Novo projeto do Porto de Lisboa mostra Tejo em direto e 24h por dia

Por a 13 de Maio de 2021 as 12:22

O Porto de Lisboa lançou o projeto Tejo Live, um serviço gratuito que mostra, em direto e 24horas por dia, a zona entre a Ponte 25 de Abril e a área de aproximação ao porto de Lisboa, e que, segundo comunicado enviado à imprensa, “garante uma perspetiva privilegiada do rio Tejo”.

“À semelhança do que acontece em várias cidades a nível mundial, com a colocação de webcams em pontos turísticos, consideramos que o Tejo tem uma notável vida própria e merece ser divulgada e conhecida a nível internacional. Isso será possível através do projeto Tejo Live, que está disponível no portal do porto de Lisboa”, refere Carlos Correia, administrador do Porto de Lisboa.

As imagens são captadas por uma webcam que foi instalada no sétimo piso do Centro de Coordenação e Controlo de Tráfego Marítimo e Segurança (Edifício VTS, em Algés) e permitem que, qualquer pessoa, em qualquer lugar e desde que possua ligação à internet, possa “assistir ao movimento de navios na entrada e na saída do porto de Lisboa, conferir as condições meteorológicas e o estado do mar, acompanhar eventos náuticos de interesse público e contribuir para a segurança no Tejo”.

Disponível através do website do Porto de Lisboa, o projeto Tejo Live permite ainda que alguns dos pontos focados nas imagens tenham legendagem descritiva, o que, segundo o Porto de Lisboa, permite a “quem acede ao Tejo Live, identificar os locais e imagens que se está a ver”.

“O Tejo Live tem associado um ciclo de filmagem pré-definido, com zooms de alguns detalhes, possibilitando uma perspetiva geral do movimento no porto de Lisboa, e permite a operação remota, podendo o seu ciclo ser alterado e adaptado para diversas situações como, por exemplo, eventos náuticos ou desportivos que ocorram no Tejo”, acrescenta o Porto de Lisboa.

A webcam tem uma capacidade de zoom de 32 vezes e visão noturna, com funcionamento 24h sobre 24h e imagens praticamente em tempo real, disponibilizadas com um atraso induzido de 30 segundos, sem gravação ou armazenamento das imagens transmitidas, cumprindo a legislação aplicável em vigor.

O Porto de Lisboa refere ainda que os resultados este projeto vão posteriormente ser analisados, uma vez se pretende “que alargar o Tejo Live à totalidade da área do estuário do Tejo sob jurisdição da APL, através da instalação de mais webcams”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *