Eurostat: Dormidas turísticas em Portugal aumentaram mais que a média europeia

Por a 24 de Janeiro de 2020 as 11:49

O número de noites passadas em estabelecimentos turísticos subiu 3,4% em Portugal em 2019, um crescimento acima da média europeia, que foi de 2,4%, avança a Lusa, que cita os dados revelados pelo Eurostat, o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE).

Os dados do Eurostat, divulgados esta sexta-feira, 24 de janeiro, revelam que o número de dormidas em estabelecimentos de alojamento turístico na UE atingiu os 3,2 mil milhões em 2019, um aumento de 2,4% face ao ano anterior.

Em Portugal, no ano passado o número de noites em estabelecimentos turísticos aumentou 3,4%, para 76,9 milhões, mais 3,6 milhões de dormidas face a 2018, uma subida que representa o dobro daquela verificada entre 2017 e 2018 (1,7%).

Do total de dormidas em Portugal, 51,1 milhões dizem respeito a hóspedes estrangeiros, o que traduz um aumento de 2,6% face a 2018, sendo as restantes 25,8 milhões de dormidas de residentes, o que representa uma subida de 5%.

Espanha voltou a ser o país da UE com maior volume de dormidas turísticas, num total de 469 milhões, o que traduz um acréscimo de 0,5% face ao ano anterior, enquanto França fica na segunda posição deste ranking, com 446 milhões de dormidas, mais 0,8% que em 2018.

A Alemanha, com 436 milhões de dormidas, o que traduz um crescimento de 4%, e a Itália, com 433 milhões de dormidas, numa subida de 0,9%, ocupam a terceira e quarta posições, respetivamente, invertendo as posições que se tinham registado em 2018.

Já as maiores subidas face a 2018 foram registadas na Eslováquia (+12,6%), Lituânia (10%), Holanda (6,8%), Reino Unido (5,7%) e Roménia (5,6%), enquanto a Grécia e Malta apresentaram os principais decréscimos, com descidas de 3,0% e 2,7%, respetivamente.

Entre 2018 e 2019, no conjunto da União, o crescimento de pernoitas foi exatamente o mesmo para residentes como para não residentes: 2,4% em ambos os casos.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *