Crescimento dos mercados de longo alcance contribui para “minimizar a sazonalidade”

Por a 17 de Janeiro de 2020 as 13:11

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, considerou esta quinta-feira, 16 de janeiro, durante uma audição parlamentar, que o crescimento dos mercados de longo alcance contribui para “minimizar a sazonalidade”, a exemplo dos mercados brasileiro e norte-americano, que estão a crescer a dois dígitos.

“A sazonalidade é, de facto, uma prioridade, temos metas claríssimas no que toca à sazonalidade e estamos a trabalhar a vários níveis. Destacaria dois: em primeiro lugar, olhando para mercados de longo alcance, lembro que o Brasil está a crescer 15,3%, os EUA 20,8%, são métricas de novembro de 2019 face a período homólogo correspondente. Portanto, trabalhando estes mercados de longo alcance, conseguimos, de facto, minimizar a sazonalidade”, afirmou a governante.

Rita Marques, que falava na audição do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, na comissão parlamentar da Orçamento e Finanças, explicou ainda que a redução da sazonalidade tem sido também trabalhada “ao nível da estruturação da oferta”, motivo pelo qual o Governo elegeu alguns segmentos como prioritários.

“A sazonalidade tem sido também trabalhada ao nível da estruturação da oferta, já dei aqui alguns exemplos, como o turismo equestre, o turismo termal, o golfe, o city-break, cycling e afins. Portanto, trabalhando esta oferta, conseguimos, entendemos nós, diminuir este efeito de sazonalidade”, afirmou a governante.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *