alterada para ir ao encontro das necessidades do cliente antes do pagamento final e um prazo alargado de ‘garantia do melhor preço’.

Outros benefícios incluem crédito a bordo para o próximo cruzeiro do cliente, pontos a dobrar para o programa de fidelização da companhia MSC Voyagers Club, a possibilidade de combinar ofertas de mercado com o esquema de recompensas e os passageiros podem também escolher entre a melhor seleção de camarotes e suítes.

Ainda segundo a companhia, os passageiros a bordo dos navios da MSC Cruzeiros têm acesso a informações de itinerário e às melhores ofertas através das suas equipas dedicadas a bordo do Future Cruise e cada nova reserva de cruzeiro aberta e futura irá gerar um email de confirmação para o seu agente de viagens.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Aeroporto do Dubai bate todos os recordes com 87 milhões de passageiros em 2023

O Aeroporto Internacional de Dubai (DXB) bateu todos os recordes em 2023 com tráfego de passageiros a chegar quase aos 87 milhões de passageiros, mais 31,7% do a previsão anual da infraestrutura e superando o verificado antes da pandemia. As previsões iniciais indicam que, em 2024, deverá receber 88,8 milhões de passageiros.

Publituris

O Aeroporto Internacional do Dubai fechou o 2023 com um tráfego recorde que se aproxima dos 87 milhões de passageiros (+31,7%), superando a previsão anual de infraestrutura e os níveis pré-pandemia (2019: 86,4 milhões), consolidando o seu estatuto como um dos centros de viagens internacionais mais movimentados do mundo. Cerca de 66 milhões de passageiros foram contabilizados em 2022, tornando 2023 um aumento significativo.

Com estes valores, em declarações à imprensa internacional, Paul Griffiths, CEO da Dubai Aeroportos, refere que “em última análise, chegará um momento em que será necessário um novo aeroporto para continuar a financiar a expansão do setor da aviação”, mas avança que “os planos para isso estão muito em discussão”. Atualmente, o Aeroporto Internacional de Dubai conecta-se a 262 destinos em 104 países, através de 102 companhias aéreas internacionais. As previsões iniciais indicam que em 2024, deverá receber 88,8 milhões de passageiros.

Os resultados do ano passado foram impulsionados pelo forte crescimento de aeroporto no segundo semestre do ano, durante o qual registou 45,4 milhões de passageiros.

Com 7,8 milhões de passageiros, dezembro foi o mês mais movimentado do quarto trimestre, tendo o aeroporto registado um tráfego de 22,4 milhões de passageiros, o que representou um crescimento homólogo de 13,8%, face ao quarto trimestre do ano anterior. Foi ainda anunciado que terceiro trimestre continuou a ser o mais movimentado desde 2019, com 23 milhões de passageiros, enquanto agosto, com 7,9 milhões, foi o mês mais movimentado.

Um pormenor importante: Mais de 95% dos passageiros tiveram menos de sete minutos de espera no controlo de passaportes de saída, enquanto o tempo médio de espera no controlo de segurança de saída foi inferior a quatro minutos para 97,5% dos utilizadores.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Royal Caribbean assina acordo para construir 7.º navio de cruzeiro da classe Oasis

O novo navio, cujo nome ainda não terá sido escolhido, vai ser irmão do Utopia of the Seas, que a Royal Caribbean International inaugura em julho, e deverá entrar em operação em 2028.

Publituris

O Grupo Royal Caribbean assinou um acordo com o estaleiro Chantiers de l’Atlantique, em França, para a construção do sétimo navio da classe Oasis, avança a publicação britânica Travel Weekly.

De acordo com a informação divulgada, o novo navio, cujo nome ainda não terá sido escolhido, vai ser irmão do Utopia of the Seas, que a Royal Caribbean International inaugura em julho, e deverá entrar em operação em 2028.

Por enquanto, não são conhecidos mais pormenores sobre o sétimo navio da classe Oasis e Grupo Royal Caribbean diz que a encomenda está ainda dependente de financiamento, algo que o grupo espera concluir ainda este ano.

“Embora estejamos ansiosamente à espera da estreia do Utopia of the Seas da Royal Caribbean neste verão, já estamos a sonhar com seu navio irmão e a próxima instalação na extremamente popular classe Oasis”, congratula-se Jason Liberty, presidente do Grupo Royal Caribbean.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Porto de Setúbal prepara-se para voltar a receber cruzeiros a partir de maio

O primeiro navio de cruzeiros deverá atracar na Doca dos Pescadores, no Porto de Setúbal, em maio, prevendo-se que a infraestrutura portuária receba mais três navios de cruzeiro até ao final de 2024 e outros quatro em 2025.

Publituris

O Porto de Setúbal vai voltar a receber navios de cruzeiro já a partir de maio, avança o jornal O Setubalense, que diz que o regresso dos cruzeiros vai acontecer ao abrigo de um projecto que se encontra em desenvolvimento e que visa complementar a oferta de Lisboa.

De acordo com a informação avançada, o primeiro navio de cruzeiros deverá atracar na Doca dos Pescadores em maio, prevendo-se que a infraestrutura portuária receba mais três navios de cruzeiro até ao final de 2024.

O Setubalense diz que o projeto da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra pretende “complementar” Lisboa e não “concorrer” com a oferta da capital.

Segundo António Caracol, administrador da APSS, este projeto pretende “puxar pelos elementos da região”, uma vez que o Porto de Setúbal é um “motor” que tem vindo a “alavancar ao longo dos anos” toda a península.

“Agora percebemos que existia a possibilidade, pelo facto de a administração ser a mesma, de sermos procurados por alguns operadores que manifestaram esse interesse em vir também para Setúbal”, explicou o responsável, ao jornal regional.

António Caracol lembra que, em 2023, “Lisboa bateu o recorde de número de cruzeiros” e de passageiros, pelo que, ao olhar para os números da capital, a APSS entendeu que também “Setúbal tem de aproveitar esta oportunidade”

Segundo o responsável, esta não é uma ideia nova, uma vez que o município de Setúbal já “expressou esse interesse” por diversas vezes, pelo que, neste momento, a APSS está em conversações “com várias entidades para perceber qual a melhor forma de colocar em prática toda esta organização”.

“Irá criar muitos postos de trabalho e novas empresas aparecerão. Em termos de oferta, pretendemos que seja diferente da oferta turística”, sublinhou ainda o responsável, revelando que, para este ano, estão previstas quatro ou cinco escalas de navios de cruzeiros, bem como outras quatro em 2025.

O administrador da APSS revelou que as intervenções na parte arquitetónica da Doca dos Pescadores já foram realizadas e contaram com os “contributos incorporados” de todas as entidades.

“Tudo isto já está a ser projetado, portanto, esperamos que depois de tudo isto possamos levar a concurso para começar a ter esse terminal de cruzeiros, e que seja uma coisa à proporção do porto”, explicou, acrescentando que espera que, em breve, o porto possa também “receber navios eléctricos”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Ryanair chega a acordo com a TUI para venda do produto da companhia aérea

Com esta parceria, a TUI passa a vender voos, assentos e malas na Ryanair como parte dos seus pacotes de viagem e sem cobrar “excessivamente aos clientes pelos produtos” da transportadora, segundo a Ryanair.

Publituris

A Ryanair e a TUI estabeleceram uma nova parceria, que prevê que o operador turístico passe a vender voos, assentos e malas na Ryanair como parte dos seus pacotes de viagem e sem cobrar “excessivamente aos clientes pelos produtos” da transportadora, avança a Ryanair, em comunicado.

De acordo com a Ryanair, este acordo coloca a TUI noutro patamar, que diferencia o operador turístico daquilo a que a Ryanair chama de Online Travel Agencies (OTA) piratas, que enganam os clientes, cobrando valores exagerados pelo produto da companhia aérea.

“Os clientes da TUI irão agora beneficiar da exibição na TUI dos preços realmente baixos da Ryanair, sem margens de lucro ocultas”, sublinha a companhia aérea no comunicado divulgado.

Além de evitarem cobranças excessivas, os clientes da TUI passam também a ter acesso à conta myRyanair sempre que os seus pacotes de férias incluírem produtos da Ryanair, recebendo também informação sobre o voo no seu e-mail e tendo ainda a garantia de que os seus contactos e informações de pagamento serão fornecidos à Ryanair.

A Ryanair realça que os clientes continuam também “a beneficiar de planos de pagamento flexíveis e proteção ATOL e já não necessitarão de preencher o formulário de pagamento da Ryanair”, um processo de verificação que os clientes não autorizados das OTA piratas têm de continuar a fazer.

A companhia aérea avança ainda que, com este acordo, a TUI tornou-se no terceiro parceiro OTA da Ryanair, a par da loveholidays e da Kiwi, nos quais os clientes têm a garantia de não pagar “margens de lucro ocultas, sobretaxas e taxas de “serviço” inventadas”.

“Temos o prazer de anunciar esta parceria com a TUI, que permitirá aos clientes da TUI reservar agora voos, assentos e malas da Ryanair como parte do seu pacote de férias com a garantia de que terão total transparência de preços dos produtos Ryanair”, congratula-se Dara Brady, da Ryanair.

Já Peter Krüger, diretor de Estratégia e diretor Executivo de Experiências de Férias do Grupo TUI, sublinha que o novo acordo com a Ryanair “segue a estratégia do grupo de maior digitalização dos segmentos de negócio”.

“A cooperação com a Ryanair irá agora expandir ainda mais a gama de pacotes dinâmicos de férias TUI e, ao mesmo tempo, alcançar mais um marco na digitalização. Além disso, a cooperação também contribui para a nossa estratégia de crescimento – o objetivo é alcançar um crescimento adicional através de mais produtos e novos hóspedes”, acrescenta o responsável da TUI.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Transavia abre nova rota entre Faro e Nice a 18 de julho

A partir de 18 de julho, a Transavia passa a voar entre Faro e Nice, numa operação sazonal, que decorre em julho e agosto, com dois voos por semana.

Publituris

A Transavia vai abrir uma nova rota entre Faro e a cidade francesa de Nice a partir de 18 de julho de 2024, numa operação com dois voos por semana que decorre nos meses de julho e agosto.

“Com dois voos semanais às quintas e domingos, a nova ligação entre as duas cidades ensolaradas e do Sul de Portugal e de França vai operar durante a época alta de julho e agosto”, avança a Transavia, em comunicado.

A Transavia indica que os bilhetes para os novos voos entre Faro e Nice já se encontram disponíveis para venda e apresentam preços desde 26 euros para voos de ida.

“Estamos muito orgulhosos por abrir uma nova rota de/para Portugal, um dos nossos mais estimados e estratégicos mercados a nível global. A nova ligação entre duas cidades que vivem do sol e que se destacam pelas suas praias deslumbrantes é também uma celebração das diversas culturas e idiossincrasias que existem ao longo de todo o Mediterrâneo”, afirma Nicolas Hénin, Chief Commercial Officer da Transavia France.

De acordo com o responsável, “Nice está a tornar-se uma base cada vez mais importante” para a rede da Transavia, pelo que esta nova rota se enquadra “perfeitamente no foco de desenvolvimento” da companhia aérea na região.

Os bilhetes podem ser adquiridos através do website da Transavia.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Finnair regressa aos lucros em 2023 depois de três anos de prejuízo devido à COVID-19

No ano passado, a Finnair registou lucros de 254,3 milhões de euros, valor que compara com o prejuízo de 476,2 milhões de euros que tinha sido contabilizado em 2022 e que já vinha desde 2020, devido à pandemia da COVID-19.

Publituris

A Finnair contabilizou, no ano passado, lucros de 254,3 milhões de euros, num regresso a resultados positivos, depois de três anos de prejuízos causados pelo impacto da COVID-19.

De acordo com a Lusa, a companhia aérea de bandeira finlandesa, que tem o estado finlandês como acionista maioritário, registou um volume de negócio de 2.988 milhões de euros, 26,8% acima do ano passado, que se ficou a dever ao forte aumento no tráfego de passageiros.

No ano passado, a Finnair contabilizou um EBITDA de 516,5 milhões de euros, valor que compara com o prejuízo operacional bruto de 153,2 milhões de euros contabilizados em 2022.

Já o EBIT, ou seja, o lucro operacional da Finnair chegou aos 191,4 milhões de euros em 2023, indicador que, tal como o EBITDA, também compara com o prejuízo contabilizado no ano anterior e que tinha sido de 200 milhões de euros.

Recorde-se que, em 2022, a Finnair tinha registado um prejuízo de 476,2 milhões de euros.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Foto crédito: Depositphotos.com

Aviação

2023 bate recordes de passageiros e aviões nos aeroportos nacionais

Dados divulgados esta quarta-feira, 14 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram que, no ano passado, os aeroportos nacionais movimentaram 67,5 milhões de passageiros e receberam 243,8 mil aviões em voos comerciais, crescendo acima do período pré-pandemia em ambos os indicadores.

Inês de Matos

No ano passado, os aeroportos nacionais movimentaram 67,5 milhões de passageiros e receberam 243,8 mil aviões em voos comerciais, números que mostram que, em Portugal, o transporte aéreo já recuperou do impacto da pandemia e cresce acima dos níveis de 2019, de acordo com os dados revelados esta quarta-feira, 14 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados do INE mostram que, no ano passado, o número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais ficou 18,9% acima do registado em 2022 e cresceu ainda 12,3% face 2019, o último ano antes da pandemia e que tinha trazido vários recordes ao turismo nacional, incluindo os aeroportos, que tinham movimentado, nesse ano, pouco mais de 60 milhões de passageiros.

Os aeroportos nacionais registaram ainda um recorde nos aviões aterrados no ano passado, que cresceram 12,0% face ao ano anterior e 7,0% em relação ao acumulado de 2019.

Por aeroportos, o destaque, no ano passado, foi para Lisboa, que movimentou 49,8% do total de passageiros, num número absoluto de 33,6 milhões de passageiros, que representa um aumento de 19,1% face a 2022 e de 7,9% em comparação com 2019.

No entanto, o INE diz que, “considerando os três aeroportos com maior tráfego anual de passageiros, o aeroporto do Porto registou o maior crescimento face a 2022 (+20,3%) e 2019 (+16,0%)”.

Quanto a países de origem e destino dos voos, o INE refere ainda que o ranking dos cinco principais países “não registou alterações face ao ano anterior”, com destaque para o Reino Unido, que se manteve como “o principal país de origem e de destino dos voos, registando crescimentos de 16,5% no número de passageiros desembarcados e 16,9% no número de passageiros embarcados”.

França e Espanha ocuparam, respetivamente, a segunda e terceira posições do ranking, seguindo-se a Alemanha que, apesar de ter registado os menores crescimentos, em ambos os sentidos, manteve a quarta posição, enquanto a Itália ocupa o quinto lugar e registou os maiores crescimentos (+31,2% e +31,0%
no número de passageiros desembarcados e embarcados, respetivamente).

Dezembro manteve tendência de 2023

A contribuir para que os números do ano passado fossem positivos esteve também o último mês de 2023, que contabilizou 4,5 milhões de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais, o que representa um aumento de 9,3% face a dezembro de 2022 e de 13,7% comparativamente ao último mês de 2019.

Em dezembro de 2023, os aeroportos nacionais assistiram, em média, ao desembarque de 75,9 mil passageiros por dia, valor que, segundo o INE, foi “superior ao registado em dezembro de 2022 (69,4 mil; +9,3%) e 14,7% acima do verificado em dezembro de 2019 (66,2 mil)”.

No último mês do ano passado, os aeroportos nacionais receberam ainda 17,4 mil aeronaves em voos comerciais, crescimento de 5,5% face a mês homólogo do ano anterior e de 8,7% em comparação com dezembro de 2019.

Neste mês, acrescenta o INE, 82,2% dos passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais corresponderam a tráfego internacional, que atingiu os 1,9 milhões de passageiros, num crescimento de 10,2%. A maioria destes passageiros era proveniente do continente europeu e representou 68,3% do total, o que indica uma subida de  8,9% face a dezembro de 2022.

No entanto, o INE destaca que “o continente americano foi a segunda principal origem, concentrando 9,4% do total de passageiros desembarcados (+21,2%)” nos aeroportos nacionais, em dezembro.

No que diz respeito aos passageiros embarcados nos aeroportos nacionais, 80,5% corresponderam a tráfego internacional, o que representa 1,7 milhões de passageiros e um crescimento de 10,9%. Neste indicador, o principal destino foram os aeroportos no continente europeu, que representaram 65,1% do total, crescendo 9,7% face ao mesmo mês de 2022.

E também no que diz respeito aos passageiros embarcados o INE realça que “os aeroportos no continente americano foram o segundo principal destino dos passageiros embarcados (10,0% do total; +18,8%)”, em dezembro, em território nacional.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Transportes

COPA Airlines voa para três novos destinos  

Com a adição de Raleigh-Durham, a COPA Airlines reforça a presença nos EUA, alcançando um total de 16 destinos nesse mercado. Além disso, haverá novas rotas para Tulum (México) e Florianópolis (Brasil).

Publituris

A Copa Airlines, subsidiária da Copa Holdings, S.A. e membro da rede global de companhias aéreas Star Alliance, anuncia o início das operações, em junho deste ano, para três novos destinos: Tulum, no México, Florianópolis, no Brasil, e Raleigh-Durham, na Carolina do Norte, EUA.

Com a adição destas rotas, a Copa Airlines expande a sua rede para 85 destinos em 32 países da América Central, do Sul, do Norte e das Caraíbas.

“Continuamos firmes no nosso propósito de encurtar distâncias e facilitar as ligações, permitindo que o Panamá continue a ser a ponte que une milhares de pessoas em todo o continente, ao mesmo tempo que contribui para o desenvolvimento económico das comunidades onde operamos. Esta expansão estratégica não só promove o intercâmbio cultural na região, mas também incentiva e aprofunda o turismo e os laços comerciais nos Estados Unidos, México e Brasil. Também abre a oportunidade para mais turistas desfrutarem das maravilhas do Panamá através do programa Panama Stopover”, refere Pedro Heilbron, CEO da Copa Airlines.

A COPA reforça a sua oferta na América do Norte com a adição de Raleigh-Durham, a porta de entrada para o “Triângulo de Pesquisa” da Carolina do Norte, uma região conhecida pela sua proximidade a prestigiados centros de ensino superior e pela sua posição como um centro de inovação e tecnologia.

Esta nova rota junta-se aos 15 destinos servidos pela companhia aérea nos EUA e iniciará as suas operações a 21 de junho de 2024, com quatro frequências semanais às segundas, quartas, sextas e domingos, com partida às 8h56 do Panamá (hora local) e chegada ao Aeroporto Internacional de Raleigh-Durham (RDU) às 14h28 (hora local). O voo de regresso partirá nos mesmos dias de Raleigh-Durham às 16h20, chegando à Cidade do Panamá às 19h46 (hora local).

A partir de 26 de junho, a COPA Airlines ligará a cidade de Tulum, localizada no estado mexicano de Quintana Roo, ao hub das Américas no Panamá. Este destino turístico, situado no coração da Riviera Maya, nas margens do Mar das Caraíbas, é conhecido pela proximidade de praias emblemáticas como Playa del Carmen, Xcaret, Akumal e Xel-há.

Esta nova ligação torna-se o quinto destino da companhia aérea no México, juntando-se à Cidade do México, Cancun, Guadalajara e Monterrey.

O voo da COPA Airlines para Tulum será operado com quatro frequências semanais, às terças, quartas, sextas e domingos, com partida às 7h45 do Panamá (hora local) e chegada ao Aeroporto Internacional de Tulum, Felipe Carrillo Puerto, às 10h34 (hora local). O voo de regresso partirá nos mesmos dias de Tulum às 11h44, chegando ao Panamá às 14h23 (hora local).

Com o objetivo de expandir a sua conetividade no importante mercado brasileiro, a partir de 25 de junho, a COPA Airlines voará para a cidade de Florianópolis, a capital do estado de Santa Catarina, no sul do Brasil.

A cidade de Florianópolis passa a ser o sétimo destino da companhia aérea no Brasil. O voo da COPA Airlines para Florianópolis será operado inicialmente com três frequências semanais, às terças, quintas e domingos. A partida será às 15h23 do Panamá (horário local) e a chegada ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz será às 12h22 (horário local). O voo de retorno sairá de Florianópolis à 1h25min, chegando ao Panamá às 6h30min (horário local) às quartas, sextas e segundas-feiras.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.