30% dos hotéis vão permanecer encerrados este ano

Por a 3 de Março de 2021 as 14:50

De portas fechadas. É assim que 30% dos estabelecimentos hoteleiros deverá permanecer ao longo de todo o ano de 2021. Depois de serem forçados a encerrar, devido aos constrangimentos provocados no âmbito da pandemia, esta fatia da praça hoteleira diz não ter perspetivas de reabrir em 2021, revela a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), no âmbito de um inquérito realizado aos seus mais de 500 associados, “Balanço 2020 & Perspetivas 2021”, realizado entre 04 e 28 de fevereiro, e apresentado esta quarta-feira, dia 3.

Sobre aquelas que serão as perspetivas de reabertura, abril é o mês que marca o início da operação para 35% dos hotéis mas é em junho que a maioria, 65%, admite  voltar a abrir portas.

Nos dois primeiros meses do ano, 64,12% da praça hoteleira nacional manteve-se encerrada, com o Algarve a liderar o ranking nacional com um maior número hotéis fechados: 80%.

“No mês de março percebemos que entre 10% a 15% dos estabelecimentos hoteleiros pretende abrir;  há um salto grande para o mês de abril e, depois, o que vamos verificando é uma subida até ao mês de junho, onde já temos 65% dos estabelecimentos hoteleiros abertos. Mas, e isto é que é muito perturbador, cerca de 30% dos inquiridos não vão reabrir até ao final do ano, ou não têm perspetivas para reabrir ou não sabem se vão reabrir”, analisa a vice-presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira que destaca a situação “muito preocupante da região de Lisboa” que estima uma abertura, no máximo, de 60% da sua oferta hoteleira.

“Vai ser um ano muito muito tímido em termos de aberturas. Vai ser um ano muito pobre em termos de ofertas de alojamento porque, naturalmente, vai haver muito pouca procura”, lamenta a também CEO da associação que representa os hoteleiros.

Leia a notícia completa aqui.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *