Faro e Funchal são destaque entre os 112 destinos que a Iberia vai operar no verão

Por a 14 de Abril de 2021 as 17:59

A Iberia vai voar para Faro e para o Funchal, na Madeira, ao longo do próximo verão, informou a companhia aérea espanhola num comunicado em que revela que vai operar um total de 112 destinos em todo o mundo no verão, incluindo uma nova rota para as Maldivas, duas vezes por semana, em julho e agosto, e que tem planos para vir ainda a voar para os Açores.

Na informação divulgada esta quarta-feira, 14 de abril, a Iberia revela que, no caso de Portugal, “para além de Lisboa e do Porto, a cidade de Faro e a capital da Ilha da Madeira, Funchal, serão servidas pela Iberia Regional / Air Nostrum”, estando ainda prevista a realização de “voos charter para o Porto Santo a partir de Lisboa e do Porto”, tal como já era conhecido.

“O Grupo Iberia caminha com confiança para a recuperação das viagens aéreas e anunciou um ambicioso programa de verão, retomando os voos para muitos destinos anteriores e aumentando a capacidade nas suas rotas mais movimentadas à medida que as restrições são suspensas”, refere a Iberia, no comunicado divulgado.

De acordo com a companhia aérea, para o terceiro trimestre deste ano estão previstos voos para 112 destinos em todo o mundo, incluindo 24 de longo curso e 88 de média e curta distância, que vão ser operados pela Iberia, Iberia Express e Iberia Regional/Air Nostrum.

“Neste verão, estamos a fazer uma grande aposta na recuperação. Enquanto país, não podemos perder duas temporadas inteiras, por isso, devemos fazer todos os esforços para salvar a que está por vir. As campanhas de vacinação estão a levar ao levantamento das restrições às viagens e é vital encontrar modelos que sejam válidos para a Europa, América e, eventualmente, para todos os países do mundo”, acrescenta Javier Sanchés-Prieto, Executive Chairman da Iberia.

Quanto à nova rota das Maldivas, a Iberia explica que ainda se encontra a aguardar autorização para esta operação, que representa uma mudança face à política que vinha sendo seguida pela transportadora, uma vez que este se trata de um “voo ponto-a-ponto de longo curso exclusivamente para turistas”.

“O anúncio da nova rota das Maldivas deve elevar o moral da empresa e é visto como uma boa notícia para o negócio de viagens e como um exemplo de como a Iberia se está a adaptar às novas circunstâncias e a abrir novos mercados”, considera Javier Sanchés-Prieto.

Mas, além das Maldivas, a Iberia está também empenhada na reabertura das rotas dos EUA, sublinhando que, atualmente,  existem “voos regulares de Madrid para Nova York e Miami” e que, neste verão, vão ser retomadas as ligações para Boston, Chicago e Los Angeles, “que operavam durante todo o ano antes da pandemia”.

Na América Latina,  a Iberia tem previsto retomar os voos para Guayaquil, no Equador, em maio, enquanto o regresso dos voos para Cali, na Colômbia, e San Juan, em Porto Rico, devem ser retomados em junho.

Relativamente à Venezuela, a Iberia diz ainda que está a aguardar apenas “a reabertura” do país “para retomar os voos para Caracas, o que elevaria para 18 o número total de cidades latino-americanas” na sua rede.

Na Europa, a Iberia destaca o regresso dos voos para a Croácia, país que vai contar com “voos das três companhias aéreas do Grupo Iberia para um total de quatro cidades: Dubrovnik, Split, Zadar e Zagreb”.

Além da Croácia, as companhias aéreas do Grupo Iberia vão contar também com ligações a vários destinos clássicos em Itália, como Roma, Milão, Veneza, Florença e Bolonha, mas também Bari, Cagliari, Catania, Olbia e Palermo.

Na Grécia, estão previstos voos da Iberia para Atenas, enquanto os destinos de praia de Heraklion, em Crete, assim como  Cephalonia, Mikonos e Santorini vão contar com voos da Iberia Express.

Em junho, a Iberia vai ainda começar a voar para Oslo e Bergen, na Noruega, assim como Budapeste e Praga, na Hungria e República Checa, enquanto a Iberia Express voa para Edimburgo e Manchester, no Reino Unido, e Reykjavik, na Islândia, a partir de julho.

Já a Iberia Regional/Air Nostrum  vai voar para Casablanca, Marraquexe e Tangêr, em Marrocos, a partir de junho, quando se espera que o país reabra as suas fronteiras, tal como deverá acontecer com a Algéria.

No verão, a Iberia Express vai operar os voos das ilhas Canárias e Baleares, com a companhia aérea a destacar que a low cost está preparada para atingir os níveis de 2019, oferecendo um total de 507 mil lugares nas rotas das Canárias e de 276 mil para as Baleares, em ambos os casos à partida de Madrid.

Também para as ilhas espanholas, a Iberia Regional/Air Nostrum vai disponibilizar mais 60 voos durante o verão e conta ainda com planos para operar voos entre Maiorca e Nice, assim como de Ibiza para Nice, Genebra e Zurique.

Além destes destinos, a companhia aérea espanhola quer vir também a voar, ainda durante este verão, para Ljubljana, na Eslovénia; Bastia, na Córsega; Rhodes, Thessaloniki e Zante, na Grécia; Fez, em Marrocos, assim como para as ilhas dos Açores em Portugal.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *