Escócia também elimina quarentena para vacinados da lista amarela

Por a 14 de Julho de 2021 as 10:06

Tal como a Inglaterra, também a Escócia vai deixar de exigir a realização de um período de quarentena à chegada para viajantes provenientes de países da lista amarela, que regressem ao país e estejam completamente vacinados a partir de 19 de julho, de acordo com a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, que revelou que o país vai levantar gradualmente as restrições adotadas na sequência da COVID-19.

Apesar do fim da quarentena para vacinados provenientes de países de risco moderado para a COVID-19, os viajantes devem realizar um teste PCR no segundo dia depois da chegada a território escocês, com a primeira-ministra escocesa a explicar que a reabertura será feita “com muita precaução”.

O início do alívio das restrições na Escócia não quer,  no entanto, dizer que os escoceses já podem viajar livremente, uma vez que, frisou Nicola Sturgeon, o Governo escocês continua a recomendar que não se façam viagens ao estrangeiro por motivos de lazer e apenas por razões essenciais.

Ainda assim, algumas medidas vão manter-se, ao contrário do que está previsto em Inglaterra, já que na Escócia o uso de máscara facial continuará a ser obrigatório, mantendo-se igualmente limites de ocupação nas reuniões e eventos, tanto no interior como no exterior.

A primeira-ministra escocesa revelou ainda que o objetivo é acabar com as restrições até 9 de agosto, ainda que tenha garantido que não tomará nenhuma decisão até uma semana antes dessa data, de forma a confirmar a evolução da situação epidemiológica no país.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *