Edição digital
Assine já
PUB
Transportes

Governo deixa cair máscaras nos transportes, incluindo aviões

Deixa de ser obrigatório o uso de máscaras em transportes coletivos de passageiros, incluindo o transporte aéreo, bem como no transporte de passageiros em táxi ou TVDE. Falta, contudo, a publicação em Diário da República.

Publituris
Transportes

Governo deixa cair máscaras nos transportes, incluindo aviões

Deixa de ser obrigatório o uso de máscaras em transportes coletivos de passageiros, incluindo o transporte aéreo, bem como no transporte de passageiros em táxi ou TVDE. Falta, contudo, a publicação em Diário da República.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação
Alentejo veio de “Corpo e Alma” a Lisboa para conquistar turistas da Área Metropolitana
Destinos
Nova Edição: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Turismo
Edição Digital: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Edição Digital
Setúbal aprova criação de taxa turística municipal de 2€
Destinos
Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA
Transportes
9 em cada 10 espanhóis viajarão este verão, mas a gastar menos
Destinos
TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié
Transportes
Avis Budget Group apresenta Self-Service Kiosks:
Transportes
Hospitality Education Awards encerram candidaturas esta semana
Emprego e Formação

O Governo anunciou esta quinta-feira, depois da realização do Conselho de Ministros, que deixará de ser obrigatório o uso de máscaras ou viseiras nos transportes coletivos de passageiros, incluindo o transporte aéreo, bem como no transporte de passageiros em táxi ou TVDE.

Em comunicado, o Governo refere que “face ao desenvolvimento positivo da situação epidemiológica, considera-se oportuno avançar na eliminação de mais medidas restritivas, assegurando sempre a proporcionalidade destas às circunstâncias da infeção que se verificam em cada momento e independentemente da necessidade da sua modelação futura, designadamente em função da sazonalidade”.

O fim do uso obrigatório de máscaras entrará, contudo, em vigor depois de ser publicado em Diário da República.

Para a ministra da Saúde, Marta Temido, os dados fornecidos pela Direção-Geral da Saúde (DGS) demonstram uma “tendência favorável”, permitindo assim o aliviar de medidas em contexto pandémico, indicando, também, que as mortes por esta doença se encontram abaixo das 10 por cada 100 mil habitantes.

O Governo aprovou também a resolução que prorroga a declaração da situação de alerta em todo o território nacional continental, no âmbito da pandemia da doença COVID-19, até às 23h59m do dia 30 de setembro de 2022.

O Conselho de Ministros aprovou ainda a resolução que declara a situação de calamidade no Parque Natural da Serra da Estrela por um período de um ano, em consequência dos danos causados pelos incêndios florestais registados em agosto de 2022, para efeitos de reposição da normalidade na respetiva área geográfica, salvaguardando a paisagem classificada do Estrela Geopark Mundial da UNESCO.

“A situação de calamidade que aqui é aprovada prende-se com um conjunto de necessidades específicas e de segurança naquele parque natural e não se confundem com medidas de apoio aos territórios afetados”, justificou Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência na conferência de imprensa, após o Conselho de Ministros.

O presente diploma determina também a realização de um procedimento de inventariação, no prazo de 15 dias, dos danos e prejuízos provocados pelos incêndios florestais registados no mês de agosto no Parque Natural da Serra da Estrela, bem como em todos concelhos com área ardida igual ou superior a 4.500ha ou a 10% da respetiva área, em 2022.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro
Aviação
Alentejo veio de “Corpo e Alma” a Lisboa para conquistar turistas da Área Metropolitana
Destinos
Nova Edição: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Turismo
Edição Digital: Turismo Náutico, Vê Portugal, Insider, Indaba e ainda Portugal Travel Awards
Edição Digital
Setúbal aprova criação de taxa turística municipal de 2€
Destinos
Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA
Transportes
9 em cada 10 espanhóis viajarão este verão, mas a gastar menos
Destinos
TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié
Transportes
Avis Budget Group apresenta Self-Service Kiosks:
Transportes
Hospitality Education Awards encerram candidaturas esta semana
Emprego e Formação
PUB
Aviação

TAAG retoma voos sazonais para o Porto a 17 de dezembro

Os voos sazonais da TAAG entre Luanda e o Porto regressam a 17 de dezembro e vão apresentar preços desde 661,89 euros, não sendo ainda conhecidos mais pormenores sobre a operação da companhia aérea angolana.

A TAAG anunciou que, a 17 de dezembro, vai retomar a operação sazonal para a cidade Invicta, voltando a ligar Luanda, capital angolana, ao Porto, informou a companhia aérea angolana, em nota enviada à imprensa.

“A partir do dia 17 de dezembro poderá viajar para a Cidade Invicta e vice-versa, rever a sua família e amigos, e colecionar mais momentos especiais com a TAAG”, lê-se na informação divulgada, que não contém mais informações sobre a operação.

As viagens da TAAG entre Luanda e o Porto vão apresentar preços a partir de 661,89 euros, mas, por enquanto, os voos ainda não se encontram disponíveis para reserva no website da companhia aérea.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Lufthansa disposta a ceder mais para ficar com ITA

Segundo avança a imprensa alemã, o grupo Lufthansa está disposto a fazer novas concessões para concretizar a compra da ITA Airways.

Publituris

O Grupo Lufthansa ofereceu uma nova ronda de concessões à UE relativamente à sua aquisição da ITA Airways, segundo vários meios de comunicação social alemães.

Os reguladores europeus da concorrência estão atualmente a avaliar se o acordo da Lufthansa para comprar a transportadora italiana, que foi anunciado em maio de 2023, pode avançar, esperando-se que uma decisão final possa ser tomada no início de julho.

A UE já afirmou anteriormente que tem preocupações em matéria de concorrência, uma vez que o acordo poderia aumentar os preços dos voos ou “diminuir a qualidade” dos serviços aéreos de e para Itália, incluindo preocupações sobre o domínio da Lufthansa-ITA no aeroporto de Milão Linate e também em algumas rotas transatlânticas.

Em Itália sugere-se que a UE já aceitou as últimas propostas da Lufthansa, que incluem a cedência de 15 a 17 slots diárias em Linate, bem como a autorização de concorrentes para assumirem alguns dos voos de longo curso da ITA de Roma para destinos norte-americanos como São Francisco, Washington, Chicago e Toronto.

De acordo com um relatório da Reuters, estas concessões incluem o início de voos diretos de Itália para a América do Norte por parte de outra companhia aérea, a par de duas transportadoras concorrentes que operam voos indiretos a partir de Itália com uma escala noutra cidade da UE antes de atravessarem o Atlântico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Boeing 737-700

Transportes

TAAG retoma voos após um ano para província angolana do Bié

A TAAG, companhia aérea angolana, anunciou a retoma, um ano depois, de voos regulares para a província do Bié, a partir de 2 de agosto, com duas frequências semanais, ligando também o Cuando Cubango.

Publituris

Numa nota da TAAG – Linhas Aéreas de Angola sublinha-se que a retomada dos voos, suspensos desde março de 2023, vai restabelecer a ligação para a cidade do Cuito, capital do Bié, num voo triangular Luanda-Menongue-Cuito, com saídas à terça-feira e sexta-feira.

“Os passageiros (particulares e segmento corporativo) voltam a contar com os benefícios de uma conexão aérea rápida, segura e confortável para a província do Bié, num serviço que será operado por uma aeronave Dash-8 400, com capacidade para 74 passageiros, sendo 64 em classe económica e 10 em classe executiva”, refere-se no comunicado.

Atualmente, a TAAG tem ligações de Luanda para as cidades de Cabinda, Catumbela, Dundo, Huambo, Lubango, Luena, Namibe, Ondjiva, Saurimo, Menongue, Soyo, sendo que, a partir de agosto vai assegurar a conexão ao Cuito, através de voo triangular.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Avis Budget Group apresenta Self-Service Kiosks:

A nova oferta agiliza o processo de recolha do veículo, permitindo aos clientes a recolha das chaves do seu veículo em menos de 30 segundos.

Publituris

O Avis Budget Group dá a conhecer o serviço Self-Service Kiosks em Portugal, uma solução que se traduz na fusão de sinergias entre tecnologia e eficácia no mundo automóvel. O Self-Service Kiosks permite que os utilizadores recolham as chaves do veículo alugado durante o processo de reserva de forma rápida e segura através de uma máquina automática.

O novo Self-Service Kiosks está integrado na app da Avis e permite que os utilizadores tenham uma experiência 100% digital e desfrutem de um processo linear desde a sua reserva à recolha das chaves da sua viatura. Depois de completar a reserva, os clientes verificam facilmente a sua identidade através da app Avis, antes de selecionar ou atualizar o seu veículo e receber o QR Code, que é digitalizado no quiosque para recolher as chaves. Graças a estas soluções, o tempo necessário para recolher as chaves é de menos de 30 segundos!

Estrategicamente posicionados nos principais centros de viagens, como os aeroportos, os quiosques Self-Service ajudam os clientes a evitar filas de espera, com um controlo total do seu itinerário de viagem. Esta última oferta, para além do serviço de check-in digital, e QuickPass, reforça a dedicação do Avis Budget Group na melhoraria da experiência do cliente através da inovação contínua. O investimento reflete-se em dados recentes que revelam que o índice de satisfação (Net Promote Score – NPS) é, em média, de 10 vezes acima do que em clientes que não utilizam os serviços de quiosques Self-Service.

O serviço não tem custos adicionais para membros Avis Preferred, programa de fidelização Avis. Em Portugal, o Self-Service Kiosks está disponível no Aeroporto de Lisboa, Porto e Faro.

Para encontrar as localizações deste serviço noutros países, consulte https://www.avis.com.pt/

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Qatar Airways renova parceria com a UEFA

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Publituris

A Qatar Airways renovou a parceria que já mantinha com a UEFA, voltando a ser a companhia aérea oficial das provas deste organismo de futebol europeu, incluindo também as competições de seleções masculinas da UEFA.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea do Qatar explica que esta parceria é uma extensão da anterior, que tinha sido estabelecida em torno do UEFA Euro 2020, e inicia-se com o UEFA Euro 2024, competição que se encontra a decorrer na Alemanha, até 14 de julho.

“Estamos muito satisfeitos por sermos parceiros da UEFA. Como Companhia Aérea Oficial das competições de seleções nacionais masculinas, a Qatar Airways está empenhada em trazer milhares de adeptos à Alemanha para este prestigiado evento”, congratula-se Badr Mohammed Al-Meer, CEo do Grupo Qatar Airways.

O responsável da Qatar Airways revela que a companhia aérea vai abrir, a 1 de julho, uma nova rota para Hamburgo, na Alemanha, que vai contribuir para “reforçar ainda mais” o compromisso da transportadora com a região e apoiar o torneio de futebol.

Com a abertura da rota para Hamburgo, a Qatar Airways passa a voar para cinco destinos na Alemanha e 49 destinos em toda a Europa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

ARAC lança nova publicação digital dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor

A RentMagazine é uma nova publicação em formato digital, lançada pela ARAC e que é dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor.

Publituris

A ARAC – Associação Nacional dos Locadores de Veículos anunciou o lançamento da RentMagazine, uma nova publicação em formato digital, que é dedicada às atividade de aluguer de veículos sem condutor.

Num comunicado enviado à imprensa, a associação explica que a RentMagazine é “direcionada para empresários, entidades públicas, fornecedores e clientes, focando-se nesta importante atividade económica”.

“Este novo meio de comunicação visa abordar diversas temáticas relacionadas com o setor, oferecendo informações valiosas e atualizadas para todos os envolvidos”, explica a ARAC, no comunicado divulgado.

Segundo a ARAC, a nova publicação visa “manter os leitores informados sobre as últimas novidades, tendências e regulamentações no setor do aluguer de veículos sem condutor; facilitar a conexão entre empresários, fornecedores e clientes, promovendo o
networking e parcerias estratégicas; oferecer análises detalhadas sobre o mercado, incluindo estatísticas, estudos e previsões futuras; proporcionar conteúdos formativos, ajudando profissionais do setor a aprimorarem suas competências e conhecimentos; e discutir práticas sustentáveis e inovações tecnológicas que possam contribuir para um futuro mais verde no setor de aluguer de veículos”.

A primeira edição da RentMagazine conta com um artigo de opinião do presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Francisco Calheiros, assim como com uma entrevista a Carlos Abade, presidente do Turismo de Portugal, assim como com um ensaio sobre o renovado Nissa Qaskai e artigos sobre as novas regras referentes às cartas de condução e o regulamento Euro 7 quanto a assuntos europeus.

O Guia de Boas Praticas para o rent-a-car e rent-a-cargo também é abordado nesta edição, assim como a Fiscalidade Automóvel, que é abordada num artigo de opinião de  António Brigas Afonso, enquanto o tema “Trabalho – Presente e Futuro” dá corpo a outro artigo de opinião assinado por Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC.

A RentMagazine dedica ainda um espaço à apresentação da V Convenção Nacional da ARAC, que vai decorrer a 18 de outubro, em Óbidos.

“Com um conteúdo robusto e uma abordagem inovadora, a RentMagazine veio
para ficar, prometendo contribuir significativamente para o desenvolvimento
do setor de aluguer de veículos sem condutor”, garante a ARAC, no comunicado divulgado.

A nova publicação pode ser acedida através do website da associação, aqui, e está ainda disponível para download aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Kenya Airways retoma ligação a Moçambique quatro anos depois

A companhia aérea queniana Kenya Airways retomou as ligações diretas entre Nairobi e a capital moçambicana, Maputo, quatro anos depois da suspensão, para “impulsionar” o desenvolvimento socioeconómico, anunciou a empresa Aeroportos de Moçambique (ADM).

Publituris

“Esta retoma marca um passo estratégico significativo nos esforços contínuos da ADM, E.P. para fortalecer a conectividade aérea e impulsionar o desenvolvimento socioeconómico do país”, afirma a empresa em comunicado.

Os voos entre as capitais dos dois países serão realizados três vezes por semana, às quartas, sextas e domingos, segundo informação da companhia queniana, uma das maiores do continente africano, com ‘hub’ em Nairobi.

“Este voo facilitará uma maior movimentação de pessoas e bens, criando novas oportunidades para o comércio, investimento e cooperação entre Moçambique e o Quénia, bem como outras partes da África oriental”, refere a ADM.

Segundo o comunicado da empresa estatal moçambicana, esta ligação direta da Kenya Airways “permitirá um fluxo mais eficiente” de mercadorias entre Nairobi e Maputo, “reduzindo custos logísticos” e o tempo de transporte.

“As empresas moçambicanas terão acesso mais rápido a mercados internacionais, fortalecendo as cadeias de abastecimento e aumentando a competitividade”, lê-se no documento.

A empresa estatal que gere os aeroportos moçambicanos acrescenta que esta ligação vai, igualmente, promover a potencialidade turística de Moçambique: “O voo direto facilitará a chegada de turistas do Quénia e de outros destinos conectados por Nairobi, promovendo Moçambique como um destino turístico atraente”.

A Kenya Airways anunciou em agosto de 2020 a suspensão dos voos para Maputo, aquando de uma reestruturação de rotas no período pós-pandemia de covid-19, que incluiu também a interrupção das ligações para Luanda, capital de Angola.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Transporte aéreo atingirá novo recorde com mais de 40 milhões de voos em 2024

Uma análise da AltIndex, com base em números da Statista e da IATA, dão conta que o setor do transporte aérea prepara-se para bater novos recordes em 2024.

Victor Jorge

Quatro anos após a pandemia, o setor do transporte aéreo não só recuperou totalmente da crise mais profunda da sua história, como também está a caminho de estabelecer um novo recorde em termos de receitas e número de passageiros.

De acordo com os dados apresentados pela AltIndex.com, o setor global das companhias aéreas deverá ultrapassar os 40 milhões de voos regulares e atingir 1 bilião de dólares em receitas (cerca de 933 mil milhões de euros), os valores mais elevados que este mercado alguma vez registou.

Estes números indicam mais 400 milhões de passageiros e 158 mil milhões de dólares de receitas acima do registado em 2019, depois de uma queda catastrófica de 60% no número global de passageiros e de 70% nas receitas no primeiro período da pandemia.

De acordo com o último inquérito da Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA), o setor do transporte aéreo não só igualou como ultrapassou os números de 2019 em fevereiro deste ano e tem continuado a crescer desde então. Com o aumento da procura global de voos, prevê-se que o número total de passageiros aéreos atinja quase cinco mil milhões até ao final de 2024, ou seja, mais 400 milhões do que antes da pandemia.

Embora se espere que a maioria das regiões suba acima dos níveis de 2019, a Ásia-Pacífico registará o maior crescimento em 2024. As estatísticas mostram que o número de passageiros das companhias aéreas na região aumentará 17% em relação ao ano anterior, com a China e a Índia a impulsionarem o crescimento. Espera-se que a Europa registe um sólido aumento de 11% no número de passageiros, seguindo-se o Médio Oriente, a América Latina e a América do Norte com taxas de crescimento anual de 9%, 8% e 7%, respetivamente.

Para além de atingir um número recorde de passageiros, o setor do transporte aéreo também irá gerar “mais receitas do que nunca”, indica a análise da AltIndex. De acordo com a pesquisa da IATA, a receita global do setor de aviação civil deve chegar a quase um bilião de dólares este ano, representando um aumento de 158 mil milhões de dólares em comparação com os números de 2019.

Com 2024 a trazer uma recuperação notável no tráfego aéreo global, as projeções de mercado para os anos seguintes tornaram-se ainda mais otimistas. A IATA prevê que os passageiros das companhias aéreas mundiais cresçam em média 3,8% ao ano durante as próximas duas décadas, resultando em mais de quatro mil milhões de viajantes até 2043.

A Ásia-Pacífico liderará o crescimento entre as regiões, com um aumento médio anual de 5,3% e mais de 2,7 mil milhões de passageiros neste período. Prevê-se que o PIB da região aumente 65% nos próximos 20 anos, fazendo com que o número de viagens per capita quase triplique. Consequentemente, quase metade do tráfego mundial de passageiros em 2043 terá origem ou partida da Ásia-Pacífico, contra 34% no ano passado.

As estatísticas mostram que os mercados europeu e norte-americano crescerão muito mais lentamente, acrescentando cerca de 650 milhões de passageiros nos próximos vinte anos.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Aviação

TAP lança promoção para a ilha do Sal com preços desde 249 euros e viagem gratuita para crianças

A promoção da TAP é válida para reservas feitas entre 17 e 23 de junho, aplicando-se a voos de ida e volta, para a ilha do Sal, em Cabo Verde.

Publituris

A TAP lançou esta semana uma nova promoção que oferece preços desde 249 euros para voos de ida e volta para a ilha do Sal, em Cabo Verde, informou a companhia aérea, em comunicado.

De acordo com a TAP, a promoção é válida para reservas feitas entre 17 e 23 de junho, cujos voos decorram entre 29 de outubro e 14 de dezembro de 2024, bem como entre 15 de janeiro e 29 de março de 2025.

O preço desde 249 euros aplica-se a partidas do Porto, Lisboa ou Faro, enquanto as saídas do Funchal, Ponta Delgada ou Terceira ficam por 399 euros, estando o valor das taxas aeroportuárias já incluído nas tarifas mencionadas.

Já a viagem para os bebés até aos 23 meses de idade, assim como para as crianças dos dois aos 11 anos, é gratuita, sendo apenas necessário pagar as respetivas taxas aeroportuárias.

A TAP diz ainda que um adulto pode viajar com um bebé e com uma criança em simultâneo.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Azul já conta com mais um avião Embraer 195-E2

Até ao final do ano, a Azul espera receber mais 12 aparelhos Embraer 195-E2, que permitem transportar 136 passageiros e que são usados pela companhia aérea brasileira em voos domésticos.

Publituris

A Azul recebeu no passado sábado, 15 de junho, o primeiro de 13 aparelhos Embraer 195-E2 previstos para este ano, informou a companhia aérea brasileira, que já conta com 21 destes aparelhos na sua frota.

De acordo com a companhia aérea, a aquisição destes 13 aparelhos Embraer 195-E2 representa um investimento de três mil milhões de reais, o equivalente a 516 milhões de euros.

“A entrega é muito importante para a ampliação da nossa malha aérea doméstica. É uma aeronave moderna e eficiente, com uma importante redução de consumo de combustível, baixando não somente o custo da operação, mas também a redução de emissão de CO2″, afirma Raphael Linares, diretor Jurídico e Frota da Azul.

De acordo com o responsável, este acordo com a Embraer vem também contribuir para o desenvolvimento da “indústria aeroespacial” brasileira, uma vez que cada avião entregue pela Embraer “gera cerca de 500 novos empregos”.

O novo avião da Azul, denominado “Azul & Embraer. Orgulho do Brasil”, tem capacidade para transportar 136 passageiros, sendo considerado o avião mais moderno fabricado no Brasil.

A Azul conta atualmente com uma frota composta por 20 destas aeronaves, às quais se juntou este aparelho, que está equipado com wi-fi e televisões individuais, e que permite reduzir em até 25% as emissões de CO2.

Até ao final do ano, a Azul deverá receber outros 12 aparelhos Embraer 195-E2, passando a contar com um total de 33 destes aviões.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.