Assine já
Transportes

Qatar Airways e Virgin Australia anunciam novo acordo de codeshare

Nova parceria entra em vigor a partir de meados deste ano e vai oferecer mais opções de trânsito nos destinos australianos da Qatar Airways, assim como nos principais hubs da Virgin Australia.

Publituris
Transportes

Qatar Airways e Virgin Australia anunciam novo acordo de codeshare

Nova parceria entra em vigor a partir de meados deste ano e vai oferecer mais opções de trânsito nos destinos australianos da Qatar Airways, assim como nos principais hubs da Virgin Australia.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
United Airlines anuncia nova parceria com a Virgin Australia
Transportes
Qatar Airways e Malaysia Airlines anunciam acordo de cooperação estratégica para liderar viagens na Ásia-Pacífico
Transportes
Qatar Airways confirma suspensão temporária da rota de Lisboa no verão
Homepage
Qatar Airways lança três voos semanais para Abidjan em junho
Homepage

A Qatar Airways e a Virgin Australia anunciaram, durante a Arabian Travel Market, no Dubai, um novo acordo de codeshare que vai oferecer aos clientes das companhias aéreas um maior número de destinos e acesso aos lounges e programas de fidelidade das transportadoras.

Num comunicado enviado à imprensa, a Qatar Airways explica que esta nova parceria entra em vigor a partir de meados deste ano e vai oferecer mais opções de trânsito nos destinos australianos da Qatar Airways, assim como nos principais hubs da Virgin Australia, incluindo Melbourne, Sydney , Brisbane, Adelaide e Perth.

“Esta aliança estratégica vai dar um impulso comercial e turístico crítico à Austrália, ao mesmo tempo em que abre um mundo de novas oportunidades de viagem para os clientes de ambas as companhias aéreas”, lê-se no comunicado enviado à imprensa.

Na informação divulgada, a Qatar Airways explica que, atualmente, conta com voos diários para os destinos australianos de Melbourne, Sydney, Brisbane e Perth, aos quais se juntam três voos semanais para Adelaide, que continua para Auckland, Nova Zelândia.

No entanto, com o novo acordo de codeshare com a Virgin Atlantic, os passageiros da companhia aérea do Qatar passam a poder viajar também para 35 destinos na extensa rede doméstica da Virgin Australia, incluindo Cairns, Gold Coast, Alice Springs e Broome, bastando apenas realizar uma única reserva. O acordo envolve ainda destinos de curta distância operados pela Virgin Atlantic, como as Fiji e Queenstown, na Nova Zelândia.

Já os passageiros da Virgin Australia passam a poder aceder aos mais de 140 destinos em todo o mundo que a Qatar Airways opera à partida do seu hub em Doha, Qatar, incluindo Oriente Médio, Europa e África.

“Para os clientes da Virgin Australia, o acesso à extensa rede da Qatar Airways oferece conectividade completa para uma ampla variedade de destinos e a capacidade de reservar voos da Qatar Airways através do site da Virgin Australia”, destaca a companhia aérea do Qatar, explicando que também os passageiros da companhia australiana passam a poder reservar voos através do site da Qatar Airways.

O novo acordo entre as duas companhias aéreas abrange também os programas de fidelização de passageiros de ambas, permitindo que os membros do Privilege Club da Qatar Airways ganhem e resgatem Avios ao voar na Virgin Australia e com benefícios semelhantes para os membros da Velocity que viajem da Qatar Airways.

“Os membros do Privilege Club e Velocity também desfrutarão de uma ampla gama de outros benefícios exclusivos, dependendo do nível de status, como acesso gratuito ao lounge, franquia de bagagem extra gratuita, check-in prioritário, embarque prioritário e entrega prioritária de bagagem ao voar respetivamente na Virgin Australia e Qatar Airways”, refere ainda o comunicado enviado à imprensa.

De acordo com a Qatar Airways, este novo acordo de codeshare com a Virgin Atlantic tem por base o “compromisso de longo prazo da Qatar Airways para conectar a Austrália ao mundo”, país para onde a Qatar Airways continuou a voar durante a pandemia.

