easyJet abre nova base sazonal em Faro

Por a 8 de Outubro de 2020 as 10:16

A easyJet vai abrir, na primavera de 2021, uma nova base sazonal em Faro, Algarve, naquela que será a terceira base da companhia aérea low cost em Portugal, depois de Lisboa, em 2012, e do Porto, em 2015.

“A easyJet vai alocar três Airbus A319, com 156 lugares, a partir da base de Faro que voarão para 17 destinos internacionais entre março e outubro de 2021”, informou a companhia aérea, lembrando que iniciou a sua operação em Faro em 1999 e, desde então, transportou já 20 milhões de passageiros de e para o Algarve.

Num comunicado enviado à imprensa, a easyJet defende que a abertura desta base vai “fortalecer ainda mais o caminho para a posição de liderança” da companhia aérea na região, permitindo alcançar a “posição de primeira operadora em número de passageiros e também em volume de operações”.

A base de Faro foi anunciada em paralelo com a de Málaga e, segundo a companhia, vão permitir que a easyJet consiga responder ao “pico de procura com capacidade sazonal”, até porque os aviões que vão ficar colocados em Faro e Málaga vão “permitir à easyJet reforçar os mercados existentes, bem como explorar novos fluxos no futuro, que antes lhe eram inacessíveis”.

“Com o tempo, este movimento também proporcionará à easyJet um crescimento a longo prazo para estes destinos. Além disso, reforça o seu compromisso com o lazer e a easyJet Holidays, desbloqueando novos mercados que podem ser servidos a partir da FARO e de Málaga”, refere ainda a companhia aérea.

Já José Lopes, diretor da easyJet para Portugal, declara-se “muito satisfeito por anunciar a abertura de uma terceira base em Portugal”, apesar das dificuldades que todo o setor tem vindo a atravessar devido à pandemia e sublinha que a abertura desta base demonstra “o compromisso da easyJet com Portugal e com um crescimento sustentável no país”.

“Estamos sempre a avaliar novas oportunidades e, uma vez que Faro é o segundo maior ponto de rede da easyJet, onde não temos uma base e para onde existe uma elevada procura contínua, abrir uma base sazonal foi o passo lógico a seguir”, destaca o responsável.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *