Assine já
Destinos

Zoomarine recebe novos habitantes para reabertura

Com reabertura marcada para 19 de maio, o Zoomarine receberá os visitantes com novos habitantes.

Victor Jorge
Destinos

Zoomarine recebe novos habitantes para reabertura

Com reabertura marcada para 19 de maio, o Zoomarine receberá os visitantes com novos habitantes.

Victor Jorge
Sobre o autor
Victor Jorge
Artigos relacionados
Algarve garante segurança na reabertura dos campos de golfe
Homepage
Golfe
Algarve lança Observatório de Turismo Sustentável e torna Portugal numa “referência internacional”
Homepage
Viagens turísticas
Slide&Splash reabre a 1 de abril
Homepage
Zoomarine convoca voluntários para “Operação Praia Limpa” a 12 de maio
Homepage

Com data de reabertura confirmada para o dia 19 de maio, o Zoomarine receberá um casal de Aracaris-limão (Pteroglossus viridis) e um Tatu-bola (Tolypeutes matacus) de nome Poco Loco, vindos de parques na Polónia e Áustria, respetivamente.

Os três integram agora a coleção zoológica do “Américas”, “sendo mais um importante veículo para aumentar o conhecimento sobre a biologia e ecologia das espécies, crucial para a sua preservação”, consideram os responsáveis do parque temático.

Os aracaris-limão são a espécie mais pequena de tucano existente, enquanto o tatu bola – que curiosamente é um parente afastado das preguiças -, tem a particularidade de ser uma das duas únicas espécies de tatu que se enrola totalmente numa bola (daí o seu nome) quando se sentem ameaçados.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Artigos relacionados
Destinos

Kotel em Jerusalém ganha novo percurso

Os visitantes do Kotel, em Jerusalém, mais conhecido como Muro das Lamentações, têm agora a opção de um novo percurso histórico que pode ser feito a pé.

Publituris

O Kotel, em Jerusalém (Israel), mais conhecido como Muro das Lamentações, acaba de criar um novo percurso histórico que pode ser feito a pé.

O passeio nos leva de volta aos dias mais gloriosos do Segundo Templo e desce um nível  abaixo do solo ao longo dos restos da Grande Ponte – assim o itinerário é chamado – usada pelos peregrinos que iam rezar no Templo.

O percurso inclui várias salas e espaços com novas descobertas da época e uma exposição. As excursões podem ser reservadas através do site do Kotel.

A Oficina Nacional de Turismo de Israel destaca, em nota de imprensa, que “a inauguração deste passeio é de extrema importância não só para o Muro das Lamentações, mas também para Jerusalém e Israel, após oito anos de estudo arqueológico aprofundado e preservação”.

Os túneis do Muro das Lamentações agora têm duas opções de rota, cada uma das quais leva o visitante a partes do Kotel (como é conhecido em hebraico) escondidas da vista, apesar de estarem nos níveis externos e superficiais do local, um dos ícones turísticos mais globais de Israel que, antes da pandemia, recebia milhões de visitas por ano, mantendo o número um como o local mais visitado na cidade de Jerusalém.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Coruche tem nova estratégia para o turismo

“Diferenciar Coruche” é o objetivo maior da nova estratégia para o turismo do concelho, que acaba de ser apresentada, e que pretende potenciar o crescimento sustentando do território até 2026.

Publituris

Com o mote “Diferenciar Coruche” o plano traçado para o setor entre 2021-2026, pretende potenciar o crescimento sustentado do território.

Apresentado em sessão pública, quinta-feira, dia 09, o documento foi desenvolvido pelo município, em colaboração com o IPDT – Turismo e Consultoria.

As medidas previstas no plano resultam de um trabalho contínuo que, realizado com os agentes económicos ao longo dos últimos meses, tem como objetivo apresentar uma visão de desenvolvimento turístico sustentada em elementos fundamentais no ecossistema turístico pós-pandemia: um turismo mais positivo, mais sustentável, mais benéfico para o território e para as suas comunidades, indica nota publicada no site oficial do município.

Francisco Oliveira, presidente da Câmara Municipal, referiu, na ocasião, que a Estratégia Diferenciar Coruche “é um marco importante para o município, que irá estruturar o trabalho a desenvolver pelos setores público e privado nos próximos cinco anos”, defendendo que “será a cooperação de todos, a visão inovadora e o espírito empreendedor que irão marcar a diferença e tornar o destino mais diferenciado e competitivo”.

Mais que uma estratégia para o concelho de Coruche, esta pode ser uma visão diferenciadora para o turismo de toda uma região, assim possa vir a ser colocada em prática por agentes públicos e privados, que com a alavanca da Entidade de Turismo regional, podem potenciar todo um concelho e uma região.

A agência irá agora trabalhar em parceria com o município e os agentes locais, associações e entidades, com o objetivo de implementar uma série de processos, de modo a que a estratégia possa começar já a dar os seus frutos em 2022.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Embratur
Destinos

Brasil volta atrás e passa a exigir certificado de vacinação ou quarentena a partir de sábado

A partir deste sábado, quem estiver vacinado contra a COVID-19 pode entrar no país com apresentação do certificado de vacinação, enquanto os que ainda não estão inoculados devem cumprir quarentena.

Publituris

O Governo brasileiro voltou atrás na intenção de não exigir certificado de vacinação aos viajantes internacionais que cheguem aos país e, a partir deste sábado, 11 de dezembro, já será necessário apresentar o documento que comprova a vacinação contra a COVID-19 na chegada ao país.

De acordo com a Lusa, a portaria que confirma a exigência de apresentação do certificado de vacinação e a realização de um período de quarentena de cinco dias para os não vacinados foi publicada esta quinta-feira, 9 de dezembro.

A portaria indica que todos os viajantes que cheguem ao Brasil por via aérea, devem apresentar o certificado de vacinação contra a COVID-19, além de um teste negativo à doença do tipo antígeno feito até 24 horas antes do voo ou RT-PCR realizado em até 72 horas.

Quem não possuir a vacinação completa, deve realizar um período de quarentena de cinco dias no destino final e, posteriormente, fazer um novo teste à COVID-19, sendo que, se o resultado for negativo, o viajante pode prosseguir a sua viagem.

“Os viajantes que não possuírem o comprovante de vacinação, cuja aplicação da última dose ou dose única tenha ocorrido, no mínimo, catorze dias antes da data do embarque, poderão ingressar no território brasileiro, desde que aceitem a realizar quarentena no território brasileiro”.

Além destas exigências, os viajantes que cheguem ao Brasil devem também preencher a Declaração de Saúde do Viajante, sendo que, caso de trate de não vacinados, é necessário fornecer a morada onde vai ser realizada a quarentena e aceitar o compromisso de que será feito um novo teste no final do isolamento.

O Ministério da Saúde brasileiro informou também que, devido a estas mudanças, os aeroportos de Brasília, Guarulhos (em São Paulo) e do Galeão (no Rio de Janeiro), vão passar a contar com postos de vacinação contra a COVID-19, que começam a funcionar na próxima segunda-feira.

A adoção de um período de quarentena foi, segundo as autoridades brasileiras, uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que, com estas medidas, pretende evitar que  “o Brasil se tornasse num dos países de escolha para os turistas e viajantes não vacinados”.

“Entende-se que esse é o prazo suficiente para o vírus se manifestar, contando que estaria isolado no período. É uma recomendação que vem da Anvisa e que, inclusive, está no Guia de Vigilância do Ministério”, afirmou à imprensa brasileira Rodrigo Cruz, secretário executivo da tutela.

As novas medidas não tornam, no entanto, o certificado de vacinação obrigatório, uma vez que continua a ser possível entrar no país sem estar vacinado, desde que seja cumprido um período de quarentena, tal como pretendia o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que é critico da vacinação.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Header Stock photos by Vecteezy
Destinos

Vontade de viajar em 2022 existe, com segurança à frente do preço

Os europeus são, segundo uma pesquisa realizada pela IPK International para a ITB Berlim, os que maior vontade sentem para viajar em 2022. Sol e praia estão no topo das preferências, com a segurança a levar a melhor ao preço.

Publituris

Os resultados de um inquérito recente conduzido pela IPK International para a ITB Berlim, mostram um aumento nas intenções de viagem, concluindo-se que 80% dos entrevistados em todo o mundo planeiam viagens internacionais nos próximos 12 meses.

Férias de sol e praia estão em alta, mas também férias na cidade e perto da natureza, verificando-se que, embora cada vez mais as pessoas queiram viajar, as últimas descobertas continuam a refletir preocupações em relação à pandemia.

O estudo da IPK International, apesar de indicar que o interesse em viajar aumentou significativamente desde o início do ano, também revela que essa intenção varia de continente para continente. As intenções dos europeus de viajar para o exterior são agora quase 90% do nível pré-pandemia, enquanto no caso dos americanos, o valor baixa para 70% e os asiáticos estejam nos 60%, “mas com uma forte tendência de alta nos últimos meses”, refere o estudo.

Destinos populares em 2022
Os europeus preferem, claramente, “destinos no seu próprio continente para a próxima temporada de viagens”, com Espanha a aparecer em primeiro lugar, seguida pela Itália e Alemanha, bem como França e Grécia.

Os destinos preferidos dos americanos são os países vizinhos EUA, Canadá e México, além de destinos na Europa – principalmente Itália e Alemanha.

Na Ásia, as pessoas estão a planear, principalmente, visitar destinos asiáticos (Japão, Coreia do Sul, Vietname, China), enquanto na Europa, França seria o destino preferido.

Segurança supera preço
Globalmente, o grupo-alvo de viajantes no exterior já está vacinado ou recuperou (90%). No entanto, ainda existe uma preocupação considerável com a taxa de infeção, tendo este aspeto ficado evidente quando se trata da pergunta “Destino com baixa taxa de infeção ou preço de viagem favorável?” A grande maioria dos viajantes internacionais optaria por um destino com baixa taxa de infeção.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Viajantes da UE continuarão a beneficiar de “roaming” gratuito até 2032

Em vigor desde 2017, o Parlamento Europeu e Conselho da União Europeia decidiram prolongar o acordo que determina o fim do “roaming” na UE.

Publituris

O Parlamento Europeu e o Conselho da União Europeia chegaram a acordo para prolongar, até 2032, o atual acordo que determina o fim do “roaming”, segundo o qual os cidadãos não podem ser sujeitos a encargos adicionais por chamadas efetuadas ou dados utilizados quando viajam na UE.

As chamadas, mensagens e dados móveis não terão, assim, quaisquer custos para os cidadãos nas suas viagens pela UE, indicando a nota de imprensa da Comissão que os cidadãos terão “um melhor acesso a comunicações de emergência, independentemente do local da Europa em que se encontrem; terão ainda o direito a serem devidamente informados sobre a possibilidade de os serviços que utilizam em itinerância ocasionarem encargos inadvertidos”. O regulamento entrará em vigor em 1 de julho de 2022.

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva de “Uma Europa Preparada para a Era Digital”, afirma que foi garantida a “manutenção dos benefícios [em vigor desde 2017] durante mais dez anos, para que possamos permanecer conectados e telefonar, enviar mensagens e navegar na Internet sem custos adicionais quando viajamos na UE.”

Thierry Breton, comissário responsável pelo Mercado Interno, declarou, por sua vez, que “viajar no estrangeiro sem preocupações com as faturas de telefone é uma parte tangível da experiência do mercado único da UE para todos os europeus. Hoje, estamos não só a garantir a continuidade desta experiência, como também a atualizá-la: com melhor qualidade, melhores serviços e ainda mais transparência”.

Maior qualidade para os consumidores
Os consumidores beneficiarão de acesso a serviços de ‘roaming’, quando viajam, com a mesma qualidade que usufruem no país de origem, lê-se na note da CE. Os consumidores que normalmente dispõem de serviços 5G no seu país poderão também beneficiar de serviços de ‘roaming’ 5G, sempre que estes estejam disponíveis, com os operadores a terem de informar prontamente os seus clientes de eventuais fatores específicos que possam influenciar a qualidade da experiência de itinerância.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

“Reestruturações Empresariais” são tema de webinar do Turismo de Portugal

Webinar sobre o tema “Reestruturações Empresariais: como responder a condições de mercado desfavoráveis” decorre na segunda-feira, 13 de dezembro, pelas 15h00, no âmbito do programa BEST.

Publituris

O Turismo de Portugal vai promover na próxima segunda-feira, 13 de dezembro, um webinar sobre o tema “Reestruturações Empresariais: como responder a condições de mercado desfavoráveis”, a decorrer a partir das 15h00 e destinado a “empresários, empreendedores e gestores do setor”, no âmbito do programa de formação BEST.

“Este webinar, integrado no âmbito do Programa BEST, pretende dotar as empresas de conhecimentos que lhes permitam identificar não só uma situação de pressão financeira, como em que condições devem promover uma reestruturação financeira e/ou uma reestruturação operacional do seu negócio, e também como devem atuar tendo em vista atingir esses objetivos e assegurar um crescimento estável e garantir a sustentabilidade da organização”, explica o Turismo de Portugal, em comunicado.

A abertura do webinar vai ficar a cargo de Carlos Abade, do Turismo de Portugal, seguindo-se, pelas 15h10, o tema Mecanismos disponíveis para a reestruturação financeira, com a participação de Ricardo André Reis, Financial Advisory da Deloitte Portugal.

Pelas 15h30, o debate segue com o tema “Soluções para a renegociação do crédito”, neste caso, com a participação de Rui Maximino, do Millennium BCP, enquanto Margarida Almeida, da Amazing Evolution Management, vai ainda falar sobre a “Reestruturação operacional: uma oportunidade para voltar a crescer”. Pelas 16h15, tem lugar o encerramento do webinar.

O webinar tem participação livre, mas requer inscrição prévia, que pode ser realizada através da Academia Digital do Turismo de Portugal.

 

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Candidaturas à Bandeira Azul 2022 abertas até 15 janeiro

Estão abertas até 15 de janeiro as candidaturas à Bandeira Azul 2022 para praias, marinas e portos de recreio, embarcações de ecoturismo e centros azuis.

Publituris

As candidaturas à Bandeira Azul 2022 para praias, marinas e portos de recreio, embarcações de ecoturismo e centros azuis estão abertas até ao próximo dia15 de janeiro.

A plataforma de candidatura está disponível para promotores, municípios, embarcações ecoturísticas, portos de recreio e marinas que pretendam apresentar as suas candidaturas ao galardão que distingue a excelência ambiental de destinos turísticos náuticos e de sol e mar, no âmbito da sustentabilidade do turismo, indica o Turismo de Portugal no seu site oficial.

O Programa Bandeira Azul promove o desenvolvimento sustentável em áreas costeiras, fluviais e lacustres, a partir do desafio lançado aos gestores de praias, marinas e embarcações para alcançar padrões de excelência num conjunto de critérios relacionados com Informação e Educação Ambiental, Qualidade da Água Balnear, Gestão Ambiental, Segurança e Serviços, Responsabilidade Social e Envolvimento Comunitário.

O objetivo é tornar possível a coexistência entre o desenvolvimento do turismo e o respeito pelo ambiente local, regional e nacional. Os mais de 30 anos do programa comprovam que é considerado e reconhecido como um eco-label por operadores turísticos, decisores e público em geral.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Desde a abertura: Expo 2020 Dubai registou 5,66 milhões de visitantes

A Expo 2020 Dubai, que abriu portas a 01 de outubro, registou no domingo passado, dia 05 de dezembro, a marca dos 5,66 milhões de visitantes, dos quais mais de um quarto estrangeiros.

Publituris

A Expo 2020, que decorre no Dubai, registou no domingo passado, dia 05 de dezembro, a marca dos 5.663.960 visitantes. Só em novembro, mais de um quarto dos visitantes eram de fora dos Emirados Árabes Unidos, designadamente, da Índia, França, Alemanha, Arábia Saudita, e Reino Unido.

Desde a sua abertura, a 01 de outubro, segundo nota do Turismo do Dubai, a exposição foi visitada por 5.383 líderes governamentais, incluindo ministros, primeiros-ministros e chefes de Estado. No mesmo período decorreram no recinto 10.461 eventos.

Diz a nota deste primeiro balanço que, seis em cada dez visitantes (57%) dispõem agora de um Expo Season Pass, com o número de visitantes repetidos nos primeiros dois meses a atingir 1,2 milhões, enquanto o programa Expo Escola atraiu cerca de 250 mil alunos de escolas públicas e privadas de todo o país, que participaram em 10 mil visitas de estudo. Também a visita virtual da Expo 2020 aumentou para 25 milhões, motivada pela grande procura do [email protected]

Em novembro, a dinâmica programação da Expo 2020 atraiu também “change makers” de todas as partes do mundo, com duas das dez semanas temáticas a acontecerem neste período – a Semana do Desenvolvimento Urbano e Rural e a Semana da Tolerância e Inclusividade – bem como festividades e atividades para assinalar o Dia Mundial da Criança, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência e o Dia Internacional do Voluntariado.

No passado dia 02 de dezembro, para assinalar os 50 anos da assinatura do tratado que reuniu os sete Emirados Árabes, a Expo 2020 Dubai abriu as portas gratuitamente.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

São Paulo passa a exigir certificado de vacinação a partir de 15 de dezembro

Informação foi avançada por João Doria, governador do estado de São Paulo, que revelou que o certificado vai ser exigido nos aeroportos internacionais do estado, a partir de 15 de dezembro.

Publituris

O estado de São Paulo, no Brasil, anunciou que vai passar a exigir o certificado de vacinação aos viajantes que cheguem ao país a partir de 15 de dezembro, independentemente de qual venha a ser a decisão do Governo Federal sobre a exigência do documento.

De acordo com a Lusa, que cita João Doria, governador de São Paulo, estado que é o mais populoso do Brasil, o certificado de vacinação vai passar a ser exigido nos aeroportos internacionais do estado a partir de 15 de dezembro, mesmo que o Governo brasileiro venha a decidir em sentido oposto.

“Aqui não vai ser um paraíso dos negacionistas. Portanto, se o Governo Federal não adotar o passaporte até 15 de dezembro, São Paulo o fará e o exigirá nos seus aeroportos internacionais”, disse o governador de São Paulo, João Doria, que é contra a firme rejeição dessa medida por parte do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

João Doria lembrou que o certificado de vacinação contra o novo coronavírus já foi adotado por vários países no mundo e destacou que chegou a ser recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa, órgão regulador do Brasil) para evitar a disseminação da doença, como forma a fazer face aos temores pela variante Ómicron.

“A medida foi corretamente recomendada pela Anvisa. Não há razão para que o Governo Federal negue ou não avance no passaporte, exceto por questões políticas ou ideológicas”, acrescentou, numa crítica ao Presidente brasileiro, que ainda na terça-feira, 7 de dezembro, reafirmou que não restringirá o acesso ao país através da apresentação de certificados de vacinação, ainda que seja necessário apresentar um teste negativo à chegada, enquanto os não vacinados devem cumprir um período de quarentena de cinco dias.

Recorde-se que, além de ser o estado mais populoso do Brasil, com 42 milhões de habitantes, São Paulo é também o estado mais rico e a principal porta de entrada no país, uma vez que dispõe do maior aeroporto internacional da América do Sul.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Pedro Machado reeleito presidente da Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal

Pedro Machado, que é também presidente da Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, liderava a única lista candidata à ARPTC e que foi eleita por unanimidade na terça-feira, 7 de dezembro.

Publituris

Pedro Machado foi na passada terça-feira, 7 de dezembro, reeleito como presidente da Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal  (ARPTC) e vai liderar a entidade público-privada par a promoção da região durante o próximo triénio.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa, Pedro Machado, que é também presidente da Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, liderava a única lista candidata à ARPTC e que reuniu a unanimidade dos 70 associados que votaram neste ato eleitoral, que elegeu os órgãos sociais da entidade para o período entre 2022 e 2024.

Além de Pedro Machado, também Jorge Loureiro (AHRESP) se mantém na agência como vice-presidente, enquanto Luís Veiga (Grupo Natura IMB) preside à Assembleia-Geral e Paulo Romão (Casas do Côro) preside ao Conselho Fiscal.

“O resultado desta eleição expressa a confiança dos agentes privados da região no trabalho que esta equipa tem desempenhado na promoção externa do Centro de Portugal. Os 100% de votos favoráveis em urna são a prova cabal da confiança no trabalho desenvolvido e um voto de estímulo para o futuro”, considerou Pedro Machado, após o ato eleitoral.

Segundo o responsável, neste mandato, o objetivo passa por alargar o âmbito de ação com novos associados para a ARPTC, assim como com representantes de outros já consolidados, de forma a representar todo o território do Centro de Portugal.

“Os órgãos sociais agora eleitos integram representantes dos setores do golfe, da animação turística e das aldeias de montanha, entre outros. O nosso objetivo é representarmos de forma abrangente todo o território do Centro de Portugal e reforçarmos a promoção das empresas da região nos 25 mercados internacionais onde a ARPTC está presente”, acrescenta o responsável.

A aposta no futuro Convention Bureau do Centro de Portugal, nomeadamente para “captar eventos, como congressos, conferências e seminários, ao longo de todo o ano”, assim como a integração da agenda da sustentabilidade económica, social e ambiental nas prioridades da agência, são os principais tarefas que Pedro Machado já elegeu como prioritárias para este mandato.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector do turismo, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias do Turismo. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.