“Temos um relacionamento forte e de longa data com a Austrália e este acordo com a Virgin Australia chega no momento em que é mais necessário. Esta parceria dará aos passageiros australianos acesso ao mundo que eles tanto perderam nos últimos dois anos”, acrescenta Akbar Al Baker, CEO da Qatar Airways.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

Solução para a Linha do Tua está a ser trabalhada para bem do turismo, assegura Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, disse esta segunda-feira que se está a trabalhar para encontrar uma solução para viabilizar a Linha do Tua, onde se mantém um impasse na concretização do plano de mobilidade. O objetivo é também servir o turismo.

Publituris

“Nós estamos a trabalhar para encontrar uma solução para viabilizar a linha do Tua e é esse o trabalho que nós faremos com muito afinco”, afirmou o ministro, que falava aos jornalistas em Freixo de Espada à Cinta, distrito de Bragança, à margem de uma cerimónia sobre a Linha do Douro.

De Mirandela até ao Tua está previsto o regresso do comboio do anunciado e adiado plano de mobilidade prometido como contrapartida pela construção da barragem de Foz Tua.

A parte turística do plano de mobilidade foi concessionada ao empresário Mário Ferreira, dono da Douro Azul, onde estão incluídas viagens de barco e comboio. A EDP deu 10 milhões de euros ao empresário para investir no Vale do Tua.

“Nós sobre a Linha do Tua temos que encontrar, e vamos ter a cooperação dos municípios e do Ministério da Coesão Territorial, um novo modelo para podermos olhar para a Linha do Tua e ver como é que nós a podemos rentabilizar e operar, essa é a nossa intenção”, acrescentou Pedro Nuno Santos.

Outra linha que visa servir o turismo é a do Douro. Conjuntamente com a ministra Ana Abrunhosa, Pedro Nuno Santos assistiu, à apresentação de estudos de viabilidade económica técnica e ambiental da reabertura do troço de 18 quilómetros entre o Pocinho e Barca d’Alva.

O ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos anunciou a intenção do Governo de arrancar com o concurso para a extensão da linha do Douro até Barca D’Alva durante o primeiro trimestre de 2023.

Sem comboios em circulação desde 1 de janeiro de 1989, o troço entre Pocinho e Barca d’Alva conta com 27,11 quilómetros de extensão e é considerado um investimento estrutural para a região, beneficiando, diretamente, quatro municípios Figueira de Castelo Rodrigo, Vila Nova de Foz Côa, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta, mas com reflexos significativos em outros 17 concelhos, como Vila Real, Régua, Lamego, Tarouca, Alijó e Sabrosa.

A vertente turística é, efetivamente, a principal justificação económica para a reabertura da linha.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

MSC Cruzeiros apresenta itinerários com partida de Lisboa e Funchal em roadshow

No roadshow de 2022, a MSC Cruzeiros vai dar a conhecer os 13 cruzeiros com embarque e desembarque em Lisboa, bem como as duas partidas e chegadas ao Funchal, que são um dos destaque do verão do próximo ano.

Publituris

A MSC Cruzeiros vai voltar a promover o seu roadshow nacional para dar a conhecer a oferta da companhia para a próxima temporada de cruzeiros, com destaque para os 13 cruzeiros com partida e chegada a Lisboa no verão, assim como para as duas partidas e chegadas ao Funchal.

A iniciativa, que vai passar pelo Porto e por Lisboa a 25 de outubro e 8 de novembro, respetivamente, inclui também webinares para agentes de viagens, durante os quais a companhia de cruzeiros vai dar a conhecer a sua programação para este inverno e para o verão de 2023, assim como o Novo Modelo de Categorias e os novos navios que se vão juntar à frota da companhia de cruzeiros.

No que diz respeito a partidas/chegadas a portos nacionais, a MSC Cruzeiros estima realizar 13 cruzeiros de 10 noites com partida de Lisboa, no MSC Orchestra, em junho, julho, agosto, setembro e outubro, com escalas em Génova, Olbia (Itália), Marselha (França), Málaga, Cádiz, Alicante e Mahón (Espanha).

Já no Funchal, a MSC Cruzeiros vai disponibilizar duas partidas de 11 noites, no MSC Divina, incluindo escalas em Málaga, Barcelona, Santa Cruz de Tenerife (Espanha), Marselha (França), Génova (Itália), Casablanca (Marrocos).

Além dos itinerários com partida e chegada a portos nacionais, a MSC Cruzeiros vai também apresentar a sua programação global, que abrange itinerários nos 21 navios da companhia de cruzeiros, em mais de 140 destinos, cuja duração varia desde os mini-cruzeiros a viagens de 21 noites.

O roadshow conta também com uma intervenção da Emirates, que é parceira da MSC Cruzeiros, assim como com uma apresentação da Campanha Preços Especiais, dedicada a este inverno e que vai estar em vigor entre novembro de 2022 e abril de 2023.

No âmbito desta campanha, o destaque vai para o pacote especial com voo incluído que engloba cruzeiros +transferes+ voo de Lisboa para o Dubai e regresso a Lisboa, para os cruzeiros do MSC World Europa e MSC Opera a navegarem na região.

O MSC World Europa, o primeiro navio da companhia movido a LNG, que será entregue em novembro de 2022, assim como o MSC Seascape, que também chega ainda este ano, são outros pontos de destaque da iniciativa, que, no Porto, decorre no Terminal de Cruzeiros de Leixões, enquanto em Lisboa acontece na Estufa Real/Jardim Botânico, ambos a partir das 19h00.

“A edição deste ano funcionará presencialmente nas cidades de Lisboa e Porto e em regime online com quatro webinares que serão realizados aos colegas agentes de viagens”, indica a MSC Cruzeiros, acrescentando que os webinares têm lugar a 27 de outubro, bem como 2 e 3 de novembro.

O primeiro webinar, que decorre pelas 11h00, no dia 27 de outubro, vai ser dedicado ao tema Novo Modelo de Categorias (Como vender um cruzeiro MSC) e vai estar disponível aqui, enquanto o segundo, no mesmo dia, pelas 15h00, vai dar destaque aos itinerários de inverno 22/23 e verão 22, contando com uma apresentação da Emirates, e estará disponível aqui.

No dia 2 de novembro, o webinar vai voltar a incidir na programação de inverno e verão da MSC Cruzeiros, contando novamente com a apresentação da Emirates, e vai ter lugar pelas 15h00. O webinar vai estar disponível aqui.

A última destas iniciativas acontece no dia seguinte, 3 de novembro, pelas 11h00, contando novamente com foco na programação da companhia de cruzeiros e com a apresentação da Emirates. O webinar pode ser acompanhado aqui.

Os links para acompanhar as quatro sessões do webinar da MSC Cruzeiros vão estar funcionais apenas no dia e perto da hora de inicio dos eventos.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

airBaltic começa a voar para o Porto no verão de 2023

Companhia aérea dos Países Bálticos vai voar entre o Porto e Riga a partir de 1 de maio de 2023, disponibilizando duas ligações aéreas por semana. Em Lisboa, há ainda um reforço de frequências no próximo verão.

Publituris

A airBaltic vai abrir uma nova rota para Portugal, passando a ligar a cidade do Porto a Riga, capital da Letónia, duas vezes por semana a partir de 1 de maio de 2023, informou a companhia aérea dos Países Bálticos, em comunicado.

A rota para o Porto é uma das 18 novas operações anunciadas pela transportadora para o próximo verão e que inclui também a abertura de voos desde Riga para Istambul, Hannover, Bucharest, Burgas, Bilbao, Tivat, Yerevan, Belgrado e Baku, desde Riga.

Além de Riga, a airBaltic vai também voar desde Tallin, na Estónia, para Split, Rhodes, Dubrovnik e Heraklion, assim como de Vilnius, capital da Lituânia, para Málaga, Palma de Maiorca, Nice e Heraklion.

A par do lançamento de novas rotas, a companhia aérea dos Países Bálticos anunciou também o reforço da capacidade em várias outras rotas, num aumento frequências de voo que, segundo a airBaltic, abrange “rotas tão populares a partir de Riga, tais como Barcelona, Lisboa ou Roma”.

“Este é o maior número de novas rotas anunciadas numa única estação, alguma vez vista na AirBaltic. Continuamos empenhados nas nossas cidades de origem nos Países Bálticos e em melhorar as ligações de e para a região. Estamos exultantes por expandir a oferta airBaltic para a próxima estação de verão, adicionando novas rotas e aumentando a frequência de voos nas nossas rotas de lazer e city breaks já existentes”, afirma Martin Gauss, presidente e CEO da AirBaltic.

O programa completo de voos da airBaltic está já disponível no website da companhia aérea, onde é também possível reservar as novas rotas, incluindo os voos Riga-Porto. As reservas também estão disponíveis nas agências de viagens.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

TAP eleita companhia aérea europeia líder para África e América do Sul nos WTA

A TAP foi eleita como a companhia aérea europeia líder para África e para a América do Sul na última gala europeia dos World Travel Awards (WTA), que foram entregues no passado sábado, 1 de outubro, em Maiorca, Espanha.

Publituris

A TAP foi eleita como a companhia aérea europeia líder para África e para a América do Sul na última gala europeia dos World Travel Awards (WTA), que foram entregues no passado sábado, 1 de outubro, em Maiorca, Espanha.

“Estas distinções internacionais, referentes a mercados muito importantes para a companhia, são o reconhecimento de um forte trabalho de recuperação que todos na TAP têm vindo a realizar. Além de serem um incentivo, ajudam-nos também a definir e a melhorar continuamente o serviço de excelência que pretendemos oferecer aos nossos clientes, assente na simpatia e na arte de bem receber portuguesas”, afirma Christine Ourmières-Widener, presidente Executiva da TAP.

A eleição da TAP como companhia aérea europeia líder para África e América do Sul resultou de um processo de votação online, que contou com a participação de profissionais da área de turismo e viagens, designadamente agentes de viagens, operadores e organizações de turismo, oriundos de mais de 100 países, bem como pelo público em geral.

Os prémios conquistados pela TAP vêm juntar-se a várias outras distinções que a companhia aérea de bandeira nacional alcançou já em edições passadas dos WTA, que premiaram a TAP como companhia aérea europeia líder para África e companhia aérea europeia líder para a América do Sul ininterruptamente entre 2014 e 2021.

“A TAP foi ainda considerada Companhia Aérea Líder Mundial para África em 2011, 2012, 2018, 2019, 2020 e 2021, bem como Companhia Aérea Líder Mundial para a América do Sul em 2009, 2010, 2011, 2012, 2018, 2019, 2020 e 2021”, acrescenta a transportadora.

Já a Revista de Bordo da TAP, a UP, que foi descontinuada devido à pandemia, foi considerada a Revista de Bordo Líder na Europa entre 2015 e 2020, e Líder Mundial entre 2018 e 2020.

Considerados os Óscares do Turismo, os WTA são entregues desde 1993, com o objetivo de reconhecer, premiar e celebrar a excelência em todos os setores de atividade da indústria global de viagens e turismo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Emirates aumenta voos para as Maurícias

A Emirates passou a disponibilizar três voos diários para as Maurícias desde o passado sábado, 1 de outubro, num reforço de operação que aumenta a capacidade para o arquipélago do Oceano Índico em cerca de 35%.

Publituris

A Emirates passou a disponibilizar três voos diários para as Maurícias desde o passado sábado, 1 de outubro, num reforço de operação que, segundo a companhia aérea do Dubai, aumenta “a capacidade de lugares de e para as Ilhas Maurícias em aproximadamente 35%”.

“O novo voo complementa os serviços diários existentes dos Airbus A380 e vai oferecer aos passageiros que viajam para as Maurícias uma maior flexibilidade. Ao planear a sua viagem, os passageiros poderão escolher chegar de manhã ao Aeroporto Internacional Sir Seewoosagur Ramgoolam, para além dos serviços EK 0701 e EK0703 que chegam a meio da manhã e ao início da noite”, refere a Emirates, num comunicado divulgado esta segunda-feira, 3 de outubro.

Os voos para as Maurícias são ideais para um escapadinha no Oceano Índico, região para onde a Emirates disponibiliza um total de nove voos diários para as Seychelles, Maurícias e Maldivas a partir da sua base, o Aeroporto Internacional do Dubai.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Costa Cruzeiros lança folheto para o mercado português e promove itinerários com golfe

Companhia de cruzeiros apresentou esta sexta-feira, a bordo do Costa Fascinosa, em Lisboa, as propostas para o mercado português ao longo do próximo ano.

Inês de Matos

A Costa Cruzeiros lançou um novo folheto dedicado ao mercado português, denominado ‘O Melhor da Costa 2023’, que inclui as propostas da companhia de cruzeiros para os Emirados Árabes Unidos, Mediterrâneo, Ilhas Gregas e Norte da Europa ao longo do próximo ano.

“Temos um novo folheto, que se chama ‘O Melhor da Costa para 2023’. Lançámos este folheto em português, para mostrar quais são os melhores programas que temos para o mercado português”, explicou esta sexta-feira, 30 de setembro, Rafael Fernández, responsável de Comunicação da Costa Cruzeiros para Espanha e Portugal, durante uma apresentação a bordo do Costa Fascinosa.

De acordo com o responsável, este novo folheto inclui “também uma série de argumentos sobre porque se deve fazer um cruzeiro na Costa”, assim como as propostas da companhia que levam diretamente o passageiro “desde casa até ao porto de embarque”.

Incluído no novo folheto da Costa Cruzeiros está também um itinerário, em outubro do próximo ano, com partida e chegada a Lisboa, e que contempla 15 dias de duração e escalas em Cádis, Barcelona, Marselha, Savona, Valência, Lanzarote, St. Cruz de Tenerife e Funchal.

Além deste, a Costa Cruzeiros vai ainda promover um itinerário, em junho, com partida de Lisboa e oito dias de duração, que prevê escalas em Vigo, Le Havre, Kristiansand, Aahrus e chegada a Kiel.

Além dos itinerários portugueses, Rafael Fernández falou ainda sobre o novo programa Cruise & Golf que a companhia lançou para os adeptos do golfe e que permite “comprar um pacote de três ou quatro green fees em campos de golfe em Itália, França e Espanha”.

“Está a ter muito sucesso porque quem gosta de golfe pode jogar em três ou quatro campos distintos na mesma semana, sem os custos associados a essas viagens”, explicou o responsável, revelando que devido à elevada procura a companhia decidiu alargar esta oferta aos Emirado Árabes Unidos.

“Como está a ter muito sucesso, no próximo ano vamos também lançar este pacote nos Emirados Árabes Unidos. Vai ser possível jogar, até durante a noite, em campos do Dubai, Abu Dhabi, Omã ou Qatar”, acrescentou.

A apresentação dos destaque da programação da Costa Cruzeiros para o próximo ano decorreu esta sexta-feira, 30 de setembro, a bordo do Costa Fascinosa, navio que está a realizar um itinerário de posicionamento desde o Norte da Europa para o Mediterrâneo e que embarcou cerca de 50 passageiros na capital portuguesa.

Depois deste itinerário de reposicionamento, o Costa Fascinosa vai fazer mais dois cruzeiros com partida e chegada a Lisboa, a 30 de outubro e 19 de novembro, e duração de 11 e 13 dias, respetivamente. O primeiro itinerário prevê escalas em Gibraltar, Valência, Barcelona, Savona, Marselha, Málaga e Cádis, enquanto o segundo passa em Gibraltar, Valência, Barcelona, Savona, Marselha, Tanger, Casablanca e Cádis.

O Costa Fascinosa fica no Mediterrâneo até dezembro, altura em que será novamente reposicionado nas Caraíbas, onde vai passar o inverno.

Com 1508 cabines, das quais 524 com varanda, o Costa Fascinosa presta homenagem ao teatro e ao grande cinema, e que conta com parque aquático com nove piscinas e hidromassagens, casino, 12 bares, seis restaurantes, área infantil com temática Peppa Pig, percurso para corrida, campo de jogos, teatro e Spa.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos

LATAM Boeing 787-9 Dreamliner photographed on May 13, 2016 from Wolfe Air Aviation Learjet 25B.

Transportes

LATAM Airlines é a melhor companhia aérea da América do Sul nos prémios Skytrax

Além do prémio para melhor companhia aérea da América do Sul, a LATAM Airlines arrecadou também a distinção de Melhor Pessoal de Companhia Aérea da América do Sul, ambos com base na votação dos passageiros.

Publituris

A LATAM Airlines foi eleita melhor companhia aérea da América do Sul nos Skytrax World Airline Awards, prémios que são considerados os Óscares da aviação e que foram entregues na passada sexta-feira, 23 de setembro, numa cerimónia que decorreu em Londres.

Além do prémio para melhor companhia aérea da América do Sul, a LATAM Airlines arrecadou também de Melhor Pessoal de Companhia Aérea da América do Sul, ambos com base na votação dos passageiros.

“Recebemos estes prémios com orgulho, mas também com grande responsabilidade. Temos um profundo compromisso de prestar um serviço de excelência, alinhado com as expectativas dos nossos clientes, mas também estamos empenhados em fazer do nosso planeta um lugar melhor para os passageiros de hoje e os de amanhã”, afirmou Paulo Miranda, Chief Experience and Customer Officer da LATAM Airlines Group.

Os Skytrax World Airline Awards são entregues anualmente desde 1999 e reconhecem o desempenho das melhores companhia aéreas do longo do ano, com base na votação dos passageiros aéreos de todo o mundo.

Na edição deste ano, a votação decorreu entre setembro de 2021 a agosto de 2022 e foi contabilizada a participação de passageiros de mais de 100 nacionalidades, num total de 14,32 milhões de votos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Presidente da ANA acredita em autorização de Medina para avançar com obras na Portela

O presidente do Conselho de Administração da ANA Aeroportos está confiante na autorização do Ministério das Finanças, e agora com o novo ministro, Fernando Medina, para poder avançar com as obras no Aeroporto Humberto Delgado, depois do que apelidou de “força de bloqueio” do ex-ministro João Leão

José Luís Arnaut, que falava na VI Cimeira do Turismo Português que teve lugar em Lisboa, promovida pela CTP para celebrar o Dia Mundial do Turismo, disse que o ex-ministro das Finanças rejeitou seis pedidos da ANA para avançar com obras de melhoria no aeroporto de Lisboa, apesar de ter notado sempre “empenho” do ministro das Infraestruturas.

Por outro lado, e porque qualquer obra de infraestruturas precisa da aprovação da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projetos (UTAP), que está sob a tutela do Ministério das Finanças, o presidente da ANA está mais otimista para a concessionária, com Fernando Medina à frente da pasta das Finanças. “Temos um novo ministro das Finanças e acreditamos que estão reunidas as condições para que a UTAP se sente connosco à mesa” para discutir formas de melhorar a eficiência do aeroporto Humberto Delgado, que está neste momento congestionado em termos de tráfego.

No painel dedicado ao novo paradigma da mobilidade, José Luís Arnaut afirma que “são precisas obras urgentíssimas” naquele aeroporto, para que seja possível receber mais passageiros, e diz não ter “dúvidas nenhumas” de que estas obras “vão ser feitas”.

Explicou que este projeto de investimento está nas mãos do Governo desde 2020, e hoje “acredito que estão criadas condições para nos deixarem avançar, deixar o concessionário e os operadores fazerem o seu trabalho”.

Em relação ao dossier “Novo aeroporto de Lisboa”, o responsável observou que só deverá haver uma decisão final sobre a localização da nova infraestrutura aeroportuária “no segundo semestre de 2024”. Isto porque, conforme explicou, o processo não termina com a avaliação ambiental estratégica.

No entanto, mostrou-se satisfeito com o calendário definido pelo Governo para a concretização do novo aeroporto, mas pediu comissão que vai ser criada para acompanhamento da avaliação ambiental estratégica das propostas de localização, que estão em cima da mesa “equitativa, neutra e independente”.

Isto porque, acrescentou: É muito importante para o país haver uma solução sem dúvidas, serena, tranquila e com qualidade”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Transportes

Governo apresenta projeto de alta velocidade que traz “revolução” à ferrovia

Nova linha ferroviária de alta velocidade vai permitir ligar Lisboa e Porto em apenas uma hora e 15 minutos, num serviço direto e sem paragens, que será construído em três fases.

Publituris

O Governo apresentou esta quarta-feira, 28 de setembro, o projeto de alta velocidade que vai ligar Lisboa, Porto e Vigo, uma nova linha ferroviária que vai ser construída em três fases e que, segundo o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, representa uma “revolução” para a ferrovia.

“Depois de décadas de desinvestimento na ferrovia, de encerramento de linhas e de prioridade na rodovia e transporte individual, não consigo usar outra palavra para descrever o que estamos a fazer: revolução”, afirmou o governante, citado pela Lusa, durante a apresentação do projeto, no terminal ferroviário de Campanhã, no Porto.

De acordo com o governante, o país não pode “adiar mais, nem hesitar mais” na questão da alta velocidade, que vai permitir ligar Lisboa e Porto em apenas uma hora e 15 minutos, num serviço direto e sem paragens.

Presente na apresentação esteve também o primeiro-ministro, António Costa, que garantiu que Portugal “tem hoje condições financeiras para poder assumir este projeto”, sem “sobressaltos que o ponham em causa”.

O líder do executivo nacional destacou a importância do projeto e admitiu que a ligação entre o Porto e Vigo é o “primeiro passo” para a integração da ferrovia portuguesa na rede ibérica de alta velocidade.

A construção desta linha de alta velocidade vai ser dividida em três fases, estando a primeira, o troço entre Porto e Soure, prevista concluir até 2028 e cujo percurso deverá ser feito em uma hora e 59 minutos.

Já o segundo troço, entre Soure e o Carregado, que deve estar concluído até 2030, deverá diminuir o tempo de percurso para uma hora e 19 minutos, enquanto a terceira fase, entre o Carregado e Lisboa, será  construída mais tarde e permitirá atingir a duração final de uma hora e 15 minutos de toda a ligação.

A nova linha Lisboa-Porto vai permitir “triplicar” a oferta, disponibilizando 60 serviços diários, com a Infraestruturas de Portugal (IP) a estimar que também a procura dispare e que o número de passageiros passe de seis para 16 milhões.

Dos 60 serviços diários previstos, 17 devem ser diretos, nove vão ter paragens em estações intermédias e 34 serão serviços mistos, usando, em parte, a linha de alta velocidade e noutra a linha convencional.

“Esperamos no futuro manter na linha do Norte quase seis milhões de passageiros e crescer no conjunto com alta velocidade para 16 milhões de passageiros com a inauguração da segunda fase”, afirmou Carlos Fernandes, do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal (IP).

Quanto ao plano de concretização dos projetos de alta velocidade, Carlos Fernandes adiantou que os objetivos passam por “finalizar os estudos prévios e de impacto ambiental” e “fechar” os documentos para lançar os concursos públicos.

Os estudos prévios e o Estudo de Impacto Ambiental relativos ao primeiro troço serão submetidos à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) “até ao final de outubro” e os documentos relacionados com o segundo troço “até ao final de novembro”.

“Com estas entregas nestes prazos, esperamos ter as declarações de Impacte Ambiental até ao final do primeiro semestre do próximo ano”, disse, lembrando que estes instrumentos são fundamentais para o lançamento dos concursos públicos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Indústria de cruzeiros vai recrutar na 7.ª Feira de Emprego e Carreiras Trabalhar num Navio

Feira de emprego dedicada à indústria marítima decorre em Lisboa, a 20 de outubro, e vai contar com a participação de várias companhias de cruzeiros que pretendem recrutar colaboradores durante o certame.

Publituris

A 7.ª Feira de Emprego e Carreiras Trabalhar num Navio, que decorre no Parque das Nações, em Lisboa, a 20 de outubro, vai contar com a participação de várias companhias de cruzeiros que pretendem recrutar colaboradores durante o certame.

Na edição deste ano, uma das principais novidades é a participação da Mystic Invest, detentora das marcas de cruzeiros DouroAzul, Nicko Cruises, Mystic Cruises, Atlas Ocean Voyages e Mystic Ocean, que vai recrutar durante o evento.

Além da Mystic Invest, está também confirmada a participação da Viking Cruises; Seabourn; Disney Cruise Line; OneSpaWorld; Costa Crociere; MSC Cruises; Uniworld; PeopleConquest; Amplia Talents; e Bluewater Yachting.

Em destaque vai estar também a formação, motivo pelo qual o evento conta ainda com a participação do FOR-MAR (Portugal); da LearnMarine (EUA); da MaritimeMT (Malta); e do Instituto Portuário Marítimo (Angola), que “procura contratar formadores e consultores na área marítima”.

O evento conta ainda com o apoio do secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, que vai visitar a feira no dia 20 de outubro.
A 7.ª Feira de Emprego e Carreiras Trabalhar num Navio é uma iniciativa de promoção de emprego em cruzeiros, iates, ferries e carga, e tem como objetivo promover o trabalho em navios e transmitir informação sobre carreiras marítimas.
Todas as informações sobre a feira estão disponíveis aqui.
Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.