Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa declara Groundforce insolvente

Por a 4 de Agosto de 2021 as 17:53

Os Juízos de Comércio de Lisboa do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa declararam, esta quarta-feira, 4 de agosto, a insolvência da SPdH – Serviços Portugueses de Handling, S.A. (“Groundforce”).

O pedido de insolvência tinha sido pedida a 10 de maio pela TAP S.A., na qualidade de credora e como acionista da empresa de ‘handling’, com o objetivo de “procurar salvaguardar a viabilidade e a sustentabilidade da empresa de handling, assegurando a sua atividade operacional nos aeroportos portugueses”.

Segundo comunicado da companhia aérea, esta solução “transitória”  é, na sua perspetiva, a que “melhor permite restaurar a confiança na gestão da Groundforce”.

A TAP sublinha que esta decisão do Tribunal “não determina, por si, a cessação automática dos contratos de trabalho dos trabalhadores da SPdH nem a suspensão dos contratos de prestação duradoura de serviços por parte da Groundforce, incluindo os serviços de assistência em escala à TAP”.  A companhia aérea de bandeira frisa ainda que “permanece empenhada em trabalhar em soluções que permitam assegurar a capacidade de resposta operacional e a sustentabilidade financeira da Groundforce”.

Também esta quarta-feira, o ministro da Economia afirmou  que o ‘handling’ nos aeroportos portugueses tem de ser assegurado, porque é de interesse público, mas não significa necessariamente assegurar que a Groundforce ou acionista de controlo tenha situação salvaguardada.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *